• Cinema
  • Inspiração
  • Leitura
  • Música
  • Playlist
  • Resenha
  • Série
  • Texto
  • Vídeo
31 janeiro 2018

Resenha: Sedução de seda #1, Loretta Chase


Título: Sedução da Seda

Série: As Modistas #1
Autor (a): Loretta Chase
Editora: Arqueiro
Páginas: 304
Ano: 2016
Sinopse: Talentosa e ambiciosa, a modista Marcelline Noirot é a mais velha das três irmãs proprietárias de um refinado ateliê londrino. E só mesmo seu requinte impecável pode salvar a dama mais malvestida da cidade: lady Clara Fairfax, futura noiva do duque de Clevedon. Tornar-se a modista de lady Clara significa prestígio instantâneo. Mas, para alcançar esse objetivo, Marcelline primeiro deve convencer o próprio Clevedon, um homem cuja fama de imoralidade é quase tão grande quanto sua fortuna. O duque se considera um especialista na arte da sedução, mas madame Noirot também tem suas cartas na manga e não hesitará em usá-las. Contudo, o que se inicia como um flerte por interesse pode se tornar uma paixão ardente. E Londres talvez seja pequena demais para conter essas chamas. Primeiro livro da série As Modistas, Sedução da seda é como um vestido minuciosamente desenhado por Loretta Chase: de cores suaves e românticas em alguns trechos, mas adornado com os detalhes perfeitos para seduzir.

Marcelline é  a mais velha das irmãs Noirot. Talentosa, ambiosa e uma determinada proprioetaria do ateliê em Londres. Para ela, vestir impecavelmente a Lady Clara, futura noiva do duque de Clevedon será o maior feito para que seu ateliê seja reconhecido pela nobreza Inglesa, já que as irmãs Noirot tem poucas clientes da alta sociedade. Para isso, Clara Fairfax será a chave para o prestigio da sua loja ao tornar sua fiel cliente. Assim, Marcelline vai convencer primeiro o próprio duque de Clevedon a convencer Clara de que é essencial que as irmãs Noirot a vistam adequadamente para sua futura posição. 


“ A vida não era uma roda que girava sem parar. Nunca voltava ao mesmo ponto. Não se limitava a um simples vermelho e preto e um leque de números. A vida ria da lógica. Sob o manto de ordem imposta pelo homem, a vida era uma total anarquia.”

O grande problema é que a sedução entre Marcelline e duque poderá se tornar mais que uma transição comercial, colocando em discussão as regras sociais que dizem que um duque quase noivo não deve se interessar por uma costureira. E ai? Será que essa  sociedade será pequena demais para tanta atração e confusão?

Minha primeira experiência com a Loretta Chase não poderia ter sido melhor. Adorei o fato da narrativa abordar o papel da mulher em uma sociedade do século XIX, que prezava as regras sociais. Ao relatar mulheres que sobrevivem do próprio trabalho e que amam o que fazem. Uma história fictícia mas que se assemelha com a realidade de muitas mulheres que lutam pelo seu negocio e seus sonhos. 

Outro ponto super positivo foi o quanto a autora aborda a rigidez das leis sociais do século XIX. Já que ao unir um duque e uma modista, lados opostos da sociedade, a autora discute o preconceito social. E eu amei esse romance: só evidenciou que o amor está acima de qualquer disparidade social.

“Quando olhou para baixo e seus olhares se encontraram, certo e errado perderam o sentido. Eram da mesma espécie e os semelhantes se atraem. Ele a desejava. E ela, que conseguia lê-lo sem dificuldades, havia dito uma verdade incisiva após a outra.Sim, ele continuaria a desejá-la até conseguir tê-la. Então, se tudo fosse consumado, ele poderia se libertar dela.”

O  Duque é um personagem ambíguo: ora quer seguir o papel social e ora quer se envolver com a modista, entrar na sua família e ama-la. A escrita da Loretta é divertida, surpreendente e apaixonante. A leitura foi divertida, os personagens são incríveis e o desfecho foi uma surpresa, apesar do final já ser algo que eu esperava.

Loretta Chase me ganhou a partir da apresentação de sua protagonista: uma dama nada comum do século XIX. A autora quebrou paradigmas quando criou uma personagem feminina independente, forte e trabalhadora, que faz de tudo pela sua família . A série As Modistas contará a vida das três irmãs que tiveram que batalhar pelo seu lar. O árduo trabalho e talento desde meninas, resultou em um dos ateliês mais especiais de Londres. Sedução da Seda é um romance sensual, irônico e uma historia de superação e força das mulheres.

"Contra todas as probabilidades, veio a esperança. Porque ela era uma sonhadora e uma conspiradora e ninguém pode sonhar ou conspirar sem esperança."

Nota:★(4,5/5)


divulgar

comentar


Comentário(s) pelo Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário