• Cinema
  • Inspiração
  • Leitura
  • Música
  • Playlist
  • Resenha
  • Série
  • Texto
  • Vídeo
30 junho 2014

Sua camiseta.

Por Bia L.
     De manhã, quando acordo eu penso se faz o mesmo pensando em mim. Se dormiu na noite anterior querendo sonhar comigo e tentando decidir se isso é mesmo amor.
Eu gosto de acreditar que algumas horas do dia você me pertence, se não de corpo, mas em pensamento e talvez de coração também, se a dona for eu.
    Eu acho que você gostaria de saber que penso mais em você que tudo. Ainda guardo na memória o cheiro da sua camiseta azul-turquesa. Não consigo entender o que se passa na minha cabeça o resto do dia, porque eu não penso em algo diferente. O calor dos seus lábios na minha pele é mais vivo, seu cheiro grudado na minha cabeça.
    Coitada de mim. Avermelhada. Relembrada.Perdida por você e em você. O efeito de seus olhos sobre mim foi mágico, tudo parou como um truque. Mas, ninguém ouviu o teor das suas palavras nos meus ouvidos, ninguém sabe, e isso é nosso segredo. Você sentiu minhas pernas nao sustentarem meu corpo e eu minha voz falhar, meus pulmões pararem de respirar.
     Eu, você e aquele cheiro da sua camiseta. Eu sei, meu bem, passei parte das minhas manhãs pensando nela e as minhas noites pensando em você.


divulgar

comentar


Resenha : Princesa Adormecida, Paula Pimenta

Título: Princesa Adormecida
Autor: Paula Pimenta
Editora: Galera Record 
Páginas: 180
Sinopse: Era uma vez uma princesa... Você já deve ter ouvido essa introdução algumas vezes, nas histórias que amava quando criança. Mas essa princesa sou eu. Quer dizer, é assim que eu fiquei conhecida. Só que minha vida não é nada romântica como são os contos de fada. Muito pelo contrário. Reinos distantes? Linhagem real? Sequestro? Uma bruxa vingativa? Para mim isso tudo só existia nos livros. Meu cotidiano era normal. Tá, quase normal. Vivia com meus (superprotetores) tios, era boa aluna, tinha grandes amigas. Até que de uma hora pra outra, tudo mudou. Imagina acordar um dia e descobrir que o mundo que você achava que era real, nada mais é do que um sonho. E se todas as pessoas que você conheceu na vida simplesmente fossem uma invenção e, ao despertar, percebesse que não sabe onde mora, que nunca viu quem está do seu lado, e, especialmente, que não tem a menor ideia de onde foi parar o amor da sua vida. Se alguma vez passar por isso, saiba que você não é a única. Eu não conheço a sua história, mas a minha é mais ou menos assim...

Que amor por esse livro. Com certeza, uma das capas mais lindas da minha estante. A história da nossa princesa é da Áurea Roseanna, descendente da familia real de Liechtenstein. Sua mae é brasileiro e seu pai tem o sangue real. Eles se apaixonaram na aula de culinária, mas Marie Malleville era uma amiga do pai da Áurea e sempre foi apaixonada por ele, desde criança.

Invejou o amor deles e tentou sequestrar Áurea no dia do batizado e casamento dos seus pais. Porém, continuou ameaçando a família e a pequena Áurea. Dessa forma, Áurea foi mandada ao Brasil para que fosse criada pelos seus 3 tios, com um nome nome: Anna Rosa. Anna Rosa é reprimida pelos tios, não age do modo como as meninas de 16 anos da sua idade agem. Cresceu sonhadora, querendo viver o mundo lá fora e encontrar um amor.

Paula Pimenta é incrível né? Princesa adormecida é um livro curtinho, muito fofo e delicioso.Ainda bem que a Paula vai escrever histórias modernas de outras princesas. Esperando ansiosamente para ler *-*. Recomendo para quem quer um livro fofo, rápido e de princesas .

NOTA : ★★★


divulgar

comentar

27 junho 2014

Maravilhoso mundo dos livros

Por Bia L.



    Como você se sente quando entra uma livraria? Quando toca um livro, cheira-o e sorri de felicidade. Esse é só um pouco do que sinto. Me sinto no paraíso, como se aquela fosse minha loja de brinquedos. Porém, é mais do que isso. É um mundo de imaginação, conhecimento, passatempo. Livrarias, bibliotecas, em tudo entro e lá eu fico.

     Melhor que eu esteja sozinha. Entrei, e demoro um pouco da maior parte do tempo para ver todos os títulos, os autores, as pilhas espalhadas, as capas enfeitadas ou simples. Duras ou moles. Meu refúgio, meu país das maravilhas. Sinto-me livre. Pequena e lá está meus braços segurando mais de 5,10 livros que levarei naquele dia para casa, a fim de devora-los.

   Incrível seria se todos nós pudéssemos escrever nossas histórias e elas serem postas em uma estante ou na prateleira da vida, e quem se interessasse lê-se. Tantas escolhas, tantos livros, milhões de palavras.  Tantas histórias para conhecer. Segredos para saber. Mistérios a desvendar. Vidas a inspirar.

      Eu gosto é do cheiro dos livros, de uma conversa com algum conhecido ou amigo que também goste dos mesmos amores literários que eu. Quando eu leio eu rompo barreiras, eu navego pelo mundo que eu sempre quis fazer parte, ultrapasso limites, além dos meus olhos. Saio do Brasil para o Japão e de lá para Amsterdã. Voo de um lugar a outro, e vivo tudo o que passo a imaginar.

      Sento, me deito ou até mesmo em pé em alguma fila da vida. E saiu desse mundo e vou de encontro a outros. Viajo e demoro a chegar, e só chego quando a aventura acaba. Bem vindo ao mundo dos livros. Um vício, muitos amores e muitas histórias para se encantar.


divulgar

comentar

26 junho 2014

Resenha: Cante para eu dormir, Angela Morrison

Título: Cante para eu dormir
Autora: Angela Morrison
Editora: Pandorga
Páginas: 350
Classificação: 5/5
SinopseCante para eu dormir revelará a dura realidade da vida, a energia firme da amizade e mostrará que o verdadeiro amor transcende tudo. O livro conta a história de Beth, uma garota que sofre bulling e passa toda sua infância sendo rejeitada por sua aparência. As únicas pessoas a aceitá-la são sua mãe e seu melhor amigo, Scott. Mas tudo isso fica para trás quando ela é convidada para ser a vocalista do coral da escola e recebe a transformação que lhe dará a oportunidade de conhecer um amor que vai além de tudo, até mesmo da própria vida. Derek é tão lindo, tão doce, tão fantástico que Beth acha que não merece, mas quer experimentar, mesmo estando á milhas de distância. Porém, existem segredos não revelados entre eles. A história reúne as mais profundas emoções humanas: decepções, tristezas, alegrias, amores e paixão, muita paixão, que ficará gravada em cada coração por muito tempo, mesmo depois do término da leitura. 
Feia, horrível, a fera. Beth passava para as pessoas a sua volta e ninguém se importava com o que ela sentia. Com exceção de sua mãe e Scott, seu melhor amigo desde a infância. Beth sofria constantemente, era ridicularizada por todos, rejeitada pelas meninas na escola e vivia com isso todos os dias na escola. Mas, atrás da aparência , ela tem uma voz incrível, fazendo parte do coro das Cantores da Juventude.

Ao tomar uma decisão e se impor, sua vida muda. Beth transforma-se na solista do coro e consegue uma vaga para participar das Olimpiadas, na Suiça. Suas novas amigas do coro mudam seu visual e ela nem imaginava o que aconteceria em seguida. Na Suiça, Beth connhece Derek, o garoto misterioso, mas também misterioso. Os dois se apaixonam e se envolvem. Cada um fugindo de seus problemas, se apoiando um no outro.

"- Era uma vez uma Fera terrível que conheceu um lindo príncipe. 
O príncipe viveu o sofrimento da ferra e deu-lhe um beijo mágico.
- Eu sou a Fera, Beth.
- Shhh - ponho os dedos sobre sua boca
 - O Beijo Mágico mudou a Fera para sempre. Ela se tornou humana. Aprendeu a amar e amou o príncipe. Com todo seu coração.
- E ele a amou também."
Nunca pensei que seria uma história tão fofa e apaixonante. Um amor além das aparências. Devorei o livro em algumas horas da noite e senti cada palavra cantada por Beth e o amor feroz de Derek.Quando terminei esse livro, passei um bom tempo pensando e refletindo. Amor, confiança, possibilidade, aceitação, superação.

“Devia ser fácil. A maioria dos garotos ia simplesmente querer meu corpo e pronto. Usar-me e dar o fora, como meu pai biológico fez com a mamãe. Tudo que Derek quer é cantar comigo. Ele está em um plano de existência totalmente diferente. Se isso tivesse a ver com sexo, seria muito mais fácil.
Mas não é o que ele quer. Ele quer minha alma.”
NOTA: ★★★


divulgar

comentar

25 junho 2014

Bookshelf tour : Parte 1


Oba ! Meu pai montou minha estante esse final de semana e logo fui decora-la : ] Só organizei as duas primeiras prateleiras. Espero que vocês gostem !

Minha estante : mobly

Se gostou do vídeo, não deixe de curtir e se inscrever no canal para poder acompanhar a  Bookshelf tour . Até a próxima semana <3



divulgar

comentar

23 junho 2014

Resenha : Dias perfeitos, Raphael Montes

Livro: Dias Perfeitos
Autor: Raphael Montes
Editora: Companhia das Letras
Número de páginas: 274
Sinopse : Téo é um solitário estudante de medicina que divide seu tempo entre cuidar da mãe paraplégica e examinar cadáveres nas aulas de anatomia. Durante uma festa, ele conhece Clarice, uma jovem de espírito livre que sonha tornar-se roteirista de cinema. Ela está escrevendo um road movie sobre três amigas que viajam em busca de novas experiências. Obcecado por Clarice, Téo quer dissecar a rebeldia daquela menina. Começa, então, uma aproximação doentia que o leva a tomar uma atitude extrema. Passando por cenários oníricos, que incluem um chalé em Teresópolis e uma praia deserta em Ilha Grande, o casal estabelece uma rotina insólita, repleta de tortura psicológica e sordidez. O efeito é perturbador. Téo fala com calma, planeja os atos com frieza e justifica suas atitudes com uma lógica impecável. A capacidade do autor de explorar uma psique doentia é impressionante – e o mergulho psicológico não impede que o livro siga um ritmo eletrizante, repleto de surpresas, digno dos melhores thrillers da atualidade. Dias perfeitos é uma história de amor, sequestro e obsessão. Capaz de manter os personagens em tensão permanente e pródigo em diálogos afiados, Raphael Montes reafirma sua vocação para o suspense e se consolida como um grande talento da nova literatura nacional.

O que falar de um livro incrível como este? Pra começar , Dias perfeitos conta a história do Téo, estudante de medicina, cuida da sua mãe paraplégica e tem uma paixão por dissecar cadáveres nas suas aulas de anatomia com a maior naturalidade do mundo. Ele não é muito sociável, e dessa forma sua única amiga é a Gertrudes ( nome do cadáver).  Um dia, sua mãe o chama para ir ao um churrasco e ele conhece Clarice, uma garota independente, extrovertida e toda diferente de si mesmo. O seu oposto. Clarice o beija( um selinho) e ele se apaixona por ela, acreditando que tem que ficarem juntos de qualquer jeito. 

Clarice escreve um roteiro de um road movie sobre três amigas e suas aventuras e loucuras em cidades do Rio de Janeiro. Téo tenta se aproximar de Clarice, mas obviamente acaba perseguindo-a, conseguindo seu telefone, seu endereço. A aproximação começa com Clarice e Téo indo ao primeiro lugar do roteiro de Clarice: um hotel fazenda em Teresópolis, que ela já era visitante frequente.

Não pense que é uma história qualquer, pois NÃO é. O livro mantém o ponto de vista de Téo e mostra como sua obsessão é doentia. Os modos que ele encontrou para ficar proximo de Clarice a fez ter medo dele e as descrições, os detalhes de tudo, é incrivel e cruel.  Téo é frio e calculista, acredita que manterá sua Clarice pelo medo.

O livro é intenso do começo ao fim,chega a amedrontar e em alguns capítulos eu fiquei com o coração na mão pela crueldade. Fechei o livro odiando Téo e tentando entender como sua mente trabalhou tudo tão bem a fim de conseguir o que ele mais queria: Clarice.

Sabe o que mais gostei nesse livro? É o final, nao poderei comentar nada, mas eu me surpreendi e superou minhas expectativas. Então, super recomendo o livro, mas pra quem gosta de um bom suspense , porque a história é bem tensa e muito forte.

(...) Téo fora surpreendido por Clarice: alertado pela beleza, enlaçado pela espontaneidade e condenado pelo beijo com sabor de gummy  de limão. - See more at: http://www.fomedelivros.com/2014/05/resenha-dias-perfeitos.html#sthash.DblM5dQ7.dpuf
(...) Téo fora surpreendido por Clarice: alertado pela beleza, enlaçado pela espontaneidade e condenado pelo beijo com sabor de gummy  de limão. - See more at: http://www.fomedelivros.com/2014/05/resenha-dias-perfeitos.html#sthash.DblM5dQ7.dpuf
" Téo fora surpreendido por Clarice: alertado pela beleza, enlaçado pela espontaneidade e condenado pelo beijo com sabor de gummy  de limão. "
(...) Téo fora surpreendido por Clarice: alertado pela beleza, enlaçado pela espontaneidade e condenado pelo beijo com sabor de gummy  de limão. - See more at: http://www.fomedelivros.com/2014/05/resenha-dias-perfeitos.html#sthash.DblM5dQ7.dpuf

NOTA:  ★★★★ 


divulgar

comentar

22 junho 2014

TAG : Namorados literários



Oi pessoal.Vi esta tag no blog  e mesmo tendo passado já alguns dias do dia dos namorados resolvi fazer, porque é bem divertida. Espero que gostem ♥

Tag original : Patrícia do Blog Chaise Longue

 

Perguntas : 

Beija-me!
    Qual o beijo literário que te fez derreter bocadinho a bocadinho?

Na Cama
    Qual foi a cena mais escaldante que já leste?

O Melhor é fazer as Pazes
    Eles só discutem mas cada vez que se vêem é fagúlhas por todo o lado!

  O Fruto Proibido
    Qual a relação proibida porque torces de qualquer jeito?

Suspiros, suspiros
    Qual é o casal mais fofo da literatura?

Felizes para Sempre
   De todos os casais sobre os quais já leste, qual deles significa para ti a perfeição?

Queres Casar Comigo?
  Qual foi a troca de alianças que te deixou nas nuvens?

Amo-te!
    Vá, conta-me lá... Qual é aquela declaração de amor?

 Se gostou do vídeo, não deixe de curtir e se inscrever no canal para poder ver todos que postarei daqui para frente. Até a próxima semana <3



divulgar

3 comentários

20 junho 2014

Entre rascunhos.

Por Bia L.


         Perguntaram-me uma vez porque escrevo alguns rascunhos, e o motivo de alguns deles. Não entendem que tenho meus segredos e esses rascunhos são os meus.
     Incompreensível para quem só vê. Confundível para quem o estuda. Curiosidade para quem não vive e não sente o que minhas palavras querem expressar.
       Não é preciso grande bagagem para se expressar. Muito menos vocabulário rebuscado para escrever. O silêncio fala mais. O olhar consegue expressar o que da boca não sai. De dentro para fora. Nas mãos, o lápis desliza. O olhar acompanha.
      Escute o silêncio, olhe as estrelas e não precisará entender quão pequenas são, nem o brilho que tem. Só são perfeitas para quem vê e percebe que não é preciso falar nada, que as estrelas estão mais perto do que se possa imaginar. É um longo caminho. Longa a descida.
     Um lápis ou só o pensamento. Uma linha, muitas palavras e um poeta. Podemos conversar e só nos entenderemos. Tudo além, muito além do que palavras possam expressar. É um sentimento e às vezes, nada pode segurar. Para quem vê, poema. Para quem sente, segredo.


divulgar

comentar

18 junho 2014

Resenha: Uma razão para respirar , Rebecca Donovan


Título: Uma Razão Para Respirar - Breathing #1
Autor(a): Rebecca Donovan
Páginas: 496
Editora: Pandorga
Sinopse: Na cidade de Weslyn, Connecticut, onda a maioria das pessoas se preocupa em ver e ser vista, Emma Thomas preferia não ser percebida de forma alguma. Ela está mais preocupada em fingir perfeição enquanto puxa as mangas da blusa para baixo para esconder as marcas roxas, não querendo que ninguém perceba quão longe da perfeição ela realmente está. Sem esperar, ela encontra o amor. O amor a desafia a reconhecer seu valor, mas correndo o risco de revelar o terrível segredo que esconde. Uma história forte, emocionante, dura, real, meiga, triste e doce ao mesmo tempo, que vai mexer com os sentimentos do leitor. Uma leitura envolvente do inicio ao fim.
   Comprei esse livro pelo meu feliz/triste vício por pré-vendas.Mas, só o título me deixou curiosa. Nossa, e até agora estou sem palavras para tudo que senti lendo-o.

   Emma é nossa personagem principal e ela perdeu o pai ainda quando criança, ficou as cuidados da sua mãe, porém ela estava incapaz de cumprir sua função, bebia demais. Logo, ela foi morar com seu tio e sua esposa. Mas, Emma não foi recebida com grande alegria e qualquer coisa que acontecia ou não acontecia na casa dos seus tios, a culpa caia sobre ela.

Emma se dedica inteiramente a escola, aos esportes e atividades extracurriculares só para nao voltar para o inferno da sua casa, a fim de conseguir uma bolsa de estudos para a faculdade. Emma nao tinha uma vida de garota normal no Ensino Médio, fofocas,festas, garotos, apenas sua melhor amiga Sara, que é a garota mais popular do colégio. Porém, a vida de Emma muda quando Evan Mathews chega ao colégio e se mostra determinado a conhece-la de verdade, o qual ela dificulta.

Eu não pensei que esse livro ia me fazer dormir pensando na história ou me deixar tão intrigada a ponto de querer para HOJE os próximos volumes. Rebecca Donovan trata um problema sério: violência em casa e nao ameniza nada, por isso era muito difícil ler algumas partes do livro, porque eu imaginava o que a Emma sentia todos os dias quando estava indo para casa e o quanto ela ansiava pela liberdade. Um livro marcante e leve, divertido e fofo, mas um bom drama e real. A Emma é uma protagonista tão forte que aguenta tudo pelos seus primos, lamenta pela sua infância perdida, mas está decidida a conseguir mudar essa realidade. Evan é um fofo, determinado, mas é lindo como ele traz alegria a vida de Emma.

Um livro que vale muito a pena ler. Não criei tantas expectativas , mas me surpreendi bastante. Encantada e ansiosa para a continuação.
Meu mundo era delicadamente equilibrado, mas as escalas nunca se igualavam. Quando algo melhorava, outra coisa tinha que desmoronar. Aceitar isso seria a coisa mais difícil que eu já tive que aprender, e mesmo quando eu reconheci que essa era a verdade, isso ainda me esmagava.

NOTA :  ★★★


divulgar

2 comentários

17 junho 2014

TAG: Book Survey



Oi pessoal ! Hoje vim fazer uma TAG escrita, que vi no blog da Dani My life as Dani.Tenho andado organizando umas coisas no quarto , e essa tag é perfeita , já que prefiro escrever do que falar né ? haha. Então confira :

1. Livro de infância preferido?
O sítio do pica-pau amarelo, que eu me lembre agora.
2. O que você está lendo agora?
Estou lendo "Como eu era antes de você", da Jojo Moyes
3. Que livros você quer emprestar na biblioteca?
Faz muito tempo que nao frequento a biblioteca.
4. Hábito de leitura ruim?
Nada.
5. Qual foi o último livro que pegou na biblioteca?
Os últimos foram relacionados a fisiologia, patologia, haha.
6. Você tem um e-reader?
Não, nao gosto de ebook.
7. Você prefere ler um livro por vez ou vários de uma vez?
Prefiro ler um livro de cada vez.
8. Seus hábitos literários mudaram desde que criou o seu blog?
Não.
9. Qual foi o livro que você menos gostou de ler esse ano?
Sem clima para o amor; Quando uma garota entra no bar; Cretina Irresistível.
10. Livro preferido que leu este ano?
Métrica - Colleen Hoover ; O verão que mudou minha vida - Jenny Han
11. Com que frequência você lê fora da sua zona de conforto?
Leio sempre no meu quarto, ou quando vou sair, sempre coloco um livro no carro, nunca se sabe aonde você poderia ir .
12. Qual é sua zona de conforto literária?
Romances e fantasia.
13. Você consegue ler em ônibus?
Sim, mas me dava uma dor de cabeça.
14. Lugar preferido para ler?
Meu quarto.
15. Qual é a sua política de emprestar livros?
Nao gosto de emprestar livros. Meus preferidos estão fora de questao seja para quem for . Mas, se eu tiver que emprestar, vejo se a pessoa tem o mesmo amor e zelo como eu.
16. Você faz orelhas nos livros?
Nunca !
17. Você já escreveu nas margens dos livros?
Nunca !
18. Nem mesmo em livros didáticos?
Sim, ai sim !
19. Em que língua você prefere ler?
Português, mas sinto vontade de ler em inglês, para ver se entenderei tudo direitinho.
20. O que faz você amar um livro?
O fato de me apaixonar pelos personagens e viajar pela historia.
21. O que te inspira a recomendar um livro a alguém?
Quando leio um livro e me perguntam qual é o livro que eu recomendo, falo o meu preferido. Dai, fico contando a historia como se fosse minha, como se eu tivesse feito parte dela também. E acabo levando a pessoa a ler imediatamente o livro.
22. Gênero/tema preferido?
Romance.
23. Gênero que você raramente lê?
Biografia.
24. Biografia preferida?
O diário de Anne Frank é a minha favorita !
25. Você já leu livros de auto-ajuda?
Sim.
26. Livro preferido de culinária?
Nunca li nenhum.
27. Livro mais inspirador que leu esse ano (ficção ou não-ficção).
Deixe a neve cair-John Green, Maureen Johnson e Lauren Myracle
28. Petisco preferido enquanto está lendo?
Tento evitar comer quando estou lendo, mas, as vezes tomo água ou deixo uma caneca de chocolate do lado.
29. Diga um caso em que a fama do livro destruiu a sua experiência.
Acho que nenhuma por enquanto. Ultimamente venho querendo ter a trilogia de Peças Infernais, por ver muita gente falando que é boa e tal.
30. Com que frequência você concorda com críticas dos livros?
A maioria das vezes.
31. O que você acha sobre dar feedback negativo sobre um livro ou fazer uma review negativa?
Acho normal, só acho que a pessoa não pode ser agressiva afirmando que isso ou aquilo não presta, afinal, é tudo questão de opinião e ninguém é o dono da verdade né?
32. Se você pudesse ler em outra língua, qual seria?
Japonês :P
33. Qual o livro mais intimidante que você tem?
A lista negra - Jennifer Brown
34. Livro mais intimidante que você está nervoso para começar?
Boneca de ossos - Holly Black
35. Poeta preferido?
Augusto dos Anjos
36. Qual foi a maior quantidade de livros que você pegou da biblioteca de uma só vez?
Acho que no máximo 2, e eu me lembro que era sobre o Sítio do pica-pau amarelo.
37. Quantas vezes você devolveu livros que não leu à livraria?
Acho que nunca fiz isso.
38. Personagens preferidos da literatura?
Brás Cubas , Machado de Assis; Will de Métrica.
39. Vilão preferido:
Presidente Snow , de Jogos Vorazes.
40. Livros que você leva em viagens:
Sempre levo livros que eu já estiver lendo, ou com menos de 300 páginas.
41. O maior tempo que você ficou sem ler livros:
Um mês.
42. Um livro que você não terminou de ler:
Antes do Baile Verde, da Ligia Fagundes Telles.
43. O que te distrai quando você está lendo?
Pessoas pela casa, ou qualquer barulho de fora.
44. Adaptação preferida para filme?
Amei a "Menina que Roubava Livros " e vou amar ainda mais " A culpa é das estrelas. Jogos Vorazes e Divergente, e estou esperando ansiosa por "Garota Exemplar".
45. Maior decepção com adaptação para filme?
Nao lembro muito bem, talvez Eclipse.
46. Maior quantidade de dinheiro que já gastou numa livraria?
Nossa, acho que foi 200 reais, por ai.
47. Quantas vezes você folheia um livro antes de ler?
Folheio quando vou comprar ou quando recebo, e outra quando estou lendo.
48. O que te faz parar de ler um livro na metade?
Quando a história começa a ficar chata, dai paro, mas depois volto a ler só para ver se no final terá reviravolta.
49. Você gosta de manter seus livros organizados?
Muito!Arrumo uma vez por semana tudo .
50. Você prefere guardar os livros ou dá-los para alguém assim que terminou de ler?
Dar?  Nunca ! Guardo e escondo.
51. Tem algum livro que você está evitando ler?
Não.
52. Um livro que te fez ficar com muita raiva.
Insurgente, Veronica Roth.
53. Um livro que você não esperava gostar mas gostou?
A trilogia Olho por Olho, da Jenny Han e Siobhan Vivian.
54. Um livro que você esperava gostar e não gostou?
Cretina Irresistível.
55. Literatura prazerosa preferida, sem culpa?
A culpa é das estrelas, ou todos os livros 5 ♥♥♥♥♥ que tenho !


divulgar

comentar

14 junho 2014

Book Haul de Maio



Mês de copa, época de São João e férias também ! Confiram ai minha caixa de correios de maio e meus próximos livros a serem lidos :]


Se gostou do vídeo, não deixe de curtir e se inscrever no canal para poder ver todos que postarei daqui para frente. Até a próxima semana :]


divulgar

comentar

13 junho 2014

Entre palavras

Por Bia L.



Escreverei.
Escreverei sempre que tiver perguntas e não tenha encontrado as respostas.
Escreverei para por os demônios para fora.
Os sentimentos presos no meu peito.
Os anseios da minha alma.
E os delírios do meu espírito.

Escreverei sem ver tempo, nem clima.
Antes do começo e depois do fim.
Entre uma hora e outra, ou em qualquer estação.

Escreverei o que penso e o que faço, ou dito isso, futuro.
As histórias que de mim dependem para existir e as que inventei por puro desejo de te-las.

A verdadeira e a omissão.
O sentimento e atração.
O explicável e o que não posso exprimir a alguém.
Escreverei a dor do meu pesar, mas também o pulsar do meu coração.

O inexplicável, inexplorável , inexistente .
As frases mais doidas, os parágrafos mais longos existentes dentro de mim.
Pode ser de fora para dentro.
De dentro para fora.
Ao nascer do dia.
Ao cair da noite.
Do início da madrugada.

Devaneios e inconstâncias.
Resultado de experiências. Somatório de uma vida.
Invenção de um personagem.
Real ou irreal.
Drama e romance.
Suspense e comédia.
Encontro de pensamento.
Perdição de sensação.
Pontos finais ou reticências?
Direito do desabafo. Grito.
Respira. Eu piro.

Escreverei para me guiar: vida, coração e alma. Sem ter mais, nem menos para se doar. Bússola do meu eu, aquele interior, dos poemas e poesias.
Tentativas de um rascunho, quem sabe de transcender para algo mais e quaisquer. Encontrar e me encontrar, na vida e na linguagem. No jeito de escrever e desabafar.


divulgar

comentar