• Cinema
  • Inspiração
  • Leitura
  • Música
  • Playlist
  • Resenha
  • Série
  • Texto
  • Vídeo
03 junho 2017

Resenha:Tudo e Todas as Coisas, Nicola Yoon







Título: Tudo e Todas as Coisas
Autora: Nicola Yoon

Editora: Arqueiro
Páginas: 280
Ano: 2017
Sinopse: Tudo envolve riscos. Não fazer nada também é arriscado. A decisão é sua.A doença que eu tenho é rara e famosa. Basicamente, sou alérgica ao mundo. Não saio de casa. Não saí uma vez sequer em 17 anos. As únicas pessoas que eu vejo são minha mãe e minha enfermeira, Carla.Então, um dia, um caminhão de mudança para na frente da casa ao lado. Eu olho pela janela e o vejo. Ele é alto, magro e está todo de preto: blusa, calça jeans, tênis e um gorro que cobre o cabelo. Ele percebe que eu estou olhando e me encara. Seu nome é Olly.

Talvez não seja possível prever tudo, mas algumas coisas, sim. Por exemplo, vou me apaixonar por Olly. Isso é certo. E é quase certo que isso vai provocar uma catástrofe.

Quando esse livro chegou de parceria com a Editora Arqueiro, eu mal pude conter a emoção por ter a edição com a capa do filme e dos mimos que vieram junto com ele. O mais engraçado ou espantoso é que li em menos de 3 horas. Não me julguem por devora-lo. Simplesmente não consegui parar e logo vocês entenderam o porquê.

" Tudo envolve riscos. Não fazer nada também é arriscado. A decisão é sua."

Madeline Whittier acabou de fazer 18 anos e ela não é como as garotas da sua idade, preocupadas com a faculdade do futuro, com as festas e garotos. Ela só está preocupada com a sua vida e suas possibilidades de morrer. Diagnosticada com uma doença rara, chamada IDCG, Imunodeficiência Combinada Grave, tornando-a alérgica a tudo. Vivendo em uma bolha, em uma casa cheia de restrições e vendo o mundo apenas pela janela, vivendo através de seus livros.

“ Todo mundo acha que é especial – ele continua. Todo mundo é tao único como um floco de neve, não é? Somos todos únicos e complicados. Talvez a gente nunca conheça o coração humano, não é o que dizem por ai?       “

Ela passa os dias lendo, estudando, fazendo projetos de arquitetura, assistindo filmes e jogando com a mãe, escrevendo sobre livros e assistindo a vida dos seus vizinhos.Quando Olly , seu novo vizinho, se muda, ela sente um mundo novo ao seu redor. A partir do momento que eles começam a conversar através de mimica pela janela e , posteriormente, pela internet, ela percebe que Olly pode salva-la e mostra-la como viver de verdade.

“Mas a diferença entre saber e ver pessoalmente é a diferença entre sonhar que está voando e voar de verdade.”

Será que Maddy escolherá viver na proteção ou sair da bolha para amar e aprender? Juro, que li esse livro em menos de 3 horas em um dia (no mesmo dia que terminei de ler o livro da Sara Maclean) e ao lê-lo não conseguia parar. Me apaixonei tão discretamente, tao rapidamente e de forma tao envolvente, que não queria larga-lo nem quando finalizei a leitura.Fiquei abraçada e sorri sozinha.

A edição da Arqueiro é maravilhosaaa! Essa capa é linda demais e dentro do livro tem várias ilustrações dos personagens da história, fichas clínicas, registros médicos, ilustrações da Maddy.. 

As páginas fluem sem que o leitor perceba. Uma leitura rápida e com capítulos curtos, já que o livro é narrado em primeira pessoa por Maddy. A escrita de Nicola Yoon é gostosa demais, surpreendente  e provocou grandes reflexões. Em todos os momentos fazemos escolhas, talvez pensamos ou não nas consequências. Mas, a vida pode trazer experiências poderosas e avassaladoras, só depende de nós.

“O tempo passa em amba as direções - para frente e para trás - e o que acontece aqui e agora muda o que passou e o que ainda virá.”

Ps:  A adaptação do livro estreará em junho no Brasil. Levanta a mão quem estará na estreia? :)

                 

                                       Nota: ★★★★ 


divulgar

comentar


Comentário(s) pelo Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário