• Cinema
  • Inspiração
  • Leitura
  • Música
  • Playlist
  • Resenha
  • Série
  • Texto
  • Vídeo
31 agosto 2014

Resenha :Cartas de amor aos mortos,Ava Dellaira



Titulo:Cartas de amor aos mortos
Autora:Ava Dellaira
Ano:2014
Editora: Seguinte ( Selo Companhia das Letras)
Páginas:337
Sinopse:Alguns segredos só conseguimos contar aos nossos maiores ídolos.Tudo começa com uma tarefa para a escola: escrever uma carta para alguém que já morreu. Logo o caderno de Laurel está repleto de mensagens para Kurt Cobain, Janis Joplin, Amy Winehouse, Heath Ledger, Judy Garland, Elizabeth Bishop¿ apesar de ela jamais entregá-las à professora. Nessas cartas, ela analisa a história de cada uma dessas personalidades e tenta desvendar os mistérios que envolvem suas mortes. Ao mesmo tempo, conta sobre sua própria vida, como as amizades no novo colégio e seu primeiro amor: um garoto misterioso chamado Sky.Mas Laurel não pode escapar de seu passado. Só quando ela escrever a verdade sobre o que se passou com ela e com a irmã é que poderá aceitar o que aconteceu e perdoar May e a si mesma. E só quando enxergar a irmã como realmente era: encantadora e incrível, mas imperfeita como qualquer um, é que poderá seguir em frente e descobrir seu próprio caminho.

Laurel é uma adolescente de 15 anos, garota boa e inocente, quieta e isolada, a qual passa uma semana com seu pai e outra com sua tia Amy. Antes da morte de sua irmã May, seus pais haviam se divorciado e depois da morte de May, a mãe foi morar na Califórnia.

Quero ser purificada, quero queimar todas as lembranças ruins. E talvez a paixão faça isso. Que uma vida, uma pessoa, um momento que você precisa manter, fique com você até a eternidade.

Laurel decide começar o ensino médico em uma escola nova, onde esperava que ninguém soubesse da morte de sua irmã May e a lembrasse dela. Hannah e Natalie viram suas amigas e um novo sentimento surge entre as duas. Elas são meninas que não são lá boa companhia: bebem, fumam maconha e namoram muito. Laurel é introduzida nesse novo mundo, o qual antes era totalmente inocente.

Srt.Buster, sua professora de inglês, passa uma atividade, na qual ela terá que escrever uma carta para alguém que já morreu. Laurel escreve para vários idolos da sua irma: Kurt Cobain, Amy Winehouse, Judy Garland, Amelia Earhart, River Phonix e sua irmã, May. Porém, Laurel não entrega sua atividade e vai escrevendo cartas pelo resto do ano.

"Tem coisas que não posso contar pra ninguém além das pessoas que já não estão mais aqui."

Quando li "Cartas de amor aos mortos" comparei ao livro " As Vantagens de ser Invisível", escrito em cartas e com questões tratadas : homossexualidade, estupro, violência física, suicídio.O livro é todo escrito por cartas, eu adoro ! Pequenos capítulos e uma leitura que flui e emociona.

(...) Você acha que conhece alguém, mas essa pessoa sempre muda, e você também está em transformação. De repente entendi que estar vivo é isso. Nossas próprias placas invisíveis se movem em nosso corpo, e se alinham à pessoa que vamos nos tornar.

A cada carta descobrimos mais sobre May e sua vida "perfeita" aos olhos de Laurel, a família desestruturada, os segredos de Laurel. Eu queria, na verdade, abraçar Laurel e dizer a ela que não teve culpa de nada, porque a Laurel se culpa por tudo no livro. Cartas de amor aos mortos é um livro incrível, drama, sensibilidade e criatividade estão nele.

É um livro que precisa ser sentido e doído. Recomendado para quem gosta de histórias sensíveis, dramas com temas fortes e uma leitura que vai fazer você sentir a vida de alguém.

 NOTA: 


divulgar

comentar


Comentário(s) pelo Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário