• Cinema
  • Inspiração
  • Leitura
  • Música
  • Playlist
  • Resenha
  • Série
  • Texto
  • Vídeo
04 julho 2020

Resenha: As duas faces da realidade , Maria Anna Martins


Você já parou para pensar no quanto situações cotidianas podem conter pedaços para contos de fadas? Sim, talvez, nossa realidade transpire uma vida além do imaginário, uma fantasia. Através de contos e crônicas a @m.annamartins nos prende em diversas histórias curtas, com toques de ironia e reflexão.

"Ah, os livros! Eram seus melhores amigos naquela casa que mais parecia assombrada pela vida, como se essa fosse um fantasma de uma criança caminhando em seus corredores, brincando alegre e viril, mas recusando-se a presentear o ambiente com o seu dom, deixando tudo sem graça, esquecido."

Breves, completas e permeada de interpretações. Quando falo em crônicas, penso no quanto podemos escrever coisas que acontecem conosco ou imaginar o que podem acontecer pelas ruas. Em muitos textos da autora, eu pude sentir suas analogias com seres fantásticos. Um dos meus contos preferidos foi o o da Democracia. Fiquei abismada com o quanto de poder transbordou da página. Alguém que insiste em ser vista, ouvida e sentida, mas permanece silenciada. Sua bandeira sempre está levantada e ela está esperando para se libertar.

"Melhor, deve ser, ir dormir sem pensar demais. Às vezes é muito mais agradável imaginar."

Outro conto singelo é o do Casamento. Um grande dia para a noiva, mas ela pensa em desistir todas as vezes. Talvez queira desistir das grandes mudanças que virão, com medo do futuro. Entendeu agora? Porque uma leitura desse gênero é tão importante? Ela desperta seu pensamento crítico, as múltiplas interpretações e assim você pode entender melhor a vida. Ou quem sabe, vive-la através de outro olhar.

Um livro para ler rapidamente ou se demorar mais um pouco. As Duas Faces da Realidade é uma boa pedida para sair de uma ressaca literária, sair da monotonia e sair da sua torre de Rapunzel. Saia do seu quarto pequeno e se permita viajar pelas palavras sob um ponto de vista especial.



divulgar

comentar

30 junho 2020

Resenha:Uma estrela me disse| @minniedarke | @globolivros | 4’🌟 ⁣⁣


📰 Justine é uma jornalista que depois de algum tempo na empresa Star, ela ainda não foi promovida. Um certo dia, ela reencontra Nick, um amigo de infância e também sua apaixonite. Nick é fã das vibes de astrologia, sempre verificando os conselhos para seu signo da revista Star. Justine vê uma chance de faze-lo enxergar que talvez ela possa ser o amor da sua vida, mas será que essa armadilha romântica dará certo?⁣ ⠀⁣ ⁣⁣

⁣ 💬 Sabe aquele livro divertido, que rende umas boas risadas e aquela torcida para que o romance aconteça? A história é narrada pela Justine e tudo o que ela fará para conquistar Nick. ⁣⁣
⁣⁣

💭Uma coisa bem interessante é que todos os capítulos tem títulos de signos e nele conhecemos personagens novos, que no final você entenderá todos os laços da narrativa. Definitivamente, a protagonista fará de tudo para mostrar ao seu amado que as estrelas estão a seu favor. Sera que isso dará certo?⁣⁣ ⁣⁣

⁣ 💬 Apesar de ter uma escrita fluida, bem jovial, notei que havia prolongação de alguns momentos na historia, que para mim, tornou-se repetitivo e até cansativo. Mas, se você não se importa com esse pontinho negativo e curte história leves com astrologia, indico a leitura. ⁣⁣
⁣⁣


divulgar

comentar


Resenha: O poder | Naomi Alderman | @planetadelivrosbrasil | 4,5🌟⁣ ⁣


📖Em “O Poder” acompanhamos a trama, no qual, meninas mais novas passam a ter uma espécie de poder de eletrocução, passando a despertar em outras mulheres mais velhas. A narrativa  acompanha quatro personagens: Margot, Tunde, Roxy e Allie e vivemos todo o período anterior ao “cataclismo”, um grande evento mundial que marcará as mulheres para sempre.⁣

⚡️ Margot é uma prefeita ambiciosa por poder e ela pensa em ajudar outras mulheres a controlar o seu poder. Allie é a Mãe Eva: ela inicia um convento e começa a ajudar outras mulheres que fugiram das suas vidas. Roxy é a filha de um mafioso e viu sua mae morrer. Mas, ao descobrir que tem esse poder e como controla-lo se torna uma a mulher mais temida do mundo. Enquanto Tunde é um jornalista que reporta todo o caos vivido nesse momento. Um rapaz que vê a esperança nesse novo modelo instaurado, mas aos poucos perceberá que nem tudo depende do gênero.⁣

📝Agora elas podem controlar a eletricidade, infligir dor e até matar alguém. Algumas tem mais poder que outras e estão livres para fazer o que quiserem. Quem as impedirá? Se antes o mundo as tratava de qualquer maneira, hoje elas são reconhecidas, seja como líderes politicas, religiosas e donas de si e dos outros.⁣

📚O medo deu lugar a liberdade e a força veio com autoridade. Uma distopia assustadora, mas o real espelho da nossa sociedade. No começo, eu me senti poderosa, forte e fiquei pensando: e se tivéssemos poder? E se eu pudesse causar medo em quem nos traumatizou de maneiras horríveis? ⁣

✔️As reviravoltas são incríveis e precisas. O ritmo pode parecer confuso inicialmente, mas ele flui e é impossível não continuar curioso com o que vai acontecer a seguir. Esse livro tem algumas cenas fortes: em que os homens sentem na pele um estupro, algumas atrocidades que acontecem com mulheres, mas agora é sentida por homens. Isso pode perturbador de se ler.  A autora escreve sobre as opressões e sobre a inversão de gêneros de uma maneira distanciada, mas genial.⁣


divulgar

comentar


Resenha: Uma sombra ardente e brilhante| @jesscluess | @galerarecord |4,5’🌟’⁣ ⠀⠀

⠀
✨Existe uma profecia neste tempo: surgirá uma grande feiticeira, a primeira em séculos, que lutará contra os Ancestrais e salvará a todos.⁣

⠀
🔥 "Uma voz dentro de mim gritava, mas não podia sentir medo. Medo era igual a morte. Era hora de reagir.⁣
⠀
📝Henrietta Howel perdeu os pais quando criança e desde então mora em Brimthorn, uma escola de garotas. Desde a infância, a garota tem um grande segredo: ela é capaz de gerar fogo, logo esconde isso a sete chaves. Já que poderia ser executada se descobrissem. Um dia, seu melhor amigo é colocado em perigo, criaturas malignas o atacam e para o salvar, ela precisa revelar seu poder.  A partir dai, ela fica conhecida como A Garota Profetizada, que derrotaria os 7 Ancestrais no reino.⁣

⠀
🔥 “A descarga de calor na minha pele fez as lágrimas evaporarem. O fogo queimou minha tristeza. Restou somente uma brasa de raiva."⁣

⠀💭Confesso que não esperava gostar tanto dessa fantasia, mas o enredo me prendeu. Uma garota, um poder, uma profecia e todos contra ela. Definitivamente, uma girl power. O cenário é atraente: uma Londres mágica, além de não ser totalmente ficcional assim.Jessica Cluess tem uma escrita fluida, interessante e um enredo bem construído. Com personagens memoráveis, principalmente a Henrietta: lutadora, corajosa e não tem medo de enfrentar a sociedade. ⁣ ⠀⠀⠀


⠀💞”Uma Sombra Ardente e Brilhante" é uma fantasia surpreendente, com um toque de romance, mas cheia de magia e um plot twist de tirar o folego. Já quero o próximo volume.⁣


divulgar

comentar


RESENHA: MELHOR SERVIDO QUEIMADO | @celomrcnds | 3,5 🌟⁣ ⁣


⁣🚫 para menores de 18 anos. Contém gatilhos.⁣ ⁣
Tomas não é mais o mesmo após o fim do seu relacionamento. Ele deixa tudo para trás e sozinho descobre que talvez, ele mesmo seja um empecilho da sua vida. Afinal, tudo é incerto, confuso e ele ansia pela normalidade.Refém dos seus medos, das suas inseguranças e do seu passado. E é justamente isso que o livro abordará: a tentativa da retomada da sua vida, apesar dos cacos, das lágrimas e do caos . O seu inferno particular e o abuso de substancias para superar a dor.⁣

📝Melhor Servido Queimado é um drama LGBT, inspirado nas músicas de Taylor Swift, que reflete sobre os términos, a procura para fuga dos problemas e saúde mental. A diagramação segue o mesmo caminho: com ilustrações e títulos dos capítulos referentes ao que será abordado durante a leitura do mesmo.⁣

💭Apesar de ser curtinho, a leitura é sufocante, triste e provocante. O autor procura colocar seu coração na obra e isso tem um tom intimista e até cru. Esse livro aborda alguns assuntos pesados, como: uso de drogas, sexo e linguagem crua. Essa foi uma leitura bem diferente para mim. Acredito que essa foi minha primeira experiência com algo tão dramático sobre uma relação narrado em primeira pessoa. Minhas únicas ressalvas foram quanto ao exagero de algumas ações, descrições demasiadas. Todavia, pude sentir uma empatia sem fim pelo protagonista e só torcia para que ele visse que tudo passa.⁣

💞Quantas vezes pensamos que uma relação poderia ser tudo, mas nos deixou presos a ela? A toxicidade de uma relação vai além das ações do outro. Ela nos mudam de dentro para fora. Tudo reflete e isso acaba invadindo nosso peito, pensando que existem maneiras de esquecer essa invasão tóxica. Mas, a verdade está em nós.

Tudo bem sentir tristeza, desesperança, raiva e medo. E está tudo bem, sentir-se inseguro, pensar que nada de bom virá depois de algo tão ruim, tão desgastante. Mas, se há uma coisa que aprendi foi que tempestades sempre tendem a ir embora, por mais que demorem. Arco-íris podem colorir nosso céu acinzentado e trazer novos sorrisos para nossos amores cansados.


divulgar

comentar


RESENHA: A CASA HOLANDESA |Ann Patchett |@intrinseca |4’⁣🌟 ⁣


Desde a infância, Danny e Maeve Conroy moraram na Casa Holandesa: uma casa fina na Filadélfia, cujos interiores eram cheios de artes e decorações luxuosas. O pai dos irmãos por ser investidor imobiliário, adora a casa e a vê com outros olhos, enquanto sua mãe repreende o local. O qual, ela acaba abandonando a família posteriormente.⁣

📖Depois que sua mae foi embora, Maeve cria Danny, assumindo o papel de mae com ajuda da cozinheira e faxineira da casa. Mesmo com uma diferença de idade, a relação deles torna-se cada vez mais forte. Até que seu pai decide se casar novamente, com uma mulher mais jovem. Um dia, Danny e Maeve são expulsos de casa após a morte do pai. Tendo um ao outro para sobreviver, eles não conseguem desapegar da Casa Holandesa e querem entender o que aconteceu em suas vidas até esse momento.⁣

📖 De início, o ritmo é lento, mas aos poucos a escrita envolve e desenvolve bem os personagens, a ponto de criarmos uma conexão com eles. A minha ressalva é quanto os saltos temporais,mas o drama familiar é bem escrito, rico em detalhes, porém na medida certa.⁣

"Olhamos para o passado pela lente do que sabemos agora, então não o vemos como a pessoa que éramos, vemos com os olhos das pessoas que somos hoje, o que significa que o passado foi radicalmente alterado."⁣

💭Danny e Maeve tem uma relação tão incrível. Mesmo com o abandono da mae deles, um pai ausente e sendo criados por uma faxineira e uma cozinheira, ele ainda permaneceram aquecendo meu coração durante a leitura. Tantas perdas com o passar do tempo e eles continuaram unidos. Sua prioridade era a segurança do outro.⁣

📖 Um livro sobre passado e futuro, relacionamentos familiares, perdão e amor entre irmãos. Uma escrita sobre a dinâmica familiar e a nostalgia da vida. E por isso, demorei a me conectar com A Casa Holandesa. Demorei a entender a importância que uma casa teve no presente e no futuro dos personagens, tornando ela influente em suas vidas e o que representa para eles. O final do livro fecha um ciclo de uma romance surpreendente.


divulgar

comentar


RESENHA: PELOS SEUS OLHOS|STEFANY ARMANI | 4,5’





A Califórnia é o novo lar de Kat, mesmo sendo um clima que a incomoda, isso não deve ser a única coisa a  que ela terá que se acostumar. Sua nova vida começa no mundo dos milionários,  afinal nessa cidade , seu passado precisará ficar para trás. Novas experiencias, amizades e amores a aguardam. E conhecer Sebastian  definitivamente a tira da sua zona de conforto. O garoto popular do colégio, mas que rege suas próprias regras, sendo fechado para tudo e todos. Com Kat no seu caminho, Sebastian perceberá que algumas coisas do coração serão inevitáveis. Na Calabasas High School tudo pode acontecer. Será que esse casal poderá superar seus medos, seus segredos para viver esse relacionamento?

Sabe aquele YA leve, descontraído e que tem um plot twist de enlouquecer? Sim, “Pelos seus olhos” é um nacional tão delicioso de ler, que nem percebe-se o tempo passar.

A escrita da Stefane é fluida, tem um bom ritmo e bem construída. A narrativa acontece em primeira pessoa, por dois pontos de vista: Katie e Sebastian. EU curti muito a construção dos personagens. Enquanto Katie é uma garota que está deslocada em um local, ela passa uma força incrível, além de coragem de enfrentar as coisas. Sincera, determinada e com um coração de mocinha apaixonada. Sebastian merecia um desenvolvimento melhor, uma maior profundidade dos seus problemas. Mas, ainda sim, pude sentir o seu charme do outro lado da telinha.

“ De uma coisa eu tinha certeza: o medo estava se instaurando dentro de mim e o frio na barriga se fez presente igual falam nos livros de romance “.

Alguns detalhes poderiam ter sido melhores desenvolvidos, mesmo assim, o livro é ótimo e tem todos as características para ser um YA divertido e atraente. Envolvente, rápido com algumas surpresas e mistérios. E pode se preparar que tem muita sororidade.

“Não se mexe com mulher. Não somos indefesas, não somos fracas. Temos voz, força e perseverança”









divulgar

comentar