• Cinema
  • Inspiração
  • Leitura
  • Música
  • Playlist
  • Resenha
  • Série
  • Texto
  • Vídeo
17 agosto 2017

6 motivos para ler Desventuras em série


📖  Há um mês atras , eu coloquei como meta de leitura ler os livros de Desventuras em Série, uma coleção de 13 livros escrita por Lemony Snicket. Meta concluída com sucesso 🤗 E hoje, vim falar um pouco sobre a série, sem spoilers!
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Eu já conhecia a série de livros , mas me apaixonei pela trama da série adaptada pela Netflix.  A partir dai, eu só queria saber das desventuras dos três órfãos Baudelaire. A série contará a história de Violet, Klaus e Sunny Baudelaire, os três irmãos que perderam os pais em um incêndio misterioso . Eles são levados pelo Sr. Poe , um banqueiro desastroso, a casa de Conde Olaf, um homem que faz parte de uma misteriosa organização que só pensa em roubar a herança das crianças. Ao longo da série , os irmãos tentam escapar das garras de Olaf e procuram descobrir a verdade sobre seus pais enquanto passam por desastres e desventuras . 
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
️ Vamos citar 6 motivos para ler Desventuras em série ?
▪️1- É um livro que pode ser lido como um livro infanto-juvenil , com muitas ironias. É uma leitura agradável, principalmente pra crianças e adolescentes. Ou você pode lê-lo com um olhar mais apurado, visualizando as criticas da sociedade. Por exemplo, o primeiro livro Mau Começo é uma crítica ao sistema de adoção, tutela e herança.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
▪️2- O narrador é irônico e vai brincar com sua cara ou suas interpretações quanto a história . Além dele ser sincero quanto a história, já que se tratará de Desventuras , coisas ruins e devastadoras acontecendo com os irmãos Baudelaire.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
▪️3- Os livros são pequenos , mas com letras grandes
Os livros são finos e são super rápidos de ler, até para aquele leitor que demora para normalmente para ler.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
▪️4- A história é bem construída
Apesar de ser um livro infanto-juvenil, é necessário perspicácia para juntar todas as peças e teorias a fim de resolver os enigmas dessa história . 
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
▪️5- Referências literárias e mais !
Eu amo livros que citam autores, obras , então nesse temos várias referências. Por exemplo,  o próprio sobrenome Baudelaire vem do poeta Charles Baudelaire, e quanto ao restante, deixo para você descobrir .
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
▪️6- O vilão mais versátil : conde Olaf
 Olaf é o vilão principal da história, líder de uma companhia de atores e tudo o que ele faz gira em torno da atuação. Todos os seus planos diabólicos são absurdos , loucos e podem dar certo ou errado.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
E para finalizar , eu adorei a série ! Já estou desejando ler tudo de novo , em breve .  E aí? Já te convenci? Entao , vamos entrar de cabeça nessa desventura sem fim. 
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀




divulgar

comentar


Resenha: Ao seu encontro - Abbi Glines #11

                                              
Sinopse: Há apenas alguns meses, um encontro inesperado numa casa em Rosemary Beach se transformou num romance de conto de fadas. Agora Reese está prestes a ir morar com Mase na fazenda dele, no Texas. Com o apoio e o amor da família do namorado e a recente descoberta de que ela mesma tem uma família com a qual contar, Reese pode enfim superar os horrores do passado e se concentrar no futuro promissor que a aguarda.

No entanto, no que depender de Aida, isso não vai acontecer. A beldade loura e Mase foram criados como primos, mas logo fica claro para Reese que o amor da jovem por ele está muito longe do que se deveria ter por um parente.


Ao mesmo tempo que Reese tenta entender a relação dos dois e não se sentir ameaçada, entra em cena Capitão, um estranho que parece estar, convenientemente, em todos os lugares que ela frequenta. Bonito, sensual, misterioso e dono de uma franqueza desconcertante, ele não tem medo de dizer o que pensa de Mase - nem como se sente a respeito de Reese.

Enquanto a competição pelo coração de Mase e de Reese esquenta cada vez mais, algumas perguntas em relação ao passado dela começam a ser enfim respondidas, revelando verdades chocantes que vão mudar para sempre a vida do casal.

