• Cinema
  • Inspiração
  • Leitura
  • Música
  • Playlist
  • Resenha
  • Série
  • Texto
  • Vídeo
09 junho 2017

Resenha:Dez Formas De Fazer Um Coração Se Derreter (Os Números Do Amor #2) ,Sarah MacLean

Título: Dez Formas de Fazer um Coração se Derreter
Série: Os Números do Amor
1- Nove Regras a Ignorar Antes de Se Apaixonar (2016)

2- Dez Formas de Fazer um Coração Se Derreter (2016)

3- Onze Leis a Cumprir Na Hora de Seduzir (2017)

Autora: Sarah MacLean
Editora: Arqueiro
Páginas: 352

Sinopse: Isabel Townsend não é exatamente o que se espera da filha de um conde. Apesar de ter a pele delicada e de saber se portar como uma dama quando necessário, a jovem também monta a cavalo, conserta telhados, administra a propriedade e cria o irmão caçula desde que a mãe faleceu – tudo isso sem despertar a menor suspeita de que não há um homem sequer para cuidar de sua família.Para o pai dela, que só queria se divertir e gastar dinheiro em jogatinas, pouco importava o que ela fizesse. Porém, quando ele morre, Isabel se vê sem recursos e precisa defender os direitos do irmão, ameaçados pela chegada iminente de um tutor. Assim, não lhe resta saída senão vender sua coleção de estátuas de mármore, o único bem que herdou. Para sorte sua, um especialista em antiguidades acaba de chegar ao condado. Inteligente e sensual, lorde Nicholas St. John é um solteiro convicto que deixou Londres para se livrar das jovens que passaram a persegui-lo desde que foi eleito um dos melhores partidos da cidade.
Em poucos dias, fica claro para Nick que Isabel é a mulher mais obstinada e misteriosa – além da mais interessante – que já cruzou seu caminho. Ao mesmo tempo, ao conhecê-lo melhor, a independente Isabel percebe que há homens em que vale a pena confiar. Enquanto eles põem de lado suas antigas convicções, seus corações se abrem para dar uma chance ao amor.

Fiquei tão encantada pela história da Callie em Nove Regras A Ignorar Antes de Se Apaixonar, que nem esperei e já fui ler Dez Formas De Fazer Um Coração Se Derreter, segundo livro da trilogia Os Número do Amor, de Sarah MacLean.

Isabel é filha de um conde , mas seu pai está mais preocupado em gastar seu dinheiro em farras e apostas, do que na educação dos seus filhos.. Logo,  Isabel teve que assumir a responsabilidade de cuidar da propriedade  e do irmão mais novo, adquirindo hábitos incomuns de uma dama da época. Após a morte do seu pai, ela precisa vender o único bem que lhe restou  – uma coleção de estátuas de mármore – para que ela e o irmão não percam a propriedade e nem tenham suas vidas em risco com um novo tutor.

Porém, Lorde Nicholas St. John, um especialista em antiguidades, chega á cidade fugindo de Londres, pois está sendo perseguido por mulheres. A partir do encontro inesperado entre Isabel e Nicholas que a chama da sedução acenderá e conflitos surgirão.


“Lorde Nicholas é um verdadeiro modelo de masculinidade. Bonito e charmoso, com uma aura de mistério que faz leques e cílios balançarem. E os olhos, cara leitora! Tão azuis!”

 A narrativa de Dez Formas De Fazer Um Coração Se Derreter  acontece em terceira pessoa, alternando com as perspectivas de ambos protagonistas.  Não é a toa que fui conquistada por Sarah MacLean, cuja escrita é fluida, cativante e um pouco previsível, com muito humor e sedução.

A autora acertou em cheio ao abordar personagens distintas e que discutem as questões de gênero na sociedade de época. Isabel é independente e com uma personalidade marcante. Logo, vemos um empoderamento do feminismo, uma presença forte da união entre as mulheres, já que Isabel fez de sua casa um refugio secreto para jovens fugitivas.

Isabel é muito admirável: forte, lida com tudo mesmo que não seja de uma dama, é muito madura e leal .Com uma teimosia sem fim e com um carinho maternal que eu adorei. Nick , o irmão gêmeo de Gabriel,tem um passado complicado, mas também tem muitas qualidades admiráveis. Amei tanto ele, que por enquanto está sendo meu novo crush de romance de época.As meninas da "Casa de Minerva"( nome da casa de Isabel) são personagens secundárias fofas e eu adoraria saber mais de suas historias e do seu passado.

Porém, Dez Formas De Fazer Um Coração Se Derreter  não me envolveu com tanto afinco como o livro anterior. Por achar bem previsível, acabei não me surpreendendo muito. Apesar de amar a mensagem do livro, o romance entre Isabel e Nicholas foi clichê, não muito inovador e surpreendente, mas rendeu bons suspiros e também arrancou alguns sorrisos.  


– Do final?
Isabel assentiu.
– Eu sempre começo os livros pelo final.
As sobrancelhas de Rock se ergueram.
– Por quê?
Ela deu de ombros.
– Gosto de estar preparada.

Indico  a série desde já, pois comecei a admirar e me apaixonar pela escrita da Sara Maclean. ps:  Dez Formas De Fazer Um Coração Se Derreter  pode ser lido independente dos outros, todavia todos os livros são entrelaçados entre si. Então, recomendo a leitura na ordem e para evitar spoilers.

















                                  Nota: ★★★ ♥️


divulgar

comentar


Comentário(s) pelo Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário