• Cinema
  • Inspiração
  • Leitura
  • Música
  • Playlist
  • Resenha
  • Série
  • Texto
  • Vídeo
12 abril 2015

Resenha: Ligações, Rainbow Rowell

Ligações
Título: Ligações
Autora: Rainbow Rowell
Páginas: 304
Editora: Novo Século
Ano: 2015
Sinopse : Ligações - GEORGIE MCCOOL sabe que seu casamento está estagnado. Tem sido assim por um bom tempo. Ela ainda ama seu marido, Neal, e ele também a ama, profundamente – mas o relacionamento entre eles parece estar em segundo plano a essa altura.

Talvez sempre esteve em segundo plano.

Dois dias antes da tão planejada viagem para passar o Natal com a família do marido em Omaha, Georgie diz a ele que não poderá ir, por conta de uma proposta de trabalho irrecusável. Ela sabia que ele ficaria chateado – Neal está sempre um pouco chateado com Georgie –, mas não a ponto de fazer as malas e viajar sozinho com as crianças.
Então, quando Neal e as filhas partem para o aeroporto, ela começa a se perguntar se finalmente conseguiu. Se finalmente arruinou tudo.
Mas Georgie estava prestes a descobrir algo inacreditável: uma maneira de se comunicar com Neal no passado. Não se trata de uma viagem no tempo, não exatamente, mas ela sente como se isso fosse uma oportunidade única para consertar o seu casamento – antes mesmo de acontecer…
Será que é isso mesmo o que ela deve fazer?
Ou ambos estariam melhor se o seu casamento jamais tivesse acontecido?


O que você faria se tivesse um certo telefone fixo na casa dos seus pais, que te ligasse ao passado? Nesse novo livro da Rainbow, Georgie McCool trabalha como roteirista com Seth, seu melhor amigo desde a faculdade. Eles estão escrevendo um roteiro para um novo seriado, com chances de sucesso, porém Georgie e seu amigo tem poucos dias para preparar os primeiros episódios. Georgie é casada com Neal e tem duas filhas pequenas: Naomi e Alice. 

Com seu trabalho bem sucedido na televisão, Neal é responsável por cuidar das crianças e é um pai dono de casa. Na semana anterior ao Natal, Georgie tem a chance que sempre esperou para escrever o seriado que sempre sonhou com Seth, mas terá que cancelar suas férias de natal com sua família para finalizar todo o projeto. Sendo assim, Neal viaja sozinho com as crianças para Omaha, cidade dos seus pais e Georgie fica na Califórnia para dar andamento ao seu seriado. 

Com aquele sentimento inacabado de que Neal viajou com raiva, e percebendo que seu casamento tem vivido uma crise, ela se preocupa. Liga para Neal, mas suas ligações caem na caixa postal. Então, Georgie usa o telefone fixo do seu antigo quarto na casa da sua mãe e consegue falar com Neal. Mas, não o adulto e sim o Neal de 1998, quando eles começaram a namorar e tiveram um desentendimento na semana antes do Natal naquele ano. Ela percebe que está conversando com seu futuro marido de vários anos atrás e por meio de lembranças e tentativas de acerto, ela tenta consertar seu presente.

 "Como é que alguém pode saber se o amor é suficiente? É uma pergunta idiota. Tipo, se você se apaixona, se tem essa sorte, quem é você pra questionar se isso basta pra te fazer feliz? (...)
- Só porque você ama uma pessoa, isso não significa que as suas vidas vão combinar.
- A vida de ninguém combina. Combinar é algo em que se trabalha. É algo que você faz acontecer. Porque ama o outro. "

Diferente das narrativas anteriores, Rainbow mistura as lembranças do passado de Georgie e Neal, com humor de 1998. A viagem no tempo marca esse livro. O que você mudaria se pudesse viajar um pouco no tempo? A Rainbow tem aquele extra geek nos seus livros, por exemplo, em Fangirl temos o fanfic; em Eleanor e Park , os HQ's. E isso, já me deixou louca para virar as páginas,desejando saber o que aconteria nesse relacionamento.

Ligações é um romance leve e com tom de nostalgia, com pontos altos, como o casamento e seus envolvimentos. Sobreviver ao tempo no amor é um desafio, imagina segurar sua vida por um fio de telefone. Divertido, leve e puro romance. Tem uma super entrevista da Rainbow , confere aqui na página da Editora Novo Século.

NOTA: ★ ★ ★ ★  ♥


divulgar

comentar


Comentário(s) pelo Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário