• Cinema
  • Inspiração
  • Leitura
  • Música
  • Playlist
  • Resenha
  • Série
  • Texto
  • Vídeo
23 junho 2014

Resenha : Dias perfeitos, Raphael Montes

Livro: Dias Perfeitos
Autor: Raphael Montes
Editora: Companhia das Letras
Número de páginas: 274
Sinopse : Téo é um solitário estudante de medicina que divide seu tempo entre cuidar da mãe paraplégica e examinar cadáveres nas aulas de anatomia. Durante uma festa, ele conhece Clarice, uma jovem de espírito livre que sonha tornar-se roteirista de cinema. Ela está escrevendo um road movie sobre três amigas que viajam em busca de novas experiências. Obcecado por Clarice, Téo quer dissecar a rebeldia daquela menina. Começa, então, uma aproximação doentia que o leva a tomar uma atitude extrema. Passando por cenários oníricos, que incluem um chalé em Teresópolis e uma praia deserta em Ilha Grande, o casal estabelece uma rotina insólita, repleta de tortura psicológica e sordidez. O efeito é perturbador. Téo fala com calma, planeja os atos com frieza e justifica suas atitudes com uma lógica impecável. A capacidade do autor de explorar uma psique doentia é impressionante – e o mergulho psicológico não impede que o livro siga um ritmo eletrizante, repleto de surpresas, digno dos melhores thrillers da atualidade. Dias perfeitos é uma história de amor, sequestro e obsessão. Capaz de manter os personagens em tensão permanente e pródigo em diálogos afiados, Raphael Montes reafirma sua vocação para o suspense e se consolida como um grande talento da nova literatura nacional.

O que falar de um livro incrível como este? Pra começar , Dias perfeitos conta a história do Téo, estudante de medicina, cuida da sua mãe paraplégica e tem uma paixão por dissecar cadáveres nas suas aulas de anatomia com a maior naturalidade do mundo. Ele não é muito sociável, e dessa forma sua única amiga é a Gertrudes ( nome do cadáver).  Um dia, sua mãe o chama para ir ao um churrasco e ele conhece Clarice, uma garota independente, extrovertida e toda diferente de si mesmo. O seu oposto. Clarice o beija( um selinho) e ele se apaixona por ela, acreditando que tem que ficarem juntos de qualquer jeito. 

Clarice escreve um roteiro de um road movie sobre três amigas e suas aventuras e loucuras em cidades do Rio de Janeiro. Téo tenta se aproximar de Clarice, mas obviamente acaba perseguindo-a, conseguindo seu telefone, seu endereço. A aproximação começa com Clarice e Téo indo ao primeiro lugar do roteiro de Clarice: um hotel fazenda em Teresópolis, que ela já era visitante frequente.

Não pense que é uma história qualquer, pois NÃO é. O livro mantém o ponto de vista de Téo e mostra como sua obsessão é doentia. Os modos que ele encontrou para ficar proximo de Clarice a fez ter medo dele e as descrições, os detalhes de tudo, é incrivel e cruel.  Téo é frio e calculista, acredita que manterá sua Clarice pelo medo.

O livro é intenso do começo ao fim,chega a amedrontar e em alguns capítulos eu fiquei com o coração na mão pela crueldade. Fechei o livro odiando Téo e tentando entender como sua mente trabalhou tudo tão bem a fim de conseguir o que ele mais queria: Clarice.

Sabe o que mais gostei nesse livro? É o final, nao poderei comentar nada, mas eu me surpreendi e superou minhas expectativas. Então, super recomendo o livro, mas pra quem gosta de um bom suspense , porque a história é bem tensa e muito forte.

(...) Téo fora surpreendido por Clarice: alertado pela beleza, enlaçado pela espontaneidade e condenado pelo beijo com sabor de gummy  de limão. - See more at: http://www.fomedelivros.com/2014/05/resenha-dias-perfeitos.html#sthash.DblM5dQ7.dpuf
(...) Téo fora surpreendido por Clarice: alertado pela beleza, enlaçado pela espontaneidade e condenado pelo beijo com sabor de gummy  de limão. - See more at: http://www.fomedelivros.com/2014/05/resenha-dias-perfeitos.html#sthash.DblM5dQ7.dpuf
" Téo fora surpreendido por Clarice: alertado pela beleza, enlaçado pela espontaneidade e condenado pelo beijo com sabor de gummy  de limão. "
(...) Téo fora surpreendido por Clarice: alertado pela beleza, enlaçado pela espontaneidade e condenado pelo beijo com sabor de gummy  de limão. - See more at: http://www.fomedelivros.com/2014/05/resenha-dias-perfeitos.html#sthash.DblM5dQ7.dpuf

NOTA:  ★★★★ 


divulgar

comentar


Comentário(s) pelo Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário