• Cinema
  • Inspiração
  • Leitura
  • Música
  • Playlist
  • Resenha
  • Série
  • Texto
  • Vídeo
14 fevereiro 2018

Resenha: Cress #3 (Crônicas Lunares), Marissa Meyer


Título: Cress
Autora:  Marissa Meyer
Editora: Rocco
Páginas: 496
Sinopse: Neste terceiro livro da série Crônicas Lunares, Cinder e o capitão Thorne estão foragidos e agora levam Scarlet e Lobo a reboque. Juntos, eles planejam derrubar a rainha Levana e seu exército. Cress talvez possa ajudá-los. A garota vive aprisionada em um satélite desde a infância, com a companhia apenas de telas, o que fez dela uma excelente hacker. Coincidência ou não, infelizmente ela também acabou de receber ordens de Levana para rastrear Cinder e seu bonito cúmplice. Quando um ousado plano de resgatar Cress dá errado, o grupo se separa. Cress enfim conquista a liberdade, mas o preço a se pagar é alto. Enquanto isso, Levana não vai deixar que nada impeça seu casamento com o imperador Kai. Cress, Scarlet e Cinder talvez não tenham a intenção de salvar o mundo, mas muito possivelmente são a última esperança do planeta.

“Todo mundo está tentando impressionar todo mundo. Tentando se fazer parecer mais inteligente ou mais confiante do que realmente é.”

Cress é o penúltimo livro das Crônicas Lunares e claro que foi surpreendente e avassalador. Não estou conseguindo me conter ao ler esses livros. Cress foi presa em um satélite entre a Terra e a Lua. De tempos em tempos , a mesma Sbyil leva suprimentos para ela. Ela sempre viveu aprisionada e sua única companhia são as telas de computador, o que faz dela uma excelente hacker. Sua missão é rastrear Cinder e seu cumplice, porém varias reviravoltas acontecerão e salvar o mundo não será uma tarefa tao simples assim.

“A atenção deixou Cinder pouco à vontade. Não por ela não se sentir lisonjeada, mas porque não estava acostumada. Não estava acostumada a ser aceita por estranhos, muito menos apreciada.”

Ah, o que falar da continuação? Fico cada vez mais envolta pela trama. E ainda mais impressionada com o quanto de inovação a autora usa. Meyer continua mostrando como as garotas são #girlpower.

 Os personagens continuam amadurecendo e dando o ar da graça no livro. Ah, Thorne , um capitão prepotente com o maior ego que já conheci, um humor fora do normal e tao conquistador.Um verdadeiro  Han Solo. Em determinados momentos, Thorne vai além do que eu imaginaria. Sua determinação e teimosia não são paleo para lutar por quem acredita. Cress é uma garota ingênua, que viveu afastada das pessoas e vive perdida no romantismo.Tem sonhos e desejos inocentes.  Ela cria fantasias para lidar com as piores situações, e seu coração é tao puro e desejeitado. Eu amei os detalhes da personagem e como a autora foi trabalhando isso. Thorne não é um príncipe, nem herói. E de certa forma, são perfeitos um para o outro.

A narrativa é frenética e o final é arrebatador. Definitivamente, Cress é meu livro favorito até agora. Continuo repetindo:Marissa Meyer é genial ao recontar os contos de fadas.E agora, mal posso esperar para ler  Winter. Será que vou sobreviver a essa aventura?

Marissa Meyer ainda consegue não deixar ninguém de lado, cada uma das protagonistas amadurece de alguma forma, e ela cumpre esse feito sem saturar a leitura em momento algum, apresentando uma trama dura, de sangue e sacrifícios, e fugindo do óbvio a cada página, me obrigando a derramar mais de uma ou duas lágrimas por esse livro.

Cress evidencia o crescimento da série: que passamos para uma nova fase, onde a realidade é ainda mais cruel do que se esperava, onde os romances fofos daram lugar as lutas de mulheres independentes que buscam o seu felizes para sempre.

Ela está vindo atrás de você, minha rainha, ela vai destruir você!

Nota:★(4,5/5)




divulgar

comentar


Comentário(s) pelo Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário