• Cinema
  • Inspiração
  • Leitura
  • Música
  • Playlist
  • Resenha
  • Série
  • Texto
  • Vídeo
10 julho 2014

Nós

 Por Bia L.

Sei que eterno nada é, mas eu também queria um pedaço do infinito se alguém pudesse me dar.

Queria que pedisse pra voltar, só bastava dizer o que quero ouvir.

Queria maiores tempos para o amor, horas para viver um romance que fosse ao meu favor.

Queria que tudo fosse menos complicado e minha bagunça se referisse ao seu poder sobre mim mesma. Eu seria o furacão no nosso tempo.

Queria que nos fôssemos um.
Compartilhássemos segredos e guardássemos os mistérios necessários para mantermo-nos interessantes.

Queria drama, aventura, suspense, mas nunca a sensação de ser deixar para trás.

Queria que você cantasse para eu dormir, não importante se sua voz está no tom e timbre certos. Só cante e me abrace.

Queria que segurasse minhas mãos ao caminharmos na beira da praia; que corresse e me beijasse como se nada fosse acabar com a fúria de nossos corações. 
O tempo pararia para ao nos ver ao luar.

Calmo e acelerado. 
É isso que nos somos. 
Uma confusão de mentes.
 Uma história real. 
Adoráveis e perigosos se postos juntos. 
Uma bagunça. 
Lentos e rápidos.

Que tipo de amor é o nosso? 
O que pode superar o tempo, que podemos mudar de vida e viver nossas loucuras.
E quando, um dia qualquer de verão ou de inverno, no cair das folhas e no nascer das flores , nós encontramos na rua e tudo voltar. 
Vai ser assim ? Tão descomplicado. Tão entregue. Tão na cara.

Um desvio de rumos. 
Uma escolha e muitas decisões.
 E no final, você poderá vim até mim com o mesmo olhar que me viu a primeira vez, do sorriso que deu e aquele cheiro que insiste em ficar na minha memória. 
Eu espero por isso.
Eu anseio por isso.


divulgar

comentar


Comentário(s) pelo Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário