• Cinema
  • Inspiração
  • Leitura
  • Música
  • Playlist
  • Resenha
  • Série
  • Texto
  • Vídeo
29 novembro 2016

Resenha: Biblioteca de Almas #3, Ransom Riggs

Biblioteca de Almas
Título: Biblioteca de Almas - O orfanato da srta. Peregrine #3
Autor:  Ransom Riggs
Editora: Intrínseca
Páginas: 416
 Sinopse: Neste terceiro livro, depois de sofrer com a morte do avô, conhecer crianças com habilidades peculiares em uma fenda temporal e partir pelo mar em uma busca desesperada para curar a srta. Peregrine, Jacob vai finalmente enfrentar a inevitável conclusão dessa turbulenta jornada. Jacob descobre uma poderosa habilidade e não demora a explorá-la para resgatar os amigos peculiares e as ymbrynes da fortaleza dos acólitos. Junto com ele vai Emma Bloom, uma menina capaz de produzir fogo com as mãos, e Addison MacHenry, um cão com faro especial para encontrar crianças perdidas.

No último livro da trilogia O Lar da Srta. Peregrine, Ranson continua com uma eletrizante historia, onde conhecemos novas fendas, novos peculiares e novos segredos – tantas revelações que me deixaram :o.

Todas as interrogações nos volumes anteriores, foram respondidas. A sua escrita evoluiu e surpreendeu pela fluidez e convite ao leitor, para virar as páginas e não parar mais. Além disso, a AÇÃO é do COMEÇO AO FIM.

“Eu estava ali por um motivo. Havia algo que eu precisava fazer , não apenas ser; e não era fugir ou me esconder, muito menos desistir no instante em que as coisas começassem a parecer aterrorizantes e impossíveis.”

Para mim, foi um dos melhores livros da série, mas estou dividida se este é ou não o meu favorito. Só pelo fato de retomar pontas soltas nos anteriores, incluir novos peculiares, novos cenários e ser repleto de ação e aventura, que não dá tempo nem de respirarmos.

“ Mas nunca era apenas uma história. Isso tinha se tornado uma das verdades mais definhadoras da minha vida, pois por mais que eu tentasse manter as histórias aplanadas, bidimensionais, presas em papel e tinta, sempre haveria aquelas que se recusavam a ficar restrita ao interior dos livros. Eu sabia: uma história tinha engolido toda a minha vida”.

Só senti falta de saber além do que já foi descrito sobre as ymbrynes,protetoras dos peculiares, e espero que em um futuro próximo , o autor escreva um livro sobre elas. Adorei o desfecho, adorei o final e já estou com saudade de passar duas semanas lendo. Então, é claro que RECOMENDO ! Que venha Contos Peculiares( que comprei e ainda não chegou) e o filme, para nos encantarmos cada vez mais.

                          Nota: ★★★★★ (FAVORITADO)




divulgar

comentar

22 novembro 2016

Resenha: 9 de novembro - Colleen Hoover

Novembro, 9
Título: Novembro, 9
Autora: Colleen Hoover
Editora: Galera Record
Páginas: 352
Ano: 2016
Sinopse: Autora número 1 da lista do New York Times retorna com uma história de amor inesquecível entre um aspirante a escritor e sua musa improvável.Fallon conhece Ben, um aspirante a escritor, bem no dia da sua mudança de Los Angeles para Nova York. A química instantânea entre os dois faz com que passem o dia inteiro juntos – a vida atribulada de Fallon se torna uma grande inspiração para o romance que Ben pretende escrever. A mudança de Fallon é inevitável, mas eles prometem se encontrar todo ano, sempre no mesmo dia. Até que Fallon começa a suspeitar que o conto de fadas do qual faz parte pode ser uma fabricação de Ben em nome do enredo perfeito. Será que o relacionamento de Ben com Fallon, e o livro que nasce dele, pode ser considerado uma história de amor mesmo se terminar em corações partidos?

ALERTA DE LIVRO ALTAMENTE MARAVILHOSO DA RAINHA . Incrivel o quanto ela sempre surpreende, inova. Romances apaixonantes, reflexivos, dramáticos e lindos. Impossivel não sentir, não admirar, não se apaixonar pelos personagens. Como não amar uma autora que cria suas histórias de fantasia com um grande toque de vida real? Adianto que “9 de novembro” é um livro maravilhoso, e não sei dizer se é o melhor da autora, mas prometo que se voce der uma chance, vai tocar profundamente voce.

Fallon tem passado por anos dificies. Há dois anos, ela era uma garota que tinha fama, era uma excelente atriz e tinha sucesso. Do dia para noite, um incêndio acabou com isso tudo,marcando a parte esquerda do seu corpo. Desde então, nada é como antes.

“Este não é um dos seus contos de fada , Fallon. É a vida real, e no mundo real você tem de dar duro para ter o felizes para sempre.”

A atriz adorada pelos fãs foi esquecida e anda pelas ruas escondendo suas cicatrizes com roupas que cobrem toda a parte do seu corpo, além de usar o próprio cabelo para esconder seu rosto. Até que ela conhece Bem, um jovem escritor cujo sonho é publicar um livro, todavia ainda não realizado. A conexão entre os dois é rápida e instantânea, pois ambos carregam algum tipo de cicatriz. E nas poucas horas que passam juntos, eles se aproximam tanto que incentivam um ao outro a correr atras dos seus sonhos.

Ela "me amou" numa citação. 
Ela me beijou em negrito.
EU TENTEI MANTE-LA em caixa alta.
 Ela foi embora numa elipse...

Nesse dia, eles fazem uma promessa: durante os próximos os cinco anos, vão se encontrar em todo dia 9 de novembro, porém não manterão contato por telefone, nem e-mail. Enquanto isso, Fallon vai morar em Nova York e irá perseguir seu sonho de atuar, e Bem começará a fazer um romance baseado na história dos dois.

“Se você não aparecer hoje, eu vou estar lá ano que vem. E no próximo. Todo 9 de novembro eu vou esperar você, na esperança que um dia você será capas de encontrar perdão para me amar de novo. Mas se isso não acontecer e você nunca aparecer, eu ainda vou ser grato a você até o dia em que eu morrer. Você me salvou no dia em que nos conhecemos. “

 Não sei como descrever o misto de  sensações que esse livro me fez sentir: sorri, quase chorei, fiquei tensa, triste, agoniada, com raiva... Tocante, intenso e emocionante. Sem menos. Colleen Hoover só consegue me surpreender criando uma história incrivel, personagens cativantes, divertidos e um dos melhores romances que já li. Já ia esquecendo, Griffin Peterson, que fez a trilha sonora de "Talvez um dia ", também fez uma música para "NOVEMBER 9":

Nota: ★★★★★ ( FAVORITO)


divulgar

comentar

20 novembro 2016

Resenha: Suzy e as águas vivas- Ali Benjamin

Título: Suzy e as Águas-Vivas
Autora: Ali Benjamin
Editora: Verus
Páginas: 222

Ano: 2016
Sinopse:As vezes, quando nos sentimos mais solitários, o mundo decide se abrir de formas mágicas.
Suzy Swanson está quase certa do real motivo da morte de Franny Jackson. Todos dizem que não há como ter certeza, que algumas coisas simplesmente acontecem. Mas Suzy sabe que deve haver uma explicação — uma explicação científica — para que Franny tenha se afogado.
Assombrada pela perda de sua ex-melhor amiga — e pelo momento final e terrível entre elas —, Suzy se refugia no mundo silencioso de sua imaginação. Convencida de que a morte de Franny foi causada pela ferroada de uma água-viva, ela cria um plano para provar a verdade, mesmo que isso signifique viajar ao outro lado do mundo... sozinha. Enquanto se prepara, Suzy descobre coisas surpreendentes sobre o universo — e encontra amor e esperança bem mais perto do que ela imaginava.
Este romance dolorosamente sensível explora o momento crucial na vida de cada um de nós, quando percebemos pela primeira vez que nem todas as histórias têm final feliz... mas que novas aventuras estão esperando para florescer, às vezes bem à nossa frente.


Se têm livro fofo e recomendado nesse último mes é:Suzy e as Águas-vivas, lançamento da Verus Editora. Tão bonito, edificante de uma certa forma e por mais que seja infanto-juvenil, promete conquistar até os mais velhos e os temerosos( como eu) de águas-vivas.

“Ás vezes, quando nos sentimos mais solitários, o mundo decide se abrir de formas mágicas.”

Suzy Swanson está quase certa do motivo pelo qual Franny Jackson tenha morrido. Todo mundo diz que essas coisas acontecem,simplesmente. Mas, ela não tem certeza disso e quer uma explicação para o que aconteceu, para que Franny tenha se afogado, já que ela era uma exímia nadadora.

Perder sua ex-melhor amiga foi algo que a abalou muito e assustada ainda pela sua repentina morta, Suzy se refugia no silêncio. Convencida de que a morte de Franny foi causada por ferroadas de águas-vivas, ela cria um plano para provar essa verdade, até que isso signifique viajar para o outro lado do mundo.

"Às vezes a gente quer com tanta força que as coisas mudem que não suporta nem sequer estar na mesma sala com as coisas do jeito que realmente são."

No preparo da sua pesquisa, Susy descobre coisas incriveis sobre esses seres e também entende que o Universo é diversificado demais, a ponto de encontrar amor e esperança no lugar que havia sumido.

Um romance lindo, colorido e sensível, explorando nossas emoções em momentos que queremos encontrar uma explicação para coisas ruins acontecerem, já que nem todo mundo tem um final feliz. Todavia, as aventuras estão nesse grande Planeta Azul esperando por nós para faze-lás acontecer.

"Não há uma única maneira certa de dizer adeus a alguém que você ama. O mais importante é que você mantenha alguma parte dela dentro de você."
O livro é contado por Suzy, com capitulos curtos e que nada cansam a leitura. Ler sobre Suzy e conhece-la foi como voltar a um fato do meu passado, que passei por uma situação parecida, em que eu queria investigar o porquê de algo, quando não havia explicação.

Aprendi tanto sobre água-vivas que graças a Suzy não esquecerei e verei mais beleza do antes.Uma personagem fofa, forte, corajosa e que me encantou do começo ao fim do livro. No final, a mensagem trazida é linda e já recomendo e favorito essa coisa fofa !

Vale ressaltar que o livro será adaptado pelo cinema pela Pacific Standard, produtora da atriz Reese Witherspoon. “Esse livro é um incrível vislumbre do mundo interior de uma menina de 12 anos que perdeu a sua melhor amiga. A escrita é maravilhosa”, declarou Reese sobre o livro.

Nota: ★★★★★


divulgar

comentar

17 novembro 2016

Notícias: novo trailer de Desventuras em Série.

Netflix divulgou hoje (17) o novo trailer da série que promete ser seu próximo sucesso, Desventuras em Série.
Baseada na série internacional de livros campeões de vendas escritos por Lemony Snicket (aka Daniel Handler) e estrelada pelo vencedor dos prêmios Emmy e Tony, Neil Patrick HarrisLemony Snicket’s A Series of Unfortunate Events / Desventuras em Série, conta a trágica história dos órfãos Baudelaire – Violet, Klaus e Sunny – cujo tutor malvado, o Conde Olaf, não medirá esforços para colocar as mãos na herança deles. Os irmãos devem ser mais espertos do que Olaf a cada situação, para descobrir as pistas que levam à morte misteriosa de seus pais.
A série em oito episódios é uma produção original da Netflix, que tem o vencedor do Emmy, Barry Sonnenfeld, e Daniel Handler como produtores executivos, e também é estrelada por Patrick Warburton, Joan Cusack, Malina Weissman e Louis Hynes. A série estreia em 13 de janeiro de 2017, exclusivamente na Netflix.


divulgar

comentar

10 novembro 2016

Resenha: Á sua espera #10 - Abbi Glines ★★★★

À Sua Espera
Título: À Sua Espera
Título Original: When I'm Gone

Série: Rosemary Beach 10

Autora: Abbi Glines
Editora: Arqueiro
Páginas: 240
Ano: 2016

Skoob: À Sua Espera


Sinopse: Mase sempre preferiu a vida simples em seu rancho no Texas à agitação do mundo do pai em Rosemary Beach. Na verdade, ele quase nunca visita o famoso astro do rock e Nan, sua meia-irmã mimada e egoísta. Mas tudo muda quando conhece uma das empregadas da casa, uma garota linda que, sem saber da presença dele, o desperta com seu canto desafinado.
Depois de anos sendo maltratada pela família e pelos colegas por causa de um distúrbio de aprendizagem, Reese conquistou sua liberdade e mora sozinha trabalhando como diarista para as famílias ricas da cidade. No entanto, seu sustento fica ameaçado quando ela causa um acidente na casa de Nan Dillon.Ao ser salva por Mase, um rapaz atencioso e com charme de caubói, Reese fica surpresa pelo gesto dele e, depois, apavorada quando ele demonstra interesse nela. Nunca na vida Reese conheceu um homem em quem pudesse confiar. Será que Mase pode ser diferente?
Nessa ardente paixão que nasce entre a doce e batalhadora Reese e o centrado e sexy Mase, Abbi Glines mais uma vez mescla tristezas da vida real com amores de contos de fada e nos faz suspirar até a última página.

Aqui estou eu, mais uma vez alimentando meu vicio da Abbi Glines com À Sua Espera :o decimo primeiro livro da série Rosemary Beach, que contará como estão os outros personagens , já que todos tem alguma ligação . 
Dessa vez, teremos a história de Mase, irmão da Harlow, que, para quem leu " Para sempre minha" conheceu bem ela é seu irmão mega protetor.

Reese é uma garota com um passado assombroso: pais abusivos , negligenciada e sozinha . Seu melhor amigo é Jimmy. Ela trabalha na faxina é um dia quando estava arrumando a casa de Nan, se deparou com Mase quase pelado. Ao escorregar e quebrar um espelho, o lindo Mase a leva para um hospital e a partir disso a amizade que surge ali vai além de atração física. 

"Para cada coisa ruim que aconteceu, fui recompensada com algo ainda mais bonito do que tudo de ruim. Você fez tudo valer a pena. Você é meu presente nessa vida. Eu vivi as coisas ruins e sobrevivi. Minha recompensa foi Deus ter me dado você."

A partir daí, Mase faz de tudo para ajudá-la. Ele também acaba descobrindo que ela tem dificuldade para ler e escrever . Mesmo quando ele volta para o Texas , Mase e Reese mantêm essa conexão, falando pelo celular quase todos os dias.

Reese é o a fortaleza do livro. Passei a admira-lá quando conheci seu passado, quando ela travava uma batalha com o amor, o carinho que não recebeu dos seus familiares e quanto a sua condição, mas sempre lutando por aquilo que queria.

"Eu preciso que ela venha para mim. Se nós temos uma chance de um futuro, eu preciso que ela venha até mim. Eu sempre peguei o que eu quis e sempre conquistei minhas provações, mas nada nunca significou o que ela significa. Eu não posso conquistar ela, mamãe. Eu amo ela. Eu nunca quero obrigar ela a fazer alguma coisa. Até mesmo me amar. Ela tem que me amar por ela mesma."

Assim como em todos os livros da série Rosemary Beach, encontramos personagens anteriores, conhecemos o passado e os monstros que todos eles vivem. E ler esse livro me deixou mais ansiosa para conhecer Nan, já que a  vaca sempre dá as caras e tem uma personalidade louca.

Nota: ★★★★ 



divulgar

comentar

04 novembro 2016

Resenha:Essa luz tão brilhante - Estelle Laure

Essa Luz Tão Brilhante
Título: Essa Luz Tão Brilhante
Autora:Estelle Laure
Ano: 2016
Páginas: 208

Editora: Arqueiro

Gênero: Não-ficção / Romance
Sinopse: O pai dela surtou e foi internado. A mãe disse que ia viajar por uns dias e nunca mais voltou. Wren, sua irmãzinha, parece bem, mas já está tendo problemas na escola. Lucille tem só 17 anos, e todos os problemas do mundo. Se não conseguir arrumar um emprego para pagar as contas e fingir para os vizinhos que está tudo em ordem, pode perder a guarda da irmã. Sorte a dela ter Eden, uma amiga tão incrível que se dispõe a matar aulas para ajudá-la. Azar o dela se apaixonar perdidamente justo agora, e justo por Digby, o irmão gêmeo de Eden, que é lindo, ruivo... mas comprometido.
Essa luz tão brilhante é a história de uma garota que descobre uma grande força dentro de si enquanto aprende que a vida e o amor podem ser imprevisíveis, assustadores e maravilhosos – tudo junto e misturado.


Esse é um dos lançamentos de agosto da Editora Arqueiro e essa capa me conquistou de primeira: simples, sugestiva e um título maravilhoso, que logo atiçou minha curiosidade.

Somos apresentados a Lucille, uma garota de 17 anos que está passando por mal bocados. Seu pai surtou e foi internado. Sua mãe disse que ia viajar e voltava logo e nunca mais voltou. Wren, sua irmã mais nova parece bem, apesar de tudo, mas anda se isolando na escola. Lucille precisa arrumar um emprego para sustentar a casa e fingir que sua mãe só fez uma pequena viagem, para que tudo não desmorone, nem ela perca a irmã.

Eden , sua melhor amiga, ajuda ela em tudo. E logo agora, que tantas coisas ruins estão acontecendo, ela se apaixona por Digby, irmão gêmeo de Eden: lindo, ruivo, olhos verdes e comprometido.

“Ele me abraça com muita força antes de sair. Tento me apertar contra ele e , por um louco segundo, fico achando que, se o abraçar com força suficiente, talvez eu de fato me transforme nele, me derreta nele, e nada mais vai fazer diferença”.

Estelle Laure traz uma narrativa simples, reflexiva, cujo personagem principal: Lucille, descobre dentro dela uma força fora do comum, afinal o que você faria se fosse aos poucos perdendo os entes que ama? Ela precisou ser corajosa para cuidar da irmã, agir com normalidade e segurar as pontas sem perder a cabeça.

"Como é que num dia uma pessoa é um componente de decoração na casa (uma mesa bacana, talvez) e no outro passa a ser os canos, a fundação, a viga central sem a qual toda estrutura desaba? Como é que uma estrela que mal se nota se transforma no sol?"

Uma imprevisibilidade maravilhosa e cativante, que mostra o quanto se pode aprender com a vida e com o amor. Uma narrativa forte, com uma heroína da realidade enfrentando o amor, a dor, a perda e a mágoa. Será que a melhor coisa pode acontecer no pior momento?

“Explique qual é o objetivo de viver se você não estiver disposta a lutar pelas verdades do seu coração, a correr o risco de se machucar. Você precisa ter fúria”.

Nota★★★★


divulgar

comentar