• Cinema
  • Inspiração
  • Leitura
  • Música
  • Playlist
  • Resenha
  • Série
  • Texto
  • Vídeo
17 julho 2015

Resenha: O Teste, Joelle Charbonneau



Título: O Teste
Autora: Joelle Charbonneau
Páginas: 320
Editora: Única
Sinopse : No dia de formatura de Malencia ‘Cia’ Vale e dos jovens da Colônia Cinco Lagos, tudo o que ela consegue imaginar – e esperar – é ser escolhida para O Teste, um programa elaborado pela Comunidade das Nações Unificadas, que seleciona os melhores e mais brilhantes recém-formados para que se tornem líderes na demorada reconstrução do mundo pós-guerra. Ela sabe que é um caminho árduo, mas existe pouca informação a respeito dessa seleção. Então, ela é finalmente escolhida e seu pai, que também havia participado da seleção, se mostra preocupado. Desconfiada de seu futuro, ela corajosamente segue para longe dos amigos e da família, talvez para sempre. O perigo e o terror a aguardam. Será que uma jovem é capaz de enfrentar um governo que a escolheu para se defender?

Mais uma distopia, porém essa mistura todas as outras - Jogos Vorazes, Divergente, Maze Runner, entre outras; mas essa, tem algo mais. Comecei a leitura sem muita expectativa, pois foi um pouco semelhante a todas as outras distopias. A Malencia ou "Cia" Vale está se formando na pequena colônia "Cinco Lagos".

O sonho de todo estudante é ser escolhido para O Teste, ou seja ,entrar na universidade, assim coo seu pai. Porém, a ultima seleção na colônia aconteceu há 10 anos. Cia fica na expectativa junto com seus quatro irmãos e seus pais. No dia da sua formatura, um encarregado de Tosu City ( a cidade principal) informa que 4 jovens foram selecionados para fazer O Teste,: Zandri, Cia, Tomas e Malachi. 
“O teste nem sempre é justo, nem sempre é correto”.

Cia percebe que não se pode negar O Teste,, escolher não participar é visto com traição e punido com morte. Ao revelar a sua família que foi escolhida, seus irmãos comemoram, sua mãe fica receosa e seu pai fica temeroso e conversa com Cia a sós, a fim de alerta-la para não confiar em ninguém. Essa seleção não é nada como ela pensa e que sua memória poderá ser apagada.

“Como um líder poderia ordenar um bombardeio que resultasse nisso - o tipo de destruição que não pode ser reparada com a equação química correta ou uma nova espécie de planta. A terra é resistente, mas é difícil imaginar uma época em que este lugar será qualquer outra coisa além de um terrível lembrete do que nós seres humanos podemos fazer.

Cia enfrenta vários Teste em Tosu City, cuja função é criar líderes fortes e que saibam lidar com todo tipo de problemas. Um sistema opressor e que não liga para a vida humana, onde não existem inimigos e amigos. Inicialmente, eu não tinha expectativas para essa trilogia, temorosa que pudesse ser como as outras distopias.

Mas, essa trilogia tem discussões diferentes e tendo como tema um líder e do que ele é capaz de fazer. Quanto a erros ortográficos, o livro é cheio. Faltando uma revisão adequada. Fora isso, é uma boa distopia com pontos a serem discutidos e depois do final desse livro, mas posso esperar para ler Estudo Independente.

“Não sei por que ele escolheu dar a mim sua atenção e seu apoio, mas uma pequena parte aterrorizada de mim está feliz por isso. Parceiros, ele nos chamou. Uma palavra que nem começa a descrever a quantidade de bolhas de ansiedade no meu estômago, que não têm nada a ver com as provas e tudo com a forma como a minha mão sente a dele.

 NOTA:  ★★★


divulgar

1 comentário


Comentário(s) pelo Facebook:

Um comentário:

  1. Gentee acabei de compra o box desse livro, nunca li Maze Runner ou Jogos Vorazes mas esse confesso estou supperr ansiosa pra ler. Bjinhos.

    http://yuugracindo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir