• Cinema
  • Inspiração
  • Leitura
  • Música
  • Playlist
  • Resenha
  • Série
  • Texto
  • Vídeo
12 janeiro 2015

Resenha: Um dia de cada vez,Courtney C.Stevens



Título: Um dia de cada vez #1
Autora: Courtney C.Stevens
Páginas: 232
Editora: Suma de Letras
Ano: 2014
Sinopse: Alexi Littrell era uma adolescente normal até que, em uma noite de verão, sua vida é devastada. Envergonhada, a menina começa a se arranhar e a contar compulsivamente uma tentativa de fazer a dor física se sobrepor ao sofrimento que passou a esconder de todos. Ela só consegue sobreviver ao terceiro ano do ensino médio graças às letras de música que um desconhecido escreve em sua carteira. As canções parecem adivinhar o que o coração de Alexi está sentindo. Bodee Lennox nunca foi um adolescente normal, mas agora é o menino que teve a mãe assassinada pelo pai. Em seguida, ele vai morar com os Littrell, e Alexi acaba descobrindo que o Garoto Ki-Suco, o quieto e desajeitado menino de cabelos coloridos, pode ser um ótimo amigo. Em Um dia de cada vez, Alexi e Bodee, ao mesmo tempo em que fingem para o resto do mundo que está tudo bem, passam a apoiar um ao outro, tentando viver um dia de cada vez.

Um dia de cada vez é aquele livro que é intenso, emocionante, apesar das poucas páginas. Mesmo nao gostando da capa e por achar que não condiz com a história ou com o titulo,  uma narrativa que ficou rápida em alguns pontos e em alguns momentos tornou-se confusa, mesmo a história sendo chocante e tão real quanto. 

"Eu nunca entendi que a vida pudesse ser tão drasticamente dividida, mas pode. E é. Só existe o depois. E o antes."

Alexi Littrell é uma garota de 16 anos que está passando pelo ultimo ano do Ensino Médio e no ultimo verão sua vida mudou de tranquila para conturbada, lutando todos os dias para ser normal e aparentar bem, mesmo sabendo que algumas coisas que ela passou nao podem ser apagadas. 

Bodee Lennox, um garoto cuja mae foi assassinada pelo proprio pai, tornando-se mais solitário do que nunca. Com o passar dos capitulos, nota-se o quanto esses dois podem se complentar, entrando um na vida do outro, lutando contra a solidão e o sofrimento 

"Bodee é tipo de uma árvore alta e morta no meio de uma floresta verde. Ou uma sempre-viva cercada por carvalhos no inverno. Eu mal consigo ignorá-lo, porque ele é como essas árvores. A gente nota antes de qualquer coisa."

.A compulsão de Alexi por se arranhar, sua dor todos os dias ao ficar de frente com o que lhe atormenta e o quanto uma amizade pode ajudar a superar essa dor é percebida pela simplicidade das conversas.

Não importa quanto eu arranhe, as palavras continuam na minha cabeça.
Se ao menos eu conseguisse fazer o lado de fora doer mais do que o lado de dentro."

Um dia de cada vez é um dos melhores do gênero Ya/Drama, tanta simplicidade em um desfecho doloroso. Então LEIAM, não vão se arrepender de conhecer esse primeiro livro da trilogia FAKING NORMAL.  

 "Mas hoje é melhor do que ontem. E essa dor ainda é um buraco em mim, mas é um buraco que está diminuindo..."

  NOTA: 


divulgar

1 comentário


Comentário(s) pelo Facebook:

Um comentário:

  1. Oi, Bia. Tudo bem? Adorei teu blog, é lindo aqui! Inclusive, comecei a te seguir!
    Sobre a resenha, não sou muito de ler livros de drama, mas gostei que sua resenha descreve os personagens de um jeito legal e sem dar spoiler.

    Você gosta de ler contos? Estou me arriscando a escrever um e já postei o prólogo lá no meu blog. Espero que goste! http://bitly.com/1u3NP1Z
    Beijos

    ResponderExcluir