• Cinema
  • Inspiração
  • Leitura
  • Música
  • Playlist
  • Resenha
  • Série
  • Texto
  • Vídeo
31 maio 2015

Texto : Quem são os grandes amigos

       
A cada shot de amor, uma nova história. A alegria de um copo não está no líquido que o completa, está na companhia que te alegra. A bateria que me carrega está ao meu lado, ela são meus amigos. Eles me dão forças a continuar e abastecem minha bateria quando não tenho mais energia. 

Amigos se importam, mas os grandes amigos choram as mesmas lágrimas e sorriem o mesmo sorriso que nós. 
Perdi as contas de quantas vezes achei que poderia seguir sozinha. Então tudo me levava a entender que eles são grandes tesouros, que na caminhada me manterão de pé e que não poderia continuar sem eles. 

O sentimento que tenho por todos os meus grandes amigos não se mensura, na verdade ele cresce a cada história construída juntos. Eu não tenho nada, mas se tenho eles estou tranquila. 

Tão diferentes, mas tão carinhosos e possuidores da sabedoria divina. Como não amá-los? Quero guarda-los na mais bela caixa onde guardo meus maiores tesouros. Onde mais poderia ser se não em meu coração? 

Alegram minha alma e fortalecem meu espírito. Cada palavra e cada oração feita por eles me faz ficar de pé. Amigos, vocês são as respostas de minhas preces ao Pai.

Escrito por Luiza Pellizon (blog Retratos de Luiza)


divulgar

comentar


Resenha : Cinderela Pop, Paula Pimenta


Cinderela Pop

Título: Cinderela Pop
Autora: Paula Pimenta
Editora: Galera Record
Ano: 2015
Páginas: 160
Sinopse : Nesta versão estendida do super conto de Paula Pimenta no Livro das Princesas, Cinderela é reinventada. Cintia é uma princesa dos dias atuais: antenada, com opiniões próprias, decidida e adora música! Mas a garota vê seu cotidiano virar de cabeça para baixo depois da separação dos pais: vai morar com a tia, se afasta do pai e, principalmente, deixa de acreditar no amor. Até que um encontro inesperado e revelador a faz rever as próprias escolhas – havia mesmo um belo príncipe em sua história, e tudo que ele mais queria era descongelar o coração da nossa gata (nada) borralheira!

Depois da Princesa Adormecida, Paula Pimenta Vai contar a história da DJ Cinderela ou Cíntia, que, para quem se lembra , participa de outro livro da autora. Cíntia é uma adolescente que está em uma fase difícil da sua vida, pois viu sua mãe passar por uma decepção amorosa com a grande traição do seu pai. Sua mãe é uma arqueóloga que depois do acontecido e da separação, mudou- se para o Japão e vive viajando. E o pai...? Bem, a relação dele e é Cintia não está tão boa, devido a madrastra e suas duas meias- irmãs . 

“Como se fossem quadrinhos em preto e branco, a animação contava a história de uma princesinha que, em vez de sapato alto, usava All Star, pois seus pés doíam muito se calçasse outro tipo de sapato. Um dia, ela conheceu um príncipe. E a vida dela ficou colorida.”

Cintia passa a morar com sua tia Helena, desenhista e mais jovem , que não liga em ficar sempre ao lado de sua sobrinha. Logo, Cintia arranja um emprego como DJ, porém com alguns limites. Em um de seus trabalhos a noite, Cintia descobre que participará da festa das “bruxinhas” de 15 anos ou as filhas da madrasta, e será nessa festa que ela conhecera um príncipe fofo que não vai descansar até descobrir mais sobre ela. 

“Você sabe o que penso sobre o amor. Simplesmente não existe, é uma coisa que os filmes e livros colocam na cabeça das pessoas e todo mundo sai acreditando, desejando tanto que aconteça, que acaba se apaixonando pelo primeiro ser humano que passa pela frente, simplesmente porque a pessoa sorri, ou é educada, ou…”

Mas, nem tudo é conto de fadas e nada será fácil para fazer esse casal se reencontrar. Não, com uma madrastra chata e má que fará de tudo para Cintia não ver seu príncipe.

160 páginas de pura fofura e confusão desse conto de fadas atual. A Paula Pimenta tem aquele jeito lindo e leve de escrever e deixar a história bem melhor do que jamais foi. Ansiando pelos próximos livros dessa série de princesas.

 NOTA:  ★★


divulgar

1 comentário

30 maio 2015

Inspiração : Mude, Clarice Lispector



Mas comece devagar,
porque a direção é mais importante
que a velocidade.

Sente-se em outra cadeira,
no outro lado da mesa.
Mais tarde, mude de mesa.
Quando sair,
procure andar pelo outro lado da rua.
Depois, mude de caminho,
ande por outras ruas,
calmamente,
observando com atenção
os lugares por onde você passa.
Tome outros ônibus.
Mude por uns tempos o estilo das roupas.
Dê os teus sapatos velhos.
Procure andar descalço alguns dias.
Tire uma tarde inteira
para passear livremente na praia,
ou no parque,
e ouvir o canto dos passarinhos.

Veja o mundo de outras perspectivas.
Abra e feche as gavetas
e portas com a mão esquerda.
Durma no outro lado da cama.
Depois, procure dormir em outras camas.
Assista a outros programas de tv,
compre outros jornais,
leia outros livros,
Viva outros romances!

Não faça do hábito um estilo de vida.
Ame a novidade.
Durma mais tarde.
Durma mais cedo.
Aprenda uma palavra nova por dia
numa outra língua.
Corrija a postura.
Coma um pouco menos,
escolha comidas diferentes,
novos temperos, novas cores,
novas delícias.
Tente o novo todo dia.O novo lado,
o novo método,
o novo sabor,
o novo jeito,
o novo prazer,
o novo amor.

A nova vida.
Tente.
Busque novos amigos.
Tente novos amores.
Faça novas relações.
Almoce em outros locais,
vá a outros restaurantes,
tome outro tipo de bebida
compre pão em outra padaria.
Almoce mais cedo,
jante mais tarde, ou vice-versa.
Escolha outro mercado,
outra marca de sabonete,
outro creme dental.
Tome banho em novos horários.
Use canetas de outras cores.
Vá passear em outros lugares.
Ame muito,
cada vez mais,
de modos diferentes.
Troque de bolsa,
de carteira,
de malas.
Troque de carro.
Compre novos óculos,
escreva outras poesias.
Jogue os velhos relógios,
quebre delicadamente
esses horrorosos despertadores.
Abra conta em outro banco.
Vá a outros cinemas,
outros cabeleireiros,
outros teatros,
visite novos museus.
Mude.
Lembre-se de que a Vida é uma só.
Arrume um outro emprego,
uma nova ocupação,
um trabalho mais light,
mais prazeroso,
mais digno,
mais humano.

Se você não encontrar razões para ser livre,
invente-as.

Seja criativo.
E aproveite para fazer uma viagem despretensiosa,
longa, se possível sem destino.
Experimente coisas novas.
Troque novamente.
Mude, de novo.
Experimente outra vez.
Você certamente conhecerá coisas melhores
e coisas piores,
mas não é isso o que importa.
O mais importante é a mudança,
o movimento,
o dinamismo,
a energia.

Só o que está morto não muda!"

Clarice Lispector nasceu em Tchetchelnik, Ucrânia, no dia 10 de dezembro de 1920, veio para o Brasil em março de 1922, passou a infância na cidade do Recife e em 1937 mudou-se para o Rio de Janeiro, onde se formou em Direito.Clarice Lispector estreou na literatura ainda muito jovem com o romance "Perto do Coração Selvagem" (1943), que teve calorosa acolhida da crítica e recebeu o Prêmio Graça Aranha.Em 1944, recém-casada com um diplomata, viajou para Nápoles, onde serviu num hospital durante os últimos meses da Segunda Guerra. Depois de uma longa estada na Suíça e Estados Unidos, voltou a morar no Rio de Janeiro.Entre suas obras mais importantes estão a reunião de contos em "A Legião Estrangeira" (1964), "Laços de Família" (1972), os romances "A Paixão Segundo G.H. (1964) e "A Hora da Estrela" (1977).Clarice Lispector faleceu no Rio de Janeiro no dia 9 de dezembro de 1977.
Um dos maiores nomes da prosa introspectiva, cheia de personagens que exploram o caráter do ser humano e seus conflitos interiores.


divulgar

comentar

29 maio 2015

Resenha: Garota Oculta,Shyima Hall com Lisa Wysocky


Garota Oculta

Título: Garota Oculta
Autora:  Shyima Hall com Lisa Wysocky
Ano: 2015
Páginas: 248
Editora: Vergara & Riba
Sinopse : “Porque minha mãe permitiu aquilo? Por que ela não lutou por mim? Eu tinha apenas 8 anos! Me senti jogada fora e morria de medo de nunca mais ver minha casa. Infelizmente eu estava certa. Uma criança talvez não consiga se lembra de um pesadelo com detalhes, mas a sesação de terror causada pelo sonho pode ficar para o resto da vida. Assim foi para mim o dia em que fui vendida com oescrava. Hoje aquela sensação de abandono é quase tão vivida quanto foi a 15 anos atrás, quando eu tinha apenas 8...

