• Cinema
  • Inspiração
  • Leitura
  • Música
  • Playlist
  • Resenha
  • Série
  • Texto
  • Vídeo
30 outubro 2015

Texto: Tentativas em vão


sobre-a-ansiedade

Há alguns meses tenho lutado para não pensar tanto em você. Tenho tentado encontrar outros meios para me distrair, mas tudo sempre volta para uma dorzinha que aperta meu peito , deixando as marcas que seu nomes traz a minha lembrança. 

Quando eu pensava em você, confrontei de frente minha saudade: do teu abraço, dos teus beijos, da sua voz e até do modo como seu corpo de alinhava ao meu.
Tentei todos os dias não ceder. Não ligar, não mandar mensagens perguntando se estava bem ou querendo dizer só que: "eu amo você, muito sabe?" E lá vai, dedos que apagam rapidamente antes que meu coração me faça perder a cabeça .

De uns dias para cá, tenho tentado aceitar que perdi a batalha. Lutar contra isso para que? Porque? Não posso continuar amando você? Na maior intensidade tenho sentido isso e mais um pouco. Aquela sensação insaciável de querer estar perto , de querer viver com você no repeat. Como frear isso?

Daí eu lembro que continuo apaixonada mesmo sem querer, contra minha vontade. porque coração não faz o que a cabeça manda e pronto. Eu tentei, não é? Esquecer. Mudar. Superar. Não deu, não dará por algum tempo mais. Não me leve a mal , mas sou mais feliz quando estou com você, mesmo na distância dos nossos corpos. E continuo, tentando, perdida nas palavras toda vez que tento me encontrar em você.




divulgar

1 comentário

28 outubro 2015

Resenha: A febre, Megan Abbott


A Febre

Titulo: A Febre
Autora: Megan Abbott
Editora: Intrínseca
Páginas: 272
Ano:2015
Sinopse: Na Escola Secundária de Dryden, Deenie, Lise e Gabby formam um trio inseparável. Filha do professor de química e irmã de um popular jogador de hóquei da escola, Deenie irradia a vulnerabilidade de uma típica adolescente de 16 anos. Quando Lise sofre uma inexplicável e violenta convulsão no meio de uma aula, ninguém sabe como reagir. Os boatos começam a se espalhar na mesma velocidade que outras meninas passam a ter desmaios, convulsões e tiques nervosos, deixando os médicos intrigados e os pais apavorados. Os ataques seriam efeito colateral de uma vacina contra HPV? Envoltos em teorias e especulações, o pânico rapidamente se alastra pela escola e pela cidade, ameaçando a frágil sensação de segurança daquelas pessoas, que não conseguem compreender a causa da doença terrível e misteriosa.

A partir do momento que Lise Daniels sofre convulsões no meio da sala de aula sem motivos, a cidade nunca mais será a mesma e tudo voltará contra esses sintomas que começarão a aparecer, assustando a população. Após ver sua amiga, Dennie fica horrorizada com o modo que as coisas estão ocorrendo.

Após exames e mais exames, os médicos não conseguem descobrir a causa de Lise e começa a piorar quando suas amigas também começaram a convulsionar. Pais e a população começam a questionar o lote de vacinas contra HPV usadas nas alunas, a agua poluída do lago e a cidade.

Quando soube que esse livro era recomendado pela mesma autora de a “Garota Exemplar” e que seria de suspense, eu precisava ler. Porém, achei a história confusa e com pontas soltas demais. O livro é narrado em terceira pessoa e tem como foco a família Nash. A trama é narrada por Tom, pai de Deenie e Eli. Mas, Dennie por ser amiga de Lise, é a grande protagonista da história e quer entender o que está acontecendo.

Durante toda a leitura, fiquei curiosa para saber o real motivo da febre e porque so meninas são afetadas por isso. Mas, tantas informações desnecessárias acontecem que me deixou confusa e acabei me decepcionando com a historia. Para amantes de um bom suspense, A Febre, pode inicialmente te proporcionar grandes tremores, mas leia sem criar expectativas.

Algumas curiosidadesA trama do livro foi inspirada num acontecimento real, ocorrido no estado de Nova York, em 2012; “ A produtora da atriz Sarah Jessica Parker vai lançar uma série no canal MTV baseada no livro e produzida por Karen Rosenfelt, de A Menina Que Roubava Livros, O Diabo Veste Prada e Crepúsculo”.

NOTA:  ★★


divulgar

1 comentário

27 outubro 2015

Resenha: A ovelha e o Dragão- Os escolidos 1- Renata Martins


Título: A ovelha e o Dragão- Os escolhidos
Autora: Renata Martins
 Editora: Danprewan
Gênero: Romance
Páginas: 297
Ano:  2011
Sinopse: A batalha espiritual está presente no mundo o tempo todo, mas nem todas as pessoas têm consciência disso. Para alcançar seus objetivos maléficos e destruidores, os demônios procuram brechas entre os homens, oportunidades que lhes permitam atacar as forças do bem. Destruindo-as, acreditando que poderão vencer Deus, dominar o mundo e instaurar o mal sobre a terra. Assim é a guerra travada no mundo espiritual. No cenário desta história, a igreja do pastor Carlos está conseguindo resultados muito positivos junto à população da cidade. Muitas pessoas estão voltando a atenção para Deus e para os valores cristãos. Porém, o sucesso da igreja é justamente o que desperta a fúria de demônios que, por causa da barreira criada pelas orações do povo de Deus, não mais têm livre acesso para causar malefícios às pessoas. Por causa disso, os demônios decidem usar os satanistas, seus adeptos, elaborando um plano traiçoeiro e diabólico para destruir a igreja, retomando de volta o terreno perdido. Em meio a esse conflito, Raquel e Cristiano se conhecem. Ela, filha do pastor Carlos; ele, filho de um rico e influente político da cidade, que está iniciando um grande empreendimento imobiliário. Porém, o que Cristiano não sabe é que seu pai também é obrigado a fazer um pacto com um poderoso demônio que exige que ele destrua Raquel, seu pai e a congregação inteira, retomando assim a liberdade para atuar livremente.


Resenha:

Não me escolhestes vós a mim, mas eu vos escolhi a vós, e vos nomeei, para que vades e deis fruto permaneça, a fim de que tudo quanto em meu nome pedirdes ao Pai ele vos conceda.
joão 15:16

O Livro conta a história de Raquel e Cristiano:

Ela é evangélica desde a barriga da mãe, é muito comprometida com as atividades da igreja em que congrega, toda certinha, calma como uma ovelha, jornalista e filha do pastor. Está noiva de Felipe através do sistema de corte, um tipo de relacionamento onde não se pode ter nenhum nível de intimidade, ex: beijos. Como deu para perceber ela nunca namorou, beijou ou qualquer coisa do tipo. Fico pensando se existe mesmo pessoas que hoje em dia tem um relacionamento desses.

Na realidade tudo ao meu respeito (ou quase tudo), meu temperamento, o modo de agir com as pessoas, a minha maneira de reagir, praticamente tudo tem haver com meu nome. Eu sou muito calma mesmo[...] Aprendi desde cedo amar a Deus, a honrar os meus pais, e aproveitar a vida da maneira mais saudável que alguém possa imaginar.

Ele é um destruidor, bad boy por natureza, formado em administração e filho de ex-senador. Não consegue se relacionar por muito tempo com a mesma garota e o máximo de tempo que já conseguiu foi durante um mês. Não acredita em Deus e acha todo 'crente burro' em cair nessa farsa.


Nasci com um destino aparentemente traçado. Diria até que determinado. Uma coisa meio sinistra! Alias, tudo em mim sempre foi muito pesado, macabro, um negocio bem diabólico mesmo. E eu nunca reclamei; sempre convivi com tudo isso.

Vivem em mundos totalmente opostos e diferem em tudo, desde o jeito, como a forma que encaram a vida e o próprio destino. Mas como dizem os opostos se atraem. 

Cristiano e seu pai farão um arriscado investimento em um Resorts na capital João Pessoa, onde irá investirá todo o seu capital, correndo o risco de falir se tudo não errado. Então seu pai resolve pedir um conselho a Waldeck, líder da igreja satanista em que congrega. Mas como pagamento para que tudo dê certo, Cristiano precisa vender sua alma ao demônio. Mas será que vale a pena pagar um preço tão alto, por um negocio rentável?

Na cabeça de Cristiano foi. Mas isso não é tudo, ele também precisa cumprir uma missão para o seu demônio guia (Coulobre) e destruir um homem que vem incomodando a seita. Esse homem é o Pastor Carlos, pai de Raquel. 

Assim que se conhecem ambos tem um forte impacto e não conseguem esquecer um do outro:


Meu Deus, oque é que está acontecendo comigo? Que dor no peito é essa? Esse frio na barriga? Frio não, gelo! Porque procuro o ar e não encontro? Acho que devo estar sem cor, porque não to respirando... Mas o que é isso meu pai?
...Já sei o que aconteceu! Só pode ter sido... Ele! Foi ele! Não tem outra explicação para eu estar me sentindo assim.


Mas será que Cristiano conseguirá ir até o fim com seu plano diabólico?

Relutei muito em ler esse livro, passou seculos guardado, até que decidi ler. Logo nas primeiras paginas pude perceber se tratar de uma historia fora do convencional. Intrigante até certo ponto, e não consegui mais parar, fiquei louca para saber no que iria dar este romance. 

A narração é feita de forma alternada entre Cristiano e Raquel, os mesmos narram o mesmo capitulo duas vezes, uma na versão dela e outra na dele. Fica um pouco cansativo, pois são quase os mesmo eventos, mas como a história é muito boa não me desestimulei a ler. Como é narrado duas vezes e o livro só tem 10 capitulo, a história ficou muito vaga e deixou a desejar. Já que é um romance a autora deveria ter focado mais nos diálogos dos personagens, o que senti muita falta. Nós conhecemos os dois separadamente, mas como um casal, não. E isso me deixou muito chateada, porque a história é realmente boa. Também senti falta de saber mais sobre a convivência com seus pais. 

Foi uma história muito rápida e a autora não soube aproveitar bem o que tinha em mão, mas mesmo com todos os contras ainda quero muito ler o segundo e o terceiro livro. A história se passa aqui na cidade de João Pessoa, o que para mim foi muito legal, pois nunca tinha lido um livro regional. Ele está recomendado para aquelas pessoas que acreditam em Deus, pois tem um foco muito grande na religião.


Cristiano era o meu céu e meu inferno, ao mesmo tempo; e, no meio disso eu não poderia ficar. Teria de fazer uma escolha e pelo inferno eu jamais optaria; nem que isso me garantisse ele.



NOTA: ★ ★ ★ 


divulgar

comentar

23 outubro 2015

Resenha:O lado feio do amor - Colleen Hoover


O Lado Feio do Amor

Título: O lado feio do amor ( Ugly Love)
Autora: Colleen Hoover
Editora: Galera Record
Ano: 2015
Páginas: 336
Sinopse: Quando Tate Collins se muda para o apartamento de seu irmão, Corbin, a fim de se dedicar ao mestrado em enfermagem, não imaginava conhecer o lado feio do amor. Um relacionamento onde companheirismo e cumplicidade não são prioridades. E o sexo parece ser o único objetivo. Mas Miles Archer, piloto de avião, vizinho e melhor amigo de Corbin, sabe ser persuasivo… apesar da armadura emocional que usa para esconder um passado de dor.O que Miles e Tate sentem não é amor à primeira vista, mas uma atração incontrolável. Em pouco tempo não conseguem mais resistir e se entregam ao desejo. O rapaz impõe duas regras: sem perguntas sobre o passado e sem esperanças para o futuro. Será um relacionamento casual. Eles têm a sintonia perfeita. Tate prometeu não se apaixonar. Mas vai descobrir que nenhuma regra é capaz de controlar o amor e o desejo.

Como começar? Por qual sentimento eu irei me explicar? Sinceramente, não sei o que sinto, se fico triste porque mal terminei de ler e estarei contando a vocês que todo o amor tem um lado belo e um lado feio, quem se apaixonou sabe disso. Mas, ler pela perspectiva da Colleen Hoover, é ver algo que não é idealizado, mas com a pretensão de mostrar personagens que por medo do futuro e erros do passado, não conseguem seguir em frente, tendo medo de amar outro alguém. Não é novidade que eu leria tudo da Colleen , então para quem está lendo isso e se perguntando o que tem de tão especial nesse livro, uma dica: leia e depois a gente vem conversar sobre Miles e se você não ama-lo, eu amarei por todos, haha. Brincadeiras a parte.

"Corações se infiltraram.
Promessas se quebram.
Regras ficam abaladas.
O amor fica feio."

Em "O lado feio do amor", conhecemos Tate e Miles, ambos novos e com vidas diferentes. Tate é formada em enfermagem, mas muda-se para o apartamento do irmão, Cobin, para completar os estudos através de um mestrado e para trabalhar. Nesse dia de mudança, além de conhecer Cap , o velhinho que fica no elevador, ela conhece Miles, vizinho e amigo do eu irmão, que está bêbado na frente do apartamento. Mas, que ela mesmo um pouco contrariada o ajuda a entrar. Ela sabe que ele é irresistível, piloto de avião, porem extremamente reservado e quieto. 

Depois da situação constrangedora, Tate e Miles se apresentam devidamente e logo a atração se estabelece. Tate atribui sua ligação a Miles como um liquido, toda vez que ele está perto, ela se liquefaz, e ela faria tudo que ele pedisse. Enquanto Miles nao consegue tirar os olhos de Tate, mas suas expressões são indecifráveis.

 "Eu não tenho ideia sobre o que se passa pela sua cabeça. Ele nunca sorri. Ele nunca gargalha. Ele não flerta. Seu rosto parece como se ele mantivesse uma armadura entre suas expressões e o resto do mundo."

Todavia, há seis anos Miles nao se relaciona com ninguém, seriamente ou sexo casual. Sua vida é exclusivamente para pilotar. Porém, depois de ter um beijo roubado , Miles faz de Tate uma exceção.  Porém, ele tem regras : tudo será somente sexo; 
1) nunca pergunte sobre o passado 
 2) nao espere um futuro.
                
 Tate aceita o acordo, mas será que ela conseguirá não sentir nada por Miles? Se fosse eu, nao aceitaria nada. Mas Tate se liquefaz, como vocês irão descobrir. Ela aceita o acordo porque assim como seu vizinho, ela estuda e trabalha e nao tem tempo para relacionamentos serios. Então, que mal faria só sexo casual com o piloto/vizinho/coisa linda ?

" É assim quando alguém se sente atraído por uma pessoa. Ela não está em lugar algum e, de repente, está por todo canto,quer você queira ou não. "

O que me encantou nesse livro foram as diferenças nítidas quanto aos outros títulos da Colleen : Métrica e Um Caso Perdido, além de todo o contexto. O drama e o romance parecem errados e simples o tempo inteiro, não é algo idealizado e esperado. 

Miles não é safado, nao pense assim. Ele é honesto em todos os momentos com Tate, revelando o que quer e nao se entregando. Jogando tudo e nao esperando nada acontecer. E isso nos leva a pergunta: o que aconteceu com Miles para ele não contar seu passado e nao querer amar mais? Os capítulos são intercalados por Tate e Miles, porem Tate é quem mais narra. Em alguns capítulos, temos a predominância poética,que nos permitem conhecer outro lado do Miles, aquele que a Tate desconhece.

— O amor nem sempre é bonito, Tate. Às vezes você passa o tempo inteiro desejando que um dia ele mude. Que melhore. E ai, antes que você perceba, você já voltou para a estaca zero e perdeu o seu coração em algum lugar no meio do caminho."

Impossível contar tudo. Meus sorrisos, algumas risadas com as crimes de ciúme de Cobin com Tate, a sensação de querer ser amiga do Cap, para escutar seus conselhos; as cenas quentas, que não são o foco da história, mas que provam que tudo vai além de sexo.

A história de Tate e Miles é apaixonante, difícil, maravilhosa e que te fará entrar em extase. O lado bonito do amor é mostrado, desde o momento que você está nas nuvens quando está apaixonado ao lado feio, em que provamos a dor da distancia, da frieza ou dos acontecimentos ruins que podem arruinar tudo isso. Um livro que merece ser livro e é o MEU FAVORITO da Colleen Hoover até hoje.

O final? Você ficará segurando seu coração, assim como eu fiquei, dando pulos e querendo encontrar Miles por esse mundo e não desgrudar mais do seu lado. É fascinante, sério ! Imagina só quando sair o filme? Lágrimas e pulos marcaram as salas de cinema. Assista o teaser que saiu até agora:


NOTA: ★ ♥


divulgar

2 comentários

21 outubro 2015

Resenha: Não Fuja! livro 3- FML Pepper


Título: Não Fuja!
Autora: FML Pepper
Editora: Valentina
Gênero: Distopia YA
Páginas: 438
Ano:  2014
Sinopse: Último livro da trilogia de sucesso NÃO PARE! Vida. Morte. O que há entre elas? Antes delas? Depois delas? Como distinguir a linha tênue entre dois universos tão distintos e intimamente ligados? Como não sucumbir ao desejo que lhe drena a vida? Como aceitar que existe morte em vida e vida na morte? O que fazer quando a morte é a centelha que pulsa na vida embebida de escuridão? Que caminho tomar quando o perigo é real? A bússola da existência gira e aponta: o medo é uma opção, a vida, uma batalha, a morte, uma bênção. 


Se a morte não é o fim o que virá depois?

O que falar de um livro excepcional? Foi essa a pergunta que me fiz várias vezes antes de escrever essa resenha. Esse foi um livro que conseguiu me deixar sem fala e me surpreender a trama inteira. Essa autora se superou.

Como distinguir a linha tênue entre dois universos tão distintos e intimamente ligados? Como não sucumbir ao desejo que lhe drena a vida?

Em sua estadia em Zyrk Nina enfrenta muitos desafios e em Não Fuja! seus problemas só pioram. Mas a males que vem para o bem e nesse livro ela está mais madura, forte, confiante e decidida. Não sei se estivesse em seu lugar teria tanta garra e esperança de dias melhores. Ela luta cada vez mais por sua vida e pela vida das pessoas que mais ama. Há também a descoberta de um talento especial que só ela é capaz de desempenhar e que a salva várias vezes em momentos de crise, o qual me deixou extasiada e me fez amar ainda mais a história.  Ela é muito rápida em ligar vários pontos e muito rápida em bolar planos para se safar das situações ou barganhar algo, e essas são características que mais gosto em um personagem. Ela não é do tipo lesinha sabe, que sempre é feita de besta e precisa sempre ser salva. Ela luta!

Nesta nova dimensão eu não era uma simples garota que precisava fugir, eu era forte. Ali eu fazia a diferença e, mesmo diante da morte, sempre haveria uma alternativa que havia sido desprezada até então: a esperança.

E como sempre nessa trilogia inteira, quando você pensa que já sabe o que vai acontecer a Pepper te dá uma rasteira e você se esborracha feio no chão. Serio essa mulher me surpreendeu, queria saber de onde ela tira tantas ideias incríveis. Foi até a hoje a Distopia mais envolvente que já li. E essas capas maravilhosas? Não preciso nem comentar, elas falam por si só.

Nosso Mocinho/Vilão continua lindo de morrer e enlouquecendo Nina do mesmo jeito, porém aos poucos ela consegue entender e enxergar através de suas ações. Richarde apesar de ser considerado vilão, não é de todo mal. E mesmo mediante seus esforços, seu coração pertence a ele. Ama a sua morte de todo o coração. Eu fiquei torcendo a trilogia inteira para que eles parassem desse morde e assopra e ficassem juntos de uma vez, mesmo com toda essa confusão ao redor.

Como ele poderia ser a minha morte se meu coração trepidava, minhas células vibravam enlouquecidamente e eu me sentia mais viva do que nunca em sua presença?

Esse livro recebe uma participação especial de alguém muito presente no passado de Nina e que pode mudar o curso de sua vida e lhe dar as respostas que tanto procura. Todos os personagens tem suas intensões reveladas e conseguimos entender algumas coisas do passado dos nossos protagonistas.

Nada era como eu imaginava! Minha vida era uma droga, um grande emaranhado de mentiras e sofrimento?

A única coisa que não gostei muito foi o final, mesmo sendo totalmente imprevisível, achei muito sem graça. A trama foi toda eletrizante e explosiva, merecia um final a altura. Não acreditei que terminava ali sabe, não é que foi ruim ou me deu vontade e jogar o livro, só não me agradou. Me deixou com algumas duvidas e lacunas a serem preenchidas, que não posso citar aqui pois iria ser um spoiler dos grandes. Mas mesmo com essa pequena decepção nao perdeu seu posto de favorito, mas perdeu uma estrela.

Uma vez minha mãe me disse que o amor verdadeiro poderia surgir das situações mais improváveis. Não podia estar mais certa...


Se o seu verdadeiro amor trouxesse a sua morte, você fugiria?

NOTA: ★ ★ ★ ★  




divulgar

3 comentários

20 outubro 2015

Texto: você

               

De longe, tento abraçar sua sombra. De noite, agarro o travesseiro em uma tentativa fracassada de me confortar a você. Nos sonhos, desejo te encontrar. Na manhã, quero acordar ao teu lado. Dirigindo, anseio olhar para o lado e te pegar sorrindo, desprevenido. 

Indo ao supermercado, quero colocar suas comidas favoritas. Correndo na praia, penso em te jogar na areia e te empurrar em direção ao mar. Ao escutar uma música, quero canta-la para você, mesmo sem voz. Quando escrevo, escrevo seu nome mais vezes do que percebo. Estudando, sem querer, me advirto que não chegou a hora de sorrir à toa, e mesmo assim não estou nem aí para minhas próprias regras. 

Nas horas que danço, te vejo me encarando e caindo na sua risada, porque sou atrapalhada e louca demais para dançar valsa. Desenhando seus traços, admito sua perfeição nas curvas do seu sorriso. Nas fotos que tiramos, permito que o amor me deixe o mais feliz possível. E é nessas horas, quando sinto saudade, que lembro que ainda é pouco, considerado nas milhares de páginas que eu poderia escrever, nos momentos que eu descreveria facilmente para qualquer estranho na rua, se me perguntasse uma coisa que já me deixou feliz e ainda me deixa por alguns minutos.

 Daí, bate a saudade da sua voz, rouca e jovem, que não sei bem definir e não encontro significados para você. Do teu sorriso, sem medidas. Dos teus olhos calorosos e do teu amor, que deveria ser meu, para sempre meu e seu.




divulgar

2 comentários

17 outubro 2015

Texto: Cicatrizes

              
Sabe o que me é encanta? Cicatrizes.
Daquelas quedas e tombos que levamos quando somos crianças, seja por teimosia, seja por diversão; porque, afinal, todas tem uma história para contar e , quem sabe se sua história me fará rir horrores ou deixará uma lágrima cair.

Eu tenho uma pequena cicatriz na bochecha, outra na orelha, duas no tornozelo, uma na parte interna do braço. E aí? Tentará adivinhar a história de cada uma?

Por isso, eu não ignoro quando alguém me mostra suas cicatrizes. Quero que abra o coração, rasgue o peito e escancare tudo o que tem. Pode ser que tenhas uma bem parecida com a minha , trocaremos historinhas e entrelaçaremos nossas vidas, mesmo que temporariamente .

Se importar é isso: revelar o que tem por baixo dessa alegria toda, mostrar seus medos e expressar o que está errado nisso tudo. Se quiseres colocar um band-aid e esconder suas marcas, tudo bem, sabe? Na maior parte do tempo não estamos prontos para cavar fundo e é isso leva algum tempo. Mas, entenda que suas cicatrizes nos fazem ser quem somos e essas marcas ficarão para sempre, resta você a quem revelar.


divulgar

1 comentário

15 outubro 2015

Resenha: Não Olhe! Livro 2- FML Pepper


Título: Não Olhe!
Autora: FML Pepper
Editora: Valentina
Gênero: Distopia YA
Páginas: 438
Ano:  2015

Sinopse: 2º Livro da trilogia de sucesso NÃO PARE! Prisioneira de uma sombria dimensão. Possuidora de um dom e de uma maldição. Determinada a encontrar seu caminho e sua identidade. Fugir e sobreviver ou enfrentar seus fantasmas e acabar morrendo? Se justamente a única pessoa que poderia lhe ajudar foi a responsável por reduzir seu coração em pedaços, em quem Nina poderia confiar agora que acaba de descobrir que a morte pode ter muitas faces?

Essa Resenha Contém Spoilers do Livro Não Pare!


Se a morte possui muitas faces, em qual delas confiar?

Assim que terminei de ler Não pare! já iniciei Não Olhe!, estava muito curiosa para saber o que aconteceria com Nina após aquele beijo da morte. Meu Deus e que beijo em?! Após a coitadinha sofrer o pão que Malazar amassou finalmente conhece a assombrada Zyrk.

Antes de começar vou te dar uma introduçãozinha de como Zyrk funciona para você não se perder. No mundo de FML Papper existem 4 dimensões: 1° Plano (ou céu); 2° Intermediário (ou terra); 3°Zyrk (Onde a morte mora) e o 4° Vértice (ou inferno). Em Zyrk existem 4 reinos e cada um tem um resgatador principal: Thron (Richard), Storm (John), Windston (Samantha) e Marmon (Kevin).

Depois de quase morrer Nina adentra com Rick em Thron, onde ele é considerado um Deus por ter finalmente conseguido resgatar a hibrida. 

- Você será a lenda de Zyrk. Daqui a  mil anos os zirquinianos ainda falarão de você, o resgatador principal que trouxe a hibrida para a terceira dimensão.

Suas primeiras impressões de Zyrk não são muito boas, fica assombrada com a raridade de Luz, a comida ruim, a crueldade e os perigos de ser uma hibrida. Com o coração partido após a traição de Rick, não sabe em quem confiar e se vê perdida em um mundo que não é seu. 

Tinha de suportar o que viesse pela frente até conseguir reagrupar minhas forças, meu raciocínio e, principalmente, minha identidade.

Por ela ser algo que nunca se viu antes na história, os reinos ficam confusos sem saber o que fazer. A maioria quer matá-la ou fazer experiencia e outros a consideram muito preciosa e decidem protege-la. Além do mais não se sabe se ela é uma maldição ou um milagre. Viver em um mundo onde os habitantes em sua maioria são homens, que nunca sentiram uma grama de prazer na vida e ser capaz de despertar tantas sensações é muito complicado. 

Fui trazida de volta á péssima situação em que me encontrava quando dois pares de mãos masculinas me agarravam com avidez... Me soltem, seus porcos!- gritei feroz e, debatendo-me, finquei minhas unhas no rosto de um deles com toda a força.

Ela consegue mexer com a cabeça de muitos Zirquinianos,  inclusive com a de Rick. Nesse livro podemos conhecer um pouco mais sobre sua vida, o guerreiro cruel e sanguinário, com uma força nunca vista e ataques de bipolaridade- risos. Uma hora ele é uma fofura, mas em outras se faz mais distante que um iceberg. 

Quem era Richard afinal? O vilão com doses de bondade ou o mocinho com nuances de crueldade? O que havia por trás de sua fisionomia atormentada, suas ações desencontradas  e seus sentimentos dúbios?

Como todo bad boy, consegue levar Nina a loucura, por não saber se ele a ama de verdade. Confesso que tive vontade de bater nele, mas muito mais nela por fazer tanta burrada. As vezes eu até entendia que ela estava com medo e tal, mas mesmo assim uns tapinhas para ela acordar poderiam funcionar.

 Mas mesmo que ela tente fugir e fingir que não o ama, ainda que sua cabeça afirme que o melhor para ela é apagar esse sentimento, ela não consegue esquecer o que sente toda vez que ele está por perto. O ama de verdade e disso não tem como fugir disso.

Com a cabeça afundada nas cicatrizes do seu peitoral musculoso e perdida em meu furacão de emoções, custei a perceber que o abraço foi ficando cada vez mais forte e apertado. As mãos de Richard agarravam meus braços e costas com avidez. De repente ele começou a me beijar, beijos quentes demais, desesperados demais. Ele queria mais?

O que mais me chamou atenção e fez com que gostasse ainda mais do livro foi o amadurecimento de Nina, está mais decidida e forte. Mas estranho seria se ela não estivesse, depois de tudo que passou.

Esse livro é adrenalina pura, é um acontecimento atrás do outro para o leitor não se acomodar. Fora que ao longo da história podemos conhecer mais sobre Zyrk. Gente a riqueza de detalhes da pepper é assombrosa. Você se sente dentro do livro. Gostei mais desse livro que do primeiro, adorei conhecer Zyrk e me apaixonei mais ainda pelos personagens principais e descobri-me in love por outros. A narração é feita em primeira pessoa e uma escrita maravilhosa. Serio! To apaixonada por essa trilogia. Eita mulher para escrever bem. Esse com certeza ganha nota máxima + o favorito.

Se que eu esperasse, ele delicadamente beijou uma de minhas mãos e me emocionou com o que confessou logo a seguir...

NOTA: ★ ★ ★ ★ ★ 


divulgar

1 comentário

14 outubro 2015

Música: 5 bandas que você precisa conhecer !

Quem me conhece sabe que sempre estou pronta para conhecer novas bandas e cantores, e dessa vez indico 5 bandas que você PRECISA escutar ! Vai por mim e depois comenta aqui o que achou.

  - PVRIS 


É  uma banda formada em Massachusetts em 2012. Ao longo da curta carreira, eles passaram por diversas trocas de integrantes e atualmente apresentam-se como um trio. Lynn Gunn nos vocais, guitarra e teclado, Ales Babinski na guitarra e Brian MacDonlad no baixo. 
  O estilo vai de post-hardcore, powerpop e rock alternativo. Com uma vocalista feminina e tendo como inspiração o Paramore, lembrando bem , mas tornando-se diferente com seu pop agitado, que não dá para ficar escutando sentado ou deitado.


- This Wild Life 
IMG_8148

É uma dupla acústica formada por, Kevin Jordan (vocalista) e Anthony Del Grosso (Violão).Suas canções tem o amor como o principal tema, no melhor estilo de bandas como City And Colour e Dashboard Confessional.
Quando escutei algumas musicas por indicação de um amigo meu , eu me apaixonei e entendi o que é amar a primeira voz, basicamente. O som acústico e suas letras românticas são encantadoras.
Antes de formarem a dupla, formavam uma banda de pop punk (no estilo de New Found Glory e Blink 182), mas perceberam seu verdadeiro talento quando fizeram interpretações acústicas de suas músicas e viram que a voz melódica de Kevin e os dedilhados de Anthony combinavam perfeitamente.
A banda tem diversos vídeos na internet , mas só vieram a ser mais conhecidos pelo versão da música Sleepwalking da banda Bring Me The Horizon.Na versão original a musica é "pesada", e a transformaram em algo melódico e lindo aos ouvidos.






Sheppard 

 O sexteto de indie pop, formado em Brisbane em 2011, que lançou seu álbum “Bombs Away” e visitou o Brasil no Rock in Rio. Sua música que ficou no topo da parada de singles da Austrália foi :"Geronimo".


MisterWives 

Assim como Pvris, temos uma vocalista, a Mandy Lee.A  banda começou em 2012 com apresentações em restaurantes e bares locais de Manhattan, ganhando público e admiradores até assinar contrato com a 'Photo Finish Records'.A sonoridade do grupo caracteriza-se pela mistura de elementos hippies predominantemente da década de setenta e oitenta como do disco ao seu pop, com letras viciantes e músicas dançantes.




Emarosa 


Banda  de post-hardcore americana de Lexington, Kentucky formada em 2006. Eles lançaram um EP em 2007, intitulado This Is Your Way , mudando sua influência do heavy metal e inclinando-se em direção ao soul.A banda lançou Relativity, que apresenta o seu mais recente vocalista Jonny Craig e o novo guitarrista Jonas Ladekjaer




Lembrando que o album do This Wild Life está disponivel no SITE ! Depois de escutar todas as músicas, duvido que não terás todos os CD's como favoritos


divulgar

comentar

13 outubro 2015

Resenha:Simples assim - Martha Medeiros

Simples Assim
Título: Simples assim
Autor : Martha Medeiros
Ano: 2015
Páginas: 240
Editora: L&PM
Sinopse:Por que complicar ainda mais?
Acordou mal-humorado? Respire fundo, abra a janela e pense que no final do dia você encontrará seus amigos para um happy e dará boas gargalhadas. O carro quebrou no meio da rua? Sinalize e espere o guincho em segurança. O namoro está mais para morno? Chegou a hora de pôr um fim a relacionamentos que não levam a nada. Está achando a vida um marasmo, sempre fazendo as mesmas coisas, vendo as mesmas pessoas e não aguentando mais ver sua cara de cansaço no espelho? Dê uma guinada. 
Simples assim.


Uma das minhas crônicas favoritas, Martha Medeiros escreve um dos livros mais legais e diferenciados de sua carreira; na minha concepção, seja por se tratar de fatos que também vivi, como também por ter experiências únicas que ensinaram algumas coisas a ela. Tudo pode simples. Quebrou o carro no meio da estrada, tudo bem. Acordou sem saco para começar o dia? Calma lá. O namoro está de mal a pior? Termina. Conheceu um cara ou uma moça bonita na fila do banco, ou fez uma amizade que parecia ter mais de 10 anos em uma fila de autógrafos? Tudo pode acontecer. Simples assim.

Em simples assim, Martha aborda suas ideias, que por se tratarem de temas diversos, podem não seguir uma linha continua, mas diversificada de vivencias. Defendendo suas ideias e filosofia de vida, Martha nos leva a questionar algumas polemicas. Temos uma visão de mundo diferenciada a partir das situações que por mais típicas, não recebem a atenção apropriada. Uma análise, um humor, uma discussão e uma reflexão. E se você pensar demais sobre um assunto, pensa mesmo, discute mesmo, escreva sobre ou converse sobre. Simples assim.


NOTA:  ★★★★


divulgar

4 comentários

11 outubro 2015

Resenha: Música da Alma, Katie Ashley


Música da Alma

Título:Música da Alma
Série:Runaway Train # 2.5
Autora:Katie Ashley
Ano: 2015  
Páginas: 208
Editora: Pandorga
Sinopse: Música da Alma - Em Música da Alma, uma reviravolta no destino faz com que Abby Renard acabe na cama do mulherengo Jake Slater. Essa pequena faísca, que acende um fogo incontrolável no improvável casal, culmina num amor profundo e intenso. Depois de um longo noivado e um ano de expectativa, eles finalmente decidem ir para o México e se casar em uma praia particular, seguida de uma lua de mel aquecida pelas belezas de um cenário paradisíaco.Mas, nem tudo são flores. Após o retorno à vida real de longos passeios e composições musicais a dois, Abby começa a perceber que talvez não seja realmente o porto seguro de que Jake precisa. Conseguirão eles equalizar essa nova parte da canção e fazer durar o relacionamento? Ou será que as pressões do casamento farão desmoronar definitivamente esse amor?

Atenção ! Essa resenha conterá spoiler dos dois primeiros livros da série Runaway Train: Música do coração e batida do coração. A edição especial de Katie Ashley traz o desfecho do casal mais quente do momento: Abby e Jake.

Em Música do Coração, Abby cai acidentalmente na cama de Jake, ao errar o ônibus dos seus irmãos. Em Batidas do coração, o baterista AJ se apaixona, casa e tem um bebe fofo ( Bella). Abby agora está com 23 anos, realizada profissionalmente e nao ve a hora de se casar com Jake. Tudo acontece em uma ilha particular, com muitas provocações e desejos.

“ Eu poderia ter permanecido ali para sempre, envolta em seus braços, sentindo a intensidade de seu amor a cada beijo. No fim das contas, eu so esperava ser capaz de guardar um pouco desse sentimento, de modo que, quando houvesse tempos difíceis ou brigas, ou quando eu sentisse que o amor de Jake havia diminuído, pudesse voltar a esse momento no tempo e soubesse quão verdade e profundamente nos amávamos. Era felicidade plena e o ceu na terra.” Abby

Depois de casados, Abby revela seu desejo de ter filhos, mas Jake não aceita bem e discute sobre isso. Alguns meses passam e Abby tem um um comprometimento do sistema reprodutor, fazendo Jake ficar louco de preocupação e faz de tudo para que Abby seja feliz, mesmo sem nao puder ter filhos. Será que essa dificuldade vai fortalecer o relacionamento dos dois? Ou será que o casamento será demais para Abby e Jake?

“Meu anjo, você tem uma parte em cada singela coisa na minha vida. Voce é cada palavra dessa canção, cada nota dela. Somente você poderia inspirar a melodia mais pura e mais doce.” Jake

Com apenas 200 páginas, Katie dá o final que todos os fãs de Abby e Jake esperavam, deixando aquela pitada de sedução e romance no ar. 
NOTA:  ★★



divulgar

comentar

10 outubro 2015

Notícias:O NOVO PÔSTER DE “JOGOS VORAZES – O FINAL”

HungerGamesMockingjay2Poster

Foi divulgado recentemente o novo pôster convidando para a rebelião contra a Capital e também para assistir ao filme. As rosas, que representam o Presidente Snow, que as usa para disfarçar o cheiro do sangue das pessoas que ele matou envenenadas ao longo dos anos, também estão na imagem de promoção do filme.Na trama, que estréia no Brasil dia 18 de novembro, dois dias antes de sua estréia norte-americana, Katniss e os rebeldes, têm seu confronto final contra a Capital e o Presidente Snow.

Lembrando que Jogos Vorazes: A Esperança – O Final“, o quarto e último filme da saga Jogos Vorazes, será o filme mais longo da franquia com quase duas horas e meia de duração. A Lionsgate confirmou a novidade em um comunicado que enviou para a imprensa norte-americana ontem (06).No documento, consta que “Jogos Vorazes: A Esperança – O Final” tem duração exata de 2h 27m.




divulgar

comentar

09 outubro 2015

Resenha:Todo Dia, David Levithan


Todo Dia 

Título: Todo dia
Autor: David Levithan
Editora: Galera Record
Ano: 2013
Páginas: 279
Sinopse:Neste novo romance, David Levithan leva a criatividade a outro patamar. Seu protagonista, A, acorda todo dia em um corpo diferente. Não importa o lugar, o gênero ou a personalidade, A precisa se adaptar ao novo corpo, mesmo que só por um dia. Depois de 16 anos vivendo assim, A já aprendeu a seguir as próprias regras: nunca interferir, nem se envolver. Até que uma manhã acorda no corpo de Justin e conhece sua namorada, Rhiannon. A partir desse momento, todas as suas prioridades mudam, e, conforme se envolvem mais, lutando para se reencontrar a cada 24 horas, A e Rhiannon precisam questionar tudo em nome do amor.

Todo vida é uma vida diferente, um corpo diferente, uma família e lugar diferente, porém com uma certeza que "A" continua sendo o mesmo. Há 16 anos "A" tem vivido dessa forma, sem saber o porque ou como, acorda todos os dias como uma pessoa diferente, mas as coisas mudam ao acordar como Justin um dia desses, vivendo de uma forma distinta as horas seguintes como o Justin.

“Não sei como isso funciona, nem o porquê. Parei de tentar entender há muito tempo. Nunca vou compreender, não mais do que qualquer pessoa normal entenderá a própria existência. Depois de algum tempo é preciso aceitar o fato de que você simplesmente existe. 

 Ele começa a agir de uma forma que não agiria normalmente com a namorada de Justin, Rhiannon, percebendo que ela o está fazendo mudar, tornando seu dia único e a partir dai inesquecível. O protagonista da historia acaba se apaixonando pela beleza interior de Rhiannon e depois desse dia, passa a querer encontra-la de todo modo, mesmo não sendo a mesma pessoa todos os dias. Passando a travar uma luta contra sua natureza.

“Que história é essa sobre o instante em que você se apaixona? Como uma medida tão pequena de tempo pode conter algo tão grande? De repente, percebo por que as pessoas acreditam em déjà vu, por que acreditam em vidas passadas; porque não há meio de fazer com que os anos que passei na Terra sejam capazes de resumir o que estou sentindo. O momento em que você se apaixona parece carregar séculos, gerações atrás de si -tudo isso reorganizado para que essa interseção precisa e incomum possa acontecer. Em seu coração, em seus ossos, por mais bobo que saiba que é, você sente que tudo levou a isso, que todas as flechas secretas estavam apontando para este lugar, que o universo e o próprio tempo construíram isso muito tempo atrás e agora você acaba de perceber que chegou ao local onde sempre deveria ter estado."

"A" acorda todos os dias em um corpo diferente, tendo de enfrentar situações de acordo com a pessoa que ocupa, independente do sexo, cor, religigão, cultura. Mas, todos tem algo em comum: possuem 16 anos e este é o unico padrao. Imagina ver a vida sob vários aspectos tao distintos e que nos fazem entender as ações daquele personagem naquele momento. Porém, sempre torcendo para que ele encontre uma maneira de alcançar a felicidade.

"Eu sempre fico impressionado com pessoas que sabem que algo está errado  mas ainda insistem em ignorar, como se isso, de alguma forma, fizesse com que os problemas desaparecessem. Elas se poupam do confronto, mas terminam ressentidas de qualquer maneira."

O único que tinha lido do David Levithan antes foi Invisivel e Will & Will  em parceria com John Green e posso dizer que gostei da escrita dele, mas ao ler "Todo Dia" não tenho palavras que diriam o que senti vivendo por "A" todas aquelas vidas. A maneira como ele narra o medo, a insegurança, as fases da adolescência mesmo que levemente, me fizeram refletir sobre meus dias.

"Na minha experiência, desejo é desejo, amor é amor. Nunca me apaixonei por um gênero. Apaixonei-me por indivíduos. Sei que é difícil as pessoas fazerem isso, mas não entendo por que é tão complicado quando é tão óbvio."

A única coisa que faltou a historia foi mais explicações sobre "A", o que ele seria e porque, que alimentou minha curiosidade durante a leitura. No entanto, impossível nao refletir por uma alma que não tem sexo determinado, mas que se apaixonou pela beleza de outra e isso sem preconceitos e sem perguntas.  Vi que foi anunciado que o livro teria uma continuação pelos olhos de Rhiannon, com publicação para o primeiro semestre de 2015 nos EUA.

"As pessoas não dão valor à continuidade do amor, assim como não dão valor à continuidade do corpo. Não percebem que a melhor coisa sobre o amor é a sua presença constante. Assim que você estabelece isso, sua vida ganha uma base extra. Mas se você não pode ter essa presença constante, só tem uma base para sustentá-lo, sempre"

Um belo romance, uma história para refletir e nos questionar que pelo mundo afora existem milhares de pessoas com problemas maiores que os nossos, em que o amor é colocado a prova por questões de cor, raça e cultura. 'A" teve coragem de lutar por esse sentimento, correu e buscou formas de uma vida diferente.

“Quando você experimenta algo grandioso, o momento persiste em toda a parte para a qual você olha, e quer ocupar todas as palavras que você diz.”

Por vezes me encantei com a Rhiannon, pois em meio a uma situação louca ela soube dar valor a “A” . De toda forma , uma obra emocionante, sensível e tocante, que merece ler lida seja em uma tarde como em qualquer horário, porem com atenção e calma. Não pense que “ Todo Dia “ será um romance igual aos demais, este colocará você a se questionar sobre o amor e sua importância.

NOTA:  ★★★★★ 





divulgar

comentar