• Cinema
  • Inspiração
  • Leitura
  • Música
  • Playlist
  • Resenha
  • Série
  • Texto
  • Vídeo
28 julho 2016

Resenha:Garoto 21 - Matthew Quick

Garoto 21Titulo: Garoto 21
Autor(a): Matthew Quick
Editora: Intrínseca
Ano: 2016
Páginas: 272
Gênero: Romance juvenil
Sinopse:Repetir um movimento várias e várias vezes ajuda a clarear a mente uma lição que Finley aprendeu muito cedo, nas quadras de basquete. Numa cidade comandada pela violência do tráfico e da máfia irlandesa, vestir a camisa 21 e dar o sangue em quadra é sua válvula de escape. Vinte e um também é o número da camisa de Russ, um gênio do basquete. Ou pelo menos era. Recém-chegado à cidade de Bellmont depois de ter a vida virada de cabeça para baixo por uma tragédia, a última coisa que ele quer é pegar de novo numa bola. Russ está confuso, parece negar o que lhe aconteceu e agora se autointitula um alienígena de passagem pela Terra. Finley recebe a missão de ajudá-lo a se recuperar e, para isso, precisará convencê-lo a voltar a jogar, mesmo sob o risco de perder seu lugar como estrela do time. Contra todas as probabilidades, Russ e Finley se tornam amigos e, por mais estranho que pareça, a presença de Russ poderá transformar a vida de Finley completamente. Uma emocionante história sobre esperança, amizade e redenção, com a prosa sensível e inteligente de Matthew Quick.

Finley é um garoto bom, que vive com o pai e o avô deficiente. Tranquilo e calado, teve uma infância marcada pela violência e se acostumou com o silencio e os segredos.E nessa época ele descobriu seu amor pelo basquete e logo conquistou seu lugar no time da escola com sua melhor amiga e namorada Erin. Mesmo não tendo nascido com o talento nato, seu esforço e dedicação manteve sua posição no time e quem sabe futuramente conseguiria uma bolsa para a faculdade e sairia de Bellmont, um lugar dominado pelo tráfico e pela violência, onde as pessoas eram reféns dos mafiosos.

Erin é uma a garota falante e cheia de vida, que sempre jogou basquete com Finley na infância e desde entao tornou-se sua melhor amiga e namorada. A rotina de Finley é perturbada quando seu treinador o incumbe de uma tarefa: ajudar Russ a se enturmar e se recuperar de alguma forma do seu passado. Finley não entende o porquê foi resignado para tal, mas obedece sem questionar. Guarda os segredos de Russ e suas loucuras de Garoto 21. Porém, nem o medo de perder sua posição para Russ no basquete o faz desistir de ajudar o novo amigo na sua adaptação atual.

Comecei a ler ás 8:30 da manhã e não consegui mais parar. Esse novo livro do Matthew Quick é incrível, profundo e devastador de algumas formas. A narrativa fluiu e so evoluiu. Algumas sub tramas são abordadas e desenroladas sem perder o foco. Finley é um dos personagens mais excêntricos do livros. Calado, mas sua mente ferve em pensamentos e divergências. Refém do silencio do seu bairro, dos seus medos e ansiando pela felicidade de alguma forma. Nossa, terminei o livro SEM PALAVRAS. Chocada com a quantidade de vezes que me preocupei com os personagens como se estivessem na minha realidade e foi tenso mesmo.

Finley é a personificação do bom caráter que muitas pessoas possuem, ao pensarem mais na necessidade dos outros do que nas suas. E aos poucos a história vai se revelando e os segredos vão sendo revelados. Dois garotos com perdas profundas, com diferentes formas de lidar, mas que conseguem entender um ao outro. O silêncio é de certa forma a proteção deles, que por não conseguirem se abrir com ninguém, guardam suas feridas e poupam a sua dor dos outros. Consigo entender perfeitamente essa sensação e por isso a história remexeu muito dentro de mim.

 Garoto 21 foi uma das melhores leituras do ano. Um livro com uma intenso carga emocional, que me marcou sem dúvidas. Sofri, sorri e senti na pele todas as emoções e sensações descritas por seu autor. A verdadeira amizade é mostrada pela sua grande importância quando estamos no fundo do poço e mantemos a esperança através de uma mão amiga, e assim nos rendemos ao medo e submergimos a superfície. RECOMENDO DEMAIS O LIVRO, são tantas coisas a serem faladas sobre que decido encerrar sem delongas e em poucas palavras o que senti ao lê-lo. 

Nota: ★★★★★



divulgar

comentar


Comentário(s) pelo Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário