• Cinema
  • Inspiração
  • Leitura
  • Música
  • Playlist
  • Resenha
  • Série
  • Texto
  • Vídeo
29 maio 2015

Resenha: Garota Oculta,Shyima Hall com Lisa Wysocky


Garota Oculta

Título: Garota Oculta
Autora:  Shyima Hall com Lisa Wysocky
Ano: 2015
Páginas: 248
Editora: Vergara & Riba
Sinopse : “Porque minha mãe permitiu aquilo? Por que ela não lutou por mim? Eu tinha apenas 8 anos! Me senti jogada fora e morria de medo de nunca mais ver minha casa. Infelizmente eu estava certa. Uma criança talvez não consiga se lembra de um pesadelo com detalhes, mas a sesação de terror causada pelo sonho pode ficar para o resto da vida. Assim foi para mim o dia em que fui vendida com oescrava. Hoje aquela sensação de abandono é quase tão vivida quanto foi a 15 anos atrás, quando eu tinha apenas 8...

Lançamento da  V&R Editoras,  a autobiografia de Shyima Hall, “Garota Oculta” é uma emocionante história de não ficção para jovens leitores.  A história real de uma garota egípcia que foi vendida pelos próprios pais aos 8 anos para servir como escrava domestica em uma família rica , para pagar uma dívida da sua irmã mais velha por um roubo, e que, posteriormente é levada ilegalmente para os Estados Unidos junto com a família.

Shyima vê sua vida miserável, mas feliz torna-se infeliz tornando-se escrava domestica obrigatoriamente. Trabalhando mais de 18 horas por dia, sete dias por semana, sem tempo para descanso e em péssimas condições. O dinheiro que deveria receber pelo seu trabalho é dado aos seus pais e o resto é quitado pela dívida da sua irmã.

“ Todo mundo tem um momento decisivo na vida. Para alguns, é o dia em que se casam ou em que têm um filho. Para outros, é quanto finalmente atingem um objetivo muito almejado. Minha vida, no entanto, mudou drasticamente de rumo no dia em que meus pais me venderam como escrava. Eu tinha 8 anos.”

A “garota estupida” é forçada a todos os tipos de trabalho e a submete-se a todo tipo de agressão verbal e física pelos membros da família de raptores. Aos 10 anos, os raptores mudam-se para os Estados Unidos e levam a menina a força para continuar seu trabalho. Depois de dois anos de sofrimento, sem descanso e em péssimas condições e agressões, o Serviço de Proteção à Criança dos Estados Unidos a resgata.

Sua autobiografia é uma denúncia real ao tráfico de pessoas e á escravidão que mesmo em pleno século XXI persiste. A garota passa a enfrentar o mundo que agora é sua vida livre: de lares adotivos muçulmanos, a maus tratos, a superação de todo o passado que Shyima insiste em passar para trás.

“ Minha vida no Egito era assim: felicidade simples interrompida por uma tragédia inimaginável. Era um mundo inseguro. Mas era o meu lar.”

Essa história incrível fará as pessoas se questionarem ao verem alguém diferente na rua ou reparem em crianças ou adolescentes submissos a outros, baixando o olhar e servindo de escravos. Shyima trará uma grande reflexão sobre o que significa a liberdade e a família na sociedade moderna.

NOTA:  ★★



divulgar

1 comentário


Comentário(s) pelo Facebook:

Um comentário:

  1. Minha nossa que história emocionante mesmo, já me imagino chorando rios, é triste ver que esse livro não conta nem metade da metade que essas crianças continuam vivendo.
    Sexo, Fraldas e Rock'n Roll

    ResponderExcluir