Em Ao Seu Encontro, Abbi Glines conclui a história que começou em À Sua Espera. Com a escrita romântica e voluptuosa que a consagrou, ela constrói mais uma narrativa envolvente, com personagens que vão mexer com as nossas emoções até o final.

"Reese era tudo que eu sempre esperei. Tudo antes dela era chato, até mesmo as garotas. Ninguém havia me feito ficar feliz por acordar todas as manhãs e ver o mesmo rosto. Ou por ir para a cama com a mesma pessoa."

"Ao Seu Encontro" é o décimo primeiro livro da série Rosemary Beach da  Abbi Glines. Esta é a continuação da história de Mase e Reese, precedida do livro: "À Sua Espera".


No final de  "À Sua Espera", várias questões ainda estão em aberto. Reese estava prestes a se mudar para o Texas e morar com Mase, porém ela descobre que tem uma família, de verdade. E depois de passar um tempo com eles, Reese volta para o Texas e começa uma nova vida com Mase.
Mas, na fazenda Reese conhece Aida, a prima de Mase, e ela sente que Aida não gosta dela. Desde a infância, Aida e Mase são grandes amigos e quase primos, mas não de verdade. Aida sempre sentiu ciúmes de Mase e sempre quer sua atenção.Todavia, Aida têm sentimentos por Mase e sofre com isso.
"Este homem na sua frente vai amar você até o dia em que morrer. Você é meu único amor Reese."

Reese começa a se adaptar no Texas, porém não consegue lidar com Aida,competindo pela atenção de Mase, além disso ela conhece o Capitão, irmão mais velho de Blaire. O Capitão sempre aparece em todos os lugares para atrapalhar o relacionamento de Reese com Mase, tudo para conquista-la.
 
Este é o primeiro livro da série onde a história não se passa em Rosemary Beach, mas vários personagens participam dessa trama também, quando vão para o aniversário da filha de Harlow.

"Eu nunca me arrependeria de ter me apaixonado por Reese. Ela mudou meu mundo de um jeito que eu nunca imaginei ser possível. Mudou minha vida e me mostrou a verdadeira felicidade."

"Ao Seu Encontro" é narrado em primeira pessoa, pelo ponto de vista dos personagens Mase e Reese, e também  temos um capítulo narrado pelo Capitão.  Amo os romances apimentados da Abbi Glines, mas esse em especial foi maravilhoso. Reese é uma personagem incrível e que passa muitas situações.



Nota: ★★★★




divulgar

comentar


Resenha:A História de Nós Dois, Dani Atkins

Título: A História de Nós Dois
Autora: Dani Atkins

Editora: Arqueiro
Páginas: 352
Ano: 2016
Sinopse: Emma tem 27 anos, é linda e inteligente e vive cercada de pessoas que ama. Prestes a se casar com Richard, seu namorado desde a época de escola, ela não poderia estar mais empolgada. Mas o que deveria ser o momento mais feliz de sua vida de repente vira uma tragédia. Emma sofre um acidente e é salva por um estranho minutos antes que o carro em que ela viajava explodisse. Abalada, ela decide adiar o casamento. E nesse meio-tempo descobre segredos que a fazem questionar as pessoas nas quais sempre confiara a ponto de duvidar se deve se casar afinal. Para complicar, ela se sente cada vez mais ligada a Jack, o homem que a salvou e que não sai da sua cabeça. Jack é lindo, gentil e divertido, de um jeito diferente de todos que ela já conheceu. Por outro lado, é Richard quem ela sempre amou... Uma mulher, dois homens, tantos destinos possíveis. Como essa história vai terminar?


Depois de ter amado "Uma curva no tempo" e andado ansiosa para ler mais da Dani Atkins, consegui mais um livro dela por troca no skoob. Não fiquei tão impactadada como da primeira vez, mas é um romance bonito e com uma carga dramática alta.

Trata-se de uma  história que vai fluindo devagar, com um desenvolvimento grandioso de Emma, que pode irritar o leitor com as ações ao seu redor, quanto a trama de personagens secundários, mas o desfecho é impactante e acelerado. A autora decidiu unir passado e presente com uma boa dose de triangulo amoroso, com os altos e baixos do amor, recomeço, traição,amizade, perdão, os males que uma doença incurável pode trazer para seus familiares, entre outros.

Emma é uma jovem que está prestes a se casar com Richard, seu namorado da juventude.Eles são amigos desde o tempo da escola e se separaram quando ela foi morar em Londres para trabalhar com Marketing.  Depois de formada e com um bom trabalho, Emma teve que sacrificar sua vida para voltar para casa, a fim de cuidar de seus pais. Na atual cidade, ela voltou a trabalhar  na livraria da cidade, fortaleceu a amizade com suas melhores amigas de sempre e retomou o relacionamento com Richard, além de agora estar noiva dele.

Todavia, faltando duas semanas para  o grande dia de sua vida, o destino resolveu interferir e mudar tudo. Ao sair da sua despedida de solteira, Emma e suas duas melhores amigas sofrem um grave acidente de carro.Esse episodio trouxe muitas perdas emocionais e físicas, mas também trouxe surpresas: a amizade com Jack, o cara que salva Emma na estrada. Esse estranho salvou Emma em seu momento mais difícil e agora ela se vê interessada no atencioso Jack, mas dividida entre as consequências de sua vida.Nada será como antes depois do acidente,  mas Emma quer colocar sua vida nos eixos e precisa encarar as verdades que estavam escondidas de si.

“Ele poderia ser qualquer um. Ele era qualquer um. O acaso ou o destino simplesmente o haviam colocado na estrada certa no momento certo.”

O livro é narrado sob dois tempos: presente e passado. O passado acompanha o acidente de Emma e suas consequências. Já o presente mostra as escolhas de Emma atuais, seu relacionamento com Jack, Richard, como sua família enfrenta a doença de sua mãe. Porém, a narrativa do passado predomina, deixando o leitor curioso sobre suas escolhas e se ela realmente encontrará a felicidade em meio a tanto caos.

Apesar de ter achado o meio do livro lento e os capítulos longos, pude entender que esta historia não era apenas um romance clichê com um triangulo amoroso.  Tudo é uma metáfora: Richard e Jack são dois pontos diferentes da vida de Emma. Cada um possui um pedaço do seus coração e do seu amor, um paradoxo quanto ao tradicional e ao novo; escolher o que já é rotineiro ou apostar no novo.Outro ponto positivo foi abordar a forma que um familiar lida com o Alzheimer e seus dilemas. Mas, o livro não é tão misterioso, na verdade Emma não me surpreendeu em suas ações, muitas delas já eram esperadas.

“Pela primeira vez questionei por que estava tão motivada a demolir um mundo que podia ser muito melhor do que aquele no qual eu vivia.”

 Mesmo assim, a história é reflexiva, emocionante e não é tão maravilhosa quanto Uma curva no Tempo( o ultimo que li da autora), mas já espero os próximos livros.




divulgar

comentar

16 agosto 2017

Resenha: Fração de segundo #2 - Kasie West



Título: Fração de Segundo
Série: Encruzilhada
Autora: Kasie West
Editora: Seguinte
Páginas: 320

Sinopse: Por causa de sua habilidade paranormal, Addie é capaz de Investigar seu futuro sempre que se depara com uma escolha, mas isso não torna sua realidade mais fácil. Depois de ser usada pelo namorado e traída por Laila, sua melhor amiga, ela não hesita em passar as férias com o pai no mundo Normal. Lá ela conhece Trevor, um garoto incrivelmente familiar. Se até pouco tempo ele era um estranho, por que o coração de Addie acelera toda vez que o vê?Enquanto isso, Laila guarda um grande segredo: ela pode Restaurar as memórias de Addie - só falta aprender como. Muita gente poderosa não quer que isso aconteça, e a única pessoa que pode ajudar Laila é Connor, um bad boy que não parece muito disposto a colaborar. Como ela vai ajudar a amiga a alcançar o futuro feliz que merece.

O desfecho da duologia da Kasie West foi digno de toda a trama distópica e original que propôs. No primeiro livro, conhecemos um pouco da Addie, uma garota paranormal que tem o poder de Investigar o seu futuro e usa seus poderes após ter que tomar uma decisão : com quem moraria , já que seus pais estavam se separando.

Nesse livro, Addie não consegue entender porque tomou tais decisões anteriormente , se sentindo frustada porque foi usada por seu ex-namorado, Duke e traída pela Laila , sua melhor amiga.  Porém, ela não lembra qual seria o outro caminho. Determinada a esquecer essas coisas, ela vai morar um tempo com seu pai, no lado Normal. Todavia, Addie tem pequenas lembranças sentimentais quanto a algumas pessoas daquele lado. Principalmente, ao se deparar com Trevor.

“ Eu achava que era por ter descoberto alguns dos segredos  que meus pais escondiam de mim. Mas e se eu quisesse me lembrar de alguma outra coisa? Ou de alguém?           "

Kasie West me surpreendeu ao me deixar mais curiosa com a continuação de Encruzilhada. Romance, problemas familiares, amigos problemáticos, poderes paranormais e grandes descobertas estão por vir nessa continuação.

“ Trevor exercia algum tipo de poder sobre mim, e eu não conseguia descobrir o que era.”

Eu sou apaixonada pelo Trevor, e quando Addie está perto delel, só shippo para sempre. Além da Laila e Connor, que provam que provocações sempre levam ao romance.No livro anterior , os capítulos eram intercalados pelas Investigações de Addison, porém neste livro, temos capítulos narrados pela Addie  e Laila, que me conquistou demais com seu jeito divertido, provocante, mesmo com tantos problemas ao seu redor.

Kasie West consegue escrever um bom YA com toques de paranormal, proporcionando um bom desfecho da série. Minha única crítica seria quanto a alguns detalhes diagramáticos e por achar que algumas perguntas ainda não foram totalmente respondidas quanto a divisão daquele mundo.


divulgar

comentar

12 agosto 2017

Resenha: Agora e Para Sempre, Lara Jean - Jenny Han


Título: Agora e Para Sempre, Lara Jean
Série: Para todos os garotos que já amei
Autora: Jenny Han
Editora: Intrínseca
Páginas: 304
Ano: 2017
Sinopse: Em Para todos os garotos que já amei, as cartas mais secretas de Lara Jean — aquelas em que se declara às suas paixonites platônicas para conseguir superá-las — foram enviadas aos destinatários sem explicação, e em P.S.: Ainda amo você Lara Jean descobriu os altos e baixos de estar em um relacionamento que não é de faz de conta. 
Na surpreendente e emocionante conclusão da série, o último ano de Lara Jean no colégio não podia estar melhor: ela está apaixonadíssima pelo namorado, Peter; seu pai vai se casar em breve com a vizinha, a sra. Rothschild; e sua irmã mais velha, Margot, vai passar o verão em casa. Mas, por mais que esteja se divertindo muito — organizando o casamento do pai e fazendo planos para os passeios de turma e para o baile de formatura —, Lara Jean não pode ignorar as grandes decisões que precisa tomar, e a principal delas envolve a universidade na qual vai estudar. A menina viu Margot passar pelos mesmos questionamentos, e agora é ela quem precisa decidir se vai deixar sua família — e, quem sabe, o amor de sua vida — para trás. 
Quando o coração e a razão apontam para direções diferentes, qual deles se deve ouvir?


Agora e Para sempre, Lara Jean é o terceiro e ultimo livro da trilogia “Para todos os garotos que já amei”, que desde de seu lançamento me conquistou com suas capas únicas e fofas, assim como sua protagonista, Lara Jean. Imagina como foi difícil começar a ler, sabendo que esta seria a despedida de Lara Jean e querer dormir dias abraçando esse livro.

No último livro, Lara Jean está fazendo mil planos : ela quer entrar para a UVA ( uma das melhores universidades da Virginia e que fica a poucos minutos de casa), onde Peter Kavinsky , seu namorado também estudará. Ela também está organizando o casamento de seu pai com a vizinha, sra. Rothschild e lidando com o fim do colégio.

“É assim que acontece? Voce se apaixona e nada mais parece assustador, e a vida é apenas uma grande possibilidade?” Página 62


Lara Jean não consegue parar de pensar na UVA e na possibilidade de ficar mais perto ainda de Peter e de sua família, porém ela não esperava que algumas coisas fossem sair dos trilhos. Será que nossa amada garota Song conseguirá tomar as melhores decisões para si? Será que o amor dela e de Peter irão superar os obstáculos que estão por vir? O que fazer quando o coração e a razão apontam para caminhos diferentes?

“Quando sopro as velas e faço meu pedido, desejo sempre sentir por Petero que estou sentindo agora.” Pagina 174

O livro me trouxe um misto de saudade, tristeza e alegria. Quando terminei de le-lo,meu coração já doía , pois eu não queria dar adeus a Lara Jean e sua historia. O livro é lindo desde o inicio. Vai além de cartas para garotos, mostra o verdadeiro amor entre três irmãs e um exemplo único de união entre uma família. Também trata de temas , como: conflitos familiares, distancia de um relacionamento, decisões e escolhas que temos que fazer, entre outros. Enquanto o amor de Lara Jean e Peter ultrapassa o clichê, sendo sensível, profundo e que nos faz querer um dia sentir algo assim.

“ Não quero esquecer nada disso. O jeito como ele me olha neste exato momento, o jeito como eu ainda sinto um arrepio todas as vezes que ele me beija. Quero me agarrar a tudo com força.”

Desde o primeiro livro “ Para todos os garotos que já amei”, desejei ter Lara Jean como melhor amiga: seu amor por cookies, livros e cartas. Voltei a minha adolescência e revivi através de cada capitulo minhas experiências no colégio. Porém, ver o amadurecimento da personagem foi algo incrível. Assim como, conhecer mais sobre Peter, o garoto por quem seria fácil demais se apaixonar e que arrasou meu coração nesse ultimo livro. As irmãs Song: Kitty, a mais corajosa, incontrolável, destemida e fofa; Margot que enfrentou grandes dificuldades por um tempo, mas que também mostrou o quanto é difícil passar para a fase adulta e lidar com tantas responsabilidades.

Com muitas emoções, reviravoltas e deixando uma saudade imensa, Jenny Han fechou a história da Lara Jean com tudo o que eu poderia esperar e mais.  Uma das melhores trilogias da minha vida: romântica, divertida e fofa. 

Se você ainda não se rendeu a essa trilogia, ceda, prepare um chocolate quente ou um chá, com alguns cookies e encante-se.Guardarei para sempre Lara Jean em meu coração e relerei tantas vezes que espero não morrer de amores toda vez. Agora e Para Sempre, Bia.

Quotes:  

“ Ser vulnerável, deixar pessoas se aproximarem, se magoar... tudo isso é parte de estar apaixonado.”

“ Eu nunca tinha me sentido daquele jeito como se mais nada fosse seguro e não pudesse voltar a ser.” 

 “ Um dia, tudo isso será uma prova – uma prova de que estávamos aqui, de que estávamos apaixonados. É uma garantia de que não importa o que aconteça, esta época foi só nossa.”

“ Famílias encolhem e se expandem. Só podemos mesmo ficar felizes , satisfeitos uns pelos outros, pelo tempo que temos juntos. “ 



                                     Nota: ★★★★★ 


divulgar

comentar

10 agosto 2017

Resenha: Quando a noite cai, Carina Rissi



Titulo: Quando A Noite Cai
Autora: Carina Rissi
Editora: Verus
Paginas: 476
Ano: 2017
Sinopse: Briana Pinheiro sabe que não é a pessoa mais sortuda do mundo. Sempre que ela está por perto algo vai mal, especialmente no trabalho. Por isso é tão difícil manter um emprego. E a garota realmente precisa de grana, já que a pensão da família não anda nada bem. Mas esse não é o único motivo pelo qual Briana anda perdendo o sono. Quando a noite cai e o sono vem, ela é transportada para terras distantes: um mundo com espadas, castelos e um guerreiro irlandês que teima em lhe roubar os sonhos... e o coração. Depois de ser demitida — pela terceira vez no mês! —, Briana reúne coragem e esperanças e sai em busca de um novo trabalho. É quando Gael O’Connor cruza seu caminho. O irlandês de olhar misterioso e poucas palavras lhe oferece uma vaga em uma de suas empresas. Só tem um probleminha: seu novo chefe é exatamente igual ao guerreiro dos seus sonhos. Enquanto tenta manter a má sorte longe do escritório, Briana acaba por misturar realidade e fantasia e se apaixona pelo belo, irresistível e enigmático Gael. Em uma viagem à Irlanda, a paixão explode e, com ela, o mundo de Briana, pois a garota vai descobrir que seu conto de fadas está em risco — e que talvez nem mesmo o amor verdadeiro seja capaz de triunfar...

Como começar a falar de Quando a noite cai, se a diva dispensa comentários. Briana e Gael definitivamente entrarão para sua lista de casal para shippar até o fim dos dias.

Quando a noite cai contará a história de Briana Pinheiro, uma mulher de 23 anos que tem como sua melhor amiga a má sorte (tadinha). Ela é um desastre total em seus empregos, assim mal dura poucos dias e parte em busca de outra fonte de renda. Porém, ela não pode ficar sem trabalhar, já que precisa ajudar a mãe com os gastos da pensão e na faculdade da sua irmã, Aisla desde quando seu pai faleceu.

“Tem dias em que tudo dá tão errado que a pessoa se pega pensando que não deveria ter saído da cama nem para ir ao banheiro, só para evitar que, sei lá, quando fosse acionar a descarga acidentalmente quebrasse alguma coisa e a casa se transformasse em uma enorme piscina. Deve ser legal ser essa pessoa, pensei, me afastando da porta, desanimada. Ter apenas um dia ruim, ao contrário do que acontecia comigo, que vivia uma catástrofe todo santo dia.”

Além de todas as preocupações financeiras, o  que quase ninguém sabe é que quando a noite cai,  Briana tem sonhos em que ela é transportada para uma época medieval, onde muitas batalhas ocorrem e um guerreiro irlandês chamado Lorcan O’Connor a faz suspirar.

 Enquanto voltava de uma tentativa frustrada de conseguir um novo emprego, Briana acidentalmente conhece Gael O’Connor que é idêntico a sua paixão nos sonhos.E ai, bem, você terá que ler para descobrir como o resto desenrolará.

“(...) alguns desses sonhos me faziam acordar com a cara toda quente e uma estranha, porém familiar sensação de perda. E o protagonista, um cara definitivamente gostoso e um pouquinho fora de forma, digamos... hã... uns seis ou sete séculos, não me saía da cabeça, mesmo quando eu não estava pensando nele.”

Briana é uma personagem hilária , a qual me identifiquei sem problemas, já que sou a pessoa mais desastrada do mundo. Nossa, 444 páginas que eu tive que me segurar para não ler tudo de uma vez. O livro me fez ama-lo de um jeitinho único. Me peguei várias vezes rindo sozinha ou sorrindo para o Gael, irlandês gato e as loucuras de Briana.

Além de ter muito romance, o mistério e a fantasia que estão presentes na vida de Briana e Gael te deixam ainda mais curioso sobre a história e foi algo grandioso que contribuiu para ser tão divertido. E claro, como qualquer outro livro da Carina Rissi, esse foi ainda mais impossível de largar. MINI SPOILER: O livro tem uma referencia á Perdida J

“— Quem é você? — murmurou, com intensidade. — Por que apareceu na minha vida agora?

— Eu estou me fazendo essa mesma pergunta desde que te encontrei — sussurrei.”



Além de ter um gato como Gael (sem palavras), o time de personagens secundários é incrível ! Aisla , a irma mais nova de Briana é maravilhosa, o qual você desejaria como sua melhor amiga. Lorenzo, melhor amigo de Gael , um italiano que me arrancou risadas e que torço para ter sua própria historia. Dona Lola, que é um personagem muito amor e muito sem vergonha.

“ Da amizade nasceu o querer, do anseio brotou a paixão, e dela o amor. E assim as duas almas se fundiram uma na outra, os dois corações bateram como um”.

Bem, que sou fã da escrita da Carina Rissi é inegável. Impossivel não devorar seus livros e não me identificar com algum personagem. Logo eu, que devorei rapidamente e tive meu coração arrebato mais uma vez. Uma história divertida, cativante, apaixonante e que será inesquecível. Posso desejar mais de Gael e Briana? Quem sabe sonharei também com esse irlandês. Livro mais que recomendado. Leitura obrigatória para amantes da Carina Rissi e  para não amantes (ainda) .


Nota: ★★★★★ ( Favoritado)


divulgar

comentar

07 agosto 2017

Resenha: Encruzilhada #1 - Kasie West ★★★★


Título: Encruzilhada
Série: Encruzilhada #1
Autor a: Kasie West
Editora: Seguinte
Ano: 2015
Páginas: 304
Sinopse:
 A vida de Addison Coleman é um grande “e se…?”, graças à sua habilidade especial: Investigar Destinos. Addie é capaz de prever duas possibilidades de seu futuro toda vez que precisa tomar uma decisão. Quando os pais dela anunciam o divórcio, a garota deve escolher se vai morar com o pai entre os Normais ou se prefere ficar com a mãe no Complexo Paranormal. Para ter certeza do que a espera, Addie resolve Investigar. Em uma alternativa, ela conhece Trevor, um Normal sensível com quem logo sente uma conexão. Na outra, se envolve com Duke, o garoto mais popular da escola Paranormal. E agora, em qual futuro Addison estará disposta a viver?


Addison é uma garota totalmente diferente das Normais: mora em um Complexo designado a pessoas que possuem poderes mentais e que parecem ter saído de um filme do X-men. Porém, sua vida não está as mil maravilhas, logo agora que seus pais decidiram se separar e ela precisará escolher com quem vai morar. Fora do complexo, no mundo normal com seu pai ou no Complexo com sua mae, que é mega controladora e insensível.

Além dessa decisão, ela precisará arcar com as consequências de sua escolha. Se permanecer no Complexo, com sua melhor amiga Layla, ela namorará o Duke, o famoso quarterback da escola. Se decidir ir para o lado dos Normais, ela conhecerá o fofo Trevor. Logo, ao usar seu poder de Clarividência para Investigar os demais acontecimentos da sua vida de acordo com as escolhas que fará. Porém, ambos os destinos vão leva-la além da diversão, do romance. Ela precisará lidar com a vida e a morte.

A narrativa acontece em primeira pessoa e aos poucos vamos entendendo as possibilidades da vida de Addie, pois em cada capitulo é mostrado um lado da escolha. Além dessas possibilidades da escolha, conhecemos bem a relação de Addie com Duke e com Trevor. A leitura também é permeada de um mistério que gira em torno de assassinatos que andam acontecendo nos dois lados. Fato que me fez devorar rapidamente as páginas e me deixou curiosa para a continuação, tendo em vista que o final me deixou louca.

Mesmo assim, senti que não houve tantas explicações para o fato do mundo ser dividido entre paranormais e normais. Como eles adquiriram esses poderes? Porque o Complexo foi fundado? Tantas perguntas que não foram respondidas. Todavia, espero que isso seja respondido no próximo livro: Fração de Segundo.

Em suma, a Encruzilhada é um livro interessante, a ponto de convidar o leitor a se envolver e até pode ser confuso no inicio, mas te mergulha de cabeça nos pequenos “E se “.  A escrita de Kasie West é envolvente e apesar de se jogar em uma mistura de fantasia, mistério e romance, a fluidez é continua, mesmo com capítulos tao curtos .

Se você se interessa por tramas originais,cujos “E Se” determinam vida e morte , esse livro te deixará ansioso e em desespero para saber qual desses futuro poderá realmente existir e acontecer.

 [...] âs vezes sinto que estou flutuando lentamente para longe. Estou sempre procurando algo em que me agarrar para não me perder. 
Nota: ★★★★


divulgar

comentar