• Cinema
  • Inspiração
  • Leitura
  • Música
  • Playlist
  • Resenha
  • Série
  • Texto
  • Vídeo
24 janeiro 2018

Resenha: O sorriso da hiena, Gustavo Ávila


Título: O Sorriso da Hiena

Autor: Gustavo Ávila
Editora: Verus
Páginas: 266

Ano: 2017
Sinopse:É possível justificar o mal quando há a intenção de fazer o bem? Uma trama complexa de suspense e jogos psicológicos Atormentado por achar que não faz o suficiente para tornar o mundo um lugar melhor, William, um respeitado psicólogo infantil, tem a chance de realizar um estudo que pode ajudar a entender o desenvolvimento da maldade humana. Porém a proposta, feita pelo misterioso David, coloca o psicólogo diante de um complexo dilema moral. Para saber se é um homem cruel por ter testemunhado o brutal assassinato de seus pais quando tinha apenas oito anos, 
David planeja repetir com outras famílias o mesmo que aconteceu com a sua, dando a William a chance de acompanhar o crescimento das crianças órfãs e descobrir a influência desse trauma no desenvolvimento delas. Mas até onde William será capaz de ir para atingir seus objetivos? Em O sorriso da hiena, o leitor ficará fisgado até a última página enquanto acompanha o detetive Artur Veiga nas investigações para desvendar essa série de crimes que está aterrorizando a cidade.

De onde vem a maldade? De uma consequência da vida ou de uma resposta a um acontecimento? Gustavo Ávila em O Sorriso da Hiena, discute os ângulos desse questionamento e através de um romance policial permite ao leitor explorar as perguntas e suas possíveis respostas.

David , aos 8 anos, assistiu brutalmente ao assassinato dos seus pais. Depois de muitos anos, ele resolve fazer o mesmo com outras crianças para que elas possam ser analisadas em um estudo sobre o desenvolvimento da maldade humana. Para isso, ele precisará da ajuda de William, um psicólogo famoso por essa questão. Enquanto William se encontra dividido se aceitará ou não o acordo, já que se recusar, evitará algo cruel com pessoas inocentes e se aceitar, poderá ajudar outros ao impedir que os mesmos acontecimentos apareçam. Artur é o detetivo responsável pelo caso. Ele possui um tipo de autismo, a Síndrome de Asperger, que afeta sua forma de  comunicação e socialização.

O Sorriso da Hiena é narrativa em terceira pessoa , pelas perspectivas de William,David, Artur( investigador responsável pelo caso do assassinato). O thriller policial é instigante e reflexivo. Além de estarmos dentro do caso, também acompanhamos as escolhas dos personagens e se Arthur conseguirá ou não solucionar a situação. Ele também é um personagem cativante: sua sinceridade e determinação é sem limites. ⠀⠀

"O mal é um estado natural do ser humano, que nasce sem a noção do que é certo ou errado, sem a consciência moral, agindo para saciar suas necessidades, movido apenas pelos seus instintos selvagens."

O Sorriso da Hiena levanta questionamentos sobre a psiqué humana. Refletimos pelas perguntas feitas, pelas atitudes, que definem o rumo da obra.Esse é um daqueles livros que perturbam, impactam e não conseguimos parar de ler por nada.Gustavo também trouxe a realidade policial do nosso país: marcada pela dificuldade que a polícia encontra durante as investigaçoes, os conflitos de interesses ...

“Basta a vida acertar o lugar certo para despertar o pior em qualquer pessoa.”

A minha única crítica é que em alguns pontos o autor foi um pouco explicativo demais . Se você é fã do gênero ou quer se aventurar em um livro desse tipo, O Sorriso da Hiena é uma ótima opção.
 Inteligente, perturbador e conflituoso do começo ao fim, @gus_avila nos leva a reflexão a todo momento com a seguinte questão:  um ato cruel pode ser justificável quando possui o intuito de fazer o bem?
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀



Nota:★(4,5/5)
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀


divulgar

comentar


Comentário(s) pelo Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário