• Cinema
  • Inspiração
  • Leitura
  • Música
  • Playlist
  • Resenha
  • Série
  • Texto
  • Vídeo
01 outubro 2014

Resenha: Quase sem respirar, Rebecca Donovan



Título: Quase sem respirar #2- Trilogia Breathing
Autora: Rebecca Donovan
Editora: Pandorga
Páginas:558
Ano:2014 
Sinopse: A luta de Emma contra uma vida doméstica abusiva chegou a uma conclusão sufocante nos capítulos finais de “Uma razão para respirar”. Agora todos de Weslyn sabem seu segredo, mas Carol não poderá mais feri-la.
Alguns ainda são assombrados pelo horror daquela noite, e alguns devem enfrentar as consequências de suas próprias escolhas.
Fãs do romance de estreia de Rebecca Donovan vão descobrir que ainda há muito a aprender sobre a vida de Emma.

A continuação de Uma Razão para Respirar ainda me deixou sem respirar , haha. O primeiro livro da trilogia me deixou sem ar e louca com o final,sem saber o que esperar para o próximo. Obrigada a Editora Pandorga por ter lançado o segundo livro tao rápido. 

Emma viveu no inferno na casa de seus tios e ela agora terá que recomeçar, superar o inferno e encontrar cor na sua vida. Ela passa a morar com Sara, tendo Anna e Carl( pais de Sara) como tutores legais. Mas, nem tudo é perfeito e a mae de Emma volta para a  cidade e procura por ela. Sua mãe pede para morar com ela e Emma vai. 

Ansiando pela presença até então inexistente da mãe em sua vida. E lá vai Emma, para mais uma tortura na sua vida, só que dessa vez ela escolheu sem pensar nas consequencias Rachel é instável, alcoólatra carente e chega a ser cruel com as palavras, egoísta. Emma tem a cada dia que passa o vislumbre das escolhas erradas, afinal Rachel chega bebada em casa, diz verdades e coisas cruéis da vida de Emma e depois não lembra do ocorrido.

“Era isso o que estava acontecendo, estava presa em um ciclo de pesadelo sem fim.”

 Emma é assombrada por pesadelos todas as noites e nao dorme nada com sua mãe e seus encontros em casa. Até que ela encontrar Jonathan, alguém de quem ela diz estar muito apaixonada e querer algo série. Mas, ele é mais jovem que ela. Emma e Jonathan tem tantas coisas em comum, que passam a confortar ou tentar a ajudar um ao outro.  Essa conexão meche com Rachel, que não aceita a ligação de sua filha com o seu namorado. Emma começa a se afastar de Evan.

"- Não, Jonathan. Nossas mentiras e trapaças nos tornam
tão ruins quanto eles. Nós destruímos as vidas das pessoas..."

Emma neste livro está mais impulsiva, fazendo escolhas erradas e contando tantas mentirar que fiquei fula da vida. Não é segredo que essa trilogia me envolve de um jeito que nem eu sei. Esse segundo livro passa a ser tão intenso quanto o primeiro. 

"Ele é o único que entendia a escuridão dentro de mim, e eu podia contar coisas a ele que eu não contava para mais ninguém. De maneira egoísta, não queria abrir mão dele."

A história começa a revelar o passado que até então Emma desconhecia, o que aconteceu ao seu pai e o que veio depois que ela morreu. Perguntas são respondidas e entendemos o que Emma sente em cada capitulo. A autora conseguiu dar outro tema a este livro, tornando-o intenso. E graças a Deus, Emma continua com Evan, até o ultimo acontecimento.

 Recentemente, a Editora Pandorga publicou que os filmes da trilogia serão feitos."A Rebecca, além de roteirista, será uma das produtoras do filme e estará completamente envolvida para que a história chegue até nós, fãs do livro, do jeito que a gente sempre imaginou."

 Série - Breathing
1. Reason to Breathe (2011) - Uma Razão Para Respirar
2. Barely Breathing (2012) - Quase Sem Respirar
3. Out of Breath (2013) - Ainda sem data de lançamento

NOTA: 


divulgar

comentar


Comentário(s) pelo Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário