• Cinema
  • Inspiração
  • Leitura
  • Música
  • Playlist
  • Resenha
  • Série
  • Texto
  • Vídeo
04 julho 2015

Resenha: Neve na primavera, Sarah Jlo


Neve na Primavera

Título: Neve na primavera
Autora: Sarah Jio
Editora: Novo Conceito
Ano: 2015
Páginas: 336
Sinopse: Seattle, 1933. Vera Ray dá um beijo no pequeno Daniel e, mesmo contrariada, sai para trabalhar. Ela odeia o turno da noite, mas o emprego de camareira no hotel garante o sustento de seu filho. Na manhã seguinte, o dia 2 de maio, uma nevasca desaba sobre a cidade. Vera se apressa para chegar em casa antes de Daniel acordar, mas encontra vazia a cama do menino. O ursinho de pelúcia está jogado na rua, esquecido sobre a neve. Na Seattle do nosso tempo, a repórter Claire Aldridge é despertada por uma tempestade de neve fora de época. O dia é 2 de maio. Designada para escrever sobre esse fenômeno, que acontece pela segunda vez em setenta anos, Claire se interessa pelo caso do desaparecimento de Daniel Ray, que permanece sem solução, e promete a si mesma chegar à verdade. Ela descobrirá, também, que está mais próxima de Vera do que imaginava.

O inverno das amoras pretas é um fenômeno em que uma onda de frio imprevisto no final da estação, que causa uma nevasca. A partir dai, a história começa. Um fenômeno que desencadeia perdas,amor,mistérios, verdades.

"Ninguém fala sobre o passado. Ele foi cuidadosamente escondido, até encontrar a liberdade à força. Os segredos têm dessas: sempre encontram seu caminho. Mesmo que leve uma vida toda." 

Neve na Primavera é aquele livro que tem a narrativa em flashbacks, misturando passado e presente; com mais de um personagem central, mas que seu enredo está longe de ser clichê. Claire Aldridge é uma jornalista que inicialmente passa por um momento difícil de sua vida, e logo esse fato a bloqueia, seja no trabalho, seja no casamento.

"- Minha tia Bee sempre disse que, ao contrário do que a maioria das pessoas pensa, a definição de um verdadeiro amigo não é uma pessoa que te ajuda quando você está passando por maus bocados. - Ela balançou a cabeça. - Qualquer um pode fazer isso. A verdadeira amizade, ela diz, é quando alguém pode apreciar sua felicidade, até celebrar sua felicidade, mesmo quando ele mesmo não está feliz - Olhou pra mim com olhos compreensivos - Você é assim, Claire." 

Claire ainda não se recuperou do acidente que sofreu há um ano, no qual ela passou a viver sem querer,como uma sombra. Seu casamento está por um fio e a unica coisa que motiva ela neste momento é uma matéria sobre uma nevasca fora de época que aconteceu na cidade. Ao ser obrigada a fazer uma matéria sobre este fenômeno, ela descobre que isso acontece pela segunda vez em setenta anos.

"Fechei os olhos, deixando as lembranças verterem como um deslizamento, destruindo o mundinho inflexível que eu havia criado para mim mesma, a blindagem emocional que me protegia de sentir a dor do passado. Fechei os olhos. E me lembrei."

Junto com esse fenomeno, ela descobre o caso de um menino de 3 anos desaparecido nessa epoca, em 1930,em Settle. Claire promete desvendar o mistério e descobrir a verdade sobre o Daniel, filho da Vera que desapareceu durante a nevasca, para fazer justiça á Vera e para salvar a si mesma. 

O livro alterna entre passado e futuro, com relatos de Claire e Vera.A cada capitulo descobrimos que Vera, apesar de ser uma moça vinda de família pobre, sofreu e continua a sofrer por amor quando seu filho sumiu. Neve na primavera é mais do que um romance, um mistério deixado de lado , é uma reflexão sobre perda, perdão e amor, muito amor. 

"A vida dele fora como um trágico romance sem o capítulo final, um belo desfecho. Nós descobrimos, tiramos a poeira que o cobria, e agora era hora de ele ler esse livro.''

Duas mulheres marcadas pelo passado. Duas sobreviventes. Uma em busca de seu filho. A outra tentando superar a perda do seu. Nada nesse livro é previsível e o desfecho é ainda mais surpreendente. Um dos romances mais lindos e empolgantes.

'' - É estranho. Eu sinto como se uma tempestade estivesse a caminho; uma bem grande, para a qual não estou preparada. Tenho a sensação de que ela vai levar minha casa, minha vida, tudo a que eu tive tanto apego, por tantos anos. Estou me preparando para isso. Sei que vai me machucar. - Suspirei - E, depois do que passei este ano, não sei bem se tenho força para lidar com isso.''

Nos livros da Sara Jlo , você  encontrará referencias a temas climáticos e especies de flores, como a citação da lenda das amoras-pretas, que crescem em locais especiais para protegerem almas. Ela abordou o " inferno das amoras -pretas", no qual uma onda de frio repentina no final da estação atrapalha o florescimento das flores brancas nos ramos das amoras pretas. Fazendo analogia a vida das duas personagens principais: Vera e Clare. Ambas perderam seus filhos, vieram de famílias desfavorecidas e passaram por maus bucados. 

"Como voce resume seu coração em uma unica frase?'"

Assim como a Neve na Primavera é um caso raro,  a autora mostra que é necessário passarmos por estações secas e frias para podermos florescer na seguinte, apreciando a vida em si.


NOTA: 


divulgar

comentar


Comentário(s) pelo Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário