• Cinema
  • Inspiração
  • Leitura
  • Música
  • Playlist
  • Resenha
  • Série
  • Texto
  • Vídeo
18 março 2014

Do amor que quero esquecer

 Por Bia Leite e Felipe Sena                               

   De mim você já teve todo o amor. Toda devoção e admiração. Te amei muito, te amei além do que poderia suportar. Agüentei teus defeitos, ciúmes, teus abandonos. Suportei sua falta de compressão e paciência.
  Sua loura me matava, não me deixava espaço e nem o ar me permitia respirar. Sua cara de santa me enganou. Nunca fui real pra você, sempre achou que vivíamos um dos seus contos loucos e felizes, mas não. odeio o cheiro que deixou impregnado no meu quarto.
  Meu coração cansou de te amar. Chegou a hora de deixar você de aventurar na vida com seus amigos. Tirar você dos meus pensamentos e deixar outro alguém viver tudo o que um dia quis com você. Desejo que esse alguém seja forte e paciente, que seu amor supere todo o sua raiva ou mais de uma briga. Eu andei do seu lado por muito tempo. Te conheço mais do que qualquer um e sei que sempre me deixou em segundo plano, pisando meus sonhos e sentimentos.
  Será que nunca fui bom? Será que ainda não sou o batuque do seu coração? Odeio pensar que estarei sem você, idiota que amei nunca percebeu que tudo era só você. Bem, até melhor me livrar de tudo, me livrar de você é da sua felicidade marcada na página 10 com um velho cartão que escrevi quando pensei que você me amava.
  Você nunca me escolheu. Se é que um dia me amou. Ao menos respeite meu sentimento, carinho e paciência que dediquei por anos a você. Acreditei que o amor era maior que tudo e todos, mas descobri que na dor ele se supera. Fiquei cega e não vi seus erros. Terminei esse sentimento, antes que você acabasse as lembranças boas que tivemos juntos.
  Odeio ainda te amar tanto, que nem tem espaço pra te odiar. Odeio lembra o quando o teu sorriso é lindo. Odeio teus lindos pés e teus perfeitos joelhos, odeio como me acalma e me faz sentir como se tudo valesse a pena. Odeio ainda te amar.Difícil é continuar pensando em você, mesmo sem querer.      
    Não adianta mais voltar atrás. O tempo não perdoa e eu não perdôo mais. É uma despedida sem volta de tudo o que eu sinto por você. Coloquei aquela Plaquinha "fechado"no meu coração. Vou dar um tempo de tudo o que possa vim me magoar. 
  Não preciso mais ficar implorando por seus abraços. Não preciso dizer que te amo para ganhar um beijo seu. Voce devia ter me esquecido. Nunca me provou o seu amor. Palavras ditas não são melhores que ações e gestos. Conforme-se , você nunca vai achar alguém que te amou a esse ponto como eu. Me esqueça, porque eu vou fingir que já te esqueci .


divulgar

comentar


Comentário(s) pelo Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário