• Cinema
  • Inspiração
  • Leitura
  • Música
  • Playlist
  • Resenha
  • Série
  • Texto
  • Vídeo
21 agosto 2017

Resenha:A guerra que salvou minha vida - Kimberly Brubaker Bradley



Título:A GUERRA QUE SALVOU A MINHA VIDA

Autora: Kimberly Bradley

Editora: Darkside Books
Páginas: 234
Ano: 2017
Sinopse: Ada tem dez anos (ao menos é o que ela acha). A menina nunca saiu de casa, para não envergonhar a mãe na frente dos outros. Da janela, vê o irmão brincar, correr, pular – coisas que qualquer criança sabe fazer. Qualquer criança que não tenha nascido com um “pé torto” como o seu. Trancada num apartamento, Ada cuida da casa e do irmão sozinha, além de ter que escapar dos maus-tratos diários que sofre da mãe. Ainda bem que há uma guerra se aproximando. Os possíveis bombardeios de Hitler são a oportunidade perfeita para Ada e o caçula Jamie deixarem Londres e partirem para o interior, em busca de uma vida melhor. Kimberly Brubaker Bradley consegue ir muito além do que se convencionou chamar “história de superação”. Seu livro é um registro emocional e historicamente preciso sobre a Segunda Guerra Mundial. E de como os grandes conflitos armados afetam a vida de milhões de inocentes, mesmo longe dos campos de batalha. No caso da pequena Ada, a guerra começou dentro de casa. Essa é uma das belas surpresas do livro: mostrar a guerra pelos olhos de uma menina, e não pelo ponto de vista de um soldado, que enfrenta a fome e a necessidade de abandonar seu lar. Assim como a protagonista, milhares de crianças precisaram deixar a família em Londres na esperança de escapar dos horrores dos bombardeios. Vencedor do Newbery Honor Award, primeiro lugar na lista do New York Times e adotado em diversas escolas nos Estados Unidos.

Eu  amo livros que se passam na Primeira e Segunda Guerra Mundiais, pois são nelas que verdadeiras histórias reais, tristes e inspiradoras acontecem em um dos momentos mais destruidores da humanidade. A Guerra Que Salvou A Minha Vida transcende suas páginas, a emoção se expande no leitor e toca profundamente ao ser lido. Se a resenha estiver incompleta ou se meus sentimentos estiverem um caco, não se surpreendam, pois esse livro me arrebatou, destruiu e conquistou inexplicavelmente.

A Guerra Que Salvou A Minha Vida contará a história da Ada , uma menina que tem quase 12 anos e que nasceu com o pé torto. Por isso, sua mãe a trata como “aleijada”, prendendo-a dentro de casa para esconder a sua vergonha da filha. Quando a Segunda Guerra Mundial começa as crianças precisam sem evacuados de Londres, já que pode ser que haja um ataque. Nisso, Ada vê uma oportunidade para fugir da sua realidade, e levando seu irmão mais novo , eles partem para o interior da Inglaterra e isso mudaria tudo para os dois.

 "Quando as coisas ficavam muito ruins, minha cabeça dava um jeito de escapulir. Eu sempre soube fazer isso. Podia estar em qualquer lugar, na minha cadeira ou dentro do armário, que conseguia não ver nada, não sentir nada. Eu simplesmente sumia."

Porém, quando chegam ao vilarejo , as crianças são escolhidas por famílias que querem abriga-las, mas Ada e Jamie são deixados de lado, por conta de suas roupas sujas e sua aparência. Entao, são levados para a casa de Suzan e deixados aos seus cuidados, mesmo que ela nunca tenha vivido com crianças. Ada passa a conhecer um outro lado da vida, um lado que pode ser bom e que ela jamais imaginaria.

Eu não vou prolongar a história, pois quero que vocês tenham as mesmas sensações que tive lendo o livro. Quero que ele passe uma emoção pura e sem spoilers.Desejo que você sinta o misto de emoções que vivi lendo esse livro em algumas horas. Não é apenas mais um livro que se passa durante uma guerra, é uma experiência de sentir o mesmo que Ada e Jamie ( seu irmão) sentiam por todos os momentos difíceis que estavam passando.

“ Sua coragem, sua disposição e sua determinação levarão você á vitória”.

 Kimberly Brubaker Bradley  tem uma escrita fluida, simples e envolvente. O enredo é narrado em primeira pessoa, pela visão de Ada e só esse fator já nos leva a conhecer a personagem e os acontecimentos ao seu redor.

"- Vocês salvaram a minha vida, isso sim.

- Então agora estamos quites."


A Ada é uma garota inocente, que vive longe das pessoas por ignorância e maus tratos da parte de sua mae. Mas, não se engane com o quanto ela tornou-se forte, determinada e corajosa por fugir da sua realidade, viver em um lugar desconhecido e descobrir o mundo a fora.. Uma personagem que dá vontade de abraçar e não largar mais.

A Guerra Que Salvou A Minha Vida foi uma leitura emocionante, única e que de fato, me destruiu e me tocou ao mesmo tempo. Uma verdadeira história de amor, compaixão com o próximo e superação. E esse livro merece um lugar especial na sua estante e no seu coração.

“ Dei a mão a ela. Um novo e desconhecido sentimento me preencheu. Parecia o mar, a luz do sol, os cavalos. Parecia amor. Vasculhei minhas ideias e encontrei o nome: Felicidade.”


 Nota: ★★★★ 


divulgar

comentar


Comentário(s) pelo Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário