• Cinema
  • Inspiração
  • Leitura
  • Música
  • Playlist
  • Resenha
  • Série
  • Texto
  • Vídeo
13 março 2014

Escolhas.

 Por Bia L.



O sinal tinha parado. Eu tinha alguns segundos para relaxar e então acelerar de novo. Dessa vez, segui em frente, direto para casa. Nenhum atalho, nenhum lugar extra para ir. Fiquei pensando nessa pressão que suportamos todos os dias. De fazer o que nossos pais querem, de ser quem queremos e realizar nossos desejos. Desejei por alguns segundos que tudo hoje fosse diferente, que voltar no tempo pudesse ser uma escolha, mas nao era. Aos 17, queria ser médica. Um ano passou e nao consegui. Ouvi todos aqueles conselhos: estuda mais, nao desista e bla bla bla. As pessoas nao entendiam. Aos 17, eu queria ser independente. Morar sozinha, poder sair um pouco mais. Ler mais, ver mais filmes e estudar tranquila, sem ninguém a me perturbar. Eu só tinha 17 para escolher o futuro que queria. Estava confusa, nao queria seguir em frente agora. Ainda nao estava preparada. 
Aos 19, continuo aqui, esperando tudo acontecer e me esforçando para que isso aconteça. Estou mais madura, levei muitas quedas, chorei e sorri. Vi o sol nascer muitas vezes quando o céu estava nublado. E percebi que não preciso decidir minha vida aos 17. Nao preciso acertar tudo de primeira. Eu sei que o tempo passa, mas a vida continua. As quedas são necessárias para nos fazer crescer e finalmente estarei pronta para o que é reservado para mim no futuro.
Amadurecer leva um tempo. Crescer leva um pouco mais. Viver podemos fazer todos os dias. Escolhas são dificies, confusas e muitas vezes imprecisas. Carrego comigo uma mala ao meio de experiências, e o espaço vazio dela está esperando para ser preenchido. Daqui a alguns anos, estarei com a mala cheia e precisarei de outra para encher de momentos e sonhos ainda não realizados. Precisarei de mim inteira. E do meu desejo de realizar tudo o que sempre quis.


divulgar

comentar


Comentário(s) pelo Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário