• Cinema
  • Inspiração
  • Leitura
  • Música
  • Playlist
  • Resenha
  • Série
  • Texto
  • Vídeo
15 agosto 2016

Resenha: O Mensageiro #3, Lois Lowry

O MensageiroTítulo: O Mensageiro
Autor: Lois Lowry
Editora: Arqueiro
Páginas: 160
Ano : 2016
Sinopse:Há seis anos, Matty chegou ao pacato Vilarejo. Sob os cuidados de Vidente, um cego que tem uma visão especial, ele amadureceu e se adaptou à nova vida. Agora, espera receber seu nome verdadeiro, que determinará seu valor ali, como ocorre com todos os habitantes.
Contudo, algo nefasto está se infiltrando no Vilarejo, e os moradores, antes orgulhosos de receber forasteiros, passam a exigir que as fronteiras sejam fechadas para se protegerem.
Por ser um hábil mensageiro, Matty é encarregado de avisar os outros povoados sobre o bloqueio. Sua missão também tem outro grande objetivo: buscar Kira, a filha de Vidente, antes que seja tarde demais.
Ele é o único capaz de viajar pela Floresta, que já provocou algumas mortes. O problema é que ela também está se tornando um lugar perigoso para o garoto. Mas muitos dependem de Matty. Então, armado apenas de um poder recém-descoberto, ainda incompreensível e incontrolável, ele se arriscará a fazer o que talvez seja sua última viagem.

SIM ! Depois que li O Doador de Memórias, da Lois Lowry, assisti ao filme e me apaixonei pela perspectiva de tudo. E não é à toa que esse último livro da série é uma mistura de realidade e fantasia, cheio de críticas sociais através de suas metáforas.

Em O Mensageiro, Matty  mora com o Vidente há seis anos no Vilarejo. Esse local é conhecido por abrigar forasteiros, pessoas que foram oprimidas, acolhendo e mantendo um clima amigável. Todavia, algo está se infiltrando no Vilarejo, mudando a rotina dos moradores e os motivando a fechar as fronteiras, para que nenhuma pessoa nova seja recebida. Matty é conhecido por sua habilidade como mensageiro e é encarregado de sair em busca de Kira, filha do Vidente, antes que as fronteiras se fechem e ela não possa mais estar com o pai.

Algo inesperado em O Mensageiro foi que temos a presença de Kira,  protagonista de A Escolhida e a  de Jonas, protagonista de O Doador de Memórias. Mostrando a existência de diferentes comunidades que coexistem em um mesmo universo.

O  clima em O Mensageiro é mais ameno do que os dois livros anteriores, que se mostram mais severos e cruéis com aqueles que são diferentes. Porém, a partir do momento que as coisas começam a mudar na comunidade, as reflexões se tornam mais intensas, refletindo sobre o caráter humano.

 A narrativa em terceira pessoa é fluida e simples. As metáforas são muitas, já que temos uma mistura de fantasia e realidade através do sentido figurado.  Finalizei o ultimo livro da Lois Lowry e fiquei extremamente tocada com o final e a delicadeza em que foi narrado. Uma série que recomendo demais por sua simplicidade e capacidade de envolver o leitor em um misto de fantasia e realidade.

Nota:★★★



divulgar

comentar


Comentário(s) pelo Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário