• Cinema
  • Inspiração
  • Leitura
  • Música
  • Playlist
  • Resenha
  • Série
  • Texto
  • Vídeo
15 novembro 2015

Resenha : Eva #1 - Anna Carey


Eva

Título: Eva
Série: Trilogia Eva #1
Autora: Anna Carey
Editora: Galera Record
Ano: 2013
Páginas: 288
Sinopse: A guerra dos sexos está apenas começando... No futuro, uma praga mortal aniquilou a população da terra. Homens e mulheres seguem segregados. Os meninos são mandados para campos de trabalho forçado. As meninas, para Escolas onde aprendem uma profissão chave na reconstrução mundial. Mas as aparências enganam... E Eva está prestes a descobrir que a verdade pode ser muito mais terrível do que o vírus que varreu seu país. Está prestes a descobrir que seu futuro pode ser mais parecido com a da primeira mulher a levar seu nome...

Por amar distopias, não poderia deixar de ler Eva, da autora Anna Carey, a mesma de Black Birdy,lançada pela Galera Record. Depois que o mundo foi destruído por uma praga, que dizimou a maior parte da população, poucas pessoas sobrevirão, entre elas : o rei, que governa e tenta reorganizar a sociedade do seu jeito.

Para repovoar as cidades, fez com que meninos e meninas órfãos fossem separados. Os meninos foram enviados para campos de trabalho forçado e as meninas para as Escolas, lá elas seriam bem tratadas, nutridas e ensinadas para no futuro exercer uma profissão importante, porem todo esse futuro é mais profundo e misterioso que elas poderiam imaginar.

"A praga está levando todos os que tomaram a vacina. Não há mais voos. Não há mais trens. Eles bloquearam as estradas que saem da cidade, e agora todos nós devemos esperar. Os telefones e a internet caíram há muito tempo. As torneiras estão secas, e as cidades estão perdendo energia elétrica, uma a uma. Logo o mundo inteiro estará às escuras."

 Ao ver uma colega, Eva, a melhor aluna da turma decide interrogar aquela ação . Então, a partir deste dia ela decide questionar todo o sistema pelo qual anda vivendo, descobrindo que após a tal formatura, as meninas se tornavam parideiras. Eva decide fugir da sua vida e procura o caminho para Califia, mas tudo é tenso e por não saber sobreviver as chances são mínimas, porem ela encontra Arden, a colega que tinha fugido e Caleb, um fugitivo dos campos de trabalho que mora em um esconderijo de meninos.

[...] O rosto dele era tão suave, tão sincero e doce que eu me esqueci, mesmo que só por um instante, que éramos diferentes. Que ele era do outro sexo, o mesmo sobre o qual eu fora advertida. O mesmo que eu passara a vida inteira temendo. "

O livro é narrado em 1º pessoa, entao acompanhamos Eva , entendendo como ela foi criada e sua inocencia em algumas ações, que colocam em risco a vida dela e de seus amigos. Arden, para mim, é a personagem mais forte, pois sua historia nao é nada como imaginei. Seu comportamento agressivo e suas sacadas sao hilarias, e dao um toque de humor negro ao enredo.No caminho para Califia, varios problemas irão surgir e Eva tentará lidar com uns sentimentos, que ela nao esperava sentir.

“Meu corpo se enroscou e tremeu, tomado pela vergonha. Tanto na Escola quanto fora dela, eu acreditara que o amor era uma responsabilidade - algo que podia ser usado contra mim. Comecei a chorar, finalmente sabendo a verdade: o amor era o único adversário da morte, a única coisa poderosa o bastante para combater sua força urgente e arrebatadora.

 O livro é narrado sob o ponto de vista de Eva, os capítulos curtos, a narrativa flui bem e mesmo não tenho ação o tempo todo o livro prende o leitor, fazendo querer ler até terminar. A capa é linda, como todos da série e fiquei feliz porque a editora manteve a capa original.  

“[...] Uma coisa que a professora Agnes dissera era verdade, até mesmo agora: alguns homens viam as mulheres apenas como mercadoria. Como combustível, arroz ou carne enlatada. "

Eva é uma distopia cujo tema  entre sexos chama a atenção, pela intensidade e historia inovadora. De romance a aventura.Anna Carey criou um mundo onde  homens e mulheres são segregados, no qual o sexo feminino é tratado como mercadoria. Recomendo a leitura a amantes de distopias, aventura e ação não faltarão a este livro. Ansiosa pela “Uma vez”, que já foi lançado pela Galera Record.

“O amor era o único adversário da morte, a única coisa poderosa o bastante para combater sua força urgente e arrebatadora.

Capas originais da trilogia: 

                            
NOTA: 


divulgar

comentar


Comentário(s) pelo Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário