• Cinema
  • Inspiração
  • Leitura
  • Música
  • Playlist
  • Resenha
  • Série
  • Texto
  • Vídeo
02 maio 2018

Resenha:A Outra Sra. Parrish, da Liv Constantine


Título: A Outra Sra. Parrish 
 Páginas: 432 
 Autora: Liv Constantine 
 Editora: HarperCollins Brasil
 Ano: 2018
* LIVRO CEDIDO EM PARCERIA COM A EDITORA HARPERCOLLINS BRASIL

“Inveja é o desejo de possuir um bem que pertence ao outro. É um sentimento de inferioridade e de desgosto diante da felicidade do outro. É um sentimento de cobiça da riqueza, do brilho e da prosperidade alheia.”


Esse sentimento prevalece em um dos melhores thrillers psicologicos do ano: A Outra Sra. Parrish, da Liv Constantine.

 Amber Patterson é uma mulher que queria ter tudo, porém não tem nada do que quer. Então, elabora um plano perfeito para tomar o lugar de Daphne Parrish e fara de tudo para conseguir. Aos poucos, sem pressa do que possa vir a se tornar.Do outro lado, Daphne, é uma mulher simples que subiu na vida através do seu casamento com um milionário. E apesar de todo o luxo, ela tem raízes no passado e quer sempre ajudar a outras pessoas.  Amber conduzirá essa trama eletrizante, mas não confie em ninguém.

A cada capitulo do livro eu ficava mais curiosa do que estava por vir. Tantos segredos, ações e reviravoltas de tirar o folego. O livro é composto por 3 partes, a partir de perspectivas diferentes para a mesma situação. O mistério vai ficando cada vez mais grandioso e o final ganhando um desfecho inesperado.

Em A Outra Sra. Parrish, a natureza humana é desnudada, mostrando o que ela tem de melhor e pior. Sendo impossível não se sentir na pele dos personagens, que são bem construídos em um enredo rico de detalhes indispensáveis. A narrativa das autoras é bem fluida construindo uma trama fascinante.Um suspense intrigante, com reviravoltas a todo momento. A Outra Sra. Parrish entrega uma história difícil de largar e com mulheres incríveis nos papeis protagonistas.

HarperCollins Brasil  acertou a mao na capa maravilhosa,mantendo a arte original e a com efeito  soft touch (emborrachado), uma diagramação simples e uma leitura bem acessível .




Nota:★(4,5/5)



divulgar

comentar


Comentário(s) pelo Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário