• Cinema
  • Inspiração
  • Leitura
  • Música
  • Playlist
  • Resenha
  • Série
  • Texto
  • Vídeo
31 julho 2015

Notícias: Livro 'Um Ano Inesquecível'


A editora Gutenberg lança O livro 'Um Ano Inesquecível' escrito por Bruna Vieira, Paula Pimenta, Thalita Rebolças e Babi Dewet. O livro contém quatro histórias contadas nas diferentes estações do ano.

Descrição: Dizem por aí que os melhores momentos da vida são vividos na adolescência. Os primeiros amores, os encontros, as festas, as viagens, as surpresas... E são sempre os instantes inesperados que transformam um dia comum em uma lembrança especial, daquelas que nunca deixarão de nos acompanhar.
Este é um livro sobre esses momentos doces e sensíveis que não se apagam da memória tão facilmente. Quatro contos, em quatro estações do ano, sobre jovens que passam por vivências e sentimentos intensos. Paula Pimenta nos leva em uma viagem de inverno. Babi Dewet conta como um outono pode mudar tudo. Bruna Vieira mostra a paixão brotando com a primavera. E Thalita Rebouças narra um intenso amor de verão. Histórias de um ano inesquecível que vão ficar para sempre!Dizem por aí que os melhores momentos da vida são vividos na adolescência. Os primeiros amores, os encontros, as festas, as viagens, as surpresas... E são sempre os instantes inesperados que transformam um dia comum em uma lembrança especial, daquelas que nunca deixarão de nos acompanhar.
Este é um livro sobre esses momentos doces e sensíveis que não se apagam da memória tão facilmente. Quatro contos, em quatro estações do ano, sobre jovens que passam por vivências e sentimentos intensos. Paula Pimenta nos leva em uma viagem de inverno. Babi Dewet conta como um outono pode mudar tudo. Bruna Vieira mostra a paixão brotando com a primavera. E Thalita Rebouças narra um intenso amor de verão. Histórias de um ano inesquecível que vão ficar para sempre!


A Blogueira Bruna Vieira acabou de divulgar as datas oficiais de lançamento do livro.Uma tarde de autógrafos nas principais capitais do país.


A Blogueira falou ainda que:
"Se a sua cidade não aparecer na lista, deixe como sugestão nos comentários pra nossa editora ver e marcar."
Por isso se quiser que a turnê passe por sua cidade, vá lá e comente bastante, chame os vizinhos, gato, piriquiti, papagaio e companhia, e assim quem sabe elas vão até ai.

#Vemparajampa


divulgar

comentar


Texto: Pensamentos


É inacreditável a facilidade com que você me arranca um sorriso e me faz acreditar que vai ficar tudo bem. Ver teu sorriso de menino aquece o meu coração e me faz flutuar em meio a uma alegria borbulhante. Os dias se tornam brilhantes, os pensamentos flutuam com a brisa, leve, solto e sussurrante.

Esse sentimento louco, que é maior que eu. Um sentimento expansivo, que toma conta de tudo e deixa-lhe somente o nada. Palavras ao pé do ouvido, beijos roubados e mãos que se tocam. Não paro de imaginar como será o futuro, o futuro que nos foi prometido a muito tempo. Todos os nossos planos...

Paro, relembro as nossas brincadeiras bobas, o jeito que bagunça meus cabelos e sorri ao me fazer um elogio. Me faz revirar os olhos como uma boba e sorrir sem parar. Sei teus pontos fracos, mas você conhece os meus. Tem mania de sempre saber o que eu penso, mesmo quando eu não quero dizer. Isso me enlouquece e me assusta. Me faz pensar se com todo mundo é assim?

Quero dias de sol cheios de tudo isso, sorrisos, pensamentos e lembranças, mas ao me reavaliar, dias de chuva não são nada maus, eles te fazem crescer.

Te perder nunca foi uma opção, só a menção incomoda, inquieta e entristece. Vidas, planos, desejos, lembranças vem em turbilhão, causa medo e gera confusão. Não há o que fazer sem ti, me torna incolor.

Ouço uma música com o volume alto, deixo escorrer os medos e volto a brilhar.


divulgar

comentar

30 julho 2015

Primeiras impressões: Dez coisas que aprendi sobre o amor, Sarah Butler


Imagina só minha surpresa quando abri um e-mail da Editora Novo Conceito e me deparei com uma nova obra com uma autora que eu nunca tinha ouvido falar, mas ao ler o primeiro capítulo fiquei desejando por mais.O livro de estreia de Sarah Butler falará mais do que as 10 coisas que ela sabe sobre o amor, vai além dos laços de amor. O livro foi indicado pela Oprah Winfrey e pela escritora de A linguagem das flores, da Vanessa Diffenbaugh.
A história fala sobre duas pessoas muito diferentes, porém que se completam de alguma forma. Daniel é um mendigo que lista todos os dias o que gostaria de falar para sua filha que nunca chegou a conhecer. Ele só tem o nome completo dela e seu desejo imenso de conhece-la.
“Esperava que você estivesse ali, que tivesse parado e perguntado se eu estava bem, mas você não estava; de qualquer modo, estou acostumado às pessoas não prestarem atenção.”


 Alice é uma estranha na sua própria família e tem uma lista de coisas que a deixam feliz ou triste. Dai você se pergunta: o que ambos tem em comum? O amor e isso já é quase tudo.

"Você é como sua mãe, Alice. Você não consegue parar e pensar cinco minutos sobre o que poderia acontecer?"

Dez Coisas que Aprendi Sobre o Amor :só pelo título já fui conquistada e ainda por ter várias listas, já me identifiquei. Podemos fazer várias listas todos os dias, do que queremos, gostamos, dos nossos sonhos e desejos, das coisas que poderíamos mudar ou somente para lembrar algo. Então, aqui fica minha ansiedade para continuar essa história que eu já sei que ensinará muitas lições para a vida. 

"Uma vez que tenha me apaixonado, acho quase impossível me desapaixonar; aprendi isso sobre mim mesmo. Não é algo que torne a vida mais fácil.”

Então, aqui está 10 coisas que aprendi sobre o amor. Você também pode entrar no clima e comentar o que você já aprendeu.

Dez Coisas que Aprendi Sobre o Amor :
1- Há tantas coisas lindas no amor, mas só lembramos das brigas e confusões quando acabamos um romance.
2- Quando você ama, de verdade, você cuida de todas as maneiras imagináveis.
3- Não existe falta de tempo para quem se ama. Se for isso, já não é amor a algum tempo.
4- A gente aprende com o amor. Não importa se foi aquela paixonite de escola, sempre levaremos algo, seja o beijinho roubado.
5- Não adianta enumerar os defeitos ou as qualidades, você tem que amar como o outro é mesmo que isso ás vezes te irrite.
6- Não são beijos que fazem o amor durar, são as pequenas ações e grandes atitudes que o tornam eterno.
7- Ficar imaginando seus finais felizes é legal, mas viver a realidade é bem melhor.
8- Não me sinto desamável depois de um termino.
9- Não existe um SÓ amor. Podem existir vários e a vida vai te mostrar isso. Quando você menos esperar, por mais clichê que seja, o amor pode acontecer. Então, estou esperando.
10- Sabe quando eu sei que é amor? Quando troco a tristeza ao lembrar do teu sorriso e quando alguém me tira o sossego só de me provocar.



divulgar

comentar


Texto: História passada

             
Em uma mesa vazia e com uma xícara de café bem quente eu me delicio, ou finjo ser alguém controlada e inabalável. Com um belo batom e olhos expressivos, escondo a dor que você me traz.
 
Quem sempre se levantava e ia te abraçar, hoje está sozinha numa sala de jantar que costumava ter sua companhia. Da cozinha ao quarto, da varanda ao terraço, cada parte que foi deixada sua, eu juntei, coloquei na mesa e estou me decidindo sobre o que fazer com o que ainda restou do meu coração que insiste em te amar , mas de tanto não suportar vai te deixar pra lá.

Nesse abismo de saudade , eu fico destroçada. Para quem antes tinha recuperado o interior , o deixei ser frio outra vez. É tudo bem, nós não rimávamos. 
    Demorei tanto para acreditar e mais ainda esperar, que nem tudo foi e será como deveria ser. Nada como eu pensei é e no fim, beberico meu café e como um pedaço de bolo, ao som acústico que transborda na sala até o que ainda restou de mim para recuperar.
   
Enquanto tento mudar de livro, você me lê como mais um capítulo e quando quer, comenta sobre ele, as vezes ri e diz que sente saudade. Então depois, relê novamente o mesmo capítulo e só muda o ritmo, de melancólico para repetitivo. Ler sempre a parte boa ou o nosso ex-paragrafo só para lembrar como era e o que poderia ser se você se interessasse pela história.

Tudo o que quero é parar com as mil ressacas que você me trouxe e ter dias de loucura e talvez diversão, sem me prender a nada ou ninguém que possa me estagnar e me destroçar nas mil chances que dou.
Fim.

Beberico o que restou,coloco o livro na estante e pego um novo, sem rabiscos nem riscos e guardo na bolsa. Coloco um casaco e me preparo para o que vier e que me surpreenda que já me cansei de me sentir dolorida. 


divulgar

comentar

29 julho 2015

Resenha:NÓS, David Nicholls


Título:NÓS
Autor: David Nicholls
Editora: Intrínseca
Páginas: 384
Ano:2015
SINOPSE: Certa noite, Douglas Petersen, um bioquímico de 54 anos apaixonado pela profissão, por organização e limpeza, é acordado por Connie, sua esposa há 25 anos, e ela lhe diz que quer o divórcio. O momento não poderia ser pior. Com o objetivo de estimular os talentos artísticos do filho, Albie, que acabou de entrar para a faculdade de fotografia, Connie planejou uma viagem de um mês pela Europa, uma chance de conhecerem em família as grandes obras de arte do continente. Ela imagina se não seria o caso de desistirem da viagem. Douglas, porém, está secretamente convencido de que as férias vão reacender o romance no casamento e, quem sabe, também fortalecer os laços entre ele e o filho.
Com uma narrativa que intercala a odisseia da família pela Europa — das ruas de Amsterdã aos famosos museus de Paris, dos cafés de Veneza às praias da Barcelona — com flashbacks que revelam como Douglas e Connie se conheceram, se apaixonaram, superaram as dificuldades e, enfim, iniciaram a queda rumo ao fim do casamento, Nós é, acima de tudo, uma irresistível reflexão sobre a meia-idade, a criação dos filhos e sobre como sanar os danos que o tempo provoca nos relacionamentos. Sensível e divertido, com a sagacidade e a inteligência dos outros livros do autor, o romance analisa a intrincada relação entre razão e emoção.

Mais conhecido por "Um dia", o autor britânico finalmente deu um final feliz aos seus livros, marcados por finais triste. "Nós" contará a história de um homem com mais ou mneos 50 anos, Douglas, que fica surpreso quando no meio da noite sua esposa Connie diz que quer se separar depois de vários anos de casamentos.

"Sempre tive a impressão de que estávamos juntos porque queríamos estar juntos, e porque éramos felizes a maior parte do tempo. Eu pensava que nós nos amávamos. Eu pensava… Evidentemente eu estava enganado, mas estava ansioso para envelhecermos juntos. Eu e você, envelhecermos e morrermos juntos."

Mas, antes disso , eles tinham preparado uma viagem para se despedir do seu filho, Albie, com 17 anos que irá para a faculdade de fotografia. Douglas que sempre imaginou a eternidade com a sua esposa, estava ansioso pela velhice com sua amiga. Porém, Connie não pensava o mesmo.

Mesmo com essa dor da separação e com infelicidade no relacionamento, Douglas viajar com sua esposa e filho para países europeus, no fundo com uma pequena esperança de reverter a situação.Com o passar do tempo, vamos conhecendo melhor o inicio do casal, como se conheceram e chegaram a esse ponto como família.

Minha mulher e meu filho gostavam de implicar comigo. Aquilo lhes dava prazer, então sorri e entrei na brincadeira, confiante de que ficariam gratos no fim.

Douglas é um cientista, nerd e mais reservado; Já Connie é artista ambiciosa, que se apaixona. Como aquela famosa frase: os opostos se atraem. Eles se casaram, Douglas já perdoou traição dela e aceitou seus humores e comportamentos.

"Eu adorava a evidência de sua presença e a promessa de seu retorno, o jeito que ela mudava o cheiro daquele pequeno e sombrio apartamento."

 A viagem poderia ter sido um conto de fadas, porém passa a ser um verdadeiro castigo e por vezes desejei que Douglas fosse mais forte e saísse em busca de si próprio. Deixasse a mulher e seu filho rebelde para encontrar sua própria felicidade. Albie é aquele garoto que nos primeiros capítulos já percebemos que é difícil de lidar com ele. Chato, rebelde, egoísta e despreza seu pai.

Nesse Grand Tour , Douglas promete a si mesmo que curtirá, que fará coisas que não gosta para agradar sua família e que tentará reconquistar Connie. Em um certo momento da viagem, Albie e Douglas tem uma grande discussão e seu filho sai em outro rumo com uma garota Cat. No entanto, Douglas não quer desistir da viagem como Connie e vai procurar Albie onde quer que ele esteja na Europa, a fim de leva-lo para casa.

"Nossas biografias nos envolvem tão intrinsecamente agora que ambos estamos em quase todas as páginas. "

David Nicholls dá uma riqueza de detalhes sobre tantos países europeus que me senti como se tivesse visitando naquele momento. A narrativa começa deliciosa e no meio é tão sofrida, que demorei mais de 4 dias para terminar esse livro. Porém, é um relato intenso e verdadeiro sobre um relacionamento e seus conflitos. E ainda bem, que David Nicholls fugiu dos finais sofridos. Leitura para quem ama o gênero romântico e dramático, com viagens ao fundo e conflitos familiares á parte.

NOTA:  ★★★



divulgar

comentar

28 julho 2015

Notícias: Perdida, o filme

Para os perdidos de plantão, tenho uma ótima noticia: o livro, Perdida vai ser adaptado para o cinema
A Amberg Filmes anunciou que será gravado o longa metragem 35mm, do livro perdida da autora Carina Rissi ainda esse ano.



Para os fanáticos pelo casal Ian e Sofia, seu  coração com certeza vai bater mais forte. Boatos dos possíveis casais que darão vida aos protagonistas de Pedida:



A escritora se pronunciou dizendo:

Para mim o primeiro casal é mais parecido, principalmente o Bernardo, achei ele a cara do Ian. Qual vocês gostaram mais?


divulgar

2 comentários

27 julho 2015

Resenha: Declaração de Amor , Carlos Drummond de Andrade

Declaração de Amor
Título: Declaração de amor
Autor: Carlos Drummond de Andrade
Páginas: 64
Ano: 2015
Editora: Companhia das Letras
Sinopse: Declaração de Amor - Com o subtítulo “Canção de namorados”, esta reunião de poemas amorosos, românticos e deliciosamente apaixonados de Carlos Drummond de Andrade mostra a faceta mais lírica do grande poeta mineiro. Textos já clássicos ou que merecem uma nova leitura, como “Amar”, “Lembrete”, “Ausência”, “Toada do amor”, “Declaração de amor” e “O chão é cama” foram criteriosamente selecionados por Luis Mauricio e Pedro Augusto Graña Drummond, netos do poeta e grandes conhecedores de sua obra. O resultado é uma celebração de beijos, abraços e carinhos — uma festa para o amor, enfim. Com projeto gráfico exclusivo e ilustrações do aclamado artista Nik Neves, Declaração de amor é o presente ideal para o Dia dos Namorados

“Amor- pois que é palavra essencial comece esta canção e toda a envolva”.

Um pequeno livro com grandes e amorosos poemas do conhecido Carlos Drummond de Andrade.
Dono do sentimento do mundo e dono de um AMOR sem tamanho.
Um livro ilustrado e tudo é de bom agrado.
Ilustrações fofinhas e lindas como deveria ser a vida.
Sem rima agora, que é hora de algumas trechos para mostrar o que o Carlos veio romantizar.

Eu te amo porque te amo.
Não precisas ser amante,
E nem sempre sabes sê-lo.
Eu te amo porque te amo
Amor é estado de graça
E com amor não se paga.”



Para quem ama poemas. Para quem é fã de Carlos Drummond de Andrade. Ou para quem é entregue ao amor. E esses poemas ainda foram poucos para tanta ilustrações lindas e de traços únicos.





“Se procurar bem, você acaba encontrando
Não a explicação (duvidosa) da vida,
Mas a poesia( inexplicável) da vida.”


NOTA:  ★★★ 



divulgar

comentar

25 julho 2015

Série de TV: Wayward Pines


Wayward Pines nasceu com uma trajetória interessante, tendo ditado seu início,meio e fim em dez episódios. Sim, ela já nasceu sem renovação garantida. Agora vamos entender o porquê. Essa minisérie foi produzida em 2013 e levou dois anos para que a FOX exibisse, com isso os atores já estão envolvidos em outros projetos, o que dificultaria uma continuação, ainda que possível.

A série de M. Night Shyamalan não conseguiu bons índices de audiência nos primeiros episódios (talvez pelo fato que de inicio ela tinha um ar de Lost ou Alcatraz), mas foi se recuperando com o passar da temporada e com certeza surpreendeu. O inicio monótono é rompido a partir do terceiro para quarto episódio, quando os mistérios são revelados e todos conseguem compreender bem que a história é sobre sobrevivência em primeiro lugar.

E pior que tinha tudo para dar certo e ir conquistando cada vez mais público. A história é interessante, podiam abrir muito mais com o tempo e assim se tornar uma série além de animada, longa. O elenco já contava com figuras conhecidas como Terrence Howard (Homem de Ferro, Empire, Ray e Crash-No Limite),Juliette Lewis (Cabo do Medo, Um Drink no Inferno e The Firm), Toby Jones ( Arnim Zola de Capitão América) e Matt Dillon.




Sinopse: O agente secreto Ethan Burke (Matt Dillon) é enviado a uma cidade do interior para encontrar o paradeiro de dois agentes e acaba se envolvendo em um acidente e fica preso na cidade de Wayward Pines. Os moradores não falam do passado e câmeras vigiam cada um dos moradores. Agora além de encontrar os agentes desaparecidos, Burke precisa encontrar uma maneira de sair da cidade e descobrir o mistério que ela guarda.

Bom, Wayward Pines é uma boa pedida para quem quer uma série rápida e interessante para passar o fim de semana (dez episódios né, só da pra isso).


divulgar

comentar

23 julho 2015

Notícias:Uma História Meio Que Engraçada e sua capa


 A Leya abriu uma votação na qual os leitores podiam escolher  a capa e o título nacional de It’s kind of a funny story. E ao final da votação a capa da edição brasileira de um dos romances mais falados da ultima década. O título nacional foi traduzido como Uma História Meio Que Engraçada, romance escrito por Ned Vizzini. A previsão de lançamento do livro é para setembro,durante a bienal.










                 


Sinopse: Uma História Meio Que Engraçada - O que aconteceria se você descobrisse que a maior idealização da sua vida não era aquilo que você esperava? O adolescente Graig Gilner vai perceber que, até mesmo ao atingir um objetivo, nem sempre as coisas saem da forma como deveriam. Mas aprenderá também que, mesmo nas adversidades, é possível fazer novos amigos, se apaixonar e encontrar motivos para viver. Como muitos adolescentes determinados a vencer na vida, Craig Gilner acredita que asua entrada na Executive Pre-Professional High School de Manhattan é o passaporte para o seu futuro. Obstinado a ter uma vida de sucesso, Craig estuda dia e noite para gabaritar no exame de admissão, e consegue. A partir daí, o que deveria ser o dia mais importante da sua vida, acaba marcando o início de um sufocante pesadelo.


divulgar

1 comentário


Notícias: A Suma de Letras divulgou as capas de Depois do que aconteceu e Antes do que aconteceu

A Suma de Letras divulgou nas redes sociais as capas de Depois do que aconteceu e Antes do que aconteceu, da autora nacional Juliana Parrini com a previsão de lançamento é agosto e outubro.
"O vazio deixado por Alex está sempre comigo, e isso
é bom, porque essa dor me dá a certeza de que a sua
existência em minha vida foi real. E o mais difícil
nessa batalha que se estende dia após dia é ficar
longe de quem você mais queria estar perto."

Isabel passou o último ano fugindo. Depois do que aconteceu, a jovem não acredita que conseguirá ser feliz novamente. O que ela não esperava era que o destino colocaria Daniel Clark em seu caminho.
A atração entre os dois é imediata e irreversível: ao voltar para casa, a carioca Isabel não será capaz de esquecer os encantadores olhos azuis daquele cara que conheceu por acaso em plena avenida Paulista.A partir desse dia, a tristeza de Isabel perde espaço para uma paixão que mudará a sua vida. Ficar presa ao passado vale mesmo a pena? Ou é preciso seguir em frente e dar uma segunda chance ao amor?




divulgar

comentar


Notícias: Divulgado o trailer oficial de “Jogos Vorazes: A Esperança – O Final"

Foi divulgado o mais novo trailer de “Jogos Vorazes: A Esperança – O Final”.O filme estreia dia 19 de novembro deste ano. Quem ai está ansioso?

     

Os livros foram lançados pela Editora Rocco.



divulgar

comentar

22 julho 2015

Texto: Você


Quando encontro seus olhos e vejo seu sorriso deixo de pensar, seguro uma batida e respiro. A risada vem fácil, colo o rosto em seu peito, você me abraça e os problemas somem. Sinto seu cheiro que me deixa louca e me dá uma vontade de te querer bem.

Teus lábios nos meus me fascinam e me fazem perder o chão, o coração dispara, a boca procura a tua, as mãos querem caricias fazer e meus olhos te enxergar. Ver tuas íris escuras refletidas em meus olhos verdes, sinto o porto seguro, a sensação de liberdade e a euforia dos apaixonados.

Amo ser dona dos seus sorrisos e das suas danças extravagantes. Amo sua cara de sono e de chato. Mesmos seus defeitos se encaixam perfeitos nos meus. Ver-me quando estou a sonhar e lê-me sem palavras proferir. 

Meu coração é seu, mas isso você já sabe. Minha alma encontra a sua e estrelas explodem. Isso é amor, é essa utopia sem sentido onde se voa alto sem encontrar o chão. Minha paz só encontro em você, meu caminho é tão igual ao teu, planejamos tudo, escolhemos nomes, rimos um do outro e das nossas piadas sem graça. 

Foi você aquela primeira vez, cheia de primeiras vezes.Foi você quem me amou antes de tudo e é só você quem vou amar para sempre.

Você completa meu futuro e tornou-se dono do meu presente. É você e só você quem abraça minha alma e me protege do frio. É você quem enxergo no escuro e sinto sem sentir. É você quem me torna tudo. É você quem me torna um .


divulgar

comentar

20 julho 2015

Resenha: Para onde vai o amor? Fabrício Carpinejar


Para Onde Vai O Amor?

Título:Para Onde Vai O Amor?
Autor : Fabrício Carpinejar
Ano: 2015  
Páginas: 176
Sinopse : Para Onde Vai O Amor? - O amor não é uma propriedade de quem sente, é uma transferência total para quem é amado Você que está vendo este livro com dúvida se precisa dele, você não precisa dele, precisa de si, vive caçando uma palavra que confirme o que deseja, está atrás de um escritor que possa lhe recomendar de volta para quem brigou, com capacidade de explicar o que sente e traduzir seus tormentos. Mas já sabe o que deseja, não há como convencer do contrário, os amigos mostraram que seu relacionamento não tem futuro. Não acredita neles, acredita somente no milagre. E como justificar um milagre, ainda mais para quem não tem mais fé? Eu entendo o que está passando: sua raiva, sua amargura, seu cinismo, seu desencanto. Percebeu que a razão não conforta, que a vingança ou o perdão não ressuscita a tranquilidade, que o fundo do poço nunca se equivale ao nosso fundo. Você parece normal, mas todo mundo deixa de ser normal quando se apaixona e se separa. Se sua expectativa é por uma solução, eu guardo apenas uma certeza que trará alívio mais adiante: você não vai desistir. Quando diz que acabou a relação, é que está procurando um outro jeito de recomeçar. Em seu novo livro de crônicas, Carpinejar apresenta 42 textos que sobre amor, desilusão amorosa, casamento, divórcio, saudade e outros sentimentos que compõem os relacionamentos.


 Em seu novo livro , Carpinejar em seus 42 textos vai falar do amor, ilusões amorosas, separações, casamentos, divórcios, saudade, comodismo e entre outras situações em que o amor deixa ou começar a existir. Crônicas curtas e frases de sentido nos refletem e abordam nossas experiências.

"Quando deixo de amar, não fico aliviado, eu fico triste. Porque é se despedir de uma grande parte da própria vida, é se desapegar de um sentimento que julgava único.
 É triste deixar de amar. Profundamente triste. É sacrificar a personalidade, é nunca mais usar um jeito de reagir e de falar, nunca mais usar um jeito de beijar e de abraçar, nunca mais usar um jeito de transar e ser feliz. 
Passo a pensar: onde foi parar todo aquele amor? Onde é que ele se escondeu? Será que desapareceu ou apenas está dormindo?
 Será que terminou mesmo ou é fingimento para suportar a falta? Será que minto para mim para não sofrer tanto?
 Será que o amor é um segredo disfarçado de fim? Será que a minha solidão agora é soberba? Será que meu contentamento é uma cilada? Será que me embriaguei de palavras e esqueci o caminho de volta? 
Onde estão aquelas declarações apaixonadas? Em que parte distante de mim, já que não sobem mais aos olhos?
 Para onde foram a algazarra da convivência, os passeios, as viagens, as mãos dadas, os risos, a cumplicidade das festas, as brincadeiras, o sono de conchinha, as conversas até tarde?
 Para onde foram a ansiedade, o ciúme, a saudade, o desespero de não ver mais, as implicâncias ruidosas, as concordâncias silenciosas?
 Para onde vai o amor após sumirem as fotos, os quadros, as mensagens de texto, os bilhetes de flores?
 Quando não há mais dor para sinalizar onde se mantinha o amor. Quando não há mais desespero para apontar onde se guardava o amor. Quando não restam lápide, campa, cicatriz, rua, aliança para ostentar sua lembrança.
 Em que parada de Porto Alegre desembarca a comoção perdida? Qual a estação em que o amor acena e evapora? Que planeta, que dimensão, que oceano?
 Ou ele se transforma numa mania nova, num modo de suspirar, de virar o rosto, de mexer as orelhas?
 Ou ele se converte em cinismo religioso, em maldade com os palhaços, em ironia com noivos, em raiva de qualquer save the date dos amigos?
Para onde vai o amor depois do amor? Me fale, por favor. As lágrimas, quando secam, permanecem eternamente na pele? Não sei. Mas meu rosto está cada vez mais salgado." Fonte: jornal zero hora

Para quem adora Carpinejar, para quem se espelha em seus textos e para quem já teve o AMOR como sempre e desencantou... 
 NOTA:  ★★★





divulgar

comentar


Texto: Curto demais ou longo o bastante?



É tarde demais ou cedo demais? 

Quanto tempo eu levaria para perceber? 

Rápido o suficiente ou demorado o bastante?

Deixar para amanhã pode ser tarde, também pode ser a hora correta.

Se eu realizar hoje pode ser cedo, também pode ser a oportunidade esperada.

Correr o risco é mais seguro que ficar parado. 

O que te falta para decidir?


divulgar

comentar

19 julho 2015

Resenha:Para Todos os Garotos que Já Amei, Jenny Han



Título: Para todos os garotos que já amei #1
Autora: Jenny Han
Páginas: 320
Ano:2015
Editora: Intrínseca
Sinopse: Lara Jean guarda suas cartas de amor em uma caixa azul-petróleo que ganhou da mãe. Não são cartas que ela recebeu de alguém, mas que ela mesma escreveu. Uma para cada garoto que amou — cinco ao todo. São cartas sinceras, sem joguinhos nem fingimentos, repletas de coisas que Lara Jean não diria a ninguém, confissões de seus sentimentos mais profundos.Até que um dia essas cartas secretas são misteriosamente enviadas aos destinatários, e de uma hora para outra a vida amorosa de Lara Jean sai do papel e se transforma em algo que ela não pode mais controlar.

Sabe a Jenny Han, a autora de O verão que mudou minha vida? Se você ainda não ouviu falar dela, vou dar bons motivos nessa resenha pra você ler o mais rápido que puder, porque esse livro foi um dos melhores que ela  escreveu e vou apostando que você vai AMAR !

"O amor é assustador; ele se transforma; ele murcha. Faz parte do risco.Não quero mais ter medo."

Lara Jean é filha do meio de uma família descendentes de coreanos. Junto com as irmãs Song: Kitty, a mais nova e Margo, a mais velha e a qual é a "mãe" da família, ja que sua mãe morreu cedo. Margo está prestes a ir para Escócia fazer faculdade e Lara vai logo ser a mais velha e a responsável por algumas coisas na família. Lara é a fiel irmã e sonhadora. Ela guarda numa caixa de chapéu azul-petróleo que ganhou da sua mãe cartas que ela escreveu para os garotos que ja amou na vida. Para ela colocar um ponto final nesses romances que não chegaram a se realizar, ela escreve e desabafa, isso tudo tornando-se uma despedida. Em um dia a caixa some e ela descobre que suas cartas foram enviadas para os 5 garotos.

“Quando escrevo, não reprimo nada. Escrevo como se ele nunca fosse ler. Porque não vai mesmo. Cada pensamento secreto, cada observação cuidadosa, todos os sentimentos que guardei dentro de mim, coloco tudo na carta. Quando termino, fecho o envelope, escrevo o endereço e coloco dentro da caixa de chapéu azul petróleo.
"Não são cartas de amor no sentido mais estrito da palavra. Minhas cartas são de quando não quero mais estar apaixonada. São cartas de despedida. Porque, depois que escrevo, aquele amor ardente para de me consumir. Posso tomar o café da manhã sem me preocupar se ele também gosta de banana com cereal; posso cantar músicas românticas sem estar cantando para ele. Se o amor é como uma possessão, talvez minhas cartas sejam meu exorcismo. As cartas me libertam. Ou pelo menos deveriam."

Entre os garotos que receberam a carta está Josh, seu vizinho, melhor amigo e namorado da sua irmã; e á Peter, um amigo da escola que acabou de ficar solteiro. Para evitar confusão com sua irmã, Lara começa um namoro de mentira com Peter, já que eles entram em acordo, pois ele quer fazer ciúmes a ex-namorada.

"Você sabe como é gostar tanto de alguém que é insuportável saber que essa pessoa nunca vai sentir a mesma coisa por você?"

Um livro com uma capa maravilhosa, fofa e com uma história leve, divertida e romântica. São 318 páginas e fiquei desejando mais e mais. Lara Jean é aquele tipo de garota que toda menina, creio eu, iria querer ter como amiga: divertida, caseira, fofa e fiel. O enredo é envolvente e você deseja que Lara Jean tenha sim, um namoro de verdade e que alguém a ame.

"Eu me pergunto como é ter tanto poder sobre alguém. Acho que não quero isso; é muita responsabilidade ter o coração de um pessoa nas mãos."

Peter é o garoto popular do colégio, que vive implicando com Lara, mas acaba conquistando todas as meninas, não importa a idade, até a Kitty, irmã mais nova de Lara Jean. E qual é a sensação de terminar o livro? È que o romance de Lara está apenas começando e terá continuação: Ps: Ainda amo você. Lança logo Intrínseca !

"A forma como tudo acontece é um tipo estranho de serendipidade. Como um desastre de trem em câmera lenta. Para que uma coisa dê errado de um jeito tão colossal e horrível, tudo precisa acontecer na ordem certa e no momento certo, ou, nesse caso, no momento errado."

NOTA:  ★★★

 ( Continuação: Ps. I Still love you) ♥





divulgar

comentar

17 julho 2015

Resenha: O Teste, Joelle Charbonneau



Título: O Teste
Autora: Joelle Charbonneau
Páginas: 320
Editora: Única
Sinopse : No dia de formatura de Malencia ‘Cia’ Vale e dos jovens da Colônia Cinco Lagos, tudo o que ela consegue imaginar – e esperar – é ser escolhida para O Teste, um programa elaborado pela Comunidade das Nações Unificadas, que seleciona os melhores e mais brilhantes recém-formados para que se tornem líderes na demorada reconstrução do mundo pós-guerra. Ela sabe que é um caminho árduo, mas existe pouca informação a respeito dessa seleção. Então, ela é finalmente escolhida e seu pai, que também havia participado da seleção, se mostra preocupado. Desconfiada de seu futuro, ela corajosamente segue para longe dos amigos e da família, talvez para sempre. O perigo e o terror a aguardam. Será que uma jovem é capaz de enfrentar um governo que a escolheu para se defender?

Mais uma distopia, porém essa mistura todas as outras - Jogos Vorazes, Divergente, Maze Runner, entre outras; mas essa, tem algo mais. Comecei a leitura sem muita expectativa, pois foi um pouco semelhante a todas as outras distopias. A Malencia ou "Cia" Vale está se formando na pequena colônia "Cinco Lagos".

O sonho de todo estudante é ser escolhido para O Teste, ou seja ,entrar na universidade, assim coo seu pai. Porém, a ultima seleção na colônia aconteceu há 10 anos. Cia fica na expectativa junto com seus quatro irmãos e seus pais. No dia da sua formatura, um encarregado de Tosu City ( a cidade principal) informa que 4 jovens foram selecionados para fazer O Teste,: Zandri, Cia, Tomas e Malachi. 
“O teste nem sempre é justo, nem sempre é correto”.

Cia percebe que não se pode negar O Teste,, escolher não participar é visto com traição e punido com morte. Ao revelar a sua família que foi escolhida, seus irmãos comemoram, sua mãe fica receosa e seu pai fica temeroso e conversa com Cia a sós, a fim de alerta-la para não confiar em ninguém. Essa seleção não é nada como ela pensa e que sua memória poderá ser apagada.

“Como um líder poderia ordenar um bombardeio que resultasse nisso - o tipo de destruição que não pode ser reparada com a equação química correta ou uma nova espécie de planta. A terra é resistente, mas é difícil imaginar uma época em que este lugar será qualquer outra coisa além de um terrível lembrete do que nós seres humanos podemos fazer.

Cia enfrenta vários Teste em Tosu City, cuja função é criar líderes fortes e que saibam lidar com todo tipo de problemas. Um sistema opressor e que não liga para a vida humana, onde não existem inimigos e amigos. Inicialmente, eu não tinha expectativas para essa trilogia, temorosa que pudesse ser como as outras distopias.

Mas, essa trilogia tem discussões diferentes e tendo como tema um líder e do que ele é capaz de fazer. Quanto a erros ortográficos, o livro é cheio. Faltando uma revisão adequada. Fora isso, é uma boa distopia com pontos a serem discutidos e depois do final desse livro, mas posso esperar para ler Estudo Independente.

“Não sei por que ele escolheu dar a mim sua atenção e seu apoio, mas uma pequena parte aterrorizada de mim está feliz por isso. Parceiros, ele nos chamou. Uma palavra que nem começa a descrever a quantidade de bolhas de ansiedade no meu estômago, que não têm nada a ver com as provas e tudo com a forma como a minha mão sente a dele.

 NOTA:  ★★★


divulgar

1 comentário

16 julho 2015

Noticías: Editora Seguinte divulga novidades sobre os livros de Kiera Cass



A Editora Seguinte divulgou algumas novidades, e entre elas várias de Kiera Cass:
- O livro “ Felizes Para Sempre ,livro extra da série A Seleção, uma coletânea de contos sai outubro;
- Quinto livro de A Seleção em maio de 2016;
- O livro The Siren em janeiro de 2016;
- A editora os direitos de uma duologia que será escrita pela autora e so sabe-se que sera um jovem adulto.




divulgar

comentar