• Cinema
  • Inspiração
  • Leitura
  • Música
  • Playlist
  • Resenha
  • Série
  • Texto
  • Vídeo
10 julho 2015

Resenha :Tocando as Estrelas, Rebecca Serle



Título: Tocando as Estrelas
Autora: Rebecca Serle
Editora: Novo Conceito
Páginas: 224
Ano:2015
Gênero: Drama, Romance, Humor
Livro cedido em parceira com a Editora Novo Conceito
Sinopse: Quando Paige Townsen deixa de ser uma simples aluna do ensino médio para se tornar uma celebridade, sua vida muda do dia para a noite. Em menos de um mês, ela troca as ruas da sua cidade natal por um set de filmagens no Havaí e agora está conhecendo melhor um dos homens mais sexy do planeta segundo a revista People. Tudo estaria perfeito se o problemático astro Jordan Wilder não fincasse o pé em uma das pontas desse triângulo cinematográfico. E Paige começa a acreditar que a vida, pelo menos para ela, imita a arte.


Eu tinha algumas expectativas para ler Tocando As Estrela devido a capa maravilhosa e o titulo chamativo, mas o romance me deixou dividida entre o clichê e a a fama por trás dos bastidores. Com uma narrativa rápida e fluida, tudo é narrado em primeira pessoa pela Paige, uma garota de 17 anos que sonha em ser atriz e tem sua vida mudada depois de fazer um teste para um papel para adaptação de um livro de sucesso chamado "Locked".

Ao  fazer a audição para algum personagem no elenco de Locked, ela consegue o papel principal, porém ela faz tudo escondido da sua família, que não apoia seus anseios pela carreira artística.

"Assim é. As coisas acontecem, e com muitas delas não se pode voltar atrás. Mas a melhor parte é que, frequentemente, as coisas que o desafiam, que exigem de você plenamente, são exatamente aquelas que valem a pena."

Paige contracena com Rainer Devon, um ator famoso e 5 anos mais velho que ela. Com o tempo que irão passar juntos, Paige começa a se encantar pelo astro. Porém, como nos filmes, o amor é marcado por sinais e acontecimentos que vão dificultar as escolhas na vida dela. 

"Isso não importa mais. É como um guarda-chuva no meio de uma tempestade depois de estar completamente molhado. Exatamente o que você precisava, o que você queria, mas já é tarde."

Jordan entra para o filme algum tempo depois e Paige sente seu coração dividido por ambos. Disputada por dois rapazes lindos e famosos, o triangulo amoroso passa a mostrar-se melhor com o passar dos capítulos e a confusão em que Paige se encontra.

"Fui uma completa idiota. Não sei em que eu estava pensando. Ele é o clássico bad boy. O mesmo tipinho que fez a minha irmã se meter em várias confusões. E eu não sou ela. Não estou disposta a desistir de tudo o que eu amo por causa de outra pessoa. Este trabalho é o que importa para mim. Esta oportunidade, fãs histéricas por toda parte. E Rainer é alguém comq uem eu posso contar. Alguém que vai segurar minha mão e ficar ao meu lado. Não alguém que me colocaria em risco de perder tudo o que eu conquistei."

O livro com pouco mais de 200 páginas não chegou a me surpreender em nenhum momento, tornando-se um pouco dramático demais. A Paige é uma personagem jovem que não entende seus próprios sentimentos e isso chegou a me irritar em alguns capítulos, porque ela poderia ser mais madura e não era. Uma coisa favorável no livro são os bastidores por trás da fama ou aquele livro best–seller que tornou-se uma adaptação tão comum hoje.

E, veja bem, isso é o que eu não entendia. O que ninguém conta. Só porque você encontrou o amor, não significa que é para você guardar para si. O amor nunca pertence a você. Pertence ao universo. Ao mesmo vento que sopra nas ondas dos surfistas e na corrente que os carrega de volta à praia. Você não pode se apegar, porque ele é muito maior que qualquer coisa que alguém jamais poderia conceber ou tocar com as próprias mãos. E é maior que Rainer ou Jordan. É maior que tudo."

Jordan e Rainer são personagens distintos com um passado conturbado, ambos tentam se esquivar e a Paige marcará ainda mais essa disputa que começou antes da sua chegada.

Rebecca Serle mostra o mundo da fama, que muitas vezes não é como pensamos. Tocar as estrelas significa bem mais do que chegar no ponto alto da carreira ou torna-se famoso por todo o mundo, é subir e saber que para chegar no topo as falhas serão necessárias.

"As pessoas sempre dizem que há milhões de maneiras de resolver um problema, que não existe resposta simples para uma pergunta. Não é verdade. Existem apenas duas vias a serem seguidas a qualquer instante. A via que leva você para alguma coisa - estrelato, amor, desastre - e aquela que afasta você de tudo isso. A todo momento, a qualquer instante, você precisa fazer o melhor que pode para saber qual é qual."

Tocando as estrelas faz parte da série Famous in Love. Com a continuação Truly,Madly, Famously. Logo, gostei da diferenciação do livro ao abordar esse mundo que poucos desconhecem, então estou só um pouco ansiosa para saber com Paige vai ficar e como ela vai amadurecer nesse meio.

Leitura rápida, divertida, mas nada diferente. Aquele livro para ler em um dia tranquilo, chuvoso ou só por ler por amor mesmo.

"Passei dezessete anos sem nenhum namorado, sem nada além de uma paixonite, e agora eles são dois. Dois caras tão diferentes, como se fossem de espécies distintas, e , ainda assim, o jeito como eu me sinto perto deles...Nunca pensei que alguém pudesse ter sentimentos por duas pessoas ao mesmo tempo. Parece ridículo. Cassandra se apaixonava constantemente, e eu sempre a chamei de volúvel. Mas agora é como se, dentro de mim, Jordan e Rainer estivessem disputando um lugar no meu coração. E eu não sei por quem torcer, porque, se eu pensar em um, sinto que estou traindo o outro."

NOTA:  ★★



divulgar

comentar


Comentário(s) pelo Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário