• Cinema
  • Inspiração
  • Leitura
  • Música
  • Playlist
  • Resenha
  • Série
  • Texto
  • Vídeo
23 setembro 2015

Resenha:Serial Killers ( Anatomia do mal) - Harold Schechter


Serial Killers

Titulo: Serial Killers: Anatomia do mal
Autor: Harold Schechter
Editora: DarkSide
Páginas: 448
Ano : 2013
Sinopse:Entre na mente dos psicopatas. O dossiê definitivo sobre assassinos em série. O que faz gente aparentemente normal começar a matar e não parar mais? O que move – e o que pode deter – assassinos em série como Ed Gein, o psicopata americano que inspirou os mais célebres maníacos do cinema, como Norman Bates (Psicose, de Alfred Hitchcok), Leatherface (O Massacre da Serra Elétrica, de Tobe Hooper) e Hannibal Lecter (O Silêncio dos Inocentes, de Jonathan Demme). Como explicar a compulsão por matar e o prazer de causar dor, sem qualquer arrependimento? De onde vem tanta fúria?


Faz um tempo que eu namorava esse livro, tanto que sua capa me encantava e me assustava ao mesmo tempo. Resolvi compra-lo em uma promoção da Amazon e não me arrependi. Esse foi o primeiro livro publicado pela Editora Dark Side especialista em livros de terror e fantasia. A minha edição é de capa dura e com tantos detalhes que demorei uma semana para ler, até porque é uma leitura bem pesada.

Eu sempre adorei esses assuntos relacionados a serial killers, assassinos e depois que li esse livro tenho uma lista de filmes enormes para conferir. Tudo começou pela minha paixão pela ação, depois por Dexter e Hannibal.

"Quem machuca animais tem o potencial de fazer o mesmo com pessoas.Naturalmente,muitos garotos que cometem atos menores de sadismo na infância abandonam tal comportamento e lembram com vergonha de quando explodiram um formigueiro com uma bombinha ou desmembraram uma aranha.Em contrapartida,as crueldades perpetradas por serial killers incipientes tornam-se mais extremas com o passar do tempo,até que passam a visar não animais de ruas ou bichos domésticos,mas outros seres humanos.Para eles,torturar animais não é uma fase.É um ensaio."

O livro retrata uma série de problemas que levam uma pessoa considerada normal a se tornar um assassino cruel, com uma personalidade perturbadora o bastante para ser serial killer. Desde o primeiro momento que li e entendi a mente de um serial killer, não paro de pensar se sinto piedade ou nojo por suas matanças por prazer. Claro que , para cometer tais crueldades com outros seres humanos, esse assassinos impiedosos passaram por crueldades psicológicas e físicas que me assustaram muito quando li.

"Sabe-se que o abuso psicológico pode ser tão devastador para o desenvolvimento emocional de uma criança quanto os maus-tratos físicos.De acordo com o psicanalista Carl Goldberg,uma criança que é sistematicamente envergonhada e humilhada,que se sente constantemente inútil e indigna de ser amada,está praticamente destinada a desenvolver uma personalidade perversa.Seu sentimento de desdém por si mesmo se torna tão profundo que a única maneira de sobreviver é tornar-se indiferente aos outros também.Com efeito,essa pessoa acaba por acreditar que pode não ser digna,mas também ninguém mais é.Convencido de sua própria maldade,ele arremete amargamente contra o mundo."

O livro tem quase 500 páginas, datas, perfis de serial killers, histórias reais e um estudo aprofundado. Tudo relacionado á infância e a psicologia. Fiquei nauseada com algumas partes, bem , com a descrição das mortes e pensamentos, e fiquei imaginando as vitimas.Recomendo demais o livro para amantes de terror, amante de filmes como Psicose, Hannibal.. Este livro merece sua atenção se você tiver coragem de lê-lo.

NOTA:  ★★★★



divulgar

comentar


Comentário(s) pelo Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário