• Cinema
  • Inspiração
  • Leitura
  • Música
  • Playlist
  • Resenha
  • Série
  • Texto
  • Vídeo
13 fevereiro 2016

Resenha:Naomi & Ely e a lista do não beijo - David levithan e Rachel Cohn ★★★


Naomi & Ely e A Lista do Não-Beijo

Título: Naomi & Ely e A Lista do Não-Beijo
Autores (as): David Levithan e Rachel Cohn
Editora: Galera
Páginas: 256
Ano:2015
Sinopse: "Sinopse - Naomi & Ely e A Lista do Não-Beijo - David Levithan - A quintessência menina-gosta-de-menino-que-gosta-de-meninos. Uma análise bem-humorada sobre relacionamentos. Naomi e Ely são amigos inseparáveis desde pequenos. Naomi ama Ely e está apaixonada por ele. Já o garoto, ama a amiga, mas prefere estar apaixonado, bem, por garotos. Para preservar a amizade, criam a lista do não beijo — a relação de caras que nenhum dos dois pode beijar em hipótese alguma. A lista do não beijo protege a amizade e assegura que nada vá abalar as estruturas da fundação Naomi & Ely. Até que... Ely beija o namorado de Naomi. E quando há amor, amizade e traição envolvidos, a reconciliação pode ser dolorosa e, claro, muito dramática."

Naomi&Ely, Ely&Naomi, tudo gira em torno desses dois inseparáveis amigos desde bebes, praticamente. Nenhum é conhecido separadamente. È aquele famoso: "pegue um, leve dois". Melhores amigos em tudo e a relação afetiva é tao grande, que fazem tudo junto, contam tudo um para o outro e conhecem cada mania e defeito do outro. Porém, tem um segredinho: Naomi é apaixonada por ElyMas ,Ely gosta de garotos. 

 Os dois praticamente tem os mesmos gostos, seja de roupas, seja de garotos e dai surge a   Lista do Não-Beijo, uma lista em que ambos entraram em consenso sobre alguns rapazes que nenhum deles pode beijar, tudo para preservar a amizade. E tudo estava funcionando, até que Ely beija o namorado de Naomi, Bruce Segundo.

    Assisti o filme no final de 2015 e eu gostei. Para mim, foi um dos mais bem feitos quando se associa quão fiel é ao livro. E por já ter lido livros do David Levithan, sabia que envolveria temas tabus, como homossexualidade e reflexões a respeito disso. Todavia, Naomi & Ely e A Lista do Não-Beijo não foi lá um livro maravilhoso, mas também não ruim. Foi um mais ou menos e indicado para pré-adolescentes.

   David Levithan e Rachel Cohn souberem me envolver na história, mas tanto a Naomi quanto o Ely são personagens egoístas, egocêntricos e por mais que a amizade seja quase perfeita, vi uma pitada de falsidade com essa relação.    O livro é narrado em terceira pessoa e contém uma linguagem bem informal, de modo que a leitura é rápida e bem dinâmica. Em cada capítulo os narradores são alternados, entre personagens secundários e protagonistas. Dando-nos uma visão geral de tudo.

 "Não existe alma gêmea... e quem gostaria que existisse? Não quero ser metade de uma alma compartilhada, quero a porra da minha própria alma.

   Outra coisa interessante é que os autores resolveram substituir palavras por símbolos. Uma mania de comunicação entre Naomi e Ely, por exemplo: "amor"=

Embora não tenha dado o máximo de estrelinhas, eu gostei do livro e gostei também do filme protagonizado por Victoria Justice e Pierson Fodé . O enredo é leve e discute de forma bem-humorada o homossexualismo e alguns temas adolescentes. Então, recomendo para quem adora Ya leve e bem juvenil.

Nota:★★★



divulgar

comentar


Comentário(s) pelo Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário