• Cinema
  • Inspiração
  • Leitura
  • Música
  • Playlist
  • Resenha
  • Série
  • Texto
  • Vídeo
25 janeiro 2015

Resenha: A lista de Brett, Lori Nelson Spielman



Título: A Lista de Brett
Autora: Lori Nelson Spielman
Editora: Verus
Páginas: 364
Ano: 2014
Sinopse: Brett Bohlinger parece ter tudo na vida — um ótimo emprego como executiva de publicidade, um namorado lindo e um loft moderno e espaçoso. Até que sua adorada mãe morre e deixa no testamento uma ordem: para receber sua parte na gorda herança, Brett precisa completar a lista de sonhos que escreveu quando era uma ingênua adolescente. Deprimida e de luto, Brett não consegue entender a decisão de sua mãe — seus desejos adolescentes não têm nada a ver com suas ambições de agora, aos trinta e quatro anos. Alguns itens da lista exigiriam que ela reinventasse sua vida inteira. Outros parecem mesmo impossíveis. Com relutância, Brett embarca numa jornada emocionante em busca de seus sonhos de adolescência. E vai descobrir que, às vezes, os melhores presentes da vida se encontram nos lugares mais inesperados.

Quem nunca (principalmente ,as meninas) fez uma lista de sonhos ou desejos quando adolescente? A lista de Brett começa com o luto pela mãe exemplar Elizabeth Bohlinger, tendo perdido a luta para o cancer de ovário, deixando sua filha Brett sem chão. Brett era a mais ligada entre todos os seus irmãos.

No dia da leitura do seu testamente, os bens deveriam ser divididos igualmente entre ela e seus irmaos: Jay e Joad. Enquanto, os homens ficam com sua herança. A esposa de Joad é nomeada presidente da empresa Bohlinger, coisa que Brett achava que iria levar o cargo. Mas, ela fica sem herança.

A unica coisa que resta a ela uma lista de sonhos, que sua mãe encontrou e listou os 10 itens mais importantes para que fossem concluídos em 12 meses. Ela contará com a ajuda do advogado, o Dr.Brad Midar. Ela tem 12 meses para realizar os 10 itens de sua lista e receber sua parte da herança. O que começa como uma obrigação se torna uma experiencia de vida para Brett. 

Sou uma pessoa de muita sorte. Mas há um limite para o que as fadas madrinhas podem fazer. Eu acho que cada um tem o poder de realizar os próprios desejos. Só precisamos encontrar coragem para isso. 

O livro é tão delicioso e cheio de reviravoltas amorosas, que sinto como se conhecesse a Brett e sua mae, Elizabeth. É um livro com uma lista enorme de lições para nossa vida e já se tornou um romance queridinho de 2015, cheio de personagens carismáticos e únicos. É das palavras diretamente para coração. E você? Vai dar uma chance para que a lista de Brett mude um pouco sua vida?

"Continue se obrigando a fazer coisas que lhe dão medo, querida. Assuma os riscos e veja onde aterrisa, pois são eles que fazem a jornada valer a pena.

A lição mais importante do livro é que quando amadurecemos e crescemos, as vezes nos conformamos com o que temos e com aquela rotina sem graça que insistimos que é nossa felicidade. Acomodamos nossos sonhos, e guardamos nossos desejos. Mudar, de inicio é dificil, temos medo e bate aquela insegurança, mas precisamos acreditar que tem tanta coisa boa para nós pelo mundo a fora, para ver e fazer acontecer. Mudando o sentido de nossas vidas.

O amor é a única coisa sobre a qual você nunca deve chegar a um meio-termo.

  NOTA : ★★★★



divulgar

comentar


Comentário(s) pelo Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário