• Cinema
  • Inspiração
  • Leitura
  • Música
  • Playlist
  • Resenha
  • Série
  • Texto
  • Vídeo
20 março 2014

Eu me sinto





Quando você fechou a porta, senti a necessidade de desabar. Isso já faz alguns dias, mas ainda não consigo respirar. As lágrimas transbordavam dos meus olhos. Meu coração era tão pesado quanto toda a casa .O mundo não me interessava. Sorrir estava fora de questão.
    Eu não tinha mais motivo para encarar as pessoas, nem me arrumar para dar uma volta por ai. Meu guarda roupa andava fechado há algum tempo, mas seu espaço ainda estava lá. Acordava sem vontade de ver o sol dar sua luz. Precisava de xícaras de café para meu animo, se é que posso chamá-lo assim, dar o ar da graça.
   Sozinha, no chão da sala, eu pensava o que tinha dado errado. Se foi porque eu precisava de você demais para respirar ou porque não te deixava fazer o mesmo. Com os olhos fechados, resgatei da lembrança os bons momentos, a nossa primeira vez, quando te ajudei nas complicações da sua vida.
    Sabe, eu sempre estive lá. Eu sempre deixava meus problemas de lado para resolver os seus. Eu te entendia e te compreendia. Você que devia ter sido mais desde jeito comigo. Mas eu ainda te sentia aqui, ainda queria seu abraço protetor, seus cafunés nas minhas noites mais cansativas.
    Eu me sinto tão vazia. Minha pele ficou mais clara e fria. Não tenho o calor do teu corpo para me aquecer. Não consigo fazer nada dar certo, já que era você que dava aquele empurrão. Eu te encontrei uma vez e já sabia que precisaria te ver mais e mais.        
     Mas não sabia que sacrificaria tanto minhas coisinhas de menina. Não sabia que sua sintonia era tão fraca. Sua voz e suas palavras me prendiam, mas agora preciso que me deixes subir a superfície para respirar. Preciso recuperar as forças para crescer como uma criança e levantar depois da dor ao cair. Não derramarei mais lágrimas na chuva, me molharei nela e te esquecerei, como já devia ter feito a algum tempo atrás .


divulgar

comentar


Comentário(s) pelo Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário