• Cinema
  • Inspiração
  • Leitura
  • Música
  • Playlist
  • Resenha
  • Série
  • Texto
  • Vídeo
30 janeiro 2018

Resenha: O Ar Que Ele Respira, Brittainy C.Cherry



Título: O ar que ele respira (Série Elementos Volume 1)
Autora: Brittainy C. Cherry
 Páginas: 308
Gênero: Romance / Ficção/ Drama
Editora: Record
Ano : 2016
Sinopse:Como superar a dor de uma perda irreparável? Elizabeth está tentando seguir em frente. Depois da morte do marido e de ter passado um ano na casa da mãe, ela decide voltar a seu antigo lar e enfrentar as lembranças de seu casamento feliz com Steven. Porém, ao retornar à pequena Meadows Creek, ela se depara com um novo vizinho, Tristan Cole. Grosseiro, solitário, o olhar sempre agressivo e triste, ele parece fugir do passado. Mas Elizabeth logo descobre que, por trás do ser intratável, há um homem devastado pela morte das pessoas que mais amava. Elizabeth tenta se aproximar dele, mas Tristan tenta de todas as formas impedir que ela entre em sua vida. Em seu coração despedaçado parece não haver espaço para um novo começo. Ou talvez sim.
                                                              
Como descrever o misto de emoções que essa leitura me proporcionou? Adoro quando livros me ensinam algo, quando nos fazem mergulhar na sua trama e tocar a alma. Brittainy C. Cherry tocou minha alma, me deixou emocionada e me ensinou que o perdão e o amor tem um grande poder na vida de alguém.

A história é narrada tanto por Elizabeth quanto por  Tristan. Elizabeth está retornando para sua antiga vida. Depois da morte de seu marido, ela e sua filha voltam para sua cidade natal, onde  seus antigos amigos e sua casa que foi o lar de uma família feliz se encontrava. Enquanto tenta aceitar o passado e se manter inteira para cuidar de sua filha, Lizzie se depara com  Tristan Cole: um cara ignorante, esquisito da cidade. Tristan vive sozinho, isolado e é visto como perigoso, já que não cuida da própria aparência, porém desperta em Elizabeth uma atração que antes estava adormecida. Okay, isso parece estranho, não é? Mas, Lizzie vê além da fachada de grosseiro de Tristan e isso os aproxima. Entre segredos e surpresas do destino, Lizzie e Tristan descobrirão que seus corações são capazes de perdoar e amar de novo.

Era difícil olhar para ele. Parecia um homem devastado, mas cada uma das cicatrizes de sua existência me atraía."

Perder alguém nunca é fácil. Agora, imagina perder um ente querido?  Lizzie é uma personagem maravilhosa: é preciso força para cuidar da filha e se manter inteira após a perda do marido, para que não seja consumida pela dor de ter perdido seu amor. E Tristan: tanta dor está sob seus ombros, que foi difícil não sentir tudo, como se eu estivesse ao seu lado. Assim, Brittany consegue nos emocionar com historias trágicas de vida, mas um romance belo, evidenciando que o amor pode unir dois jovens devastados por suas perdas, quebrados pelo passado em um processo de cura e recomeço. Eu amei a união do casal, a forma como aconteceu e que nada foi imediato, tudo foi sendo construído, barreiras superadas e dores divididas para o crescimento de algo grandioso.

“Sabe aquele lugar entre os sonhos e os pesadelos? Aquele lugar onde o amanhã não chega e o passado não dói mais? O lugar onde seu coração bate em sintonia com o meu? Aquele lugar onde o tempo não existe e é mais fácil para de respirar? Quero viver nesse lugar lá com você."

A autora também aborda as inúmeras facetas do amor: o amor fraternal e nos faz sentir isso pelas suas palavras. A relação de Elizabeth e sua filha, por exemplo. Finalizei o livro querendo mais e extremamente feliz por ter lido algo renovador, apesar de algumas imperfeições, que acabaram ignoradas devido as emoções que senti. E sim, quero ler toda a série da Brittany logo ! Se você busca aprender grandes lições, leiam esse romance e sejam tocados pela escrita da Brittany.

“Às vezes, a pior parte de existir sem a pessoa que amamos é ter que se lembrar de respirar."


Nota:★(4,5/5)


divulgar

comentar


Comentário(s) pelo Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário