• Cinema
  • Inspiração
  • Leitura
  • Música
  • Playlist
  • Resenha
  • Série
  • Texto
  • Vídeo
06 outubro 2018

Resenha: Eu Perdi o Rumo, Gayle Forman

                                                  Resultado de imagem para eu perdi o rumo

Título: Eu Perdi O Rumo
Autora: Gayle Forman
Editora: Arqueiro
Páginas: 
Ano:2018
* LIVRO CEDIDO EM PARCERIA COM A EDITORA ARQUEIRO


Freya é uma cantora de 19 anos que vive em Nova York e está para lançar seu primeiro albúm, porém de repente perde sua voz.A caminho de se tornar famosa por algo que ama, ela agora se pergunta se o público ainda amará se ela não puder mais cantar. Ela se sente perdida.

 Harun foi criado em uma família amorosa, porém com tradições rígidas e expectativas sobre si.Ao esconder que é gay , ele se sente covarde ao viver uma mentira sobre quem ama. Ele se sente sozinho e perdido, mas planeja fugir de tudo. Nathaniel não consegue mais amar sua vida. Ele se sente invisível depois que perdeu tudo e dessa forma, perdeu-se também. Ao chegar em Nova York, um acidente na Central Park faz com que ele cruze com Freya e Harun.

Uma circunstância une a vida de 3 estranhos, que passaram o dia inteiro juntos e dessa forma, compartilharão suas perdas. Através dessa amizade, cada um deles entenderá um pouco mais de si e de outro. Ps: O livro se passa em apenas um dia.

 "Os três podem ser perfeitos desconhecidos, com vidas diferentes e problemas diferentes, mas ali, naquele consultório, estão medindo a tristeza da mesma forma. Estão medindo em perdas." 


Três história, três estranhos e três pontos de vistas diferentes.Assim, a narrativa segue: revelando o passado, relatando as dores e perdas do presente e um futuro inesperado. Este livro me encantou em cada capítulo: ao falar de amor, respeito, cultura, perdas, família,solidão, mas acima de tudo sobre bondade e gentileza humana. Quando se é colocado o seu problema de lado, para apoiar o outro, dar força ao próximo. Essa é a história de três personagens que perderam o rumo de suas vidas, que tem medo de ficarem sozinhos, mas ao segurar as mãos, percebem que podem superar qualquer obstáculos.

É incrível o quanto não conhecemos cada um dos personagens: Freya, Nathaniel e Harun, assim como eles não se conheciam. Mas, à medida que suas histórias se revelam, eu conseguia ver meu reflexo neles e me sentir como eles. Afinal, quem nunca se perdeu no caminho? Quem nunca se sentiu sozinho? Quem nunca duvidou de si mesmo?

Com representatividade, melancolia e simplicidade, Gayle em poucas páginas entrelaça as vidas desses personagens de uma forma incrível. O final corrido, a falta de profundidade na história de Harun e a rapidez do romance de Freya e Nathaniel me incomodaram, mas nada disso me impediu de devorar o livro.  


Os segredos entalham fissuras, que se tornam valas, que se transformam em canais, que viram 
rachaduras, e de repente você está só, sobre um bloco de gelo, separado de todas as pessoas que ama


As histórias de cada personagem mostra que, as vezes, está tudo bem não se encaixar nas expectativas dos outros; que a verdade sobre si é o que realmente importa, assim como encontrar sua felicidade.E tenho certeza que esse é o ponto forte da escrita da Gayle Forman: você sentirá pelos personagens, olhará para dentro de si e refletirá sobre tudo. E ai , permitirá que seu coração se abra para uma história maravilhosa, simples e profunda. Imprescindivelmente, esse livro te mudará de dentro para fora. E quando você se sentir perdido, lembre-se que onde e quando menos esperar, alguém segurará sua mão, fortemente, para não soltar jamais.
Nota:★(4,5/5)



divulgar

comentar


Comentário(s) pelo Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário