• Cinema
  • Inspiração
  • Leitura
  • Música
  • Playlist
  • Resenha
  • Série
  • Texto
  • Vídeo
15 maio 2014

Resenha: A garota que você deixou para trás - Jojo Moyes

Título: A Garota que você deixou para trás
Autora: Jojo Moyes
Editora: Intrínseca
Gênero: Romance/Drama
Ano: 2014
Páginas: 384
Sinopse: Durante a Primeira Guerra Mundial, o jovem pintor francês Édouard Lefèvre é obrigado a se separar de sua esposa, Sophie, para lutar no front. Vivendo com os irmãos e os sobrinhos em sua pequena cidade natal, agora ocupada pelos soldados alemães, Sophie apega-se às lembranças do marido admirando um retrato seu pintado por Édouard. Quando o quadro chama a atenção do novo comandante alemão, Sophie arrisca tudo — a família, a reputação e a vida — na esperança de rever Édouard, agora prisioneiro de guerra. Quase um século depois, na Londres dos anos 2000, a jovem viúva Liv Halston mora sozinha numa moderna casa com paredes de vidro. Ocupando lugar de destaque, um retrato de uma bela jovem, presente do seu marido pouco antes de sua morte prematura, a mantém ligada ao passado. Quando Liv finalmente parece disposta a voltar à vida, um encontro inesperado vai revelar o verdadeiro valor daquela pintura e sua tumultuada trajetória. Ao mergulhar na história da garota do quadro, Liv vê, mais uma vez, sua própria vida virar de cabeça para baixo. Tecido com habilidade, A garota que você deixou para trás alterna momentos tristes e alegres, sem descuidar dos meandros das grandes histórias de amor e da delicadeza dos finais felizes.


      A autora de Como eu era antes de você e a última carta de amor, lançou mais esse livro com essa capa linda neste ano. Suas palavras sao leves e sensiveis. Em " A garota que você deixou para trás", Jojo cria dois mundos distintos, mistura o passado e o presente, entrelaçando as histórias.
    O livro é dividido em duas partes e tem dois personagens principais: Sophie Lefévre e Liv Halston. Sophie é uma garota francesa, que tenta sobreviver em uma cidade francesa tomada por alemaes durante a primeira guerra mundial. Casada com Édouard Lefévre, um jovem pintor o qual é loucamente apaixonada.
    Sophie trabalhava em uma loja , logo Édouard ficou encantado com sua beleza e lhe fez um convite: que ela fosse a sua casa, pois queria pintá-la. O pintor fez um retrato dela, que levou o nome " A garota que você deixou para trás". Édouard é obrigado a deixar a pequena cidade e lutar pela França nos campos de batalha da Primeira Guerra MUndial. Todos os dias Sophie ver o quadro na sua sala, o que lhe estimula a continuar a ter esperança que seu marido voltará para casa sã e salvo.
     No presente, o quadro que Sophie tanto amava está pendurado na parede da jovem Liv Halston e possui o mesmo efeito esperançoso e calmo, assim como Sophie também se sentia. O quadro de Liv foi um presente de casamento do seu falecido marido, que era arquiteto. No aniversário da sua morte, Liv sai para beber e conhece Paul, um homem bonito e simpatico que logo chama sua atençao. O tempo passa, e ela percebe que pode seguir em frente e ser feliz novamente, porém Paul trabalha em uma empresa que recupera obras de arte saqueadas durante as guerras e o quadro de Liv está sendo procurado por ele.
    Liv precisará enfrentar tudo e arriscar o resto que lhe sobra em uma batalha judicial para ficar com o quadro, logo começara uma busca pela verdade presa no passado de Sophie, revelando sua historia. O que aconteceu com Sophie depois que Édouard foi embora? Como o quadro veio parar com Liv?

Queridíssima Sophie,
Faz muito tempo que não tenho notícias suas. Rezo para que esteja sã e salva.Digo a mim mesmo em momentos sombrios que alguma parte de mim sentiria, como as vibrações de um sino distante, se você não estivesse bem.Tenho muito pouco para contar. Pela primeira vez, não desejo traduzir em cores o mundo que vejo ao meu redor. As palavras parecem inadequadas. Saiba apenas, adorada esposa, que estou bem física e mentalmente e que pensar em você é o que mantém o meu espírito inteiro.Os homens aqui seguram fotografias de seus entes queridos como se fossem talismãs, proteções contra a escuridão - imagens amassadas e sujas dotadas das propriedades de tesouros. Não preciso de fotografia para evocá-la, Sophie: basta eu fechar os olhos para recordar seu rosto, sua voz, seu cheiro, e você não tem ideia de quanto me conforta.Saiba, minha querida, que marco cada dia, não do mesmo modo que meus companheiros, grato por ter sido mais um a ter sobrevivido, mas agradecendo a Deus pelo fato de cada um significar que seguramente devo estar vinte e quatro horas mais perto de voltar para você.


Seu Édouard
   Eu sempre gostei muito de livros que abordem guerras, principalmente a Primeira e Segunda Guerra Mundial. Confesso, que é um livro longo. Inicialmente parece cansativo, mas me surpreendeu como todos os livros da Jojo Moyes. Eu fiquei :" Nossa, sério que isto está acontecendo". É o que se pode esperar dos livros dessa autora incrível: o laço perfeito das histórias e suas reviravoltas.

   
Recomendo o livro para quem gosta de romance históricos, que são a marca dos livros da Jojo ou policiais. O livro fala de perdas, amor, desejo de começar tudo de novo. Simplesmente , toca o teu coraçao.
    
Uma linda história onde "duas jovens separadas por quase um século estão juntas em sua determinação de lutar por aquilo que amam - custe o que custar".

" - Sabe, vou lhe contar uma coisa sobre ter sido casada cinco vezes. [...] Isso ensina tudinho sobre o amor. [...] ensina à gente, Sr. McCafferty, que na vida há coisas muito mais importantes do que vencer."
 Nota :


divulgar

comentar


Comentário(s) pelo Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário