• Cinema
  • Inspiração
  • Leitura
  • Música
  • Playlist
  • Resenha
  • Série
  • Texto
  • Vídeo
09 maio 2015

Resenha : Asylum, de Madeleine Roux.


Título: Asylum #1
Autora: Madeleine Roux
Editora: V&R Editoras
Páginas: 336
Sinopse: Para Dan Crawford, 16 anos, o New Hampshire College Prep é mais do que um programa de verão – é uma tábua de salvação. Um pária em sua escola, Dan está animado para finalmente fazer alguns amigos em seu último verão antes da faculdade. Mas, quando ele chega no programa, Dan descobre que seu dormitório para o verão costumava ser um sanatório, mais comumente conhecido como um asilo. E não apenas qualquer asilo — um último recurso para criminosos insanos. À medida que Dan e seus novos amigos, Abby e Jordan, exploram os recantos escondidos de sua casa de verão assustadora, eles logo descobrem que não é coincidência que os três acabaram ali. Porque o asilo é a chave para um passado terrível. E existem alguns segredos que se recusam a ficar enterrados.

Sempre tive medo de ler livros de terror, até de filmes e series. Comecei a assistir American Horror Story e fui perdendo um pouco, então antes de começar a assistir a 2º temporada da série, li o livro Asylum. A capa já me assustava, mas iniciei a leitura tranquila, até que fui me envolvendo com a história.

 Tudo o que ouvi sobre Asylum me deixava curiosa, e até achei que a história seria mais macabra e assustadora. Porém, é só um suspense bem desenvolvido, mas não dos melhores. O livro é cheio de imagens, dando aquele toque a mais na história, fazendo-a parecer real.

Primeiramente conhecemos  Daniel Crawford ou Dan, estudante do ensino médio que passará o curso de verão no New Hampshire College. Porém, todos os alunos ficaram nos quartos do Brookline, o que antes fora um manicômio, conhecido por seus atos de crueldade e todos os tipos de loucura.

A loucura é algo relativo. Depende muito do lado da grade em que a pessoa está.

Dan se depara com a grandeza e o medo ao ver aquele prédio e como seria se relacionar com outros alunos. Ao chegar no seu quarto, Dan se depara com uma fotografia antiga, onde um homem lhe encarava, porém, seus olhos estavam rabiscados. Logo, seu colega de quarto Felix Sheridan entra, eles conversam e vão a um escritório abandonado onde foi o escritório do diretor do manicômio. Mais tarde, Dan conhece Abby e Jordan, tornam-se amigos e o trio cresce. Eles passaram a se aventurar pelo escritório abandonado e descobrir sobre os experimentos que aconteciam ali.






O suspense é bom, mas não chega a dar grandes arrepios. Eu esperava mais informações sobre o manicômio. Mas, a amizade, o suspense e o toque de terror proporcionam uma boa leitura. Em breve, a Editora V&R lançara os outros volumes da série, que eu espero que sejam melhores.

(2º livro : Sanctum)

NOTA:  ★★★


divulgar

comentar


Comentário(s) pelo Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário