• Cinema
  • Inspiração
  • Leitura
  • Música
  • Playlist
  • Resenha
  • Série
  • Texto
  • Vídeo
31 agosto 2016

Notícias: Sete Minutos Depois da Meia-Noite e nova data de estreia

Sete Minutos Depois da Meia-Noite, adaptação do livro O chamado do monstro de Patrick Ness, tinha sua estreia prevista para 20 de outubro, porém os produtores decidiram atrasar a estreia para 06 de janeiro, provavelmente porque desejam que o filme tenha a chance de ganhar alguns prêmios.
Sinopse:A história segue Conor, um garoto de 13 anos de idade com muitos problemas na vida. Seu pai é muito ausente, a mãe sofre um um câncer em fase terminal, a avó é uma megera, e ele é maltratado na escola pelos colegas. No entanto, todas as noites Conor tem o mesmo sonho, com uma gigantesca árvore que decide contar histórias para ele, em troca de escutar as histórias do garoto. Embora as conversas com a árvore tenham consequências negativas na vida real, elas ajudam Conor a escapar das dificuldades através do mundo da fantasia.O livro foi publicado no Brasil pela Ática com o título de O Chamado do Monstro e será republicado pela Novo Conceito.





divulgar

comentar

30 agosto 2016

Resenha:Aos meus filhos - As últimas cartas de um pai

Aos Meus Filhos
Livro: Aos meus filhos - As últimas cartas de um pai
Autor: Mark M. Weber
Editora: Planeta
Páginas: 268
Ano: 2013
Sinopse: Um homem no auge de sua carreira, prestes a assumir um importante cargo no Exército americano. Um pai de família, com uma esposa que é sua melhor amiga e três filhos pequenos. Tudo parecia bem na vida de Mark M. Weber, até que ele recebeu um terrível diagnóstico: um câncer gastrointestinal arrasador. Diante dessa notícia, qualquer pessoa teria mil razões para se sentir deprimida, para achar que nada mais vale a pena. Mas não Mark. Um guerreiro nato e persistente, ele decidiu lutar contra com todas as suas forças. E mais do que isso: preocupado em não estar presente na vida de seus filhos nos anos seguintes, resolveu escrever a eles uma série de cartas, cheias de lições sobre coragem e medo, palavras e ações, orgulho e humildade, seriedade e bom humor. “Aos meus filhos” é um testemunho apaixonado de um pai e a emocionante história de vida de um homem, que vai deixar uma marca no coração não apenas de seus filhos, mas de cada um dos leitores, inspirando a todos a construir uma vida melhor. 

Nunca fui muito fã de biografias. Aprecio todo o objetivo do escritor, se este merecer e inspirar os outros atraves de sua historia. Mas, dessa vez, gostei sim e fiquei muito satisfeita com a leitura da #MLI2016

" Na maioria dos casos, sorte e azar têm muito a ver com trabalho duro, mas às vezes o acaso acaba de envolvendo na história. Como é que um homem de 38 anos de idade, saudável e que fazia exercícios, comia direito, não fumava e quase nunca bebia acaba com câncer? Não é justo."

Mark estava no auge de sua carreira no Exército americano, quando ao fazer exames de rotina para partir em uma nova missao no Afeganistao, recebeu o diagnóstico de um câncer gastrointestinal violento. Casado e com 3 filhos, Mark decidiu lutar contra a doença como um verdadeiro soldado que era.  Preocupado com sua futura partida, ele decidiu escrever uma série de cartas com muitas lições sobre coragem, medo, humildade ,entre outros.
" Muitas vezes, em uma vida boa, você vai rir até chorar. E muitas vezes você vai chorar até rir. No final, rir e chorar são como primos, e não desconhecidos. É desse jeito que os seres humanos honestos respondem a uma vida na qual se permitem amar, e minha esperança é que vocês tenham muitas lágrimas ao longo da vida, e de todos os tipos."
Diferente de mim, que caio com a doença e nao me levanto até me sentir melhor; Mark é um verdadeiro soldado e como este suportava a dor, insistia em se cuidar sozinho e permanecer o melhor possivel, sempre de bom humor. 

Todavia, o câncer é um processo doloroso, pelas fotos nao percebe-se a devastação da doença. Mark fala sobre tudo: sua infancia, sua familia, seus medos, a época do exercito, ou seja, sua vida sem segredos. O livro dedicado a sua esposa e filhos mostra todos os detalhes do diagnóstico, seu trabalho depois do cancer. E através de historias pessoais, ele compartilha momentos inesquecíveis para que seus filhos lembrem e assimilem a pessoa que ele foi.

Por mais que biografia nao sejam meu forte em leitura, por vezes parei e voltava, pois a historia de Weber é grande demais e alguns detalhes, principalmente do exercito tornavam-se chatos para mim. Todavia, continua sendo uma inspiração á luta e toca de forma surpreendente a mensagem que ele deixa para os filhos : o que deixamos depois de partir? Mark deixou todos os pensamentos dele, até o ultimo momento de vida. E voce? O que deixará quando se for?


divulgar

comentar

29 agosto 2016

Cinema:A Chegada têm trailer completo

A Paramount e a Sony Pictures divulgaram o primeiro trailer completo da ficção científica A Chegada, estrelada por Amy Adams, Jeremy Renner, Forest Whitaker e Michael Stuhlbarg, e dirigida por Denis Villeneuve (Os Suspeitos, Sicario: Terra de Ninguém).
Quando naves espaciais misteriosas chegam à Terra, uma equipe de elite - liderada pelo especialista em linguística Louise Banks (Amy Adams) - é reunida para investigar. Com a humanidade à beira de uma guerra global, Banks e sua equipe correm contra o tempo para obter respostas - e para encontrá-las, ela terá que arriscar a sua vida, e possivelmente de toda a humanidade.


divulgar

comentar

25 agosto 2016

Resenha:Alice no país das Armadilhas - #1 Mainak Dhar

Alice no País das Armadilhas  
Título: Alice no País das Armadilhas #1
Autor: Mainak Dhar
Editora: Única
Páginas: 256

Sinopse: O planeta Terra foi devastado por um ataque nuclear, e boa parte de sua população se transformou em Mordedores, mortos-vivos que se alimentam de sangue e, com sua mordida, fazem dos humanos seres como eles.
Alice é uma jovem humana de 15 anos que mora no País das Armadilhas, nos arredores da cidade que um dia foi Nova Déli, na Índia. Ela nasceu nessa nova realidade aterrorizante e teve de aprender a se defender sozinha desde cedo.
As coisas mudam quando Alice decide seguir um Mordedor por um buraco no chão: ela descobre a estarrecedora verdade por trás da origem das criaturas e se dá conta da profecia que ela mesma está destinada a consumar — uma profecia que se baseia nos restos chamuscados do último livro encontrado no País das Armadilhas, uma obra chamada Alice no País das Maravilhas . Uma mistura incomum de mitos, teorias conspiratórias e Lewis Caroll, Alice no País das Armadilhas pode parecer mais uma história de zumbi, mas é uma metáfora instigante de como tendemos a demonizar aquilo que não compreendemos.

Como amante eterna das aventuras da Alice do Lewis Carroll, a saudade estava um pouco grande e fui ler “Alice no país das Armadilhas”. A Alice tem 15 anos e vive em uma época chamada Insurreição. Logo, a sobrevivência é o principal lema dessa realidade, em que ela precisa matar ou fugir dos Mordedores: zumbis que mordem humanos para transformá-los em mortos-vivos (The Walking Dead).

Morando no País das Armadilhas, Alice vive com pessoas que são praticamente nômades: mudando de um lugar para outro para evitar ataques dos Mordedores ou fugir deles. Porém, Alice não é qualquer cidadã e foi criada com boa pontaria, agilidade e visando sobretudo a sua sobrevivência.

“— Quem de vocês é Alice?
— Quem está perguntando?
— E que diferença faz isso? [...] Alice respondeu:
— A diferença é que a resposta vai determinar se eu vou cumprimenta-lo com um sorriso ou com uma bala nesse seu boné ridículo.”

 Certo dia, enquanto monitorava uma área, um Mordedor chamou a atenção de Alice: usando orelhas de coelho e entrando em um buraco no chão. Curiosa, ela segue e descobre que no subterrâneo eles formam uma comunidade e são liderados por uma Rainha: que não é mordedora, nem humana, porém revela a Alice que ela foi escolhida para salvar o mundo.

E ao questionar a Rainha, Alice se questiona se essa guerra entre Mordedores x Humanos sempre existiu e se haveria uma chance de viver em paz de novo. Dessa forma, Alice viverá aventuras e enfrentará governos para mostrar que poderia haver paz naquele momento e em um prospero.

"Com toda a devastação que o mundo já sofrera, 
se houvesse ao menos uma pequena chance para que as coisas se acertassem,
valeria a pena lutar por isso." 

Apaixonada por The Walking Dead e Alice, claro que não poderia deixar de ler a mistura de ambos. Alice é uma personagem badass, corajosa e enfrenta TUDO mesmo! A história foi bem construída e muitos pontos esclarecidos do passado apocalíptico. A questão politica foi um dos diferenciais da obra, mostrando que a autora é criativa e inteligente ao questionar o governo deste mundo.

A historia é curta, mas cheia de ação e reviravoltas que podem prender o leitor, sendo uma leitura simples e divertida. Eu gostei muito do livro, mas não foi tao surpreendente o quanto esperava. O segundo livro já foi lançado pela Editora Única e o ultimo livro da trilogia pode ser lançado em breve. Para quem quer se divertir lendo essa mistura de apocalipse + Alice : recomendo !

“Por toda sua vida, os Mordedores tinham sido os bichos-papões da história, os monstros dos nossos pesadelos, aqueles que surgiam dos mortos para se voltar contra os humanos. Para Alice, era impossível assimilar a possibilidade de que os humanos tinham sido os responsáveis por começar tudo isso.”

 Nota: ★★★



divulgar

comentar

24 agosto 2016

Notícias: Prometida ganhou capa e sinopse , Carina Rissi

                      

Carina Rissi atualizou sua página no Facebook para informar seus leitores que o quarto livro da série Perdida está pronto e ganhou capa! Prometida será lançado em outubro e será protagonizado por Elisa e Lucas, e ainda haverá pelo menos mais um livro após essa história.

Sinopse :"Elisa Clarke anda um pouco entediada. Seus dias parecem iguais e os bailes há muito deixaram de trazer algum prazer a ela. Não que seja uma surpresa, pois sempre que ela está presente os eventos se tornam um desastre! E é injusto, já que ela foi uma boa moça a vida toda. Nascida em uma das famílias mais influentes, a jovem aprendeu desde pequena a respeitar as normas sociais e se manter longe de escândalos. Na única vez em que ignorou uma dessas regras acabou noiva. E foi apenas um beijo, ora bolas!
Um beijo com o qual Elisa fantasiou desde que conheceu e se apaixonou irrevogavelmente pelo belo e gentil jovem médico e que, como acontece nos contos de fadas, mudou sua vida para sempre. Mas não da maneira que ela esperava. Como consequência, agora está prometida a alguém que a despreza tanto que preferiu viver em outro continente. Tudo o que ela deseja é que as coisas permaneçam assim.
Mas Elisa não sabe que seu noivo está a caminho do Brasil, e ela terá de enfrentar o homem cujo coração um dia se viu forçada a partir.
Destinados a ficar juntos, mas separados por seus corações, eles se envolverão em uma sinuosa dança marcada por segredos, mágoas do passado, intrigas e uma arrebatadora paixão que colocará em perigo não apenas seus sentimentos, mas a vida de ambos."


divulgar

comentar


Resenha: Os 13 porquês - Jay Asher

Os 13 PorquêsLivro: Os 13 Porquês
Autor: Jay Asher 
Páginas: 256
Editora: Ática
Sinopse: Ao voltar da escola, Clay Jensen encontra um misterioso pacote com várias fitas cassetes. Ele ouve as gravações e se dá conta de que foram feitas por uma colega de classe que cometeu suicídio duas semanas antes. Nas fitas, ela explica que 13 motivos a levaram à decisão de se matar. Clay é um deles. Agora ele precisa ouvir tudo até o fim para descobrir como contribuiu para esse trágico acontecimento.

 Não sei como transmitir a tristeza, o sofrimento e ao mesmo tempo o aprendizado com "Os 13 porquês”.

7 Fitas. 13 Razoes. Uma consequência. Hannah Baker cometeu suicídio, mas antes gravou fitas cassetes contando os seus motivos . Alguns, envolvem pessoas e ela fez razão de que estas fitas passassem por todas elas, contando os eventos que levaram a essa decisão.

Clay era o colega de classe de Hannah, por quem tinha sentimentos. Ele recebeu as fitas e fica curioso e angustiado para entender os motivos de Hannah e o porquê ele também recebeu a caixa com fitas.

Muitos leitores podem achar que os motivos de Hannah foram rasos e superficiais, que ela não precisaria ter acabado com a própria vida. Porém, isso é justamente o que o autor quer mostrar: que cada pessoa tem uma reação diferente a situações que nos desestabilizam. O autor nos ensina a escutar mais o outro, a segurar as mãos de alguém e incentiva-lo a contar seus problemas, pois no futuro você poderá impedir que algo ruim aconteça.


“Acho que essa é a questão central. Ninguém sabe ao certo impacto tem na vida dos outros. Muitas vezes não tem noção. Mas forçamos a barra do mesmo jeito.”

Me senti angustiada lendo o livro. A cada fita que ouvia a voz de Hannah na minha cabeça e sentia o quanto Clay sentia-se sufocado e culpado por não ter visto alguns sinais antes. Uma garota que deixa pistas para alguém que era apaixonado por ela descobrir os “PORQUÊS” das suas atitudes que levaram ao seu fim. Uma escrita suave, sensível e que permite ao leitor, estar do lado de Clay, com os fones de ouvido e caminhando pelo mapa. Recentemente, a Netflix comprou os direitos de adaptação do livro para seu stream e que a Selena Gomez irá  interpretar a jovem suicida, Hannah.

Logo, é um livro que trata mais do que o suicídio. Ensina o individuo a ser mais humano, mais compreensível e de alguma forma amigo. Medir as suas palavras, analisar suas ações e pensar no próximo são alguns aprendizados nele. Nem preciso dizer que recomendo, não é?

Nota: ★★★★


divulgar

comentar

18 agosto 2016

Resenha: A sorte do agora, Matthew Quick

 Tìtulo:A SORTE DO AGORA
Autor: Matthew Quick
A Sorte do AgoraEditora: Intrínseca
Páginas: 224
Ano:2015
SINOPSEBartholomew Neil passou todos os seus quase 40 anos morando com a mãe. Depois que ela fica doente e morre, ele não faz ideia de como viver sozinho. Wendy, sua conselheira de luto, diz que Bartholomew precisa abandonar o ninho e fazer amigos. Mas como um homem que ficou a vida toda ao lado da mãe pode aprender a voar sozinho? Bartholomew então descobre uma carta de Richard Gere na gaveta de calcinhas da mãe e acredita ter encontrado uma pista de por quê, afinal, em seus últimos dias a mãe o chamava de Richard... Só pode haver alguma conexão cósmica! Convencido de que Richard Gere vai ajudá-lo, Bartholomew começa essa nova vida sozinho escrevendo uma série de cartas altamente íntimas para o ator. De Jung a Dalai Lama, de filosofia a fé, de abdução alienígena a telepatia com gatos, tudo é explorado nessas cartas que não só expõem a alma de Bartholomew, como, acima de tudo, revelam sua tentativa dolorosamente sincera de se integrar à sociedade. Original, arrebatador e espirituoso, A sorte do agora é escrito com a mesma inteligência e sensibilidade de O lado bom da vida. Uma história inspiradora que fará o leitor refletir sobre o poder da bondade e do amor.

Finalizando minha quase maratona de Matthew Quick, li A Sorte do Agora que nos apresenta Bartholomew Neil, um homem que 39 anos que morou com sua mãe até seu falecimento. Nos últimos dias de sua vivencia, sua mãe passa a chama-lo de Richard e Bartholomew acredita que está sendo assim por conta da grande paixão por Richard Gere, fingindo-se ser esse ator até os últimos dias da mãe.

Bartholomew é um homem solitário. Sem amigos e sem emprego. Acreditava que seu pai era muito católico e que este foi assassinado por isso, segundo sua mae. Agora, sozinho no mundo, a única pessoa  mais próxima da mãe e dele era o  Padre Mcnamee. Além disso, ele nutre uma paixão secreta pela Meninatecária, uma garota que trabalhava na biblioteca que ele frequenta.

Bartholomew encontra na gaveta da sua mae , uma carta assinada por Richard Gere, sobre a libertação do Tibete.A partir dai, ele começa a escrever para Gere como seu confidente , narrando tudo o que acontece em sua vida.

“Sempre que algo de ruim acontece com a gente, uma coisa boa acontece. Normalmente com outra pessoa. Essa é A Sorte do Agora. Precisamos acreditar.”

A cada capitulo, temos uma correspondência de Bartholomew para Richard Gere. Dialogos, dúvidas, conselhos, perguntas. È como um diário, porém com algumas vozes em sua cabeça.  Bartholomew  recebe a visita inesperada do Padre Mcnamee, que não é mais padre e que diz que Deus não quer mais falar com ele.Ele começa a morar com  Bartholomew.

 Depois, Wendy, terapeuta de Bartholomew o aconselha a frequentar um grupo de terapia e lá ele conhece Max, o cara louco por gatos e que esta sempre falando palavrões. E a partir dai, Bartholomew conhecerá mais pessoas e aumentará seu circulo de amigos, vivenciará muitas aventuras do que nos últimos 39 anos vividos e sempre compartilhando com seu Richard Gere.

Matthew Quick soube trabalhar o personagem com um teor psicológico e diferenciado dos demais livros.Porém, o livro não é o melhor dele, na minha opinião. Já que li recentemente Garoto 21 e só pude elogiar.

“órfão + gordo + desempregado + feio + mãe é sua única amiga x mãe morre - você está se aproximando dos 40 (...) É igual a onde eu estou agota! Isso é loucura?”

Leveza, profundidade, simplicidade, complexidade, tudo junto e misturado nesse livro. A história continua caprichada e curiosa com o passar das páginas, surpreendendo muitas vezes o leitor. Recomendo o livro para quem sinta desejo de ler uma aventura mais profunda e que o faça refletir sobre propósitos na vida, sobre suas sortes  e seus “agoras”.

“Lembre-se de que não conseguir o que se quer, algumas vezes, é um tremendo golpe de sorte.”

Nota: ★★★★



divulgar

comentar

15 agosto 2016

Resenha: O Mensageiro #3, Lois Lowry

O MensageiroTítulo: O Mensageiro
Autor: Lois Lowry
Editora: Arqueiro
Páginas: 160
Ano : 2016
Sinopse:Há seis anos, Matty chegou ao pacato Vilarejo. Sob os cuidados de Vidente, um cego que tem uma visão especial, ele amadureceu e se adaptou à nova vida. Agora, espera receber seu nome verdadeiro, que determinará seu valor ali, como ocorre com todos os habitantes.
Contudo, algo nefasto está se infiltrando no Vilarejo, e os moradores, antes orgulhosos de receber forasteiros, passam a exigir que as fronteiras sejam fechadas para se protegerem.
Por ser um hábil mensageiro, Matty é encarregado de avisar os outros povoados sobre o bloqueio. Sua missão também tem outro grande objetivo: buscar Kira, a filha de Vidente, antes que seja tarde demais.
Ele é o único capaz de viajar pela Floresta, que já provocou algumas mortes. O problema é que ela também está se tornando um lugar perigoso para o garoto. Mas muitos dependem de Matty. Então, armado apenas de um poder recém-descoberto, ainda incompreensível e incontrolável, ele se arriscará a fazer o que talvez seja sua última viagem.

SIM ! Depois que li O Doador de Memórias, da Lois Lowry, assisti ao filme e me apaixonei pela perspectiva de tudo. E não é à toa que esse último livro da série é uma mistura de realidade e fantasia, cheio de críticas sociais através de suas metáforas.

Em O Mensageiro, Matty  mora com o Vidente há seis anos no Vilarejo. Esse local é conhecido por abrigar forasteiros, pessoas que foram oprimidas, acolhendo e mantendo um clima amigável. Todavia, algo está se infiltrando no Vilarejo, mudando a rotina dos moradores e os motivando a fechar as fronteiras, para que nenhuma pessoa nova seja recebida. Matty é conhecido por sua habilidade como mensageiro e é encarregado de sair em busca de Kira, filha do Vidente, antes que as fronteiras se fechem e ela não possa mais estar com o pai.

Algo inesperado em O Mensageiro foi que temos a presença de Kira,  protagonista de A Escolhida e a  de Jonas, protagonista de O Doador de Memórias. Mostrando a existência de diferentes comunidades que coexistem em um mesmo universo.

O  clima em O Mensageiro é mais ameno do que os dois livros anteriores, que se mostram mais severos e cruéis com aqueles que são diferentes. Porém, a partir do momento que as coisas começam a mudar na comunidade, as reflexões se tornam mais intensas, refletindo sobre o caráter humano.

 A narrativa em terceira pessoa é fluida e simples. As metáforas são muitas, já que temos uma mistura de fantasia e realidade através do sentido figurado.  Finalizei o ultimo livro da Lois Lowry e fiquei extremamente tocada com o final e a delicadeza em que foi narrado. Uma série que recomendo demais por sua simplicidade e capacidade de envolver o leitor em um misto de fantasia e realidade.

Nota:★★★



divulgar

comentar

14 agosto 2016

Playlist : Esquadrão Suicida

Okay, essa é definitivamente a melhor trilha sonora para este filme: Esquadrão Suicida e a melhor que já escutei até hoje. Desde maio , algumas músicas andaram sendo divulgados que estrariam em um dos filmes mais esperados do ano da DC e da Warner ! Nao vou comentar nada sobre o que achei do filme, mas como fã de música , só tenho a dizer que ESCUTEM A PLAYLIST MAIS ELETRIZANTE e aposto como você ficará igual a mim: colocando REPEAT nas músicas.

Se você assistiu o filme e ficou louco, pensando: "OMG, preciso baixar essa trilha sonora e colocar no repeat" , você precisa mesmo, pois têm Eminem , Panic at the disco, Skylar Grey, Twenty One Pilots,Skrillex, entre outros.

                     

"Dentre tantos destaques de “Suicide Squad: The Album” estão as parcerias de Action Bronson & Dan Auerbach (de The Black Keys) [Feat. Mark Ronson] e Skrillex & Rick Ross; as novas músicas de Kevin Gates, Kehlani, Skylar Grey e Grimes, além do surpreendente cover da banda Panic! At The Disco do clássico “Bohemian Rhapsody”, do Queen. O  álbum traz ainda as inesquecíveis bandas War (“Slippin’ Into Darkness”) e Creedence Clearwater Revival (“Fortunate Son”), além de “Without Me”, de Eminem, a versão moderna de “You Don’t Own Me”, de Leslie Gore, com Grace e G-Eazy, e a primeira versão integral do cover do clássico “I Started a Joke”, de ConfidentialMX (Apres. Becky Hanson) – lançada no trailer de Esquadrão Suicida que foi divulgado na Comic-Con San Diego de 2015."

Para quem tiver interesse em baixar o album completo: Suicid Squad : The Album . Confira a lista de músicas ( as músicas destacadas de vermelho são as minhas favoritas):
1. Purple Lamborghini [Explicit] by Skrillex & Rick Ross
2. Sucker For Pain (with Logic, Ty Dolla $ign & X Ambassadors) [Explicit] by Lil Wayne, Wiz Khalifa & Imagine Dragons
3. Heathens by twenty one pilots
4. Standing In The Rain (feat. Mark Ronson) [Explicit] by Action Bronson & Dan Auerbach (of The Black Keys)
5. Gangsta [Explicit] by Kehlani
6. Know Better [Explicit] by Kevin Gates
7. You Don’t Own Me (feat. G-Eazy) by Grace
8. Without Me by Eminem
9. Wreak Havoc by Skylar Grey
10. Medieval Warfare by Grimes
11. Bohemian Rhapsody by Panic! At The Disco
12. Slippin’ Into Darkness by War
13. Fortunate Son by Creedence Clearwater Revival
14. I Started a Joke (feat. Becky Hanson) by ConfidentialMX

gif-_Arlequina



divulgar

comentar

10 agosto 2016

Resenha:O Amor nos Tempos de #Likes, Pam Gonçalves ,Bel Rodrigues, Hugo Francioni, Pedro Pereira

O Amor nos Tempos de #LikesLivro: O Amor nos Tempos de #Likes 
Autor(a): Pam Gonçalves, Bel Rodrigues, Hugo Francioni e Pedro Pereira
Editora: Galera
Páginas: 272
Ano:2016
Sinopse: Os tempos mudaram, mas e o amor? Continua a dar aquele frio na barriga e fazer os jovens atravessarem quilômetros para viver uma paixão? Em "O Amor nos Tempos de #Likes", quatro booktubers se inspiram em três histórias da literatura para criar suas versões de contos românticos na era digital. Uma bela, jovem e famosa youtuber com medo do amor; um casal inesperado em um encontro às escuras (literalmente) e dois meninos apaixonados por livros tentando entender quem são e o que querem são os protagonistas destes contos que evocam "Orgulho e Preconceito" (Pam Gonçalves), "Dom Casmurro" (Bel Rodrigues) e "Romeu e Julieta" (Pedrugo).

Sabe aquele livro de uma pessoa que você admira muito e que estava mega ansiosa para ler a história dela ? Pronto. Sou muito fã da Pam e é tanto que foi um dos contos que eu mais gostei , mas calma lá,que já já eu conto mais.

Em um realidade que vivemos postando o que fazemos no facebook, compartilhando interesses e dando e recebendo muitos likes, esquecemos da convivência com as pessoas e a vida real. Por vezes, nós importamos mais com o que falam da gente , esquecendo que nossa felicidade está acima dessas incertezas alheias.

Narrado por três youtubers famosos, O amor nos tempos de likes traz três contos inspirados na releitura de três clássicos da literatura (Orgulho e Preconceito) por Pam Gonçalves, (Dom Casmurro) por Bel Rodrigues e (Romeu e Julieta) por Pedro e Hugo.

No conto da Pam Gonçalves- Próximo Destino: Amor , a Liziane é uma youtuber brasileira famosa que está prestes a ir visitar a família em sua cidade Natal, porém a tempestade atrapalha seus planos em pleno dia dos namorados . Fora isso, ela precisa se preparar para um projeto sobre essa época apaixonada. Liz não tem namorado e não vai muito bem no quesito amor. Quando está esperando no aeroporto, se cruza com William, um rapaz profundo e triste. O primeiro contato entre ambos é uma verdadeira confusão e guerra, mas muita coisa ainda pode acontecer.  

(Re)Começos, de Bel Rodrigues - Madu é uma garota cheia de atitude, mas que teve o seu coração partido e enganado a um tempo atrás. Ao se despertar dessa ilusão, ela decide viajar e se encontrar em Búzios. Afinal, depois de ver que sua ex-mulher amiga está namorando seu ex, nada poderá ser como antes. Ao chegar em Búzios , ela vai a um Pub , porém este é diferente: pouco iluminado, tem um tempo para se passar lá e quem sabe um encontro as escuras. Todavia , Madu não esperava uma companhia tão interessante que as horas passariam e ela não perceberia . 

337 KM, de Pedro Pereira e Hugo Francioni, conta a história de Julio e Ramon, dois rapazes que se conhecem através do facebook e das fanfics. Julio é escritor por natureza e sua história conquista Ramon, que trabalha em uma livraria . A dupla começa a interagir e a troca de mensagens não para. Eles decidem se encontrar, mas há um certo medo do primeiro contato. Mas , será que essa distância será capaz de mantê-los afastados ? 

O amor nos tempos de likes  foi um livro que li em uma sentada . Comecei a ler só para passar o tempo , mas não consegui mais parar. O talento de ambos os autores é nato. Os três contos são maravilhosos e curtos, bem escritos e envolventes . Para quem quer uma leitura descontraída e leve, recomendo demais.

Nota:★★★



divulgar

comentar

05 agosto 2016

Resenha:A geografia de nós dois - Jennifer E.Smith

                                                         A Geografia de Nós Dois


Título: A Geografia de Nós Dois

Autora: Jennifer E. Smith

Grupo Editorial: Record
Editora: Galera Record
Ano: 2016
Páginas: 272
Sinopse: Lucy mora no vigésimo quarto andar. Owen, no subsolo… E é a meio caminho que ambos se encontram presos em um elevador, entre dois pisos de um prédio de luxo em Nova York. A cidade está às escuras graças a um blecaute. E entre sorvetes derretidos, caos no trânsito, estrelas e confissões, eles descobrem muitas coisas em comum. Mas logo a geografia os separa. E somos convidados a refletir… Onde mora o amor? E pode esse sentimento resistir à distância? Em A Geografia de Nós Dois, Jennifer E. Smith cria tramas cheias de experiências, filosofia e verdade.


Para quem ama romances fofos e amou A Probabilidade Estatística de Amor à Primeira Vista" e "Ser Feliz é Assim", da talentosíssima autora Jennifer E. Smith,que teve mais um livro publicado pela Editora Record.

Lucy e Owen moram no mesmo prédio em Nova York, todavia enquanto ele passa seus dias no subsolo, Lucy mora no vigésimo quarto andar.

Eles nunca foram amigos ou se tinham conversado, até o momento em que ficam presos no elevador por conta de um apagão. E como para tudo tem uma vez, essa noite deu em muitas conversas. Eles percebem que se entendem , mesmo vivendo em realidades diferentes. Poderia ser o começo de um relacionamento, porém a geografia resolve interferir.

"Quanto tempo se pode de fato esperar para que uma única noite dure?"

Lucy se muda para Edimburgo e Owen sai em uma viagem de carro pelos estados dos EUA com seu pai. Será que o destino os fará manter o contato ou se encontrar? Até quando cartões postais e e-mails bastarão?

Um romance fofo, rápido de ler e divertido. A Geografia de Nós Dois confirma todos os amantes do livro da autora, que não é preciso uma lição de vida ou uma historia mega dramática para ser boa e encantadora. A autora mostra o amadurecimento dos personagens em relação a sua vida como um todo.

"- Essa cidade é cheia demais. Não dá para respirar aqui.

 - Acho que você está confundindo a cidade com o elevador."


Lucy é uma personagem que é fácil se encantar e desejar sua amizade logo de inicio. Os pais vivem viajando, seus irmãos na faculdade e ela morar quase sozinha. Owen tem quase a mesma solidão, morando com seu pai que precisa trabalhar fora para manter os dois, já que sua mae faleceu.Podemos conhece-los e ao mesmo tempo vemos eles conhecendo a si mesmos pelos lugares que passam.

 título  A Geografia de Nós Dois  é perfeito para o livro. De Nova York á Londres, São Francisco, Edimburgo, Roma , Seattle ,entre outros lugares que nos fazem ter vontade de viajar também. Perfeito para ser lido e mais ainda para ser esboçar belos sorrisos. Mega recomendado!

“Quanto tempo se pode esperar que uma única noite dure? Até que ponto se pode esticar um conjunto tao pequeno de minutos? Ele era apenas um garoto em um terraço. Ela era apenas uma garota em um elevador. Talvez tenha sido o fim”.



 Nota: ★★★★★


divulgar

comentar

03 agosto 2016

Séries: assista STRANGER THINGS

‘Stranger Things’: Série já tem 2ª temporada engatilhada
“Stranger Things” estreou essa semana e já posso afirmar depois de maratonar em uma unica noite que é uma série que para quem gosta de  aventura, suspense, mundos paralelos, crianças curiosas.Sinopse: ambientada em Montauk, Long Island, conta a história de um garoto que desaparece misteriosamente. Enquanto a polícia, a família e os amigos procuram respostas, eles acabam mergulhando em um extraordinário mistério, envolvendo um experimento secreto do governo, forças sobrenaturais e uma garotinha muito, muito estranha.
A série tem apenas oito episódios de cinquenta minutos, sendo rápida de assistir e te deixando muito  curioso desde o primeiro episodio.No começo, temos muitas coisas acontecendo ao redor de alguns fatos mais localizados, porém os flashbacks te permitiram entender a trama.
O clima dos anos 80, uma cidade do interior dos EUA e é lá que começam a acontecer varias coisas estranhas. Toda a ambientação, vestimentas, pessoas giram em torno desses anos.
Os três principais personagens sao os garotos: MikeLucas e Dustin, que partem em busca do amigo, Will, que desaparece no inicio da trama. Onze ou Eleven é a incógnita até o final da temporada. Sendo uma personagem pouco desenvolvida de proposito e com certas habilidades que ajudarão os garotos a desvendar o mistério em torno do desaparecimento do amigo.
São tantos personagens secundários importantes e que atuam de forma surpreendente. Claro que nao vou contar aqui tudo sobre a série, já que INSISTO para que assistam. Se voce gosta dos anos 80, da ambientação de suspense,então Stranger Things vai mexer um pouco com seus nervos. Não esquece de voltar aqui e dizer o que achou da série, beleza? PS: A segunda temporada já foi confirmada.
         


divulgar

comentar


Maratona Literária de Inverno 2016

Oi gente, tudo bem com vocês? A Maratona Literária de Inverno 2016 foi finalizada com sucesso. Sim! Consegui ler todos os livros propostos e se você não lembra quais, confira abaixo:

Primeira Semana Temática: Encalhados
Livros que estão na estante há mais de um ano:
1-A sorte do agora, Matthew Quick

Era um livro que eu já tinha há mais de um ano na estante e nossa, não consegui parar de ler quando começei. Diferente de todos os livros do Matthew Quick e têm de tudo um pouco nessa história de Bartholomew : ung a Dalai Lama, de filosofia a fé, de abdução alienígena a telepatia com gatos. A tentativa de se inserir na sociedade.
2- As ultimas cartas de um pai
Foi um livro que ganhei do meu amigo há dois anos atrás e para minha surpresa era uma história real sobre um soldado que se depara com um câncer terminal no meio da sua vida. Não sou muito fã de autobiografias, mas essa conseguiu me fisgar um pouco na leitura. Todavia, as partes que contava sobre exercito me entediavam , as vezes.

Segunda Semana Temática: Hype
Livros que receberam uma quantidade grande de promoção; que foram muito falados:
3- Os 13 porquês
Os 13 porques é tao famoso que eu precisei ler e fiquei muito satisfeita com que li e mega recomendo essa história.
Sinopse: Ao voltar da escola, Clay Jensen encontra um misterioso pacote com várias fitas cassetes. Ele ouve as gravações e se dá conta de que foram feitas por uma colega de classe que cometeu suicídio duas semanas antes. Nas fitas, ela explica que 13 motivos a levaram à decisão de se matar. Clay é um deles. Agora ele precisa ouvir tudo até o fim para descobrir como contribuiu para esse trágico acontecimento.
4-1984
Acho que foi o livro mais chato que li nessa maratona e nesse ano. Consegui acompanhar no começo, quase desisti no meio e no final tentei vencer ele. Por ser denso e grande, com letras pequenas e muitas histórias não consegui entender tudo. Não fiz resenha dele, afinal tem várias por ai e fiquei com preguiça mesmo. :P
Segunda Semana Temática: Outros Mundos

Livros que se passam em outros universos, planetas e/ou realidades:
5-The Game #2, Anders de La Motte
Continuação da trilogia The Game: Ruídos foi um bom livro, cheio de drama e mistérios, mas não teve a presença do jogo e isso meio que me decepcionou, pois eu esperava os desafios a serem cumpridos no primeiro.
6-A lâmina assassina #2.5, Sarah J Maas.
Não percebi a saudade que tinha da Assassina de Adarlan até o momento que começei a conhecer mais seu passado ! Sarah J Maas é INCRIVEL em todos os sentidos. Não vejo a hora de ler o 4 livro
(que já foi lançado no Brasil , porém tive preguiça de começar a ler , pois tem mais de 600 páginas).

Quarta Semana Temática: Diversidade
Livros com elementos ou personagens que representem diferentes culturas, costumes e/ou etnias:
7-Alice no pais das armadilhas #1
Um reboot da história do Lewis Carroll , mas em um mundo apocaliptico, cheio de mordedores (zumbis). Foi uma boa leitura, mas nada que fosse surpreendente.
 
8-O mensageiro
Penúltimo livro da série da Lowis Lowry e que por meio de suas metáforas . Como todos os livros anteriores: O doador de memorias e a escolhida, em “O mensageiro” é apresentado uma sociedade diferente com dois protagonistas. Uma leitura rápida com um final impactante e que nos deixa curioso para o quarto e último livro chamado de “Son”(filho).

Cumpri direitinho minha maratona, porém li mais de 13 livros. Abaixo estará a lista de lidos e as estrelinhas:

1.A geografia de nós dois - Jennifer E.Smith ★★★★★
2.Garoto 21 - Matthew Quick ★★★★★
3. A sorte do agora - Matthew Quick ★★★★
4. O amor nos tempos de #likes -Pam Gonçalves ,Bel Rodrigues, Hugo Francioni, Pedro Pereira ★★★★★
5. O mensageiro ( O doador de memórias #3) - Lois Lowry  ★★★★
6. Os 13 porquês - Jay Asher ★★★★★
7. Aos meus filhos, as cartas de um pai - Mark M. Weber ★★★★
8. 1984- George Orwell ★★★★
9. Alice no país das Armadilhas - #1 Mainak Dhar ★★★
10. The game #2  - Anders de La Motte ★★★★
11. A lâmina assassina #1.5 Sarah J Maas  ★★★★★
12. Pó de Lua nas noites em claro - Clarice Freire ★★★★★
13. O Adulto - Gillian Flynn ★★★


divulgar

comentar