• Cinema
  • Inspiração
  • Leitura
  • Música
  • Playlist
  • Resenha
  • Série
  • Texto
  • Vídeo
03 janeiro 2018

Resenha: Caraval #1, Stephanie Garber


Título: Caraval
Autora: Stephanie Garber
Editora: Novo Conceito
Páginas: 400
Ano: 2017
Sinopse
Scarlett nunca saiu da pequena ilha onde ela e sua irmã, Donatella, vivem com seu cruel e poderoso pai, o Governador Dragna. Desde criança, Scarlett sonha em conhecer o Mestre Lenda do Caraval, e por isso chegou a escrever cartas a ele, mas nunca obtivera resposta. Agora, já crescida e temerosa do pai, ela está de casamento marcado com um misterioso conde, e certamente não terá mais a chance de encontrar Lenda e sua trupe, mas isso não a impede de escrever uma carta de despedida a ele.
Dessa vez o convite para participar do Caraval finalmente chega à Scarlett. No entanto, aceitá-los está fora de cogitação, Scarlett não pretende desobedecer ao pai. Sendo assim, Donattela, com a ajuda de um misterioso marinheiro, sequestra e leva Scarlett para o espetáculo. Mas, assim que chegam, Donattela desaparece, e Scarlett precisa encontrá-la o mais rápido possível.
O Caraval é um jogo elaborado, que precisa de toda a astúcia dos participantes. Será que Scarlett saberá jogar? Ela tem apenas cinco dias para encontrar sua irmã e vencer esta jornada.
  
 Caraval  é o primeiro livro da duologia de Stephanie Garber, que contará a história de Scarlett e sua irmã, Tella. As irmãs vivem em Trista com seu pai, o Governador Dragna, um pai cruel.As meninas sonham em fugir da ilha e viverem com liberdade. Elas cresceram escutando historias sobre o Mestre Lenda do Caraval, um jogo de magia que a trupe levava por onde eles passavam.

Desde pequena,  Scarlett escrevia cartas ao Mestre Lenda pedindo que ele fizesse um evento em Trisda, todavia, ela nunca teve resposta. Até o dia em que ela está a poucas semanas de se casar e decide escrever seu ultimo pedido. Dessa vez, seu desejo é atendido e Lenda encaminha três convites à Scarlett para o próximo evento.O jogo durará cinco dias e o vencedor terá um desejo realizado. Porém, a garota não esperava que isso poderia ser um pesadelo. Ela terá 5 dias para encontrar sua irmã e desvendar esse jogo perigoso.
"O que quer que tenha ouvido sobre o Caraval, não se compara à realidade. É mais do que só um jogo ou apresentação. É a coisa mais parecida com magia que você verá neste mundo."


Desde o lançamento pela Editora Novo Conceito, eu estava enlouquecida pela premissa do livro e sua capa fantástica. Assim, criei grandes expectativas de uma história mágica e instigante. No inicio, a leitura me intrigou e depois me entediou , e posteriormente, voltou a ser um quebra-cabeças para mim.Algumas peças se encaixavam, outras não.

Algumas coisas me incomodaram na trama:o mal desenvolvimento da magia de Caraval , algumas cenas que parecem que paramos de vez na historia e nada anda;as mentiras, a rapidez dos acontecimentos, a previsibilidade de alguns fatos, as muitas reviravoltas.

Confesso a vocês que esperei muito e minhas expectativas não foram atendidas. Todavia, nas ultimas 100 páginas, a fantasia começa a me intrigar novamente e terminei a leitura pensando: nada foi o que eu pensei e fui enganada pela maior parte do tempo.

"Os sonhos que se realizam podem ser belos, mas também podem se tornar pesadelos quando as pessoas não acordam."

Quanto aos personagens, Scarlett se mostrou independente e forte, apesar de suas atitudes serem contraditórias. Julian foi meu personagem favorito: esperto, tentador e me deixou surpresa em várias cenas. Assim como, Tella,  irmã da protagonista, uma garota que vai dispensar comentários ao final da leitura.

 Caraval apesar de suas falhas de escrita, é uma fantasia interessante, instigante e duvidosa, afinal, não se pode confiar em ninguém. O livro poderia ter sido melhor, apostando em um jogo mais difícil, apresentando o cenário anterior da protagonista. Mas, talvez essa tenha sido a intenção da autora: preparar o leitor para o jogo e depois, quem sabe, revelar as suas proezas. O epilogo me deixou extremamente curiosa pela continuação, já que temos muitas perguntas não respondidas e um acontecimentos inesperados e surpreendentes no final do enredo. Espero ansiosamente pela continuação de Caraval .


Se você queria um convite para esse quebra-cabeças, aqui está. Entre no jogo, desvende seus segredos e descubra que as vezes nada é real e tudo ainda é.Recomendo a leitura de Caraval  e lembre-se que não é apenas um jogo. 


Nota:★(4/5)


divulgar

comentar


Comentário(s) pelo Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário