• Cinema
  • Inspiração
  • Leitura
  • Música
  • Playlist
  • Resenha
  • Série
  • Texto
  • Vídeo
24 junho 2017

Notícias: Novo livro da FML Pepper é divulgado.



SKOOB | SARAIVA |Editora:  GALERA RECORD
Treze - FML Pepper.

Sinopse: O azar pode ser a sua ruína. A sorte também. Da mesma autora da trilogia Não pare! Rebeca. Uma garota sem escrúpulos ou fé, criada para ser ladra. O esquema para o novo e maior golpe de sua vida é irretocável, perfeito... até encontrar Madame Nadeje, a enigmática cartomante do decadente parque de diversões. Ouvir seus segredos mais íntimos seguidos de profecias perturbadoras, entretanto, não impedem Rebeca de ir adiante. Seu mundo matemático e lógico desmorona ao enfrentar as previsões da vidente, e sua vida se transforma em um pesadelo. Karl, um orgulhoso e passional lutador de MMA, passa por uma grande decepção. Incapaz de aceitar derrotas, ele comete um erro estúpido e, de herói, se torna vítima em segundos. Um acidente deixa em seu cérebro um coágulo inoperável que pode se romper num piscar de olhos. Determinado a esconder a terrível condição de todos, ele resolve levar uma vida tranquila e passar longe de brigas. Um plano perfeito... até conhecer Rebeca.




divulgar

comentar


Notícias: Netflix divulga trailer de "To the bone"

O filme “To The Bone“, drama dirigido por Marti Nixon (Eu Sou o Número Quatro), ganhou seu primeiro trailer divulgado pela NetflixLily Collins, de “Os Instrumentos Mortais“, interpreta a jovem Ellen no filme, que sofre com a anorexia e acaba conhecendo um médico fora dos padrões normais, interpretado pelo ator Keanu Reeves. Ao invés de apenas fazer os tratamentos necessários para ajudar a paciente, o Dr. William Beckham desafia a moça abraçar sua vida e encarar o problema de cabeça erguida.


divulgar

comentar


Notícias: Novo trailer da 7 temporada de Game of Thrones

A HBO liberou hoje o segundo trailer da super, hiper e mega aguardada sétima temporada de Game of Thrones. Recheado de ação, o vídeo começa com uma frase de Mindinho (Lorde Baelish) muito significativa:
Não lute no norte, não lute no sul. Lute toda batalha em qualquer lugar. Sempre…na sua mente
No final da última temporada, os dragões de Daenerys e seu exército finalmente estão no caminho para Westeros, onde Cersei se tornou rainha após a morte de seu filho.
Game of Thrones retorna no dia 16 de julho.


divulgar

comentar


Notícias: John Green publicará novo livro em outubr

John Green anunciou hoje um novo livro a ser publicado em outubro! O autor tao famoso por A Culpa é das Estrelas confirmou a publicação de um novo livro para 10 de outubro. O livro tem o título Turtles All the Way Down e conta a história de uma adolescente de dezesseis anos que busca um bilionário desaparecido enquanto luta com doenças mentais. Esse é o primeiro livro do autor após ACEDE.
Em um comunicado, Green disse que a nova história é uma ficção mas foi tomada de forma pessoal pelo tema envolver problemas mentais. A Intrínseca já confirmou o lançamento do livro no Brasil.


divulgar

comentar

23 junho 2017

Resenha:A menina que não sabia ler 2 - John Harding



Título:A Menina Que Não Sabia Ler – Volume II 
Autor:John Harding 
Ano: 2014
Páginas: 288
Editora: LeYa 
Sinopse: Um acidente de trem. Uma identidade trocada. Os detalhes poderão mudar o rumo dessa história... Depois de viver presa num mundo obscuro, assustador e sem palavras em 'A menina que não sabia ler', a pequena Florence viverá uma nova e misteriosa aventura onde nada é realmente o que aparenta ser e todos podem se tornar inimigos em potencial. Mas onde ela encontrará uma saída? Um aliado? O misterioso médico John Shepherd busca um recomeço para sua vida em um lugar nada promissor - uma ilha que funciona como uma clínica psiquiátrica exclusivamente para mulheres. Nesse antro de segredos e sofrimento, Shepherd tentará esquecer seus pecados devolvendo a humanidade às pacientes. A primeira em quem vai experimentar sua doutrina de cuidados, o 'tratamento moral', é uma atraente jovem pálida de cabelos escuros que não se lembra do próprio nome, fala de modo estranho e não consegue saber quando e como chegou àquele lugar. Por que afinal ela desperta tanto a curiosidade do médico? Entre pacientes mais inteligentes que as próprias enfermeiras responsáveis por elas, segredos por todos os lados e figuras assombrosas (e assombradas) percorrendo misteriosamente os corredores da clínica durante a noite, as vidas de Florence e John Shepherd estarão mais ligadas do que podemos imaginar...

A Menina Que Não Sabia Ler , Volume II , deveria ser ou é a continuação do livro de mesmo nome. Todavia, os dois livros podem ser lidos independentemente
 Após sofrer um acidente de trem e trocar de identidade com uma das suas vitimas, John Shepherd quer recomeçar sua vida em uma clinica psiquiátrica para mulheres, em uma ilha. A trama se desenrola e descobrimos que esse médico não tem nada de bom. Mas, ele anseia ser uma pessoa melhor, ajudar a quem precisa e esta seria a oportunidade perfeita para mostrar isso.

“Como é fácil julgar que é louco um homem são e que é são um louco! Que combinação a nossa: Morgan e eu. Os loucos tinham tomado conta do sanatório.”

Na clinica psiquiátrica, ele descobre métodos bem cruéis, com eletrochoques e banhos frios, logo decide criar o “tratamento moral”, uma forma de humanizar a vida daquelas mulheres. Seu chefe dá um voto de confiança ao novo médico e o deixa experimentar seu tratamento em uma garota jovem, chamada Jane Pomba.

“Havia um brilho desafiados em seus olhos ou eu estaria simplesmente enxergando algo que não estava lá?”
  
 A garota diz não lembrar do passado ou do porquê veio parar ali. A única coisa que sabe é que proibida de ler. Dessa forma, os dias do novo médico passam a ser de luta: por esconder sua identidade a todo custo e para trabalhar no “tratamento moral” com Jane, tentando descobrir as suas verdades e sua relação com a enfermeira O’Reilly e o diretor. Á medida que o tempo passa, as coisas vão sendo esclarecidas e John decide que é hora de ir embora, todavia não será  tão fácil sair da ilha.

A primeira impressão que tive, era que estava lendo o livro errado ou que tudo começou perdido. Mas, conforme passava as páginas pude entender as verdades sobre àqueles personagens. O suspense criado por Harding me prendeu por muito tempo, me fazendo discutir se haveria alguma verdade ou se era tudo imaginação. Porém, alguns tópicos não foram explicados ( como Florence foi parar na clínica). O final é surpreendente  e apesar de todos os ‘poréns’, é um bom livro se você esperar ler sem expectativas.

A leitura é fluida e rápida, te puxando aos poucos para os segredos não desvendados. A capa não tem muita relação com a história do livro, mas se você procura um livro com uma dose de suspense e mistério leia A Menina Que Não Sabia Ler – Volume II.

Nota: ★★★★ 



divulgar

comentar

22 junho 2017

Resenha:Em um bosque muito escuro - Ruth Ware

Autora: Ruth Ware

Editora: Rocco

Páginas: 288

Ano: 2016
Gênero: suspense, policial
 Sinopse: A britânica Ruth Ware alcançou as listas dos mais vendidos do The New York Times, USA Today e Los Angeles Times com este surpreendente romance de estreia que chega ao Brasil pela coleção de suspense Luz Negra. Em um bosque muito escuro é narrado por uma escritora reclusa que aceita o convite para a despedida de solteira de uma amiga de escola com a qual não tinha contato há anos. Quarenta e oito horas depois de chegar ao local da festa, uma casa de campo isolada, ela desperta numa cama de hospital, com a devastadora certeza de que alguém está morto. E mais do que tentar lembrar o que aconteceu no fatídico fim de semana, precisa descobrir o que fez. Com uma atmosfera inquietante, em que segredos do passado são revelados aos poucos e as relações se constroem pelo entrelaçamento de admiração, carinho, inveja e ressentimentos, Ruth Ware entrega um thriller arrebatador, que não à toa a colocou entre os principais nomes do novo suspense feminino, como Paula Hawkins e Gillian Flynn. Em um bosque muito escuro será adaptado para o cinema por Reese Whiterspoon.

Recebi de uma troca no skoob esse suspense que promete uma boa trama pelo título bem sugestivo.Em um bosque muito escuro contará a história de Nora, uma escritora de 26 anos que mora sozinha e leva sua vida monotoma em Londres. Em um certo dia, ela recebe um e-mail de uma Flo,até então uma estranha que a  convida para participar de uma despedida de solteira de sua  ex-amiga, Clare,  que ela não vê a 10 anos, que acontecerá em um final de semana e em outra cidade.
A casa fica em um bosque mal ilumanado, além de ser de vidro.Então , imagina aquele casarão de Crepúsculo + um grupo de desconhecidos =  tire suas próprias conclusões.

O livro é narrado em primeira pessoa e os capítulos alternados entre passado e presente, onde Nora está no hospital sem lembrar o que aconteceu horas atrás e alguns fatos do passado. A narrativa é boa, porém a leitura foi tornando-se previsível ou sou uma detetive muito boa, porque de tudo eu desconfiava e desacreditava. É um bom thriller de suspense, te faz ficar curioso, mas da metade do livro para o final , algumas cenas são forçadas e não tem explicação plausível.

O livro será adaptado para o cinema e espero que ele seja melhor do que o livro, dando imprevisibilidade e alimentando mais a curiosidade.

Nota: ★★★ (3/5)




divulgar

comentar

19 junho 2017

Lançamentos de Julho da Editora Arqueiro

O duelo dos imortais
Título:  O duelo dos imortais, Colleen Houck
Páginas: 112
Sinopse:Quem são os deuses que regem os caminhos e descaminhos de Amon e Lily, os corajosos heróis da série Deuses do Egito? Por que esses deuses tramam conquistas e vinganças, envolvendo a humanidade em suas maquinações? E por que deixam nos ombros de alguns jovens mortais a responsabilidade pela salvação do mundo?
Antes que Lily e Amon se encontrassem, antes mesmo que o caos dominasse o cosmos e os deuses precisassem de três irmãos corajosos para combater o mal, muita coisa já estava em jogo. Em O duelo dos imortais, vamos conhecer a história dos quatro irmãos que assistiam, com seus poderes especiais, o grande Amon-Rá no governo da Terra:
Osíris, o generoso deus da agricultura, que ajuda os mortais a crescer e prosperar em seu ambiente natural.
Ísis, a linda deusa da criação, que promove a saúde e o bem-estar.
Néftis, a doce vidente, que mantém o equilíbrio entre os seres vivos e o universo.
E por último Seth, o mais jovem, que cresceu desprovido de poderes e desprezado por todos.
Quando, finalmente, os poderes de Seth se manifestam, que efeito sobre a humanidade terá a perigosa mistura de uma infância marcada pela rejeição, uma intensa paixão não correspondida e o incrível poder de desfazer coisas, pessoas... e até deuses?
Romance, traição e vingança são os fios que tecem esta trama surpreendente, cujos personagens imortais despertam em nós os mais profundos sentimentos.

                                                       O último adeus
Título: O último adeus, Abbi Glines
Páginas: 224
Sinopse:River Kipling, mais conhecido como Capitão, está em Rosemary Beach para montar um restaurante de luxo para seu patrão. Dono de um passado sórdido e de um presente misterioso, ele não vê a hora de concluir o trabalho e ir embora da cidade para realizar seu sonho: abrir um negócio próprio à beira-mar num lugar onde ninguém tenha ouvido falar dele.
Mas, quando Capitão conhece Rose Henderson, sua ânsia de partir de repente fica em segundo plano. Há algo na risada dela que é familiar demais, e o modo como ela olha para ele o faz lembrar de alguém importante que perdeu há muito tempo. No entanto, a única coisa que Rose revela é que é uma mãe solteira que trabalha duro para sustentar a filha.
Enquanto tenta desvendar os segredos da linda ruiva de óculos engraçadinhos e curvas estonteantes e entender por que ela mexe tanto com seus sentimentos, Capitão precisa fugir da marcação cerrada de Elle, a ex-namorada que não mede esforços para afastá-lo de Rose. Ao mesmo tempo, tem que encarar os fantasmas de seu passado para se tornar um homem melhor e construir um futuro do qual possa se orgulhar.
Nesta sequência da série Rosemary Beach, Abbi Glines mais uma vez escreve uma narrativa ardente e emocionante. Com personagens verossímeis e heróis imperfeitos, O último adeus fala sobre o inesgotável poder de transformação do amor.

                                                             Meus dias com você
Título: Meus dias com você, Clare Swatman
Páginas: 288
Sinopse: Quando o marido de Zoe morre, o mundo dela desaba. Mas e se fosse possível tê-lo de volta?
Numa fatídica manhã, Ed e Zoe têm uma discussão terrível, algo recorrente no seu casamento em crise, e ela acaba se despedindo de forma brusca quando ele sai para o trabalho.
Pouco tempo depois, um ônibus acerta a bicicleta de Ed, matando-o e deixando Zoe arrasada por não ter lhe dito quanto o amava. Se tivessem ficado mais um pouco juntos aquela manhã, ele ainda estaria vivo? Será que poderiam ter reconstruído o amor que os unira?
Após dois meses, Zoe ainda não conseguiu se conformar. De luto, decide cuidar do jardim do marido, quando acaba caindo e desmaiando. Então, algo estranho acontece: ao acordar, ela está em 1993, no dia em que conheceu Ed na faculdade.
A partir desse instante, Zoe passa a reviver momentos cruciais de sua vida e percebe que talvez tenha conseguido uma segunda chance: uma oportunidade de fazer tudo diferente, de focar naquilo que realmente importa, de mudar os rumos do relacionamento – e, quem sabe, o destino de seu grande amor.

                                                        A revolta de Atlas

Título: A revolta de atlas, Ayn Rand
Páginas: 1216
Sinopse: Na mitologia grega, o titã Atlas recebe de Zeus o castigo eterno de carregar nos ombros o peso dos céus. Neste clássico romance de Ayn Rand, os pensadores, os inovadores e os indivíduos criativos suportam o peso de um mundo decadente enquanto são explorados por parasitas que não reconhecem o valor do trabalho e da produtividade e que se valem da corrupção, da mediocridade e da burocracia para impedir o progresso individual e da sociedade. Mas até quando eles vão aguentar?
Considerado o livro mais influente nos Estados Unidos depois da Bíblia, segundo a Biblioteca do Congresso americano, A revolta de Atlas é um romance monumental. A história se passa numa época imprecisa, quando as forças políticas de esquerda estão no poder. Último baluarte do que ainda resta do capitalismo num mundo infestado de repúblicas populares, os Estados Unidos estão em decadência e sua economia caminha para o colapso.
Nesse cenário desolador em que a intervenção estatal se sobrepõe a qualquer iniciativa privada de reerguer a economia, os principais líderes da indústria, do empresariado, das ciências e das artes começam a sumir sem deixar pistas. Com medidas arbitrárias e leis manipuladas, o Estado logo se apossa de suas propriedades e invenções, mas não é capaz de manter a lucratividade de seus negócios.
Mas a greve de cérebros motivada por um Estado improdutivo à beira da ruína vai cobrar um preço muito alto. E é o homem – e toda a sociedade – quem irá pagar.
Ayn Rand traça um panorama estarrecedor de uma realidade em que o desaparecimento das mentes criativas põe em xeque toda a existência. Com personagens fascinantes, como o gênio criador que se transforma num playboy irresponsável, o poderoso industrial do aço que não sabe que trabalha para a própria destruição e a mulher de fibra que tenta recuperar uma ferrovia transcontinental, a autora apresenta os princípios de sua filosofia: a defesa da razão, do individualismo, do livre mercado e da liberdade de expressão, bem como os valores segundo os quais o homem deve viver – a racionalidade, a honestidade, a justiça, a independência, a integridade, a produtividade e o orgulho.

                                                          Uma noite inesquecível
Título: Uma noite inesquecível,  Lisa Kleypas
Páginas: 144
Sinopse:O Natal está se aproximando e Rafe Bowman acaba de chegar a Londres para uma união arranjada com Natalie Blandford. Com sua beleza estonteante e o físico imponente, ele tem certeza de que a linda aristocrata logo cairá a seus pés.
No entanto, seus terríveis modos americanos e sua péssima reputação de farrista deixam Hannah, a prima da moça, chocada. Determinada a proteger Natalie, ela vai tornar a tarefa de cortejar a jovem muito mais difícil do que Rafe esperava.
Hannah, porém, logo começa a se importar mais do que gostaria com o rude pretendente da prima. Rafe, por sua vez, passa a apreciar um pouco demais a companhia de Hannah, uma mulher forte e pragmática com um coração doce e gentil. E quando Daisy, Lillian, Annabelle e Evie, quatro amigas inseparáveis que já conseguiram encontrar o homem de seus sonhos, decidem agir como cupidos, quem sabe o que pode acontecer?
Uma noite inesquecível é uma viagem mágica pela Londres vitoriana, com os diálogos espirituosos e personagens memoráveis que consagraram Lisa Kleypas como uma das autoras de romances de época mais aclamadas pelo público. Nesta continuação da série As Quatro Estações do Amor, os mais cínicos se tornam românticos e até os mais tímidos suspiram, arrebatados de paixão.


                                                          A maldição de Hollow
Título: A maldição de Hollow, Nora Roberts
Páginas: 272
Sinopse:Quando tinham apenas 10 anos, Fox, Cal e Gage libertaram um demônio aprisionado havia séculos ao fazerem um pacto de sangue sobre a Pedra Pagã. O inocente ritual deu poderes sobrenaturais aos três jovens, mas lançou uma terrível maldição sobre Hawkins Hollow: a cada sete anos, a cidade é dominada por atos de loucura, violência e destruição.
Vinte e um anos depois, esses irmãos de sangue começam a enfrentar mais um ciclo de batalhas contra o demônio, que terá seu auge no sétimo mês. Mas desta vez não estarão sozinhos: ao lado do trio de amigos estão Quinn, Layla e Cybil, três mulheres corajosas ligadas a eles pelo destino.
Fox O’Dell, o advogado da cidade, é capaz de ler mentes, um talento que compartilha com Layla Darnell. A conexão entre eles pode se tornar o trunfo de que o grupo precisa para derrotar as trevas que ameaçam engolir a cidade. Porém, Layla está tendo dificuldade em lidar com sua recém-descoberta habilidade e com a forte atração que sente por Fox.
Em A maldição de Hollow, Nora Roberts dá continuidade à trilogia A Sina do Sete e prepara o leitor para o emocionante clímax dessa batalha sobrenatural em busca da salvação de uma pequena cidade.


E ai? Já tem algum lançamento preferido? Sem comentários, não é? Beijos :)


divulgar

comentar

18 junho 2017

Resenha:Joyland - Stephen King ★★★★


Título: Joyland
Autor: Stephen King
Editora: Suma de Letras
Páginas: 240
Ano: 2015
Sinopse: Carolina do Norte (EUA), 1973. O universitário Devin Jones começa um trabalho temporário no parque Joyland, esperando esquecer a namorada que partiu seu coração. Mas é outra garota que acaba mudando seu mundo para sempre: a vítima de um serial killer.  Linda Grey foi morta no parque há anos, e diz a lenda que seu espírito ainda assombra o trem fantasma. Não demora para que Devin embarque em sua própria investigação, tentando juntar as pontas soltas do caso. O assassino ainda está à solta, mas o espírito de Linda precisa ser libertado - e para isso Dev conta com a ajuda de Mike, um menino com um dom especial e uma doença séria. O destino de uma criança e a realidade sombria da vida vêm à tona neste eletrizante mistério sobre amar e perder, sobre crescer e envelhecer e sobre aqueles que sequer tiveram a chance de passar por essas experiências porque a morte lhes chegou cedo demais. 

Joyland foi o primeiro livro que li do Stephen King, tão conhecido pela atmosfera de horror. Comprei Joyland por achar a capa bem vintage e obvio para ler esse autor tao conhecido e inusitado, achando que pegaria o terror de verdade. Engano meu, mas foi prazeroso ler e já sentir um gostinho da sua escrita.

 “As pessoas pensam que o primeiro amor é fofo e que fica ainda mais fofo depois que passa. [...] No entanto, essa primeira mágoa é sempre a mais dolorosa, a que demora mais para cicatrizar e a que deixa a cicatriz mais visível. O que há de fofo nisso?” 

A trama é focada em Devin Jones, um universitário que está sofrendo por amor, o qual não é reciproco. Devin resolve trabalhar em um parque de diversões de uma cidade pequena. Joyland é um parque antigo e Devin descobre que  o espírito de Linda Gray assombra por lá. Linda Gray era uma jovem que foi assassinada no trem-fantasma do parque há alguns anos.

De certa forma, a obra não é focada no terror ou no sobrenatural. Joyland é um drama cujo protagonista é Dev, relatando seus sofrimentos e amadurecimento durante sua vivencia no lugar.

Dev me conquistou. Ele é um personagem unico, que aprende sobre o amor em todo o livro. Por exemplo, ele se veste de cachorro no parque para alegrar crianças, é sempre dedicado ao seu trabalho. Na verdade, Stephen King dá uma lição de vida sobre ser jovem e amadurecer.

A leitura é rápida, prazesora e interessante, com personagens bem desenvolvidos e que vai surpreender , com certeza ao final. 

(…) Alguns dias são preciosos. Aquele foi um dos meus, e, quando estou triste, quando a vida me dá uma rasteira e tudo parece ruim e sem graça, como a Joyland Avenue em um dia chuvoso, eu volto a ele, para lembrar a mim mesmo que a vida nem sempre arranca nosso couro. Às vezes, ela oferece verdadeiros prêmios. Às vezes, são preciosos.”

Nota: ★★★★ 


divulgar

comentar

13 junho 2017

Resenha:O Sol Também é Uma Estrela ,Nicola Yoon


Título: O Sol Também É Uma Estrela
Autora: Nicola Yoon
Editora: Arqueiro
Páginas: 288
Ano: 2017
Sinopse: Natasha: Sou uma garota que acredita na ciência e nos fatos. Não acredito na sorte. Nem no destino. Muito menos em sonhos que nunca se tornarão realidade. Não sou o tipo de garota que se apaixona perdidamente por um garoto bonito que encontra numa rua movimentada de Nova York. Não quando minha família está a 12 horas de ser deportada para a Jamaica. Apaixonar-me por ele não pode ser a minha história.

Daniel: Sou um bom filho e um bom aluno. Sempre estive à altura das grandes expectativas dos meus pais. Nunca me permiti ser o poeta. Nem o sonhador. Mas, quando a vi, esqueci de tudo isso. Há alguma coisa em Natasha que me faz pensar que o destino tem algo extraordinário reservado para nós dois.
O Universo: Cada momento de nossas vidas nos trouxe a este instante único. Há um milhão de futuros diante de nós. Qual deles se tornará realidade?



Amei com tanta intensidade "Tudo e todas as coisas", que já li na mesma semana " O sol também é uma estrela", da Nicole Yoon. E posso garantir, estou já na ansiedade para novos livros da autora. ♥️

Natasha  é uma garota determinada e muito objetiva, não acredita em destino ou amor. Para ela, a ciência é a resposta para tudo. Mas, nos últimos dias ela está passando por momentos difíceis. Ela e sua família são imigrantes ilegais nos EUA, e devido ao seu pai, serão deportados para a Jamaica. Porém, ela vai fazer o impossível para mudar isso.

 Em seu último dia nos EUA, ela tenta novos recursos para mudar seu destino, e por acaso, ela conhece Daniel, no meio de NY. Fato que seria a ultima coisa que ela queria para aquele dia.Daniel  quer ser poeta, seguir seus sonhos e encontrar o amor. E para ele, tudo acontece por algum motivo. Ele também é filho de imigrantes coreanos, mas está passando  por problemas em casa, pois seus pais exigem demais e colocam suas expectativas na carreira de medicina.

“Quando nossos olhos se encontram, sindo uma espécie de déjà vu, mas, em vez de parecer que estou repetindo alguma coisa do passado, parece que experimento algo que vai acontecer no futuro. “

Todavia, a vida de Natasha e Daniel se cruzam nas ruas de Nova York em um dia complicado para ambos. Natasha precisa de uma solução rápida antes do fim do dia; Daniel, precisa decidir seu futuro. Após se conhecerem, Daniel acredita que Natasha é o amor da sua vida, e a garante que até o final do dia , ela estará apaixonada por ele, cientificamente. E o desafio está lançado. Mas, o que será que o Universo está estará ajudando a ambos?

"Há uma expressão japonesa da qual eu gosto: KOI NO YOKAN. Não significa exatamente amor á primeira vista. É mais parecido com amor á segunda vista. É a sensação que a gente tem quando conhece uma pessoa por quem vai se apaixonar. Talvez você não a ame imediatamente ,mais é inevitável que acabe amando."


Aplausos para Nicola Yoon, pois ela conquistou uma fã de coração. A história é narrada em três pontos de vista: por Daniel,  Natasha e pelo Universo, que vai nos mostrar as pequenas situações que ocorrerão para que tudo se torne especial e mude a vida de ambos.
 
A autora aborda temas importantes, além de contagiar com um YA fofo e delicioso. O meu único “porém”, é que achei tudo muito intenso para acontecer somente em um dia. Entretanto, tudo se encaixou na historia. Tudo pelos momentos entre os dois, mesmo sabendo da probabilidade de nada dar certo quando as 24 horas passassem e Natasha tivesse que partir do país.

 A conexão entre os personagens é inevitável, e até mesmo nos envolve e nos conquista, nos levando a torcer muito para que essa paixão der certo e torne-se inesquecível . Obrigada Nicola, definitivamente trouxe mais esperança para o meu dia e ensinou aquilo que já sabemos, mas que fingimos não saber: “ as coisas acontecem por algum motivo. Simplesmente acontecem”. O Sol Também É Uma Estrela é uma linda historia que merece ser lida e guardada com muito carinho em nós, de uma forma única marcará sua vida e vai ser lembrada por muito tempo.

                                  Nota: ★★★★ ♥️




divulgar

comentar

11 junho 2017

Resenha:Onze leis a cumprir na hora de seduzir #3- Sarah Mclean

Título:Onze Leis a Cumprir Na Hora de Seduzir
Série:Os Números do Amor # 3
Autora:Sarah MacLean
Editora: Arqueiro
Páginas: 330
Ano :2017
Sinopse:Juliana Fiori é uma jovem ousada e impulsiva, que fala o que pensa, não faz a menor questão de ter a aprovação dos outros e, se necessário, é capaz de desferir um soco com notável precisão. Sozinha após a morte do pai, ela precisa deixar a Itália para viver com seus meios-irmãos na Inglaterra.Ao desembarcar no novo país, sua natureza escandalosa e sua beleza estonteante fazem dela o tema favorito das fofocas da aristocracia. Pelo bem de sua recém-descoberta família britânica, Juliana se esforça para domar seu temperamento e evitar qualquer deslize que comprometa o clã. Até conhecer Simon Pearson, o magnífico duque de Leighton.


O poderoso nobre não admite nenhum tipo de escândalo e defende o título e a reputação da família com unhas e dentes. Sua arrogância acaba despertando em Juliana uma irresistível vontade de desafiá-lo e ela decide provar a ele que qualquer um – até mesmo um duque aparentemente imperturbável – pode ser levado a desobedecer as regras sociais em nome da paixão. 


Felicidade definiu quando o último volume da trilogia os Números do amor, de Sarah Maclean, chegou da parceria com a Editora Arqueiro. Ou seja, conheceremos e descobriremos mais sobre a Juliana,a irmã do Marquês de Ralston, Gabriel St. John, e seu irmão gêmeo, Nick.

Meu amor por Sarah Maclean foi avassalador e com o primeiro livro, já me conquistou e me viciou nos seus romances de época. Sou daquelas leitoras compulsivas mesmo. Se encontro uma série boa, já quero ler todo de uma vez. Mas ,vamos lá para a resenha do último livro .

Juliana, uma bela morena italiana,  meia irmã dos gêmeos cuja mãe escandalosa sumiu pelo mundo , deixando-a com seu pai, que posteriormente veio a falecer . Então, ela parte para a Inglaterra, a fim de encontrar seus irmãos.Logo, que chega , seus irmãos a incluem na conservadora sociedade londrina, que visa um bom casamento com um duque, porém , Juliana não está acostumada com tantas regras e decide só se casar por alguém que a ame.

Diferente de Juliana, Simon Pearson, o Duque de Leigthon, preza sua reputação, segue rigidamente as regras da sociedade e o nome da sua família precisa estar acima de tudo.Ele também é conhecido como Duque do Desdém, pois demonstra desprezo do que julga indigno. Sendo assim, quando ele conhece Juliana, por mais que tenha sentido uma certa atração, ele não hesita em se distanciar, tendo em vista a reputação de escandalosa que persegue a garota.

“– Você é um escândalo esperando para acontecer... Um escândalo do qual não posso me dar ao luxo de participar – acrescentou ele.”

 A obsessão de Simon só aumenta quando a família é ameaçada por um escândalo.Assim, ele busca um casamento com uma moça de boa família e reputação para cumprir as exigências do seu titulo e seguir as normais da época.

 No entanto, Juliana não esquece o duque chato e arrogante que a fez se sentir ansiosa por sua presença e disposta a desafia-lo, mostrando que a vida é guiada por emoções e não por regras, ela  o desafia além das aparências e da logica. Provocando-o, mexendo com suas emoções e provando que ele pode viver de regras. Todavia, ela só não sabia que esse desafio seria difícil demais de perder ou ganhar.

“Paixão. Ela o desafiara a descobrir a emoção, mas não estava, ela própria, preparada para descobri-la.”

Desde o primeiro livro, Juliana já marcava a história, cheia de personalidade, coragem, cativando como sempre. Só em conhece-la melhor e ver a força que ela tem de ser o que é, independente do que a sociedade dizia dela foi o grande impulso para viver de cabeça erguida. E assim como ela, enfrentar a vida com toda força que tiver, levantando a voz e buscando estar mais presente no meio social.

E Simon? Quem diria que um personagem tão frio, tão certinho, iria ficar atraído e louco por uma mulher completamente contrária as suas regras? O personagem foi bem construído e a autora soube conduzir a sua trajetória durante cada guerra interna que Simon passava para aceitar seus próprios sentimentos, no fim me conquistando totalmente.

“Saudade. Ela nem entendia isso. Ele era um homem horrível, arrogante e orgulhoso, frio e insensível. Exceto quando não era essas coisas. Exceto quando era provocante e charmoso e cheio de ardor. De paixão."

A leitura é envolvente, fluida, com diálogos engraçados e que trazem uma carga dramática, presente no contexto das tão rígidas regras da sociedade inglesa de 1823. Discute-se os valores da sociedade, cujas aparências e um titulo são mais importantes do que seus próprios sentimentos.. O último livro da trilogia foi bem desenvolvido, misturando sensualidade, humor e romance, em torno de uma mensagem simples sobre o amor e sua real importância.

Minhas únicas criticas a esse livro são: a numerologia não está completamente inserida na trama, quanto aos outros livros e não achei convincente o motivo do desafio de Juliana e Simon. Mas, Onze Leis a Cumprir na Hora de Seduzir é um livro arrebatador, com um enredo divertido e sensual, ideal para quem quer conhecer a escrita da Sarah Maclean e para quem ama romances de época.


Nota: ★★★★(4,5/5) ♥️


divulgar

comentar

09 junho 2017

Resenha:Dez Formas De Fazer Um Coração Se Derreter (Os Números Do Amor #2) ,Sarah MacLean

Título: Dez Formas de Fazer um Coração se Derreter
Série: Os Números do Amor
1- Nove Regras a Ignorar Antes de Se Apaixonar (2016)

2- Dez Formas de Fazer um Coração Se Derreter (2016)

3- Onze Leis a Cumprir Na Hora de Seduzir (2017)

Autora: Sarah MacLean
Editora: Arqueiro
Páginas: 352

Sinopse: Isabel Townsend não é exatamente o que se espera da filha de um conde. Apesar de ter a pele delicada e de saber se portar como uma dama quando necessário, a jovem também monta a cavalo, conserta telhados, administra a propriedade e cria o irmão caçula desde que a mãe faleceu – tudo isso sem despertar a menor suspeita de que não há um homem sequer para cuidar de sua família.Para o pai dela, que só queria se divertir e gastar dinheiro em jogatinas, pouco importava o que ela fizesse. Porém, quando ele morre, Isabel se vê sem recursos e precisa defender os direitos do irmão, ameaçados pela chegada iminente de um tutor. Assim, não lhe resta saída senão vender sua coleção de estátuas de mármore, o único bem que herdou. Para sorte sua, um especialista em antiguidades acaba de chegar ao condado. Inteligente e sensual, lorde Nicholas St. John é um solteiro convicto que deixou Londres para se livrar das jovens que passaram a persegui-lo desde que foi eleito um dos melhores partidos da cidade.
Em poucos dias, fica claro para Nick que Isabel é a mulher mais obstinada e misteriosa – além da mais interessante – que já cruzou seu caminho. Ao mesmo tempo, ao conhecê-lo melhor, a independente Isabel percebe que há homens em que vale a pena confiar. Enquanto eles põem de lado suas antigas convicções, seus corações se abrem para dar uma chance ao amor.

Fiquei tão encantada pela história da Callie em Nove Regras A Ignorar Antes de Se Apaixonar, que nem esperei e já fui ler Dez Formas De Fazer Um Coração Se Derreter, segundo livro da trilogia Os Número do Amor, de Sarah MacLean.

Isabel é filha de um conde , mas seu pai está mais preocupado em gastar seu dinheiro em farras e apostas, do que na educação dos seus filhos.. Logo,  Isabel teve que assumir a responsabilidade de cuidar da propriedade  e do irmão mais novo, adquirindo hábitos incomuns de uma dama da época. Após a morte do seu pai, ela precisa vender o único bem que lhe restou  – uma coleção de estátuas de mármore – para que ela e o irmão não percam a propriedade e nem tenham suas vidas em risco com um novo tutor.

Porém, Lorde Nicholas St. John, um especialista em antiguidades, chega á cidade fugindo de Londres, pois está sendo perseguido por mulheres. A partir do encontro inesperado entre Isabel e Nicholas que a chama da sedução acenderá e conflitos surgirão.


“Lorde Nicholas é um verdadeiro modelo de masculinidade. Bonito e charmoso, com uma aura de mistério que faz leques e cílios balançarem. E os olhos, cara leitora! Tão azuis!”

 A narrativa de Dez Formas De Fazer Um Coração Se Derreter  acontece em terceira pessoa, alternando com as perspectivas de ambos protagonistas.  Não é a toa que fui conquistada por Sarah MacLean, cuja escrita é fluida, cativante e um pouco previsível, com muito humor e sedução.

A autora acertou em cheio ao abordar personagens distintas e que discutem as questões de gênero na sociedade de época. Isabel é independente e com uma personalidade marcante. Logo, vemos um empoderamento do feminismo, uma presença forte da união entre as mulheres, já que Isabel fez de sua casa um refugio secreto para jovens fugitivas.

Isabel é muito admirável: forte, lida com tudo mesmo que não seja de uma dama, é muito madura e leal .Com uma teimosia sem fim e com um carinho maternal que eu adorei. Nick , o irmão gêmeo de Gabriel,tem um passado complicado, mas também tem muitas qualidades admiráveis. Amei tanto ele, que por enquanto está sendo meu novo crush de romance de época.As meninas da "Casa de Minerva"( nome da casa de Isabel) são personagens secundárias fofas e eu adoraria saber mais de suas historias e do seu passado.

Porém, Dez Formas De Fazer Um Coração Se Derreter  não me envolveu com tanto afinco como o livro anterior. Por achar bem previsível, acabei não me surpreendendo muito. Apesar de amar a mensagem do livro, o romance entre Isabel e Nicholas foi clichê, não muito inovador e surpreendente, mas rendeu bons suspiros e também arrancou alguns sorrisos.  


– Do final?
Isabel assentiu.
– Eu sempre começo os livros pelo final.
As sobrancelhas de Rock se ergueram.
– Por quê?
Ela deu de ombros.
– Gosto de estar preparada.

Indico  a série desde já, pois comecei a admirar e me apaixonar pela escrita da Sara Maclean. ps:  Dez Formas De Fazer Um Coração Se Derreter  pode ser lido independente dos outros, todavia todos os livros são entrelaçados entre si. Então, recomendo a leitura na ordem e para evitar spoilers.

















                                  Nota: ★★★ ♥️


divulgar

comentar

06 junho 2017

SORTEIO: Mês dos Namorados



Junho, mês do amor e das juras eternas. Tempo de presentear e ser presenteado e passar o tempo junto com aquele seu amor... Pensando nisso, nesse mês dos Namorados vários blogs se reuniram para presentear TRÊS SORTUDOS com Kits valendo cinco livros ou mais juntamente com marcadores e mimos. Afinal existe amor maior e verdadeiro do que o dos leitores pelos livros?! Se interessou? Fique atento as regras e preencha o(s) formulário(s) de forma correta para validar sua participação, e não deixe de convidar os amigos para participarem também <3  


divulgar

1 comentário


Resenha:Nove Regras a Ignorar Antes de Se Apaixonar (Os Números do Amor #1), Sarah MacLean


Título: Nove Regras A Ignorar Antes De Se Apaixonar
Autora: Sarah MacLean

Editora: Arqueiro
 Páginas: 384
Ano: 2016
Sinopse: A sonhadora Calpúrnia Hartwell sempre fez tudo exatamente como se espera de uma dama. Ainda assim, dez anos depois de ser apresentada à sociedade, ela continua solteira e assistindo sentada enquanto as jovens se divertem nos bailes. Callie trocaria qualquer coisa por uma vida de prazeres.E por que não se arriscar se, aos 28 anos, ela já passou da idade de procurar o príncipe encantado, nunca foi uma beldade e sua reputação já não lhe fará a menor diferença? Sem nada a perder, a moça resolve listar as nove regras sociais que mais deseja quebrar, como beijar alguém apaixonadamente, fumar charuto, beber uísque, jogar em um clube para cavalheiros e dançar todas as músicas de um baile. E depois começa a quebrá-las de fato.Mas desafiar as convenções pode ser muito mais interessante em boa companhia, principalmente se for uma que saiba tudo sobre quebrar regras. E quem melhor que Gabriel St. John, o marquês de Ralston, para acompanhá-la? Afinal, além de charmoso e devastadoramente lindo, ele é um dos mais notórios libertinos de Londres.
Contudo, passar tanto tempo na companhia dele pode ser perigoso. Há anos Callie sonha com Gabriel e, se não tiver cuidado, pode acabar quebrando a regra mais importante de todas – a que diz que aqueles que buscam o prazer não devem se apaixonar perdidamente.

Sim ! Este é o primeiro livro que leio da Sara Maclean , e ual! Só tenho elogios para esse livro. Faz tanto tempo que li romance de época, que esqueci o quanto é romântico e divertido. Nove regras a Ignorar antes de se Apaixonar é o primeiro volume da trilogia Os Números do amor, da Sara Maclean , cujos livros são protagonizados por personagens diferentes, que estão ligados ao todo.

Lady Calpúrnia é uma solteirona que passou dos 20 anos, além de ter o corpo fora dos padrões da época. Aos 28 anos, ela não espera mais o príncipe encantando, então nem liga para bailes e se senta junto com as solteironas da sociedade. Em um certo baile, ela se encanta por Gabriel St.John, o libertino incorrigível de Londres.

Até que em certa noite , Callie decide fazer uma lista de desejos secretos, com nove regras que nenhum mulher poderia fazer, já que seria mal vista na época. Em sua lista consistia itens como: fumar charuto, entrar uma casa de jogos, ser beijada,esgrimir...

“Quase parou ali, naqueles sete itens que tinham vindo tão depressa. Mas, por mais que a lista fosse um exercício de imaginação, Callie sabia que era mais que isso. Era uma chance de enfim ser honesta consigo mesma. De escrever as coisas que mais desesperadamente gostaria de experimentar. As coisas que nunca admitira para ninguém – nem para si mesma.”

Para começar a cumprir sua lista, ela vai á casa de Gabriel, o marquês de Ralston, para pedir que ele a beije, para que em troca ela ensina a sua irmã a se adaptar e se inserir na sociedade londrina como uma dama. Porém, ela nunca mais verá a vida da mesma forma de antes.

Sem margem para dúvidas, fui cativada por “ Nove Regras a Ignorar Antes de se Apaixonar”, pois nada é clichê  quando soma-se: mulher solteira + libertinagem + confusões + cara gato . Callie não é nada normal, nada sem graça. Ela é uma personagem forte, corajosa,que sabe o que quer e vai atrás.   Mostrando o verdadeiro feminismo e dando aquela força power para nós, mulheres..

 Callie mostra seu poder feminista quando percebe e contradiz uma sociedade marcada pelo privilegio dos homens e o quanto as mulheres estão presas as regras sociais impostas por essa época. Eu amei Callie e com toda certeza, queria a amizade dela para sempre.

“O amor não é unilateral e egoísta. È pleno e generoso, e modifica a vida da melhor maneira possível. O amor não destrói, Gabriel. Ele cria.”

A construção do romance também me surpreendeu. Vemos uma mocinha considerada feia, frente a sociedade da época, lidando com os dilemas do preconceito vinculado á sua felicidade. Callie é outro nível de personagem e o seu desenvolvimento só me conquistou mais e mais, mostrando o quão humana era e o quanto queria ser ela mesma e fazer coisas que ela gostaria de fazer sem julgamentos. Nota-se isso muito bem na sua relação com Gabriel.

A leitura é extremamente leve e divertida. E é simplesmente louco vê-la correndo atrás de tudo o que acredita e tendo um parceiro nessa jornada. Um casal que vai conquistar até os que não eram muito fãs de romance de época (me, sure) e que mostrará que o amor vai além da aparência ou qualquer julgamento. Tudo o que vale é a felicidade.

                                   Nota: ★★★★ ♥️


divulgar

comentar