Lançamento da  V&R Editoras,  a autobiografia de Shyima Hall, “Garota Oculta” é uma emocionante história de não ficção para jovens leitores.  A história real de uma garota egípcia que foi vendida pelos próprios pais aos 8 anos para servir como escrava domestica em uma família rica , para pagar uma dívida da sua irmã mais velha por um roubo, e que, posteriormente é levada ilegalmente para os Estados Unidos junto com a família.

Shyima vê sua vida miserável, mas feliz torna-se infeliz tornando-se escrava domestica obrigatoriamente. Trabalhando mais de 18 horas por dia, sete dias por semana, sem tempo para descanso e em péssimas condições. O dinheiro que deveria receber pelo seu trabalho é dado aos seus pais e o resto é quitado pela dívida da sua irmã.

“ Todo mundo tem um momento decisivo na vida. Para alguns, é o dia em que se casam ou em que têm um filho. Para outros, é quanto finalmente atingem um objetivo muito almejado. Minha vida, no entanto, mudou drasticamente de rumo no dia em que meus pais me venderam como escrava. Eu tinha 8 anos.”

A “garota estupida” é forçada a todos os tipos de trabalho e a submete-se a todo tipo de agressão verbal e física pelos membros da família de raptores. Aos 10 anos, os raptores mudam-se para os Estados Unidos e levam a menina a força para continuar seu trabalho. Depois de dois anos de sofrimento, sem descanso e em péssimas condições e agressões, o Serviço de Proteção à Criança dos Estados Unidos a resgata.

Sua autobiografia é uma denúncia real ao tráfico de pessoas e á escravidão que mesmo em pleno século XXI persiste. A garota passa a enfrentar o mundo que agora é sua vida livre: de lares adotivos muçulmanos, a maus tratos, a superação de todo o passado que Shyima insiste em passar para trás.

“ Minha vida no Egito era assim: felicidade simples interrompida por uma tragédia inimaginável. Era um mundo inseguro. Mas era o meu lar.”

Essa história incrível fará as pessoas se questionarem ao verem alguém diferente na rua ou reparem em crianças ou adolescentes submissos a outros, baixando o olhar e servindo de escravos. Shyima trará uma grande reflexão sobre o que significa a liberdade e a família na sociedade moderna.

NOTA:  ★★



divulgar

1 comentário

28 maio 2015

Resenha: No mundo da Luna, Carina Rissi


No mundo da Luna

Título: No mundo da Luna
Autora: Carina Rissi
Editora: Verus
Páginas: 476
Ano: 2015
Sinopse : A vida de Luna está uma bagunça! O namorado a traiu com a vizinha, seu carro passa mais tempo na oficina do que com ela e seu chefe vive trocando seu nome.
Recém-formada em jornalismo, ela trabalha como recepcionista na renomada Fatos&Furos. Mas, em tempos de internet e notícias instantâneas, a revista enfrenta problemas e o quadro de jornalistas diminuiu drasticamente. É assim que a coluna do horóscopo semanal cai no colo dela. Embora não tenha a menor ideia de como fazer um mapa astral e não acredite em nenhum tipo de magia, Luna aceita o desafio sem pestanejar. Afinal, quão complicado pode ser criar um texto em que ninguém presta atenção?Mas a garota nem desconfia dos perigos que a aguardam e, entre muitas confusões, surge uma indesejada, porém irresistível paixão que vai abalar o seu mundo. O romance perfeito — não fosse com o homem errado. Sem saída, Luna terá que lutar com todas as forças contra a magia mais poderosa de todas, que até então ela desconhecia: o amor.Com seu estilo ágil e fluido, Carina Rissi criou em No mundo da Luna uma leitura viciante, permeada de humor, magia e paixão, que vai conquistar você do início ao fim.

O que dizer dos livros da Carina Rissi? Acho que nem as cartas de tarô previam que esse livro seria tão divertido e que eu daria tantas risadas com esses personagens sem juizo.

"As desgraças sempre vêm em pares, é o que dizem por aí."

No novo livro da Carina Rissi: "O mundo da Luna" conhecemos a história da nova jornalista Luna, recém formada e que trabalha em uma revista conceituada como recepcionista. Isso mesmo. Ela não teve seu devido espaço, mas uma oportunidade surge quanto Dante, seu chefe a deixa assumir uma coluna de horóscopos, sem saber o que poderia esperar dessa farsa.

Fui tão burra ao me apegar a algo tão idiota quanto a um amontoado de palavras que queria bater minha cabeça na parede. Ele tinha razão. Palavras não valiam nada sozinhas. E eu queria exatamente aquilo tudo, os gestos, os carinhos, o apoio incondicional. Um eu te amo dito pelo coração.

"No mundo da Luna" foi um dos livros mais divertidos da Carina, mesmo não superando o Ian de "Perdida", mas continuou sendo uma leitura gostosa e aumentando minha admiração com essa autora que tem varias cartas na manga.

“O beijo foi suave, calmo, como as águas sobre as quais flutuávamos. Um roçar de lábios e línguas, quente, vivo, maravilhoso. (…) O calor irradiava dele e seguia direto para o centro do meu peito e, naquele momento, permiti que as barreiras que me faziam recuar fossem demolidas.”
Luna não tem nenhuma experiencia na area de astrologia, a não ser que ela faz parte de uma familia cigana. Porém, na tentativa de fazer toda a semana um horoscopo, Luna compra um baralho antigo que pertencia a uma poderosa Cigana e que promete fazer sua vida virar de ponta cabeça. A medida que ela faz o horoscopo, começa a receber varios emails elogiosos, dizendo que tudo está dando certo segundo o que a "Cigana Clara" estava prevendo. No meio dessa nova coluna, muitas confusoes irao surgir.

O livro é bem Zen e leve, rende ótimas risadas e uma coisa super favorável foi que podemos aprender mais sobre a cultura cigana, povo que eu só conhecia pelo nome. A Vovó Cecilia sendo fofa com sua neta Luna e sempre com aquele amor e carinho que só nossas avós tem. Luna, que apesar de desastrada e por vezes imatura, conseguiu enxergar que não existe magia de verdade, que quem dar as cartas para nosso destino são nossas escolhas.

"Ele não era o príncipe encantado que eu havia esperado a vida toda. Definitivamente não era a pessoa certa para mim. Mas quer saber? Eu não queria a pessoa certa. Não queria alguém que chegasse no momento certo, que fizesse sentido. Não, eu queria a pessoa errada! Queria perder a cabeça e o sono, fazer loucuras das quais me arrependeria mais tarde, brigar, gritar para em seguida chorar rir em seus braços. Queria alguém que gaguejasse por medo de me perder. Que me jogasse de um penhasco, me dopasse para me acalmar, preparasse comida intragável e que ainda me parecesse o melhor dos banquetes. Queria alguém que, de tão diferente de mim, me completasse."

NOTA:  ★★


divulgar

1 comentário

25 maio 2015

Série de TV: Séries inspiradas em contos de fadas

O mundo dos contos de fadas tem sido alvo das telinhas e feito muito sucesso. Confira as adaptações em séries baseadas neles.

1- Once Upon a Time 


Na cidade de Storybrooke, no Maine, Regina (Lana Parrilla) é a Rainha Má (aquela, da Branca de Neve) que rouba memórias graças à maldição obtida por meio de Rumplestiltskin (Robert Carlyle). Nessa cidade, inúmeros personagens de contos infantis vivem sem lembrar de sua identidade fantástica e seguem suas vidas assim por 28 anos sem que haja mudanças de idade ou na própria cidade. Todas as esperanças estão depositadas em Emma Swan (Jennifer Morrison), filha da Branca de Neve (Ginnifer Goddwin) e do Príncipe Encantado (Josh Dallas). Ela é a única pessoa com a capacidade de quebrar a maldição e recuperar as lembranças perdidas, pois foi transportada do mundo de conto de fadas antes de ser atingida pelo feitiço. A minha série preferida está na 4º temporada tendo a Season Finale no dia 10/05/2015. Cheia de reviravoltas e super recomendada .

2- Once Upon a Time in Wonderland

Ambientada na Era Vitoriana Inglesa, a jovem e bela Alice conta a história de uma terra muito distante que existe do outro lado da toca do coelho. Um gato invisível, uma lagarta fumante e cartas de baralho animadas são apenas alguns dos fantásticos seres que habitam este lugar incrível. Os médicos acreditam que Alice está maluca e a submetem a um tratamento que a fará esquecer todo esse universo. Mas no fundo ela sabe que este lugar é real, e está disposta a não esquecê-lo.
Infelizmente, Once Upon a Time in Wonderland não alcançou o publico e teve apenas uma temporada.

 3- Beauty and  the Beast

Catherine Chandler, Kristin Kreuk ( de Smallville) é uma detetive inteligente e focada. Na adolescência, a policial testemunhou o assassinato de sua mãe, vítima de dois homens armados. Ninguém acreditou nela, mas Catherine sabe que não foi um animal que atacou os assassinos, mas sim, um humano.Anos depois, Catherine é uma mulher forte, confiante e capaz de resolver crimes juntamente a sua parceira de trabalho, Tess. Enquanto investigam uma morte, Catherine descobre uma pista que a leva ao doutor Vincent Keller, dado como morto durante a guerra do Afeganistão, em 2002.Ela descobre que Keller foi quem a salvou no passado. Entretanto, Vincent esconde um segredo, algo que o fez ficar longe da sociedade por 10 anos: quando está com raiva, ele se torna uma fera assustadora, incapaz de controlar sua força e sentidos aguçados.Catherine concorda em proteger seu segredo e identidade, pedindo que ele conte mais sobre o que aconteceu com sua mãe. Agora, ambos fazem parte de uma relação complexa e perigosa.

4- Grimm

   Nick Burkhardt (David Giuntoli) é um detetive que é surpreendido ao descobrir que além de ser descendente dos irmãos Grimm, possui poderes que começam a ser despertados e com isso descobre que o mundo é bem mais diverso do que imaginava. Como Grimm, Nick consegue enxergar seres mitológicos escondidos nos humanos (chamados Wesen) e seu dever passa a ser de proteger o mundo daqueles que são perigosos, embora o costume seja de que os Grimms persigam e matem todos os Wesen.
 O seu desafio passa a ser equilibrar a vida como Grimm e a de detetive. A nova rotina traz desafios e perigos, sobretudo à noiva de Nick, Juliette Silverton (Bitsie Tulloch), e ao colega de trabalho, Hank Griffin (Russell Hornsby), mas apresenta bons amigos no mundo Wesen.

Entre as histórias citadas nessa série estão Rapunzel e Cachinhos Dourados. Ainda não assisti essa série, mas já foi recomendada por vários amigos que adoraram. Série renovada para sua 5ª temporada.

5- Sleepy Hollow 

Sleepy Hollow une a famosa lenda do cavaleiro sem cabeça com outros seres e mistérios mitológicos e bíblicos. É uma adaptação do conto de Washington Irving, The Legend of Sleepy HollowDescrita como um suspense sobrenatural, a série se passa nos tempos modernos e segue as aventuras da Tenente Abbie Mills (Nicole Beharie) e de Ichabod Crane (Tom Mison), um capitão da Guerra de Independência norte-americana, que viajou no tempo após cortar a cabeça de um cavaleiro e ser quase morto pelo mesmo. A série já foi renovada para a 3ª temporada.


Tanta série diferente, não é? Você assiste alguma? Conta aqui :D


divulgar

11 comentários

24 maio 2015

Resenha :O Descompasso Infinito do Coração , Bianca Briones


o descompasso infinito do coração

Titulo: O Descompasso Infinito do Coração
Série: Batidas perdidas, livro 2
Autora: Bianca Briones
Páginas: 403
Editora: Verus
Sinopse : O Descompasso Infinito do Coração - Clara acaba de descobrir a traição do marido. Com dois filhos pequenos e a baixa autoestima que a consome, ela vê sua vida mudar drasticamente, apesar do desejo de permanecer na zona de conforto.Bernardo é apaixonado por Clara desde a adolescência. Agora ele tem a chance de conquistá-la e mostrar que os dois devem finalmente ficar juntos. Mas o que parece tão simples, para ele, é complexo demais para ela. Enquanto Bernardo é preenchido por certezas, o coração de Clara é inundado de receios, traumas e dúvidas.Como viver o presente quando o passado não deixa você olhar para frente? Será que um coração despedaçado pode recuperar a capacidade de amar?
E o mais importante: como se entregar de corpo e alma quando não se consegue amar nem a si mesma?
Em O descompasso infinito do coração, Bianca Briones mostra que o verdadeiro amor pode resistir ao tempo e a cada obstáculo que a vida lhe impõe. Esta é uma história intensa e comovente de segredos, paixão e amizade. É a última chance de dois corações que cansaram de viver separados.

O segundo livro da série Batidas Perdidas, da Bianca Briones contará uma história independente de "As batidas perdidas do coração", que teve como protagonistas Viviane e Rafael.

A Clara tem dois filhos e é casada, porem seu casamento está indo de mal a pior, com as inseguranças e desconfianças quanto ao Mauricio, seu marido. Logo, que sabe a traição dele, tudo muda e ela não consegue ser mais tão forte  quanto poderia ser.

“Eu divido minha vida em camadas. A primeira é aquela que mostro para as pessoas, e que exige de mim um esforço maior. É ela que eu normalmente uso para fingir que estou feliz. Abaixo dela vem a realidade: estou triste, minha vida vai mudar e preciso enfrentar isso. E por último, soterrada lá embaixo, estou eu, meu verdadeiro eu, totalmente perdida”

Sua melhor amiga, Branca, lhe dá todo o apoio e dedicação nessa amizade que vive em um triangulo, juntamente com Bernardo, irmão de Branca. Porém, Clara é marcada pela vida sem a mãe biológica, a madrasta que fez da sua vida uma tortura e seu pai que não vê nada na sua frente, colocando a perfeição em primeiro lugar.

"- E se eu for um caminho sem Volta? - Estremeço. É incrível como ela me alcança por baixo da superfície.
- Eu construo uma via e crio um retorno. - Ela se vira outra vez. Trocamos um olhar intenso. - E a gente descobre como voltar. Juntos. "

Bernardo acaba de voltar de Londres e formado em direito volta a cidade. Voltando a amizade com Clara, ele será o pilar para ela se recuperar do desastre que é seu casamento, do sofrimento dos seus filhos e do seu passado, o qual insiste em atrapalhar seu presente, dificultando que a felicidade realmente exista para Clara.
              
Bernardo é um amor a primeira vista: fofo, sincero e melhor amigo da Clara, impossível não simpatizar com ele. Vários trechos de músicas continuam a acompanhar o inicio dos capítulos com narrativa alternada entre Clara e Bernardo. Um livro sedutor, romântico e divertido.A Bianca nunca decepciona e tudo isso provoca batidas descompassadas no seu coração.

“As paixões podem ser levadas pela água da chuva, mas o amor... O amor não vai embora nem com a pior das tempestades.”

 NOTA:  ★★★


divulgar

comentar

22 maio 2015

Série de Tv : DC Comics

O mundo das séries tem crescido a cada dia e as editoras como a DC Comics e a Marvel não poderiam ficar de fora desse universo em expansão. As séries tem servido principalmente para mostrar histórias que os filmes não teriam tempo de abordar.  Estamos numa época tão voltada e dominada pelos personagens da Marvel que acabamos esquecendo da DC, que por anos dominou a imaginação dos jovens das décadas de 1980/90. Agora, a DC aparece mostrando força novamente nos seus filmes e séries, exibindo mais do que o seu lado sombrio e tenso que é mais conhecido. Nem só de Batman se faz a DC, tons alegres como The Flash e possivelmente Supergirl também vem pra ganhar espaço. Com isso, apresentamos nessa semana um pouco do universo da DC  Comics nas séries e o que podemos esperar para os próximos meses.

- Gotham

James Gordon (Ben McKenzie) é um detetive iniciante da polícia. Corajoso, sincero e ansioso para mostrar serviço, o recém-promovido tem como missão solucionar o caso do assassinato dos bilionários Thomas e Martha Wayne, um dos casos mais complexos do local. Com seu parceiro, o oficial Harvey Bullock (Donal Logue), Gordon conhece o único sobrevivente do assassinato, Bruce (David Mazuouz), um garoto de 12 anos, filho do casal por quem ele imediatamente sente uma grande afeição.
Gotham mostra o inicio de muitos personagens conhecidos do universo de Batman, como o Espantalho, Pinguim, a gangue do capuz vermelho e a Mulher-Gato. Um dos detalhes mais interessantes sobre a série é observar a formação dos futuros vilões de Gotham e a relação deles com a cidade.
A proposta de Gotham em acompanhar o crescimento de Bruce Wayne tem dado certo, tornando a série longa e já foi renovada para uma segunda temporada.

- Arrow

A série conta a história de Oliver Queen (Stephen Amell), um playboy bilionário de Starling City, que passa cinco anos desaparecido após um naufrágio que põe fim a vida de todos a bordo, incluindo seu pai, Robert Queen, e Sara Lance (Caity Lotz), irmã mais nova de sua namorada Laurel Lance (Katie Cassidy), com quem estava tendo um caso. Toda a sua trajetória nesses anos de desaparecimento, onde ele foi dado como morto é contado em flashbacks durante as três temporadas. Após seu retorno à Starling, ele se torna um Vigilante com capuz verde, seguindo os desejos do seu pai antes de morrer, corrigindo os erros da família Queen, lutando contra os males da sociedade e tentando restaurar Starling City à sua antiga glória. O Vigilante, a outra personalidade de Oliver, torna-se o foco do detetive Quentin Lance (Paul Blackthorne), pai de Laurel e Sara, que está determinado a prendê-lo.
A série acabou sendo o grande trunfo da DC, que após o sucesso de Arrow resolveu correr para ter mais personagens do seu universo em séries próprias. O resultado disso também é a grande atenção dada aos próximos filmes da DC.
A série foi renovada e seguirá para a sua 4ª temporada.

- The Flash

Apresentado dentro da segunda temporada de Arrow, Barry Allen (Grant Gustin) ganha sua própria série em The Flash. O seriado mostrará a história de origem do super-herói, um detetive que passou boa parte da vida buscando respostas para a misteriosa e aparente sobrenatural morte de sua mãe, e que, depois de ser atingido por um raio e passar nove meses em coma, desenvolve superpoderes. Agora a sua intenção é proteger Central City dos criminosos que também receberam poderes.
Flash também ganhou muita força com os crossovers entre ela e Arrow durante essa ultima temporada das duas séries, tornando mais forte o enredo e simples as soluções de muitos problemas dos dois heróis.
Flash foi também renovada e seguirá para a sua segunda temporada.

- Supergirl

Supergirl é um drama de ação e aventura baseado na personagem da DC Comics, Kara Zor-El (Melissa Benoist), a prima de Superman que, após 12 anos mantendo seus poderes em segredo na Terra, decide finalmente abraçar suas habilidades sobre-humanas e ser a heroína que ela sempre foi concebida para ser.
Kara escapou do planeta Krypton com a ajuda de seus pais, ao mesmo tempo que o bebê Kal-El. Protegida e criada na Terra por sua família adotiva, os Danvers, Kara cresceu na sombra de sua irmã adotiva, Alex (Chyler Leigh), e aprendeu a esconder os seus poderes fenomenais que ela compartilha com seu primo famoso, a fim de manter a sua identidade em segredo.
Anos mais tarde, com 24 anos, Kara vive em National City auxiliando a magnata da mídia Cat Grant, que recentemente contratou o ex-fotógrafo do Planeta Diário, James Olsen (Mehcad Brooks), como seu novo diretor de arte. No entanto, os dias de Kara mantendo os seus talentos em segredo irão acabar quando Hank Henshaw (David Harewood), chefe de uma agência super-secreta onde sua irmã também trabalha, pede-lhe para ajudá-los a proteger os cidadãos de National City de ameaças sinistras.
A série deve estrear entre setembro e novembro desse ano. Mas, para os apressados, o piloto "vazou" (assim como aconteceu com Constantine e The Flash) então dá pra dar uma conferida logo.

- Constantine

Baseada na série de quadrinhos da DC Comics "Hellblazer". John Constantine (Matt Ryan) é um detetive com habilidades sobrenaturais. Perseguido por mistérios e segredos de seu próprio passado, a vida de John é mudada quando suas habilidades são descobertas pelas forças do céu, ou seja, pelo autoritário anjo Manny (Harold Perrineau). Ele irá ajudar o detetive a se tornar um grande e feroz defensor das forças do bem contra o mal. 
Constantine não conseguiu bons número de audiência, o que resultou no cancelamento da série pela NBC, tendo esta apenas uma temporada. Muito disso se atribuiu aos leitores do quadrinho que reclamaram do distanciamento que a série tomou dos HQs.

Renato Gomes


divulgar

1 comentário