• Cinema
  • Inspiração
  • Leitura
  • Música
  • Playlist
  • Resenha
  • Série
  • Texto
  • Vídeo
17 abril 2014

Trilogia Divergente , Veronica Roth

Por Bia Leite

Trilogia Divergente: Divergente, Insurgente, Convergente
Autor(a): Veronica Roth
Editora: Rocco
Páginas: Divergente (502 p.), Insurgente (512 p.), Convergente (526 p.)
"Numa Chicago futurista, a sociedade se divide em cinco facções – Abnegação, Amizade, Audácia, Franqueza e Erudição – e não pertencer a nenhuma facção é como ser invisível. Beatrice cresceu na Abnegação, mas o teste de aptidão por que passam todos os jovens aos 16 anos, numa grande cerimônia de iniciação que determina a que grupo querem se unir para passar o resto de suas vidas, revela que ela é, na verdade, uma divergente, não respondendo às simulações conforme o previsto. A jovem deve então decidir entre ficar com sua família ou ser quem ela realmente é. E acaba fazendo uma escolha que surpreende a todos, inclusive a ela mesma, e que terá desdobramentos sobre sua vida, seu coração e até mesmo sobre a sociedade supostamente ideal em que vive."
    Bom, o filme já estreou em alguns países e aqui no Brasil estreou ontem :D Vou confessar que só fui ler os livros, quando vi o trailer de Divergente a alguns meses atrás. Gostei muito, muito e vi que tem muitas resenhas positivas em diversos blogs, então comprei todos e li só os dois primeiro por enquanto.
    Cada livro tem mais de 500 páginas e haja história para contar viu?O livro consegue te prender até o fim, são vários detalhes e tudo flui tão naturalmente que não cansa. A narrativa é em primeira pessoa, ou seja, Tris.
   O livro é cheio de ação, do inicio ao fim, e ao mesmo tempo dando espaço para cenas para as dificuldades, conflitos, sentimentos e emoção de Beatrice, e, as vezes até para os outros personagens os quais aparecem na história. O livro não dá somente relevância aos momentos com mais adrenalina, mas também aos momentos mais sentimentais e aos momentos os quais podemos conhecer melhor todos os personagens de "Divergente".


     A história é uma distopia, em uma versão futurística da cidade de Chicago Beatrice vive com sua família em uma sociedade que se divide em cinco facções: Abnegação, Erudição, Audácia, Amizade e Franqueza e cada uma delas cultiva uma virtude do ser humano.
Ao completar 16 anos cada jovem dessa sociedade deve escolher uma facção através de um teste de aptidão .No teste de aptidão de Beatrice algo surpreendente acontece  e ela acaba fazendo uma escolha que surpreende a todos, sua família e ela mesma.

     Beatrice escolhe seguir para a Audácia, facção que que tem como virtude a coragem.
A Audácia define a coragem e a bravura como a principal característica do ser humano, eles proporcionam treinamentos de combate, uso de armas e preparam seus corpos e principalmente a mente para conseguir ultrapassar desafios e possíveis ameaças. Eles são responsáveis pela proteção dessa sociedade .
    Beatrice que agora se chama Tris, uma iniciando da Audácia é submetida a uma série de testes, que são separados por duas fases. Para ser considerada um membro Tris tem que passar em todos eles.
Em seu primeiro dia de treinamento Tris conhece o seu instrutor. Quatro, um rapaz fascinante e totalmente inquestionável. 


E Como não se apaixonar pelo Quatro? Impossível, ele é tão sensato e misterioso, e... ♥
A Tris começa a desenvolver sua força e coragem através dos treinamentos, e vocês verão o que vai acontecer , porque se eu contar tudo, perder a graça.

     O livro é incrivel e recomendo a todos. O filme é incrivel, e eu amei a Shailenne Woodley no papel de Tris, porque ela está maravilhosaaaa (ênfase a mais né? Porque agora vem "A culpa é das estrelas *-*).


"Os seres humanos, de uma maneira geral, não conseguem ser bons por muito tempo antes que o mal penetre novamente entre nós e nos envenene.” – pág 454


divulgar

comentar


Comentário(s) pelo Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário