• Cinema
  • Inspiração
  • Leitura
  • Música
  • Playlist
  • Resenha
  • Série
  • Texto
  • Vídeo
09 junho 2014

Resenha: O verão que mudou minha vida, Jenny Han



Título Original: The Summer I Turned Pretty
Série: Verão
Autora: Jenny Han
Editora: Galera Record
Páginas: 288
Ano: 2011
Sinopse: A vida de Belly é medida em férias de verão. Para ela, todas as coisas boas só acontecem entre os meses de junho e agosto, quando está na casa de praia junto a Susannah, única e melhor amiga de sua mãe e uma espécie de tia, e seus dois filhos, Jeremiah e Conrad. Mais do que irmãos postiços e companheiros de férias, os filhos de Susannah tornaram-se o centro das suas emoções. A véspera do aniversário de 16 anos de Belly marca também o fim daquele que parece ser o último verão onde estarão todos reunidos em Cousins Beach.
    Uma das minhas estações preferidas do ano é o verão. O cheiro do mar, as areias entre meus dedos.. sorte a minha por morar tão perto da praia. Mas, enfim, fiquei devendo a resenha dessa trilogia já faz muito tempo.

“Para mim não havia, nem há, nada melhor do andar na praia tarde da noite. Parece que a gente pode continuar andando para sempre, como se a noite toda fosse nossa, e o oceano também. Quando a gente anda na praia à noite, podemos dizer coisas que não se pode dizer na vida real. No escuro, a gente pode se sentir realmente próxima das pessoas. Pode-se dizer o que se quiser.”

     Belly, é a protagonista da nossa história. E a estaçao preferida dela é o verão,nessa epoca ela viaja com a mae ( Lauren) e seu irmao (Steve) para casa de uma amiga da sua mae, Suzanna. Sua mae e Suzanna sao amigas desde a faculdade. Belly ama Suzanna como se fosse sua mãe. Ela adora a praia, a casa de verão e a rotina de tudo isso junta com os filhos dela, Jeremiah e Conrad. Ambos sao diferentes, suas personalidades. Um é fofo e amoroso, o outro é mais fechado.
 Neste verão Belly está crescida e diferente.Belly tem uma queda por Conrad, o mais velho dos irmaos, mas ele nao parece saber, nem tao pouco se importar. É relatado é crescimento de uma garotinha imatura e sua transformação em adulta.

Foi aí que ele voltou, abriu a porta e fechou-a com força. E aquele momento entre nós, frágil e tênue, partiu-se ao meio. Terminou. Não adiantava imaginar o que ele ia dizer. Momentos, quando se perdem, não podem ser reencontrados. Simplesmente se vão. - See more at: http://www.fomedelivros.com/2013/05/resenha-o-verao-que-mudou-minha-vida.html#sthash.pKPH8BqY.dpuf
Foi aí que ele voltou, abriu a porta e fechou-a com força. E aquele momento entre nós, frágil e tênue, partiu-se ao meio. Terminou. Não adiantava imaginar o que ele ia dizer. Momentos, quando se perdem, não podem ser reencontrados. Simplesmente se vão. - See more at: http://www.fomedelivros.com/2013/05/resenha-o-verao-que-mudou-minha-vida.html#sthash.pKPH8BqY.dpuf
 "Às vezes é como se as pessoas fossem um milhão de vezes mais belas na nossa cabeça, como se as víssemos através de uma lente especial. Mas, por outro lado, se é assim que as vemos, talvez seja assim que elas realmente são."
O verão que mudou minha vida é uma das minhas trilogias preferidas. Jenny Han tem uma narrativa tao fluida, que simplesmente li em algumas outras e já queria os outros. Não é um livro clichê sobre adolescentes, é sobre perda, família e lembranças.Leve e encantador.
“E aquele momento entre nós, frágil e tênue, partiu-se ao meio. Terminou. Não adiantava imaginar o que ele ia dizer. Momentos, quando se perdem, não podem ser reencontrados. Simplesmente se vão.”

Nota : ★★★★
Foi aí que ele voltou, abriu a porta e fechou-a com força. E aquele momento entre nós, frágil e tênue, partiu-se ao meio. Terminou. Não adiantava imaginar o que ele ia dizer. Momentos, quando se perdem, não podem ser reencontrados. Simplesmente se vão. - See more at: http://www.fomedelivros.com/2013/05/resenha-o-verao-que-mudou-minha-vida.html#sthash.pKPH8BqY.dpuf
Foi aí que ele voltou, abriu a porta e fechou-a com força. E aquele momento entre nós, frágil e tênue, partiu-se ao meio. Terminou. Não adiantava imaginar o que ele ia dizer. Momentos, quando se perdem, não podem ser reencontrados. Simplesmente se vão. - See more at: http://www.fomedelivros.com/2013/05/resenha-o-verao-que-mudou-minha-vida.html#sthash.pKPH8BqY.dp


divulgar

comentar


Comentário(s) pelo Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário