• Cinema
  • Inspiração
  • Leitura
  • Música
  • Playlist
  • Resenha
  • Série
  • Texto
  • Vídeo
06 julho 2018

Resenha:Pequenos incêndios por toda parte, Celeste NG


 

📖 Pequenos incêndios por toda parte | @pronounced_ing | @intrinseca | 5/5🍿
A casa da família Richardson foi incendiada. E, parece que tudo começou aos poucos: com pequenos incêndios por toda parte. Porém, isso não é de agora, começou bem antes. Mia e Pearl moram há pouco tempo em Shaker Heights, e depois Izzy nasceu. Ou será que tudo começou quando um bebê foi abandonado na porta de um quartel do corpo de bombeiros?

Tudo em Shaker Heights parece perfeito.Porém,  quando a artista Mia e sua filha, Pearl , se mudam para a cidade, os moradores ficam inquietos com sua chegada, principalmente, a jornalista Elena Richardson que, gosta das regras que regem a cidade. Com sua rotina nômade e contrastante, mae e filha se tornam inquilinas dos Richardson. Logo, os 4 filhos do casal se encantam pelas duas. Todavia, o passado de Mia pode desestruturar a ordem da cidade.

"Lembre-se, às vezes, é preciso queimar tudo e recomeçar. Depois de queimar, o solo fica mais rico e coisas novas podem crescer ali. As pessoas também são assim, sabe? Elas recomeçam."

Essa foi minha primeira experiência com a Celeste Ng e confesso que foi como ler uma prosa metafórica, já que pequenas faíscas podem causar desastres maiores.A autora analisa os moradores da cidade, seus interesses e conflitos, ou seja, tudo o que levou ao incêndio.

Através de diferentes pontos de vista, Celeste Ng também retrata a questão da maternidade: se é simplesmente biológico ou amor? O que significa ser mãe?

A narrativa da Celeste Ng é fluida, precisa, expondo temas que te fazem refletir ao mostrar os dois lados de uma mesma história.E apesar de ser lento e descritivo, não me cansou nenhum pouco, me instigando a ler cada vez mais.

 Um paradoxo que explora a maternidade em toda a sua complexidade. Mistério, grandes revelações e uma metáfora que aos poucos, vai crescendo, se alastrando por toda a parte e destruindo o que está pela frente.




divulgar

comentar


Comentário(s) pelo Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário