• Cinema
  • Inspiração
  • Leitura
  • Música
  • Playlist
  • Resenha
  • Série
  • Texto
  • Vídeo
30 abril 2016

Resenha: O mar infinito, Rick Yancey


O Mar Infinito

Título: O mar infinitoAutor: Rick Yancey
Série: A 5ª Onda
Ano: 2015
Páginas: 248
Editora: Fundamento
Sinopse:Como livrar a Terra de 7 bilhões de humanos? Tire a humanidade deles. Cassie Sullivan e seus amigos sobreviveram às quatro ondas de destruição provocadas pelos Outros. Agora, com a raça humana quase exterminada e a 5ª Onda encobrindo a Terra, os sobreviventes devem escolher: encarar o inverno e esperar o retorno de Evan Walker ou partir à procura de abrigo antes que o inimigo os alcance. Porque o próximo ataque é mais do que possível – ele é inevitável. Os homens ainda não viram as profundezas até onde os Outros podem descer nem os Outros viram a que alturas a humanidade pode se erguer. Esta é a derradeira batalha entre vida e morte, esperança e desespero, amor e ódio.

Desde que li ‘A 5 onda “ quando viajei em novembro de 2015 fiquei em êxtase com o que viria depois. Sempre tive preconceito com enredos que envolviam alienígenas, mas depois de entender que esse mundo pós-apocaliptico e esses novos seres, compreendi que a trama é mais complexa do que eu imaginaria. Estava mega ansiosa para ler a continuação e devorei em menos de dois dias e foi bem melhor que o primeiro livro.

            “O mundo é um relógio prestes a parar.        “

Para não dar spoilers do primeiro livro,Rick Yancey cria personagens que tiveram que amadurecer, se fortalecer, perder entes queridos e serem criados para sobreviver. Lutar, guerrear e matar se preciso.No primeiro livro, tudo é narrado por Cassie, Ben e Evan, porém , neste segundo os pontos de vistas são mais distribuídos, por exemplo, a Especialista, uma garota que terá grande envolvimento na história e mostrará que o jogo vai além de peças e estrategias. A sequencia dela é incrível, sendo logo uma das minhas personagens favoritas do livro.

“Sou maior do que a soma do meu medo.”

Preocupado se faltará ação com o fim das primeiras ondas? Você precisará correr muito para acompanhar todo o drama da historia. Mas, pontos foram abordados, como: sensação de abandono, sobrevivência e se ainda resta esperança. Além, de muitas perguntas serem feitas. Por que eles ainda estão vivos? Qual a verdadeira intenção dos Outros?

Até o titulo tem uma função na narrativa. Obvio, que mar infinito é citado de muitas formas, incluído em muitas metáforas,sendo ora sentimento, ora sensação. Dor de perder, dor de derrota, se afogar porque não consegue assistir. O Mar Infinito envolveu meu coração de um jeito maravilhoso. Emoções, angustia e muita sobrevivência.A história foi além do que eu imaginava, além dos questionamentos feitos no primeiro livro. Muita adrenalina e tensão te esperam em O Mar Infinito.

Estou sem chão para ler o terceiro e ultimo livro “A ultima estrela”que teve a capa divulgada pela seguinte no dia 11/03/16.  Preciso dizer que estou viciada nessa trama e que recomendo, se você quer algo mais complexo e eletrizante,que foge das distopias atuais de uma maneira inteligente e profunda.


“A incerteza de minha experiência está desabando. Estou me afogando em um mar infinito. Afundando devagar, o peso das profundidades sem luz me empurrando para baixo, espremendo o ar de meus pulmões, tirando o sangue de meu coração.”

Nota:★★★


divulgar

comentar

28 abril 2016

Playlist: novidades de Como Eu Era Antes de Você

Nos ultimos dias têm saído varias novidades da adaptação do livro Como Eu Era Antes de Você. A primeira delas é que a trilha sonora de sua adaptação finalmente foi liberada, e está incrível ! Além da nova edição do livro! Confira também a entrevista pela Entertainment Weekly.
    Quanto a trilha, irá ser lançada  em 3 de junho, data de estreia do filme pela Warner Bros. Com base no romance best-seller de Jojo Moyes, que também escreveu o roteiro, o filme tem como estrelas Emilia Clarke (Game of Thrones) e Sam Claflin (A série Jogos Vorazes), sob a direção de Thea Sharrock, fazendo sua estréia como diretor. Ouça e se coloque no repeat também :]

          

Max Jury “Numb” HOLYCHILD “Happy With Me”; X Ambassadors “Unsteady”  
The 1975 “The Sound”;
Jack Garratt “Surprise Yourself”  
Cloves “Don’t Forget About Me”  
Ed Sheeran “Photograph”;  
Imagine Dragons “Not Today”

A única que não foi divulgada : Jessie Ware “Till The End.



divulgar

1 comentário

27 abril 2016

Texto: País das utopias , PARTE I


    Deste lado não há paraíso. Não há inferno. Estou no meio termo e caindo de um buraco longo. Vendo todas as arvores ficarem cada vez mais altas e o céu cada vez mais distante. Fecho os olhos, porque abri-los dói demais e cansei de chorar por ter caído em uma armadilha enquanto corria para me salvar. Teve um dejá vú com alguma outra história? Sim, estou caindo como a Alice das histórias do Lewis Carroll. Mas, não sou ela a caminho de um País das Maravilhas. Não depois do que aconteceu. Estou no caminho de nada em busca de mim, novamente.

   Acordei em uma situação mirabolante. Falei a todos que não tinha feito nada daquilo e ninguém acreditou em mim. Me chamaram de louca, doida de pedra e mentirosa. Fugi daquele lugar chamado de “seguro”, que de seguro não tinha nada, pois cada esquina parecia um labirinto, já não confiava mais em ninguém, e eu me perdia tentando sobreviver aquilo.

   De tanto correr, cai em um buraco profundo. Talvez eu tenha sido empurrada. A queda foi mais longa e dolorida do que eu esperava. Bati com força cada osso e músculo do meu corpo, que parece ter quebrado , ou talvez eu fosse de vidro, não aguentando a força da pancada. Abrir as pálpebras para entender onde eu tinha me metido era algo incompreensível. Onde eu estaria? Porque me sentia tão quebrada e dolorida? O que me levou aquela situação?
    
Procurei traços de sangue, mas só vi rachaduras. Vi meu coração bater mais devagar estilhaçando a cada maldita batida, e minha aparência era algo irreconhecível. Levantei-me aos poucos com os olhos vidrados na longa floresta de um mundo que eu não conhecia. Mágoa e dor povoaram pelos ares e era isso que eu respirava. Meu corpo,por vezes sucumbia ao desespero e eu pensava que nem eu seria real ali. Aquilo só podia ser um sonho. Um beliscão, um puxão de cabelo e eu acordaria em casa.
    
 Engano meu foi pensar que realidade não podia ser tão fantasiosa. Utópico ainda mais era pensar que tinha a possibilidade de acontecer com todo mundo, mas não comigo. É essa ingenuidade que nos leva a acreditar em palavras de papelão, onde qualquer vento derruba todo um argumento. Aquele mundo não era meu, nem seu, nem de ninguém. Vivia fugindo de algo que custava a acreditar. Podia cair tão baixo e ainda perder alguns parafusos da cabeça?

    
Se cair doeu, ver as cicatrizes me desconsolou. Quanto tempo levaria pare me recuperar? Por quanto tempo eu, que parecia ter se quebrado em mil pedaços assumiria a forma uniforme, sem grandes rachaduras? Cada vez mais longe da verdade e cada vez mais atrasada com o tempo. Passos pequenos, desviando de pedras, dando pulos nas cobras e segurando um coração de vidro de uma garota de vidro que tinha medo de se desmanchar em pedacinhos sem ter alguém que pudesse recolher e colar.


divulgar

comentar

25 abril 2016

Título: O desapego rebelde do coração #4 - Bianca Briones

O Desapego Rebelde do Coração - Bianca Briones - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMTitulo Nacional: O Desapego Rebelde do Coração #4
Autora: Bianca Briones
Editora: Verus Editora (Grupo Editorial Record)
Ano: 2016
Série: Batidas Perdidas
Páginas: 404
Sinopse: Quando um amor do passado ressurge e sentimentos mal resolvidos vêm à tona, é preciso decidir entre lutar pelo que se quer ou fugir — e pôr em risco a própria felicidade.
Branca sempre foi uma mulher independente, que não pensava em se casar tão cedo — até conhecer Lex. Entre idas e vindas, eles se casaram e se divorciaram menos de um ano depois. Ela levou um tempo para superar a perda e, sem esperar muito, começou com Rodrigo um perigoso jogo de gato e rato. Rodrigo tinha uma queda por Branca quando mais novo, mas hoje a enxerga apenas como a razão de uma paixonite adolescente. O que ele esconde de todos — até de si mesmo — é quanto todas as perdas que sofreu o afetaram, e o único modo de lidar com isso é fingir não sentir nada.
Lex ficou muito tempo afastado de todos que amava, trabalhando em outra cidade e tentando seguir em frente, como sempre fez. Sua intenção era voltar apenas para o casamento de amigos, mas a vida tinha outros planos para ele. Agora os três precisam lidar com o que está acontecendo — e mais, com o bebê que surge com Lex. Quanto a mágoa pode afastar duas pessoas que se amam? Como encarar uma situação em que pelo menos um deles certamente sairá ferido? A série Batidas Perdidas está de volta, com um dos volumes mais aguardados e a pergunta que não quer calar: De quem será o coração de Branca?


O Desapego Rebelde do Coração contará a história de Branca, Rodrigo e Lex. Antes, personagens secundários dos outros livros e amigos que não gostam de compromissos. Só querem aproveitar as coisas boas da vida e curtir. São impulsos, porem isso é apenas na superfície, porque no fundo desejam um romance intenso e verdadeiro.

Quando as coisas começam a ficarem series entre Branca e Rodrigo, Lex volta para a cidade e um acontecimento vai testar se existe algo mais profundo entre os amigos e se é capaz de se adaptar a nova vida de ambos. Toda a narrativa é em primeira pessoa, variando entre os pontos de vista de Branca, Rodrigo e Lex. Por mais que o livro seja gigante, a leitura flui rápido e levemente, seguindo os pensamentos dos personagens e não deixando nenhuma emoção escapar. Algo que já comentei sobre os antigos livros da série, é que cada inicio de capitulo tem uma citação de música e isso eu ADORO!

Para quem se pergunta se o livro pode ser livro independente.. Sim, pode! Porém, tu poderás receber spoilers de outros personagens dos outros livros. Entao, indico começar do inicio.

Um dos meus personagens favoritos é homem e é moleque demais, haha ! O Rodrigo amadureceu muito e olha que esse moleque aprendeu muita coisa nesse livro e por mais galinha que seja, pegando uma mulher por noite. Ele vai desejar ter um amor de verdade, alguém com quem contar, seja nas alegrias e nas tristezas. A Branca é no mesmo estilo. Sofreu muito no passado e por isso ficou traumatizada com relação a algumas coisas. Ela por vezes se torna infantil, mas acaba amadurecendo e entendendo que se algo não deu certo nas muitas vezes, significa que aquilo não deveria mais rolar, ou seja, deixa a vida seguir seu rumo.

O Lex eu não me lembrava. Mas, apesar de ser muito fofo, atencioso, ele não seria a pessoa certa pra Branca, porém provou ser um ótimo amigo.O triangulo amoroso foi de pegar fogo e mostrou mais do que as cenas calientes entre Rodrigo e Branca. E alguém me belisca porque eu estava no consultório medico e morria de rir de algumas coisas entre os dois ou ficava toda boba.

Vou te fazer engolir cada uma das vezes que me chamou de moleque.

Adorei a participação dos outros personagens: Rafael, Viviane, Lucas... E se você pensou que acabou e este foi o ultimo livro está enganado. Vem ai Lucas e Fernanda e eu já estou bem ansiosa para saber, afinal o que está acontecendo

Para amantes de romance, drama e new adult, Bianca Briones é a recomendação para descompassar o seu coração.
 Nota : ★★


divulgar

comentar

23 abril 2016

Música: Caio Correa - Lançamento de álbum dia 29-04


Ano passado foi cheio de surpresas para os fãs das bandas que compunham o riocore da década de 2000. Muitas bandas atravessaram aqueles anos e se mostraram consistentes no som, chamando cada vez mais atenção no cenário nacional. Embora ainda distantes de um sucesso midiático, grupos como Scracho, Dibob e Forfun atravessaram esses anos com diversos shows por todo o país. Daí, em meados de 2015 veio o choque aos fãs com o anúncio do término dessas duas bandas. 

Mas, o que fazer da vida depois de anos vivendo principalmente da música? Após o término do Forfun, por exemplo, Rodrigo Costa (baixo e vocal) juntou mais 3 amigos do cenário do riocore e formou o RioCore All Stars, um projeto celebrativo para relembrar as bandas que em 2000 influenciaram a juventude da época e as posteriores. Esse ano, os membros restantes do Forfun lançaram o primeiro álbum do Braza, banda que começou semana passada com a primeira turnê.


Agora, temos o Caio Correa (baixista e vocal), às vésperas de lançar seu primeiro álbum solo, pós término do Scracho. O single "Hoje Quem Ri Sou Eu" já havia sido lançado no começo do ano e agora, uma semana antes do lançamento do álbum completo, foi liberada a música "Toma Aí", em parceria com Rodrigo Costa.

Confiram Toma aí, disponível no Deezer:
http://www.deezer.com/track/123142036?utm_source=deezer&utm_content=track-123142036&utm_term=160736493_1461331173&utm_medium=web

Pelo jeito, não ficamos órfãos.


divulgar

comentar

22 abril 2016

Resenha:Nunca Jamais #1- Colleen Hoover & Tarryn Fisher


Nunca Jamais

Título: Nunca, jamais // Never never
Autor: Colleen Hoover e Tarryn Fisher
Páginas: 192
Editora: Galera Record
Ano:2016
Sinopse:Charlize Wynwood e Silas Nash são melhores amigos desde pequenos. Mas, agora, são completos estranhos. O primeiro beijo, a primeira briga, o momento em que se apaixonaram... Toda recordação desapareceu. E nenhum dos dois tem ideia do que aconteceu e em quem podem confiar.Charlize e Silas precisam trabalhar juntos para descobrir a verdade sobre o que aconteceu com eles e o porquê. Mas, quanto mais eles aprendem sobre quem eram, mais questionam o motivo pelo qual se juntaram no passado.


Não estou sabendo lidar com o final desta leitura e vim logo correndo resenhar o que puder comentar com vocês. Leio tudo da Colleen, vocês sabem. Entao, claro que essa leitura não poderia ficar de fora e estou exatamente do jeito que comecei: sem ar.

“Meu primeiro instinto é dizer a ela que vai ficar tudo bem, que eu vou descobrir o que aconteceu. Sou inundado com uma necessidade esmagadora de protege-la – só que não tenho ideia de como fazer isso quando estamos ambos enfrentando a mesma realidade”.

A narrativa é feita por Charlie e Silas: melhors amigos no passado, namorados no presente. Porém, no meio de uma aula , Charlie percebe que não sabe seu nome, não lembra de nada ao seu redor. No refeitório, ela é levada por sua amiga , que ainda não sabe o nome e conhece seu atual namorado.  Ela sabe das coisas do mundo, nome de objetos, mas completamente nada da sua vida.

Ela também percebe que Silas está perdido, até que os dois percebem que estão fingindo conhecer um ao outro, mas não lembram de nada de algumas horas atrás e depois de conversarem, percebem que estão na mesma situação.

Como posso saber quanto custa um carro como esse? Tenho memória de como as coisas funcionam: um carro, as regras de transito, os presidentes, mas não lembro quem eu sou.”

 A partir dai, eles começam a juntar pistas sobre suas vidas. Percebendo também que seu relacionamento anda cheio de problemas. E quanto mais eles descobrem sobre si próprios, menos eles gostam das pessoas que eram e são.

Somos levamos nessa aminésia junto com o casal. Não dá pra supor o que aconteceu e isso é um mistério que estou tentando solucionar e encontrar pistas .Silas é o cara mais fofo do mundo, ele tem tantas qualidades boas que fazem dele um namorado perfeito e protetor com Charlie e algo que gostei nele foi o desejo dele por tentar conhecer Charlie de novo e conquista-la, mesmo não se lembrando de nada anteriormente.

Nota:★★★
“Jamais pare. Jamais esqueça.”

Queria poder comentar mais sobre o livro, mas só RECOMENDAM para quem ama romance e mistério, aqueles que leriam tudo da Colleen Hoover também. Creio que vocês terminarão o livro desejando o segundo e o terceiro para ontem.



divulgar

comentar

21 abril 2016

Texto: mais perto


    Estava tão perto. Dois corpos em um mesmo espaço. Desafiando as leis da física. Dois corpos suados em um pequeno cubículo imaginário.
   Meus cabelos estavam molhados. Meu corpo colava ao seu. Eu não conseguia abrir os olhos, porque sentir era tudo e tudo me bastava. Só bastava estar perto. Tao perto que espaço não existiria para nós.

    Nem espaço. Nem tempo. Só havia o calor, a vibração do seu sussurro no meu ouvido. A sua constante e acelerada pulsação, que de tão perto, eu podia sentir, e até mesmo, ressoar dentro de mim.
Alguma descarga elétrica se apoderou de nós. Não sei se foi dos céus ou da loucura do nosso amor. Eu quis mais. Desejei mais do que poderia querer.

      Porém, sabia eu que toda aquela energia esvair-se-ia, e não mais iria existir. Mais um motivo para manter-me perto; mais uma razão para desejar que toda aquela tempestade de emoções e sensações não se transformassem brevemente numa efemeridade. 

Com o passar dos curtos segundos, sentia o ascender da intensidade. Os seus lábios escorregando nos meus com mais veemência, as mãos querendo tocar-me como um todo; e os nossos olhares, procurando entender a essência de algo o qual não poderia ser descrito com palavras, uma vez que estas se tornam insuficientes para tal.

    Naquele pequeno espaço, no curto momento., na intensidade da ação: a entrega de tudo para eternizar o fim.




divulgar

comentar

20 abril 2016

Notícias: Alice Através do Espelho tem novo trailer legendado!

A Disney divulgou um novo trailer de Alice Através do Espelho, sequência deAlice no País das Maravilhas, lançado por Tim Burton em 2010. Alice (Mia Wasikowska) volta ao local mágico para salvar o Chapeleiro Maluco (Johnny Depp), que está bem mal, e impedir a destruição do alucinante País das Maravilhas. Tempo (Sacha Baron Cohen) e Rainha de Copas (Helena Bonham Carter) jogam contra, mas a protagonista será capaz de tudo para ajudar seu grande amigo. Confere o novo trailer e se prepara que maio está chegando:

           


divulgar

comentar


Notícias: Universal divulgou o primeiro trailer legendado de A Garota no Trem

A Universal divulgou o primeiro trailer legendado de A Garota no Trem, a aguardada adaptação do best-seller de Paula Hawkins. 
Ao som de uma versão lenta da canção "Heartless" de Kanye West, o vídeo tem muito suspense, tensão e drama... Mas, curiosamente, não há muitas cenas de Emily Blunt no trem do título!
A trama acompanha Rachel (Blunt), uma alcoólatra deprimida que fica obcecada com a suposta vida perfeita de um casal (Luke Evans e Haley Bennett), que ela observa pela janela do trem, todos os dias. Quando a jovem desaparece, Rachel decide ajudar a resolver este mistério. Porém, a moça era babá do ex-marido da protagonista (Justin Theroux) e, logo, a situação fica bem mais complicada do que aparenta.

Com direção de Tate Taylor e um elenco estrelado formado por Rebecca Ferguson, Edgar Ramírez, Lisa Kudrow, Allison Janney e Laura Prepon, A Garota no Trem chega aos cinemas brasileiros em novembro de 2016. Confira o trailer:





divulgar

comentar

19 abril 2016

Notícias: Galera Record divulgou a capa e a sinopse de Talvez Um Dia

Colleen Hoover fazendo minha ALEGRIAAA ! A Galera Record divulgou a capa e a sinopse de Talvez Um Dia da autora, previsto para ser lançado em maio, mas já com pré-venda na Saraiva e na Amazon.
Entre tantos títulos: Métrica, Pausa, Essa Garota, Um Caso Perdido e Sem Esperança -, Colleen é um dos maiores nomes do gênero literário Novo Adulto.
Sinopse: Um dos livros mais comentados de 2015, nos Estados Unidos, este é mais um sucesso arrebatador de Colleen Hoover, autora das séries Slammed e Hopeless
Sydney acabou de completar 22 anos e já fez algo inédito em sua vida: socou a cara da ex- melhor amiga. Até hoje, ela não podia reclamar da vida. Um namorado atencioso, uma melhor amiga com quem dividia o apartamento… Tudo bem, até Sydney descobrir que as duas pessoas em quem mais confiava se pegavam quando ela não estava por perto. Até que foi um soco merecido. Sydney encontra abrigo na casa de Ridge. Um músico cujo talento ela vinha admirando há um tempo. Juntos, os dois descobrem um entrosamento fora do comum para compor e uma atração que só cresce com o tempo. O problema é que Ridge tem uma namorada, e a última coisa que Sydney precisa agora é se transformar numa traidora.


divulgar

comentar

18 abril 2016

Resenha: A fuga, Rogério Coelho


Louco: Fuga

Graphic Novel: Louco – Fuga
Autor: Rogério Coelho
Editora: Panini Comics
Ano :2015

Páginas: 82

Por ver muitas recomendações sobre a Graphic Louco, logo quando tive oportunidade de comprar o meu fiquei feliz pro le-lo. Para quem nao sabe, esta Graphic é um projeto de Mauricio de Sousa, criador da Turma da Mônica ,que consiste em uma nova modelação nos personagens feitas por artistas brasileiros com estilos diferentes das revistas mensais. 

Louco sempre esteve correndo, sempre apressado e nas histórias da turma da Monica, seu nome equivalia a sua fuga. No inicio, um pássaro foi capturado por misteriosos Guardiões do Silencio, seres de metal que buscam o silencio, e por isso LOUCO acaba sempre fugindo, mas prometendo que um dia salvará seu amigo pássaro.

 LOUCO foge para outras histórias, e assim podemos conhecer sua infância e como conheceu o pássaro e os Guardiões do Silencio , além de mostrar sua interação com Cebolinha ou Cenourinha, como ele prefere chamar. A HQ é construído de forma rápida e movimentada, transmitindo a fuga do personagem. As ilustrações são incríveis, com cores e traços marcantes.

Tudo isto é uma metáfora para o medo da inspiração. Os pássaros ilustram a inspiram, os Guardiões algo que tenta para seu canto, seu voar. O LOUCO usa da sua loucura para libertar o canto, as cores, as historias e preencher as páginas em branco, mostrando que para existir heróis precisa-se existir vilões, para assim aprendermos com a vida. LOUCO é definitivamente uma das HQ's mais bonitas e criativas que já li, mostrando o conceito de liberdade através de seus traços.

Nota:★★★★


divulgar

comentar

16 abril 2016

Resenha:Surpreendente- Mauricio Gomyd

Surpreendente!
Título: Surpreendente!
Autor (a): Maurício Gomyde
Editora: Intrínseca
Páginas: 265
Ano:2015
Sinopse: Pedro Diniz tem um desafio e um problema pela frente.
O desafio: filmar um roteiro magnífico capaz de surpreender o público e conquistar o maior prêmio do cinema brasileiro. O problema: não ter ideia de como fazer isso.
Aos 25 anos, recém-formado, Pedro está convencido de que é um sujeito muito especial, que tem a missão de usar o cinema como instrumento para melhorar o mundo. Diagnosticado na adolescência com uma doença degenerativa que o condenaria à cegueira, ele contraria a lógica da medicina quando a perda de sua visão estaciona de forma inexplicável. Enquanto comanda o último cineclube de São Paulo e trabalha em uma videolocadora da periferia, Pedro planeja seu próximo filme, a obra que vai consagrá-lo. E, para animar as coisas, conhece a intrigante Cristal, uma ruivinha decidida, garçonete e estudante de física nuclear, que mexe com seu coração.
A perspectiva idealista de Pedro, porém, sofre sérios abalos. Atormentado por um segredo, ele parte com os amigos Fit, Mayla e Cristal numa longa viagem até Pirenópolis, em Goiás, a bordo de um Opala envenenado. Com câmeras nas mãos e espírito de aventura, a equipe técnica improvisada está disposta a usar toda a sua criatividade na filmagem feita na estrada ao sabor de encontros inesperados e de sentimentos imprevisíveis. E o jovem cineasta descobre que, quando o destino foge do script, nada supera o apoio de grandes amigos.

Surpreendente estava na minha lista de livros desejados há alguns meses. Consegui adquiri-lo e li numa terça-feira quente e cansativa, procurando um livro que me inspirasse de alguma forma. E este conseguiu ser definitivamente Surpreendente. Desde do primeiro livro de Mauricio, consegui me apaixonar pela sua escrita e neste não foi nada mais diferente, e sim inspirador e real.

O livro contará a historia de Pedro,  25 anos que aos 12 foi diagnosticado com uma doença degenerativa na retina,  que provavelmente ele perderia a visão no inicio dos 20 anos.Porem, ele desafiou as leis da medicina e aos 19 anos, sua degeneração se estabilizou, garantindo o funcionamento de metade de sua visão.

Sendo assim, Pedro entendeu que recebeu da vida uma segunda chance para realizar seus sonhos, por isso sempre procurou ajudar o próximo e levar a vida na simplicidade e na positividade. Ele cursa faculdade de Cinema, onde se encontra sua grande paixão pela produção de curtas e filmes.

   Todavia, seu grande objetivo é ganhar o Cacau de Ouro com algum curta seu produzido: premio bastante cobiçado no meio artístico.Ele está muito animado, mas devido a um acontecimento tudo desmorona em sua volta e ele começa a ver a vida de outro modo.Assim, para tentar salvar seus sonhos e sua fé em si mesmo, ele sai em uma viagem com seu melhor amigo Fit, Mayla, sua colega de trabalho; e Cristal, a garota por quem  está apaixonado.

   "Porque somos amigos. E se uma pessoa passar toda a existência sem fazer algo realmente excepcional por um amigo, a vida não terá valido a pena."

Li o livro em um único dia e não sei se me sinto satisfeita com isso ou não, pois realmente a historia foi SURPREENDENTE e me ensinou tanta coisa, que eu jamais imaginaria que esta leitura fosse entrar nos meus favoritos. O autor vai além do comum e busca ensinar o valor da verdadeira amizade, inspirando-nos e mostrando que todos já sabemos que a vida não é um mar de rosas, mas que podemos superar tudo, não importa a circunstancia, basta ter uma família que nos ama e amigos inseparáveis por perto.

“- Aqui começa o maior filme de todos os tempos sobre as chances que o mundo coloca na vida das pessoas. Que as lições sejam aprendidas e voltemos milhões de vezes melhores do que quando partimos. Apenas os fortes sobrevivem, porque, mesmo a estrada sendo longa, já dizia o poeta: “Quem tem um porquê, enfrenta qualquer como.” 

Assista o BOOK TRAILER e confira:

              
Nota:★★★★


divulgar

comentar

15 abril 2016

Notícias: Novo Conceito vai publicar "The Sun Is Also a Star, da Nicola Yoon

O romance de estréia de Nicola Yoon Tudo e Todas as Coisas acabou de ser publicado no Brasil pela Novo Conceito e fez tanto sucesso que os direitos de adaptação serem adquiridos rapidamente. A editora confirmou que o próximo livro da autora,The Sun Is Also a Star (O Sol Também é uma Estrela, em tradução livre), também será publicado no Brasil, porém ele será lançado nos EUA em 1º de novembro de 2016.

O livro é sobre Natasha – uma devota de fatos científicos, cuja família está prestes a ser deportada da Jamaica – e Daniel – um estudante modelo bem-comportado que se apaixona instantaneamente por Natasha. Será que eles vão deixar-se cair no amor, ou escolher um dos milhões de outros caminhos que o destino pode reservar? 


divulgar

comentar

14 abril 2016

Playlist : Tom Odell

     Tom Odell (Thomas Peter Odell) é um cantor e compositor britânico nascido a 24 de Novembro de 1990. Lançou o seu primeiro EP "Songs From Another Love" e conseguiu vencer o "BRITs Critics' Choice Award". O seu primeiro álbum foi lançado ainda em 2013 e é intitulado de "Long Way Down", que fez parte da trilha sonora de “A culpa é as estrelas”. E também teve músicas no filme “Se eu ficar”. Foi também nomeado o "songwriter of the year" (compositor do ano) na cerimônia Ivor Novello Awards em 2014.

    Já faz um tempo que ando escutando a sua voz viciante e suas letras tocantes. A paixão começou quando tocou uma música dele na trilha de "A culpa é das estrelas" e minha saga para encontrar o dono de uma voz acústica encantadora.
    

 Confira minhas músicas preferidas dele:



divulgar

comentar

13 abril 2016

Notícias: Doutor Estranho ganha trailer e pôster oficial

                   Doutor Estranho (Marvel) ganhou o seu primeiro trailer e um novo cartaz.


Nos quadrinhos, criado por Stan Lee e Steve Ditko  em 1963, o Doutor Stephen Strange(Benedict Cumberbatch) é um cirurgião arrogante que, depois de perder o uso das mãos em um acidente de carro, parte em busca de uma cura e acaba encontrando a redenção como o maior mago do universo Marvel.

Doutor Estranho chegará aos cinemas em 3 de novembro.

          


divulgar

comentar

11 abril 2016

Notícias: trailer da sexta temporada da série divulgado

A fanpage oficial de “Game of Thrones” divulgou um trailer da sexta temporada da série, que já está disponível legendado.A aguardada estreia acontecerá em 24 de abril.


A série é baseada nos livros de George R. R. Martin, e conta as múltiplas histórias do livro de As crônicas do gelo e do fogo. Se passando nos Sete Reinos de Westeros, onde “verões duram décadas e os invernos uma vida inteira”, a série mostra as violentas lutas dinásticas entre as famílias nobres para ter o controle do Trono de Ferro de Westeros. Enquanto isso, nas regiões desconhecidas ao norte da Muralha e nos continentes ao leste, ameaças adicionais começam a surgir. O sexto livro da saga, The Winds of Winter, ainda não tem previsão de lançamento.

Quem ai está ansioso? ;o
        


divulgar

comentar

10 abril 2016

Notícias: Animais Fantásticos e Onde Habitam trailer liberado


Foi liberado pela Warner Bros. um novo trailer oficial de Animais Fantásticos e Onde Habitam, filme que mostrará mais do universo mágico apresentado na franquia Harry Potter.
Animais Fantásticos e Onde Habitam começa em 1926, quando Newt Scamander (Eddie Redmayne ) acaba de completar uma excursão global para encontrar e documentar um grande acervo de criaturas mágicas.
Ele chega à Nova York para uma parada breve, que ele poderia ter entrado e saído sem nenhum incidente… Se não fosse por um No-Maj chamado Jacob, uma maleta trocada e o escape de algumas das criaturas mágicas de Newt, que podem trazer problemas para o mundo mágico e o dos No-Maj.
O filme conta com Eddie Redmayne, Katherine Waterston, Alison Sudol, Colin Farrell, Samantha Morton e Ezra Miller no elenco. O filme será dirigido por David Yates, que dirigiu os últimos quatro filmes da saga Harry Potter, e terá roteiro de J.K. Rowling.
          


divulgar

comentar

09 abril 2016

Resenha: Queria ver você feliz - Adriana Falcão

Queria ver você feliz Título: Queria Ver Você Feliz
Autora: Adriana Falcão
Editora: Intrínseca
Ano: 2014
Páginas: 160
Sinopse: HÁ QUEM O CHAME de Eros, Kama, Philea ou Ahava. O Amor, esse personagem mítico, desempenha o papel de narrador na história real do casal Caio e Maria Augusta, pais da autora Adriana Falcão. O Amor se descreve como perfeccionista e obcecado pelos detalhes, nada que o impeça de ser um bocado descuidado com as consequências dos sentimentos que provoca com suas flechas.

Já tinha o livro da Adriana Falcão na lista de desejados há algum tempo, e fiquei mais ansiosa ainda por saber que ela é mãe da Clarice Falcão. O livro conta com uma linguagem poética, romântica e regada a cartas. Adriana conta a historia de amor dos seus pais, em primeira pessoa pelo melhor autor que poderia contar o enredo amoroso: o Amor. Maria Augusta e Caio se conhecem quando adolescentes. Apaixonados se casam no Rio de Janeiro em 1950 e tem três filhas.

Maria Augusta tem uma personalidade forte, romântica e apaixonada demais.O amor dela por Caio é algo obsessivo, louco e eterno.Chegando a ser internada por suas loucuras, abusando de medicamentos e bebidas alcoólicas. Caio, entra na sua melancolia que já existia desde a adolescência, levando a tentativas de suicídio quando mais velho. 

A história é narrada com bom humor e tem um final dramático, triste, mas que revela a intensidade dos sentimentos nessa família.

Um livro nacional que recomendo pela simplicidade da escrita, pelo autor nada convencional, pela criatividade da edição, pela presença de cartas e singularidade dos sentimentos nos personagens, em que suas cartas já faziam jus a sua vida. NADA MELHOR DO QUE O AMOR NARRANDO DUAS VIDAS.

Nota: 
★★★


divulgar

comentar

07 abril 2016

Texto: Último dia

Imagem de ice, photography, and boy
   O dia chega ao seu fim. É meu último na cidade. E agora lembro que esqueci de fazer e dizer tantas coisas... mas já é tarde. O império que outrora eu construíra, agora desmorona pedra sobre pedra. E o que me resta? Arrependimentos, somente. Nada pode ser feito. O último ato já começou.
   Arrependo-me... arrependo-me amargamente de ter dado atenção às críticas ao invés dos elogios e palavras amigas. Arrependo-me de acorrentar a minha alma àqueles que nunca sequer quiseram o meu corpo. Eu poderia ter feito tanta coisa... poderia ter mudado a cama de lugar, poderia ter plantado uma árvore, poderia ter dado mais atenção às minhas paixões platônicas e utópicas. Poderia ter dito para a mulher da minha vida que a amo sem medidas. Mas nada disso eu fiz.
   No entanto, fiz uma última caminhada pela minha velha cidade. Tão cheia de mentes vazias e corações corrompidos... as árvores estavam mais verdejantes. Vi os casais de namorados nos bancos da praça e os ônibus que partiam melancolicamente. E dentro de um deles, lá estava ela, a minha utopia, com cabelos negros e olhos que mais pareciam estrelas. E ao lado dela, um rapaz segurando sua mão. Uma pena... em outra vida talvez aquele fosse eu.
   Meus amigos vieram à minha casa. Todos eufóricos, mas com os corações aflitos. Aquela seria a última vez que eles me veriam. Gritamos, bebemos, cantamos e xingamos uns aos outros. No fim, lembramos dos bons momentos que passamos juntos e choramos por não poder mais reviver tudo aquilo. O fim do dia havia chegado, e eu por displicência, não dei o meu melhor. Arrumo agora as malas, cheia de roupas e de memórias. Deveria também ter comprado uma mala maior. Mas as lojas já fecharam.
   Fui à janela, e dei uma última olhada na cidade. Poucos prédios e muitas luzes. Os poucos minutos que ali fiquei, foi tempo o suficiente para me fazer lembrar de toda uma vida que ali tive. Saí com as malas em mãos e subi no ônibus. Fui ao encontro do nascer do sol.

- André Viana


divulgar

comentar

06 abril 2016

Notícias: capa definitiva de "A Coroa" divulgada pela Editora Seguinte

                 
 A capa brasileira de "A coroa", último livro da série A Seleção, divulgada pela Editora Seguinte.
A pré-venda começará ainda esta semana e segundo a editora quem comprar na pré-venda vai ganhar um brinde exclusivo.

Quando começa a pré-venda?
A pré-venda vai começar ainda esta semana! Divulgarei os links no instagram do blog quando estiverem disponíveis.

Para ganhar o brinde preciso comprar em uma loja específica?
Várias lojas online terão a pré-venda com brinde, você poderá escolher a sua favorita. Por questões de logística, o brinde está disponível apenas para a pré-venda online, não para reserva em lojas físicas.



divulgar

comentar

05 abril 2016

Notícias: série Objetos cortantes


 
      “A adaptação para a televisão de Objetos Cortantes escrito por Gillian Flynn (mesma autora de Garota Exemplar), baseada em seu romance de estréia em 2006, será produzida pela HBO. A série já possui 8 episódios garantidos e quem irá interpretar a personagem principal será Amy Adams.
Marti Noxon, co-criador da série UnReal, escreveu o roteiro piloto e atuará como produtor executivo. A autora também irá escrever alguns dos scripts. Jean-Marc Vallée que dirigiu filmes como “Livre” e “Clube de Compras Dallas” irá dirigir todos os oito episódios e co-editar a série.
      O livro conta a história da repórter Camille Preaker, que retorna à sua cidade natal para investigar os assassinatos de duas garotas pré-adolescentes, após ter passado um tempo em uma instituição psiquiátrica. Além de precisar lidar com seus próprios distúrbios emocionais, Camille precisa conviver com a mãe hipocondríaca e a meia-irmã que mal conhece.
 A série ainda não tem previsão de estréia.”




divulgar

comentar


Resenha:Meia-noite na Austenlândia, Shannon Hale ★★★★

Meia-Noite na AustenlândiaTítulo: Meia-noite na Austenlândia
Autor: Shannon Hale
Editora: Record
Páginas: 320
Ano: 2015
Sinopse:Charlotte Kinder é bem-sucedida nos negócios, mas não no amor. Tentando se reerguer após um doloroso divórcio — e ainda obrigada a ver o ex-marido se casar com a amante —, ela passa a enfrentar o mundo dos programas arranjados com homens desconhecidos. Sem esperanças, se presenteia com duas semanas na Austenlândia, uma mansão interiorana que reproduz a época de Jane Austen. Lá, todos devem se portar de acordo com os costumes da Inglaterra regencial, ou seja, homens são perfeitos cavalheiros e o espartilho é item obrigatório nos trajes de uma dama. Porém, na verdade, os homens são atores, contratados para entreter as hóspedes.
Todos em Pembrook Park devem desempenhar um papel, mas, com o passar do tempo, Charlotte não tem mais certeza de onde termina a encenação e começa a realidade. E, quando os jogos na casa se mostram um pouco assustadores, ela descobre que talvez nem mesmo o chapéu mais bonito poderá manter sua cabeça grudada ao pescoço. Ao contrário do que se poderia pensar, Pembrook Park se revela um lugar intimidante, e a experiência de Charlotte passa a ser muito diferente da descrita no pacote de férias.

Meia-noite na Austenlândia não é a continuação que eu pensava que fosse de Austenlândia, da Shannon Hale, pela  editora Record , porém se passa no mesmo universo de Austenlândia, com uma diferente protagonista e um enredo distinto.Nesta historia, Shannon Hale deixará a historia com um humor mais elevado e com um mistério a ser resolvido, mantendo as características comuns dos romances de Austen em suas obras.

“Lorde Bentley era um homem alto, mais alto do que deve ser confortável para a vida do dia a dia. Claro, Charlotte era uma mulher alta, mas colocá-la como par do equivalente ao Empire State Building parecia exagero.”

Charlotte, a protagonista, era uma mulher sem voz, sem grandes aventuras e depois do divorcio que passa, quer viver algo que sempre quis: ser personagem em uma historia da Jane Austen, mesmo a Agatha Christie tendo feito mais parte da sua adolescência. Todavia, ela acaba acreditando que houve um assassinato no cenário da Austen. Sendo assim, qual é a influencia certa? Jane Austen ou Agatha Christie?

Todavia, o mistério não foi tão surpreendente assim, mas Charlotte é uma personagem engraçada e desmedida, sempre confusa quanto ao seu passado e quanto aquela semana será real ou não, dando abertura para um chick-lit. Ela procura esquecer as traições do ex-marido, o divorcio, o jeito que anda lidando com tudo e ao se deparar com um mistério, ela percebe que é muito fácil se distrair, voltando a acreditar que é inteligente o suficiente uma vez que não conseguiu impedir que seu marido a trocasse por outra.

O drama pessoal de Charlotte foi o que mais me agradou. O modo que ela pode lidar com a situação e seguir em frente. Além dos personagens secundários, que são cativantes. Embora, Meia-noite na Austenlândia não seja a continuação direta do primeiro livro, recomendo a leitura de Austenlândia para entender que terão alguns personagens comuns em ambas as historias. E também que alguns detalhes serão acrescentados.

“Jane Austen criou seis heroínas, todas diferentes, e isso deu coragem a Charlotte. Não havia só um tipo de mulher. (…) Estava finalmente se sentindo em casa na Austenlândia, e pretendia se armar com essa ousadia e levá-la para casa.”

 Nota★★★★




divulgar

comentar