• Cinema
  • Inspiração
  • Leitura
  • Música
  • Playlist
  • Resenha
  • Série
  • Texto
  • Vídeo
28 setembro 2014

Resenha: O livro dos vilões,Cecily von Ziegesar, Carina Rissi, Diana Peterfreund e Fábio Yabu



Título: O Livro dos Vilões
Autores: Cecily von Ziegesar, Carina Rissi, Diana Peterfreund e Fábio Yabu
Páginas: 320
Editora: Galera Record
Sinopse: Organizado da mesma forma que O livro das princesas – também com o esquema de dois populares autores nacionais, e dois nomes famosos do exterior – O livro dos vilões reúne estes autores para uma coletânea de contos sobre vilões icônicos dos contos de fadas. As irmãs de Cinderela? Malévola? Madrastas e lobos? Carina Rissi, Cecily Von Ziegesar, Diana Peterfreund e Fábio Yabu estão aqui com a mensagem: este não é um livro tão bonzinho quanto o seu antecessor. · Cecily Von Ziegesar é a popular autora das séries It Girl e Gossip Girl, esta última que inspirou o seriado na televisão. · Diana Peterfreund é autora das séries Sociedade Secreta e Caçadora de Unicórnios. · Carina Rissi é autora dos populares Procura-se um marido e Perdida, publicados pela editora Verus, que já venderam mais de 40 mil exemplares no Brasil. · Fábio Yabu já publicou, pela Galera, seu livro A última princesa.

O livro dos Vilões, assim como O Livro das Princesas é composto por 4 contos de fadas contados de uma maneira diferente. Cada autor com uma perspectiva distinta,permiti-nos conhecer melhor os vilões e mocinhos.

No conto "#stepsisters - Sobre Sapatos e Selfies", da Cecily Von Ziegesar conhecemos a Dizzy e Nastia, duas irmãs lindas, populares, ricas e gêmeas.Através das suas selfies, elas ganham milhares de seguidores e curtidas todos os dias, sendo as mais bombadas da internet. No dia de um baile beneficente, as gêmeas querem chamar a atenção do Manchild, mas logo uma garota misteriosa aparece com o vestido dos sonhos e os sapatos que as gêmeas tanto queriam, mas que não tinha do seu número.

 A nova “Princesa” chama atenção de todos, mas principalmente de Manchild.Essa releitura de “Cinderela” é super divertido e atual para nossos dias, chamando atenção para vaidade, egoísmo, inveja. Como a narrativa da autora é leve e contado em 3 pessoa,o conto acaba nos apresentando a Cindy também.

 "Ela nunca mais seria a mesma. Seria mais cruel, mais dura, completamente insensível. Não que fosse uma grande transformação, mas ela se sentia mais atrevida sabendo que não daria a mínima para nada nem ninguém, exceto, é claro, a irmã gêmea idêntica, que era praticamente uma extensão dela mesma." 

O segundo conto é da Carina Rissi e chama-se Menina Veneno. Obvio que eu estava esperando ansiosamente por este conto. A fábula da Branca de Neve ganha destaque, mas surpreende ao ser narrado pela Madastra.

Malvina é uma modelo internacional,famosa, rica e linda. Ela é a viuva de Henrique Neves, um famoso piloto de fórmula indy que morreu em uma de suas corridas. Ela não o amava, mas gostava de ter alguém que a admirasse e colocasse em um pedestal. Depois da sua morte, deixou além de heranças, a sua filha: Bianca.

Eu amo a Branca de Neve e ter essa história contada em primeira pessoa e pela Malvina foi envolvente. Carina conseguiu me prender até o fim, além de todos os elementos da história original estarem lá. Ao terminar o conto, eu fiquei naquela espera de mais.

"Foi quando ele desviou o olhar e sumiu de vista que eu soube. Eu queria aquele homem. Pela primeira vez em toda a minha vida, eu desejava alguém. E ele seria meu." 

Em "Quando Mais Afiado o Espinho" conhecemos Malena, uma adolescente que nunca tive uma vida normal, pois vem é de uma família onde a tradição é fazer poções, tornando-as conhecidas como bruxas. Ela com o desejo de ser uma adolescente normal, faz um acordo com sua mãe: ela passará a estudar todos os segredos da família ás noites e nos finais de semana sua mae a deixaria sair e cursar o Ensino Médio.

A mãe de Malena aceita o acordo e a filha tenta enturmar-se antes das aulas começarem, conhecendo Flo, Dawn e Marie que podem ser suas amigas, MAS só podem. Este conto foi mais leve e senti que a autora abordou levemente temas como o bullying, primeiro amor, falsas amizades, vingança.

"Ele é a única coisa que faz a serpente se afrouxar."

Este foi um dos contos que mais me surpreendeu: "A Menina e o Lobo". Por que o lobo é sempre tido como o maior vilão de todos? Por que ele só tem que soprar e assustar a vóvó? Por que tem que se tão assustador para as crianças? Por que o narrador faz todo esse trama? Fábio Yabu explica nesse conto de uma maneira incrivel.Questionamos várias coisas e as respostas que temos nos contos, a verdade é dita. É um conto divertido e emocionante; mistérios e confusões; amor e amizade.

Na realidade do conto, os personagens só podem dizer e fazer o que o narrador mandar, assim como está nos contos. Um ciclo fechado. Chapeuzinho não pode pegar outro caminho para a casa da vóvó, o Dunga não pode falar e o Lobo Mal tem que ser muito mal. Vários personagens presos pela trama do narrador. Em 100 páginas, desejei que os contos de fadas existissem e pude imaginar o que um livro desse autor traria.

 
"O mundo deles não faz sentido como o nosso, não tem fadas madrinhas, recompensas, finais felizes ou o bem vencendo o mal. Sabe como eles chamam isso? De "faz de conta". Para eles, só a morte é real. É uma vida muito triste." 

Eu amar contos de fadas não é novidade. Amar releituras, mais ainda. Espero que essa série de releituras de contos de fadas continue, porque preciso de mais. O livro é incrivel e eu mais que recomendo. Facil leitura, envolvente, emocionante, divertida e rapida. Você vai ser levado ao outro lado dos contos de fadas.

NOTA: 


divulgar

1 comentário


Comentário(s) pelo Facebook:

Um comentário:

  1. Amo vilões, estou mt ansiosa para ler esse livro, se você deu 5 estrelas, deve ser bom dms! Bjs Bia :)

    ResponderExcluir