• Cinema
  • Inspiração
  • Leitura
  • Música
  • Playlist
  • Resenha
  • Série
  • Texto
  • Vídeo
15 dezembro 2016

Resenha: Placebo Junkies - J.C.Carleson

Placebo Junkies
Autora: J. C. Carleson
Páginas: 304
Editora: Fábrica231
Ano: 2016

Sinopse:Audie é uma jovem como qualquer outra, mas encontrou uma forma incomum de descolar uns trocados: ela serve de cobaia para a indústria farmacêutica. Neste irreverente romance, J.C. Carleson, ex-agente da CIA, mergulha no universo pouco conhecido, mas muito impressionante, dos voluntários em série de testes farmacológicos. Na tradição de Trainspotting e Drugstore Cowboy, doses cavalares de humor negro disputam espaço na trama com o drama de jovens que vivem no limite. No caso de Audie, ela precisa juntar dinheiro para oferecer a Dylan, seu namorado que tem uma doença terminal, uma festa de aniversário de 18 anos inesquecível. “Não há ganho sem dor”, ela repete, em meio aos efeitos colaterais das substâncias e procedimentos a que está sujeita e aos esquemas para lidar com eles. Mostrando as entranhas de um mundo desconhecido da maioria das pessoas, Placebo junkies arrancou elogios da crítica com sua narrativa original e completamente viciante.

Placebo Junkies é um dos ultimos lançamentos da Fábrica231, Editora Rocco. E logo, me deixou curiosa pelo título e trama. Um enredo em que as pessoas vendem seus corpos para a indústria farmacêutica em troca de dinheiro. Fato por mim pouco conhecido.

Audie, a protagonista do livro, é menor de idade e orfã. Vive com outros adolescentes em um pequeno apartamento, onde todos são voluntários e sobrevivem graças a testes da indústria farmacêutica.

“E isso, meus amigos, é muito mais do que qualquer outra pessoa jamais quis para mim. Então, claro, essa vida pode me matar. Mas, na minha experiência, a vida real mata você ainda mais rápido”.


Seu namorado, Dylan, tem câncer e ás vezes, Audie se sente mal por ter que  passar por procedimentos dolorosos de propósito, enquanto ele sofre constantemente por uma doença . Todavia, Audie e sua amiga Charlotte querem muito juntar um dinheiro extra, pois Audie pretende viajar com o namorado, e por isso, as duas se enfiam em tudo que é tipo de teste. Qualquer um, até mesmo os de alucinogenos e pouco supervisionados.

Uma trama envolvente, original, nunca lida por mim antes, todavia que se perdeu na metade do caminho. Sim, coisas são reveladas, descobrimos mais do que imaginamos, porém eu fiquei tão confusa com o final e sem entender qual seria a mensagem que a autora queria passar.

A leitura é fluida , rápida, com personagens que podem te cativar ou não, dependendo do seu gosto. Porém, faltou algo na história: explicações, drama, já que temos mais testes de drogas, amostras de urina e a continuidade disso tudo.

“O medo é o dom que não para de ajudar, um presente de aniversário das criaturas rastejantes e com crânios achatados das quais evoluímos. A disposição de dizer que se foda esta cena e fugir é o que manteve seus ancestrais Neandertais livres da ponta afiada de uma presa de mamute lanoso”.

Placebo junkies foi uma leitura inovadora , logo recomendo para pessoas que querem um tema diferente, sem grandes expectativas. 

“Todos temos nossas vidas de fantasia, não temos? Eu me dou conta de que há uma linha tênue entre delirante e ambicioso. Todos estamos basicamente na esperança de uma realidade melhor”.

Nota: ★★★



divulgar

comentar


Comentário(s) pelo Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário