• Cinema
  • Inspiração
  • Leitura
  • Música
  • Playlist
  • Resenha
  • Série
  • Texto
  • Vídeo
13 março 2015

Resenha: True,Erin McCarthy



Título: True #1
Autora: Erin McCarthy
Série: True believers, 1
Páginas: 258
Editora: Verus
Ano:2015
Sinopse : Quando as colegas de quarto de Rory descobrem que a tímida e estudiosa garota nunca passou uma noite com um homem, decidem que vão ajudá-la a perder a virgindade contratando o confiante e tatuado Tyler para fazer o serviço, porém sem o conhecimento dela. Tyler sabe que não é bom o bastante para Rory. Ela é brilhante, enquanto ele está lutando para se formar na faculdade e conseguir um emprego, para, então, poder tirar seus irmãos mais novos da mãe drogada. Mas ele acaba aceitando a proposta, pelo menos como uma oportunidade de conhecer Rory melhor. Há algo nela que o intriga e o faz querer ficar por perto — mesmo sabendo que não deveria.
Divididos entre o bom senso e o desejo, os dois se veem envolvidos em uma relação apaixonada. Mas, quando a família desajustada de Tyler ameaça destruir seu futuro — assim como o dela —, Rory precisa decidir se vai cortar os laços com o perigoso mundo do namorado ou se vai seguir seu coração, não importa o preço a pagar.

Esse NA( New Adult) promete muito, apesar de não ter me surpreendido. Para mim foi: "é, ok, legal, mas nada tão novo". Mas, gostei e é isso ai. Aquele famoso cliche: bad boy e nerd timida. 

Rory é a tipica nerd tímida comparada com suas amigas: Jessia e Kylie. Tyler é o bad boy tatuado e misterioso. Depois de salvar Rory de uma situação horrível com seu amigo Grant, Tyler passa a "cuidar" dela, prestar mais atenção na garota quieta, que estuda invés de ir as festas com as amigas.Depois de revelar que é virgem, Tyler passa a se interessar mais. Com 20 anos e na faculdade de medicina, isso ele não esperava. Tyler passa a ser seu amigo, aparecer em todas as cenas e a soltando mais, nunca exigindo nada. Porém, Rory, desconfiada como é, estranha. Como um bad boy como ele pode querer passar tanto tempo com uma garota como ela?

"Solucei pela garotinha que eu tinha sido, que nunca entendeu porque eu não me encaixava, e pela percepção de que eu jamais em encaixaria. De que minha vida tinha sido feita para viver sozinha, com uma tênue barreira, feito um plástico esticado, entre mim e as outras pessoas, e de que meus pensamentos nunca eram capazes de andar em paralelo com os da maioria dos seres humanos"

O romance é fofo. O relacionamento de Rory e Tyler tem uns momentos divertidos e outros tensos. Mas, o cenário que se passa é traumatizante. Tyler tem que lidar com a mãe drogada, cuidar dos seus irmãos, trabalhar e estudar para garantir um futuro para seus irmãos. O cara tatuado, misterioso mostra-se divertido, carinhoso e humilde. Acho que foi nessas partes que eu também me apaixonaria facil pelo Tyler. True é uma leitura tão rápida e quando você nota, já acabou, mas a história ainda continua com outros livros. O enrendo é clichê, mas gostei do modo como a autora desenrolou a história. Leitura descontraída, dramática e sem mimimi.

"Foi aí que eu percebi que seria muito fácil me apaixonar por Tyler Mann.
 E que, se eu quisesse que o meu coração fosse partido em um milhão de pedaços, eu precisava ser muito, muito cuidadosa para não fazer isso."

A série “True Believers”  é composta por outros três livros, além de True : Sweet(Doce), que traz a história de Jessica; Believe (Acredite), que traz a história de Robin; Shatter (Despedaçar) traz a história de Kylie. Gostei mais das capas americanas do que a capa de True brasileira, mas acho que deveria ter capas melhores e que combinassem com os personagens. 

              

NOTA : ★★★


divulgar

2 comentários


Comentário(s) pelo Facebook:

2 comentários:

  1. Olá !
    Ultimamente tenho visto muitas resenhas desse livro. Foi assim que o conheci e assim que comecei a ter vontade de lê-lo. Todas as opiniões pareciam muito com a sua, por isso acho que vou gostar bastante. Me parece que tem uma vibe meio Belo Desastre e eu com certeza vou tentar comprá-lo ainda no mês que vem !

    Beijos,
    Bia

    www.nasuaestanteblog.blogspot.com | @NaSuaEstante_

    ResponderExcluir